Home / Plantas / Como Plantar, Cuidar da Planta Gabiroba e Fazer Mudas

Como Plantar, Cuidar da Planta Gabiroba e Fazer Mudas

Você possui algum conhecimento a respeito da fruta em questão? A gabiroba — ou goiaba da serra, guavira ou seja lá qual for o nome que ela recebe em sua região. Nome engraçado, não é mesmo? Mas, infelizmente, nem tudo tem graça. Ela está entre as frutinhas brasileiras que correm o risco de serem extintas! Um patrimônio tão belo está sendo esquecido à ponto de nunca mais existir.

Por este motivo, estamos aqui para informar mais um pouco sobre como é o seu plantio, consumo, cultivo e sua propagação! Tenho certeza de que você não encontrará dificuldades para entender e colocar em prática!

Ficou curioso? Quer ajudar essa plantinha? Então, o primeiro passo é se informar neste artigo tudo o que pode ser feito por nossas mãos. Vamos lá?

Gabiroba? Que Planta É Essa?

Para você que ainda não sabe, a gabiroba é uma planta da família Myrtaceae. Seus parentes próximos são as jabuticabas, pitangas e os jambos. O nome dessa fruta é de origem tupi guarani, que significa “fruto da casca amarga”.

Seus nomes populares são muitos, como por exemplo: guavira, guabiroba, araçá congonha e por aí vai. O primeiro nome citado na lista é o mais comum e é assim que ela é chamada na sua terra natal, o Mato grosso do Sul.

Ela é uma espécie nativa. Está em diversas regiões tropicais e não só na Mata Atlântica (Apesar deste ser o local onde ela é mais abundante). Países como a Argentina e o Uruguai também a possuem. No cerrado ela também está bastante presente. Ela é uma planta bem rústica, sendo que o seu cultivo é feito sob o sol. Nada de sombras para ela!

Dentre todas as espécies de gabirobeira que existem, a Campomanesia xanthocarpa é a que mais de destaca. Isso acontece porque ela possui propriedades naturais muito potentes. E outra, seus benefícios para a saúde agregam um valo inestimável.

A sua propagação para o reflorestamento é altíssima, porém, esta árvore é igualmente procurada por pessoas que desejam coloca-las dentro do paisagismo urbano. Ela está se tornando cada vez mais comum dentro de grandes centros.

Por este e outros motivos pelo qual é muito importante conhecê-las. As espécies nativas da nossa região precisam ser cuidadas. É o nosso dever fazer com que elas não sejam mais ameaçadas de extinção!

Como Plantar, Cuidar Da Planta Gabiroba E Fazer Mudas

Esta planta é muito conhecida no Mato grosso do Sul, de onde é consumida in natura ou através de doces, licores, sucos e compotas. Alguns acham que sua casca possui um gosto amargo, porém, vai de cada um.

Muda de Gabiroba
Muda de Gabiroba

O comércio dessa fruta é bem restrito: Isso acontece porque existem alguns fatores que sempre são levados em conta. Alguns deles são: A dificuldade pós-colheita, o seu transporte dificultoso, pois a fruta é muito frágil, seu armazenamento — que é difícil pelo mesmo motivo anterior, a fragilidade — e a dificuldade da formação de mudas.

Estes são motivos mais do que suficientes para um produtor desistir de utilizá-las para o comércio. Por isso que muitas delas são cultivadas em hortas e quintais de casa.

Para os especialistas, existem dois tipos de árvores: Arbóreas e rasteiras. A primeira atinge até 10 metros de altura e o seu tronco pode ultrapassar os 40 centímetros de largura. A segunda, muito comumente chamada de gabiroba rasteira, é uma planta arbustiva que atinge mais de 1 metro de altura. Além disso, se expande de maneira bem formidável.

Como já dissemos, ela é uma planta rústica. O seu ambiente natural é o serrado, por isso, os seus comportamentos são típicos de uma planta desse terreno.  Um bom exemplo é que elas são altamente resistentes ao frio. E, para finalizar suas qualidades, cultivam bem independente da altitude que estiverem.

Plantio da Gabiroba

Suas sementes são o método pelo qual acontece a propagação. Um detalhe muito importante é que elas não podem esperar muito tempo. A germinação não vai ocorrer se a semente ficar muito tempo ao ar livre. São sementes que não toleram de nenhuma maneira a desidratação. Assim, sua capacidade de germinação se reduz à zero. Não confunda com outras plantas que precisam ter sementes secas para o plantio!

Seus frutos devem ser maduros e saudáveis. Assim que encontrar uma gabirobeira com essas qualidades, extraia o fruto de alguma fruta que pareça ser bem suculenta. Assim que conseguir a semente, plante-a em um subsolo rico em matéria orgânica. Se não tiver não há problema, pois essa planta cresce independente da situação. Mas, quanto melhor for o solo e sua preparação, melhor ela se desenvolve.

A germinação acontece entre 10 e 40 dias.

Tipos de Solo

Tipos de Solo
Tipos de Solo

Outra grande vantagem desta árvore é que ela é muito mais resistente aos períodos onde a chuva não aparece. Por ser uma planta do cerrado, ela consegue se desenvolver sem nenhum prejuízo com pouca água.

Até mesmo nos solos arenosos e pobres de nutrientes, elas conseguem crescer e se desenvolver com maestria.

A única recomendação é que evite local onde acontece encharcamentos. O ponto fraco — ou um dos pontos fracos dessa árvore — é esse que acabou de ser apresentado.

Caso preferir, ela pode ser plantada em um vaso de, aproximadamente, 50 centímetros de altura e com pelo menos 30 centímetros de largura. Para isso, você pode optar por usar terra vermelha, matéria orgânica e areia. Só isso já o bastante.

Colheita

Ela cresce de maneira lenta. Caso queira, pode cobri-la com serragem, mas é uma opção sua. Por volta de 3 anos que os primeiros frutos irão aparecer, sendo que o desenvolvimento mais firme acontece a partir do quarto ano de plantio.

Tome cuidado para que as ervas daninhas não prejudiquem o seu crescimento. Certifique-se de que ela está segura dessas pragas.

Agora que você já conhece algumas dicas, vá agora mesmo colocá-las em prática! A árvore é belíssima, sua beleza e sua ajuda para o meio ambiente são descomunais.

O que achou? Foi útil? Você possui mais alguma dúvida? Faça o seguinte: Deixe nos comentários! Ah, e caso você tenha uma sugestão ou algo que acrescente ainda mais o artigo, você está convidado a apresentar pra gente!

Veja também

Chá de Barbatimão Para Corrimento Vaginal Funciona? Como Fazer?

Muito comum na região do Cerrado do Brasil, o barbatimão (nome científico Stryphnodendron adstringens Mart …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *