Home / Natureza / Substrato Para Orquídea: Composição

Substrato Para Orquídea: Composição

O substrato de uma orquídea é o passo principal para fazer com que a mesma cresça e se desenvolva por completo, dando flores grandes e desabrochando plenamente.

A composição do substrato, às vezes, varia de criador para criador, mas na maioria dessas vezes, todos seguem alguns padrões ideais para montar o substrato para orquídea.

A composição do substrato deve seguir medidas e padrões para que a planta se fixe e consuma corretamente os nutrientes proporcionados pela montagem do substrato.

Acompanhe aqui dicas valiosas para você montar e compor seu substrato de orquídeas.

Aproveite e veja outros artigos de extrema importância em relação às orquídeas:

Como Compor Substrato Caseiro Para Orquídeas Ideal

O substrato para a orquídea deve ser bem distribuído e misturado, onde todos os ingredientes precisam estar homogêneos para poder fazer uma retenção de água o suficiente e liberar o excesso da mesma.

Os ingredientes ideais para que um substrato seja de muito eficácia, exige casca e fibra de coco com carvão lavado, pinos em lascas, musgo e isopor.

Todos os ingredientes devem ser misturados em um lugar plano, e não dentro do vaso, pois assim não mistura bem. O isopor deve ser quebrado em pedaços pequenos, pois eles darão equilíbrio para a planta e também assentarão o resto do substrato, deixando espaços para a água escoar.

O carvão será responsável pela retenção de água, por isso é aconselhável nunca ficar regando o substrato, pois na primeira rega o carvão mantem a água por bastante tempo ainda.

A orquídea precisa ficar garrada no substrato, isto é, precisa estar firme ao ponto de poder ser puxada e não sair do vaso.

Os ingredientes para o substrato precisam ser limpos, pois qualquer possível bactéria ou fungo irá comprometer completamente o desenvolvimento da orquídea.

Comprar Ou Fazer a Composição do Substrato Para Orquídea? Qual É A Melhor Forma?

O substrato comprado e substrato feito manualmente são os mesmos.

O que conta é a dedicação em se fazer manualmente, caso não haja a oportunidade de comprar um substrato feito.

A maioria das pessoas que cuidam de orquídeas, preferem fazer o próprio substrato, pois confiam mais em seus ingredientes e métodos.

Por outro lado, algumas pessoas não têm tempo de preparar o substrato de orquídea ideal, e por isso preferem comprar um que já venha feito.

Um substrato feito deve conter as informações de todos os ingredientes contidos na mesma, como o tipo de carvão, se já está com adubo, e se o mesmo é orgânico ou industrial, sua possível fórmula e se for orgânico, é necessário apresentar todos os componentes.

É possível comprar um substrato já feito, mas geralmente apenas os ingredientes são vendidos. Em algumas lojas, é possível pedir para que os profissionais montem o substrato da forma que o cliente preferir.

Além do substrato, é possível comprar outros itens interessantes para garantir o desempenho da orquídea, como repelentes naturais, adubos industriais e orgânicos, além de líquidos que promovem o rápido crescimento do broto da orquídea, assim como o desenvolvimento dos pseudobulbos.

Adubo Industrial ou Adubo Orgânico: Qual é o Melhor Para a Composição do Substrato?

O adubo industrial e o adubo orgânico são ambos eficazes, mas existe alguns detalhes importantes para seus usos.

Para orquidófilos experientes, é preferível que preparem seus próprios adubos orgânicos, com composições únicas, tal como farinha de osso de peixe, ou pó de casca de coco.

Entretanto, o item mais comprado em lojas de plantas é o adubo industrial formulado, que já vem com uma fórmula própria para orquídeas, com todos os componentes ideais para garantir o excelente desempenho da orquídea.

Agora, se você deseja fazer um adubo orgânico para sua orquídea, confira os seguintes passos:

  1. Cascas de ovos
  2. Talco
  3. Canela em pó
  4. Pó de rocha
  5. Farinha de mamona *
  6. Farinha de osso
  7. 700 ml de água

Com esses ingredientes em mãos, siga os passos:

  1. Bata as cascas de ovos no liquidificador até virar pó e o separe.
  2. Misture todos os outros ingrediente na água e bata no liquidificador.

* A farinha de mamona é tóxica para animais, então se você tiver animais em casa é melhor não usar na receita.

Depois do líquido batido, é necessário coar para tirar a parte sólida, que pode ser distribuída em locais amplos, pois é altamente concentrada.

O líquido também é muito concentrado, por isso o adubo líquido precisa ser diluído em água. Para cada xícara de adubo líquido, deve conter 10 xícaras de água.

Portanto, tanto o adubo industrial quanto o orgânico são ideais para o substrato da sua orquídea.

Informações Importantes Sobre a Composição do Substrato Para Orquídeas

Uma orquídea não pode conter substrato molhado, pois isso apodrece a raiz da planta.

Para que uma orquídea cresça plenamente sem nenhum problema, é necessário nunca exagerar em qualquer tipo de dosagem, seja na água na hora de regar, seja na hora da adubação.

Muitas pessoas matam as orquídeas por excesso de adubação e de umidade, portanto, controle bem esses aspectos.

Muita atenção com o vaso em que você está colocando o substrato. Lembre-se que o vaso precisa ser furado em várias partes para que água possa sair.

Um solo encharcado faz com que a água detenha o oxigênio do solo, sufocando a planta.

Os adubos líquidos são mais indicados pelo fato de que podem ser esguichados na planta, promovendo assim uma proteção contra insetos, fungos e bactérias.

A canela em pó, por exemplo, é um importante antifúngico e bactericida que irá prevenir a planta de vários problemas com as flores, bulbos, caule s e folhas da planta.

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *