Home / Natureza / Exemplos de Ecossistemas Naturais

Exemplos de Ecossistemas Naturais

Calcula-se que a vida como a conhecemos – ou seja, seres orgânicos formados pelo complexo químico CHON (carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio) com capacidade de se autorreplicar – tenham surgido a aproximadamente 3,5 bilhões de anos, 1 bilhão de anos depois do surgimento da Terra.

Todo o Poder da Criação

Desde então se iniciou o processo de irradiação da vida, primeiro com os seres unicelulares e arqueobactérias que viviam nos caldos primordiais do oceano primitivo, passando pelas bactérias “modernas”, seguindo os unicelulares eucariotos como os protozoários, e alcançando os reinos biológicos pluricelulares como os animais, os vegetais e os fungos.

Os 3,5 bilhões de anos desde o surgimento da vida é uma quantidade de tempo quase infinita para a nossa escala humana, cuja a expectativa de vida alcança em média 79 anos (no nosso país e se você for mulher, 72 se se você for homem), não dando a noção o quão maravilhoso e complexo é a natureza – a não ser por meios científicos e tecnológicos, que infelizmente muitos destes estão inacessíveis a pessoas comuns.

Todo esse tempo que passou proporcionou a fixação de grandes ecossistemas no nosso planeta, em diferentes áreas, com diferentes condições climáticas e geomorfológicas, assim como também são diferentes os perfis ambientais e ecológicos que os compõem, principalmente na questão da fauna, seguido pela flora.

Floresta Amazônica
Floresta Amazônica

Aliás, o próprio termo ecossistema pode ser diferentemente empregado conforme o contexto: podemos pensar em um grande bioma como a Floresta Amazônica ou a Cerrado com suas florestas, animais e seres microscópios; ao mesmo tempo um lagoa dentro destas florestas pode ser um ecossistema, ou ainda cada ser humano (ou outro animal, ou planta) também pode ser chamado de ecossistema, já que tanto o lago como os organismos individuais são uma composição de diferentes espécies e populações de micro-organismos, no caso da nossa espécie as nossas células interagindo como a nossa microbiota, entre outros existentes vírus, protozoários, fungos e ainda alguns invertebrados (considere que o Brasil possui alta prevalência de infecções por asquelmintos).

Do Átomo ao Ecossistema

Para entendermos o significado de ecossistema, resgata-se a antiga concepção que se aprende nas aulas de ciências do ensino fundamental: o nível de hierarquia organizacional que se constituí a complexidade orgânica.

A ordem hierárquica é assim definida, do menor para o maior conforme a estrutura:  átomo -> molécula -> organela -> célula -> tecido -> órgão -> sistema -> organismo -> espécie -> população -> comunidade -> ecossistema -> biosfera.

O ecossistema se localiza como o penúltimo maior na escala, abrangendo assim todas as composições anteriores, só ficando atrás de grande e volumosa malha orgânica presente na superfície do nosso planeta: a biosfera (também chamada de Gaia, ou o termo pop: mãe-natureza).

Assim, o conceito ecológico de ecossistemas é o conjunto das comunidades de seres vivos, estas que são os conjuntos das populações, e estas que são os conjuntos das espécies, e assim sucessivamente até chegarmos na microescala das moléculas e dos átomos (abaixo disso já é problema da Física).

Como dito, um organismo de um humano, ou outro animal ou planta superior, também pode ser chamado de ecossistema, já que engloba comunidades de diferentes micro-organismos, entretanto para efeitos didáticos apenas os biomas serão considerados aqui.

Complicando um Pouquinho: os Ecossistemas Artificiais

Se podemos caracterizar um ecossistema desde de uma grande floresta, ou um lago dentro dessa floresta, ou ainda um animal ou planta dentro desse lago, a palavra também pode ser utilizada não apenas para estas composições naturais mas também para entidades artificiais, ou seja: quando se tem presença da mão humana.

Seja pela modificação parcial ambiental, ou ainda total substituição, o ser humano é caracterizado por maneja o seu meio visando a sua sobrevivência, muitas vezes nesse processo indo além do custo-benefício que a natureza consegue repor, deixando assim sua ganancia financeira e mercadológica vencer, apenas para resultados a curto prazo.

Dado o exemplo do rio como um ecossistema natural, um rio altamente poluído pode configurar um ecossistema artificial, já que com o aumento de resíduos e dejetos industriais proporcionados pela mão humana altera radicalmente o ecossistema, diminuindo a sua diversidade de animais e plantas aquáticas, assim como a comunidade bacteriana local, esta sendo substituída por bactérias anaeróbicas e outros poucos peixes e plantas que conseguem suportar tal condição fisiológica de uma água altamente poluída.

Outro exemplo de ecossistema artificial são as grandes cidades: apesar de apresentar nem ao menos uma pequena parcela da biodiversidade de uma floresta, a quantidade de animais presentes é extremamente alta: seja os animais seres humanos, ou ainda outras espécies que vivem sinantrópicamente conosco, muitos destes parasitas e vetores de doenças humanas, como os ratos, mosquitos, baratas, pombos, e tantos outros vírus e bactérias que nos infectam continuamente.

Imagine como é o esgoto de uma grande cidade como São Paulo, compostos por galerias pluviais e rios subterrâneos: a quantidade de ratos, baratas, bactérias, vírus e outras entidades orgânicas podem ser maior em quantidade do que muitos ecossistemas naturais (frisando de novo: em quantidade apenas, já que em biodiversidade não há comparação).

Por assim, um ecossistema além de não ser limitado ao um bioma ou uma grande floresta, ele não necessariamente tem que ser algo natural, sem a influência do ser humano.

Brasil: País Continental e com o Maior Ecossistema do Mundo

Considerando os biomas como exemplos de ecossistemas naturais, seguem alguns exemplos presentes aqui do nosso país.

Começamos sempre com o maior bioma tropical do mundo, que abrange a maior biodiversidade do planeta (com apenas menos da metade identificada): a floresta Amazônica, a maior floresta úmida do planeta, caracteriza por suas enormes e faraônicas árvores centenárias (como a castanheiras e a cerejeira), além de possuir o maior rio do mundo, o rio Amazônas.

Outra importante floresta tropical no nosso país é a mata Atlântica: diferentemente da Amazônia, ela já foi extremamente desmatada, restado poucos fragmentos na costa brasileira, deixando assim de ser um ecossistema natural e passando a ser substituída por cidades e outros ecossistema artificiais.

O Pantanal também é um importante ecossistema natural no nosso país, com características semelhantes às das florestas úmidas, com cheias dos rios determinando a dinâmica ecológica da região, assim como também é gradativamente substituída por estabelecimentos humanos (principalmente para os estabelecimentos rurais e agropecuária).

Mais seco e com elevados intervalos (ou mesmo ausência) de chuvas, temos a Caatinga: presente na região nordeste do nosso país, este bioma foi o que mais apresentou dificuldade para ser modificados pelas mãos humanas, devido ao seu escasso regime de chuvas, e ausência de grandes rios para serem usados como transporte e subsistência.

O Cerrado é o segundo dos maiores ecossistemas naturais e que ocupa a maior área geográfica do nosso país, sendo intermediário entre a floresta úmida e a caatinga, também possui grande parte de suas florestas reduzidas e transformadas em áreas urbanas e estabelecimentos rurais.

Por fim, ao sul temos os pampas: bem diferente das florestas tropicais úmidas este ecossistema abrange vegetações de pequeno porte e grandes campos de gramíneas, sendo um bom ecossistema natural para a implementação de cultura de gado.

Também existem muitos outros tipos de ecossistemas naturais não localizados em nosso território, desde os desertos e sua baixíssima biodiversidade, até os biomas típicos de áreas polares, como a taiga e a tundra.

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *