Home / Animais / Comportamento do Buldogue, Hábitos e Modo de Vida

Comportamento do Buldogue, Hábitos e Modo de Vida

Os buldogues são cães inicialmente criados para lutar com touros. São conhecidos pelo tradicional focinho achatado e largo, com uma curvatura que imita uma expressão ‘rabugenta’.

A raça é originária da Inglaterra, sendo que os indivíduos existentes hoje em dia são considerados uma adaptação de seus ancestrais presentes no século XVIII. O buldogue atual é mais baixo, possui peito mais largo e focinho achatado (famoso progmatismo). Em relação ao focinho, acredita-se que esta nova característica seja decorrente do cruzamento com pugs.

Neste artigo, você conhecerá algumas curiosidades sobre a raça, em especial um pouco sobre o seu comportamento, hábitos e modo de vida.

Caso você tenha interesse em adotar um cão buldogue e deseja conhecer um pouco mais sobre o seu universo, aqui é o seu lugar.

Pegue o seu café e desfrute da leitura.

Características Físicas do Buldogue

A altura destes cães ao nível da cernelha (estrutura equivalente ao ‘ombro’) é 31 a 40 centímetros. Os machos podem apresentar um peso médio de 25 quilos; para as fêmeas, este valor é bem aproximado (no caso, 23 quilos).

O pêlo possui textura fina; sendo considerado curto, fechado e liso. A coloração desta pelagem pode ser unicolor ou smut, assim como tigrado, fulvo, branco, malhado e marrom claro.

Buldogue Características

A colação “smut” é aquela na qual há uma máscara preta ou focinho preto, com sombreamento na pelagem. Na coloração “malhado”, há combinação do branco com uma das demais cores descritas acima.

Na face, a trufa e as narinas são grandes, largas e sempre na cor preta. São cães cefálicos e, com isso, vulneráveis a uma série de problemas de saúde, principalmente de natureza respiratória.

Comportamento do Buldogue, Hábitos e Modo de Vida

Apesar da fisionomia ‘rabugenta’, o buldogue é brincalhão e carinhoso, sendo excelente inclusive para socializar nas famílias com crianças, uma vez que não apresenta traços de agressividade. O lado negativo de sua personalidade é que possui a tendência de ser preguiçoso, teimoso e agressivo; características que podem ser aliviadas através do adestramento e das caminhadas regulares (as quais também previnem contra problemas respiratórios).

Em relação às caminhadas, estas devem ser evitadas em dias muito quentes e secos, curiosamente em razão da predisposição a problemas respiratórios.

O adestramento pode ser particularmente desafiador, uma vez que esta raça é conhecida como uma das mais inteligentes e possui certa resistência natural à prática.

Mesmo se dando muito bem com os membros da família, é comum que estes cães tenham resistência à presença de outros animais na casa, logo, a sugestão é para que eles sejam acostumados desde filhotes.

Uma curiosidade sobre a raça é que, geralmente em famílias grandes, estes cães elegem um único membro da família como seu favorito e ficam ao seu lado quase que o tempo todo.

A raça possui uma expectativa média de vida de 10 anos.

Problemas de Saúde Frequentes nos Buldogues

As raças braquicefálicas podem apresentar estenose (ou seja, estreitamento) das narinas, e, nesse caso, é necessário realizar correção cirúrgica. Estes cães também possuem a chamada hipoplasia traqueal, a qual consiste em traquéia estreita em pontos específicos. Todavia, esta condição só representa risco, caso o cão precise receber anestesia; logo, recomenda-se anestesia por inalação para cirurgias de castração.

O focinho curto destes cães também dificulta o resfriamento do ar, gerando, muitas vezes, um quadro de superaquecimento. Da mesma forma, podem apresentar energia reduzida para acasalar.

Os olhos dos cães braquicefálicos são bastante proeminentes e, em alguns casos, as pálpebras não conseguem fechar completamente por cima dos olhos, gerando irritação e ressecamento. Estes casos demandam correção cirúrgica.

Cães braquicefálicos também são mais vulneráveis a doenças periodontais do que cães das demais raças, isto ocorre porque a sua arcada de 42 dentes conta com um espaço muito pequeno, fazendo com que estes dentes cresçam mais juntos e em ângulos diferentes (proporcionando o acúmulo de comida nestas áreas).

Buldogue Problemas de Saúde

O buldogue também possui outros problemas de saúde não encontrados na maioria das raças braquiocefálicas. Um destes exemplos é a displasia coxofemoral, ou seja, um problema de encaixe incorreto na articulação do quadril. Problemas articulares nos ombros e joelhos também são frequentes. Em menor frequência, também é possível encontrar acometimentos no cotovelo e patela. Estes problemas articulares podem ser minimizados através de medidas para controle do peso (no caso, atividade física moderada e alimentação balanceada).

As dobras na pele também contribuem para que a espécie seja vulnerável a uma série de dermatites. O ideal é lavar e secar muito bem estes locais, de modo a evitar a proliferação de fungos e bactérias.

Algumas fêmeas da raça podem apresentar dificuldade em realizar parto normal, uma vez que as pernas tortas podem impedir a dilatação óssea e dificultar a passagem dos filhotes.

Buldogues: Curiosidades Adicionais

Em 2014, nos Países Baixos, foi aprovada uma lei que proíbe a criação de cães braquicefálicos. No caso, não proíbe totalmente, mas estabelece que estes devem apresentar o focinho 1/3 acima do comprimento do crânio.; além de outras particularidades sobre a abertura das narinas, pálpebras e etc.

Certas companhias aéreas recusam-se em transportar cães braquicefálicos, em razão do alto risco de óbitos por problemas respiratórios.

Embora a maioria dos buldogues seja do tipo inglês, também existem as raças de buldogue francês, buldogue americano e buldogue campeiro. Todas estas outras raças compartilham a característica do focinho achatado, sendo que o diferencial está basicamente no porte físico e coloração da pelagem. O buldogue campeiro possui porte de médio a grande e olhos menores. O buldogue americano é considerado o maior de todos estes aqui citados.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o buldogue, nossa equipe o convida a continuar conosco para visitar também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Sinta-se á vontade para digitar um tema de sua escolha em nossa lupa de pesquisa. Caso não encontre o tema desejado, você pode sugeri-lo abaixo em nossa caixa de comentários.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Bulldog Club do Brasil. Origens da Raça Bulldog Inglês. Disponível em: < http://www.bulldogclubdobrasil.org/bulldog.asp>;

Dog’s Time.  Bulldogue Inglês. Disponível em: < http://www.dogtimes.com.br/bulldog.htm>;

HANCOCK, D. Churchill’s Mernace: Short Face- Limited life. Disponível em: < http://www.davidhancockondogs.com/archives/archive_729_789/770.html>;

Petlove. Tudo sobre o seu: Buldogue inglês. Disponível em: < https://www.petlove.com.br/buldogue-ingles/r>;

Tudo sobre cachorros. Cães braquicefálicos (focinho achatado). Disponível em: < https://tudosobrecachorros.com.br/caes-braquicefalicos-sem-focinho/>;

Wikipédia. Buldogue. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Buldogue>;

Veja também

Quais os Benefícios do Ovo de Marreca? Para que Serve?

Os marrecos são aves aquáticas pertencentes à família dos Anatídeos. Estas aves produzem uma carne …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *