Home / Animais / Qual a Diferença de Bivalves e Cefalópodes?

Qual a Diferença de Bivalves e Cefalópodes?

Os bivalves pertencem a um grupamento taxonômico (classe Bivalvia) composto por cerca de 8.000 espécies (ou até 15.000, em algumas literaturas), dentre as quais alguns dos representantes famosos incluem as conchas, mexilhões, conquilhas e amêijoas. Em relação aos cefalópodes (classe Cephalopoda), estes possuem cerca 800 espécies, sendo que os representantes mais famosos os polvos, as lulas, os chocos e os náutilos.

Tanto os cefalópodes quanto os bivalves pertencem ao filo dos moluscos (Mollusca).

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre essas duas classes taxonômicas distintas.

Afinal, qual a diferença entre bivalves e cefalópodes?

Suas Classificações
Suas Classificações

Venha conosco e descubra.

Boa leitura.

Filo Mollusca

Os moluscos representam um grande filo de animais invertebrados de hábitos terrestres ou aquáticos (água doce ou salgada). Em termos de quantitativo e diversidade das espécies, é o segundo maior filo – perdendo apenas para o filo dos artrópodes.

Ao todo, há mais de 100.000 espécies conhecidas.

Em linhas gerais, o corpo é mole e não-segmentado. A simetria é bilateral.

Grande parte dos moluscos recebe a denominação popular de frutos do mar.

De acordo com os registros fósseis, tal filo teria surgido a cerca de 500 milhões de anos atrás (no período Pré-cambriano).

A maioria dos moluscos possui concha (embora esta estrutura possa ser muito pequena e até mesmo ausente nos polvos). A concha é formada por carbonato de Cálcio e é secretada pelo manto.

Esta concha pode estar presente em formatos peculiares. Na classe, Scaphopoda, por exemplo, ela está presente em forma de “dente de elefante”. Já na classe Gastropoda, ela apresenta conformação espiralizada.

Considera-se que os únicos moluscos que não possuem oficialmente a concha seriam os indivíduos pertencentes à classe Aplacophora.

Moluscos contam com um sistema digestivo completo, dessa forma, o fluxo de alimento ocorre de forma unidirecional.

Bivalvia: Subclasses e Ordens Taxonômicas

A classe Bivalvia conta com a presença de 5 subclasses. No caso, a subclasse Proctobranquia, a subclasse Pteriomorphia, a subclasse Paleoheterodonta, a subclasse Heterodonta, e a subclasse Anomalosdesmata.

Na Proctobranquia, estão inclusas as ordens Solemyoida e Nuculoida.

Alguns bivalves da subclasse Pteriomorphia possuem capacidade de ligação ao substrato- através do bisso. Nesta subclasse, estão inclusas as ordens Arcoida, Mytiloida e Pterioida.  A ordem Mytiloida contém uma única família taxonômica (Mytilidae), a qual contém uma grande diversidade de mexilhões marinhos e um total de 32 gêneros.

A subclasse Paleoheterodonta possui as ordens Trigoinoida e Unionoida. A ordem Unionoida inclui os maiores mexilhões de água doce do planeta. Quando esses mexilhões estão em estágio larvar, podem até mesmo parasitar certos peixes.

A subclasse Heterodonta abrange as ordens Veneroida, Myoida e Hippuritoida A ordem Veneroida é formada por cerca de 11 famílias e contém as ameijoas e berbigões.

E por fim, a subclasse Anomalosdemata, a qual contém a ordem Pholadomyoida.

Cephalopoda: Subclasses e Ordens Taxonômicas

A classe Cephalopoda possui 3 subclasses: a Nautiloidea, a Ammonoidea (sendo esta já extinta), e a Coleoidea.

Na subclasse Nautiloidea, estão presentes a ordem Nautilus (caracterizada por moluscos do Indo-Pacífico com a concha externa calcária); e a ordem Bacritida (já extinta).

A subclasse Coleoidea possui duas superordens, são elas a Decapodiformes e a Octopodiformes. Na superordem Decapodiformes, estão as ordens Spirulida, Sepiida (a qual abrange moluscos chamados de chocos), Sepiolida e Teuthoidea (na qual está presente a lula). Por sua vez, na superordem Octopodiformes, estão presentes as ordens Vampyromorphida (a qual compreende a peculiar e raríssima “lula-vampiro”) e Octopoda (ordem que contém os polvos).

Qual a Diferença de Bivalves e Cefalópodes?

A diferença mais óbvia é que os bivalves possuem duas ‘conchas’ ou valvas- característica que não é encontrada no grupamento dos cefalópodes, o qual conta até mesmo com espécies sem a presença de nenhuma concha (nem mesmo interna). Considerado o lado dos cefalópodes, a presença dos braços é outro fator marcante e característico da classe.

Os bivalves também são os únicos moluscos que não possuem rádula (estrutura raspadora muito útil na alimentação). Eles são os únicos animais filtradores de seu filo (isto é, alimentam-se de micropartículas de alimento/ matéria orgânica em suspensão na água).

Quase todos os moluscos (dentre eles, os bivalves) contam com sistema circulatório aberto, ou seja, o sangue sai e retorna aos vasos. Porém, este mecanismo não ocorre com alguns cefalópodes específicos, como é o caso do polvo e da lula.

Os cefalópodes também apresentam outra característica que os diferencia dos demais moluscos: geralmente, estes animais se reproduzem apenas uma vez na vida- morrendo após a fecundação.

Classe Cephalopoda-Ordem Octopoda

Os polvos são moluscos cuja característica mais marcante é a presença de  braços fortes em torna da boca. Estes braços também contam com a presença de ventosas.

Além dos 8 braços, também há 2 tentáculos.

Uma modalidade de defesa bastante empregada por estes animais é o lançamento de tinta. As cores mais frequentes de pigmentos são o amarelo, laranja, marrom, preto e vermelho. Geralmente, a maioria das espécies possui 3 colorações de pigmentos, embora também seja possível encontrar indivíduos com 2 ou 4. Essa “nuvem de tinta” também possui cheiro e, dessa forma, é bastante eficaz para distrair predadores que também dependem do olfato- como é o caso do tubarão.

Classe Cephalopoda
Classe Cephalopoda

A mudança na coloração do corpo também é um mecanismo de defesa importante (ou seja, a camuflagem). Tal mudança de coloração ocorre em decorrência da presença de cromatóforos. Em alguns casos, esta mudança serve para alertar outros polvos sobre a presença de predadores.

Outra modalidade de defesa bastante curiosa é a autotomia dos braços, mecanismo que ocorre com a cauda das lagartixas. Dessa forma, os braços podem se desprender para distrair possíveis predadores.

Os polvos possuem alimentação carnívora, estando inclusos na dieta, crustáceos, peixes e outros invertebrados.

Em termos de comportamento reprodutivo, o acasalamento é um ‘ritual’ que pode durar muitas horas ou até mesmo dias. Acredita-se que, quando a fêmea está pronta para a fecundação, ela libera um feromônio sexual- substância que, curiosamente, também previne o parceiro de devorá-la.

Classe Bivalvia – Ordem Unionoida

Nesta ordem, estão presentes os mexilhões de água-doce (dentre eles, a espécie Margaritifera margaritifera). Ao todo, são aproximadamente 900 espécies, sendo 300 de mexilhões de água doce. Possuem conchas geralmente alongadas, com duas partes equivalentes que se articulam entre si. Também apresentam pé muscular capaz de realizar movimentos lentos, bem como enterrar-se em substratos no fundo dos rios.

*

Depois de conhecer um pouco mais sobre os bivalves e cefalópodes, bem como sobre as diferenças entre eles; nossa equipe o convida a pegar uma xícara de café para continuar por aqui conosco e explorar melhor esse espaço.

Aqui no site é possível encontrar muito material nas áreas de zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Britannica Escola. Bivalve. Disponível em: < https://escola.britannica.com.br/artigo/bivalve/480798>;

Fiocruz. Moluscos. Disponível em: < http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/moluscos.htm>;

FMCS- Freshwater Mollusk Conservation Society. Freshwater Mollusks are important. Disponível em: < https://molluskconservation.org/>;

GABALDO, K. A. Infoescola. Moluscos. Disponível em: < https://www.infoescola.com/biologia/moluscos-mollusca/>;

Wikipédia. Polvo. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Polvo>;

Veja também

Tudo Sobre a Raposa Prateada: Características e Nome Científico

A raposa-prateada é um animal extremamente raro e até mesmo associado à crenças místicas. Na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *