Home / Plantas / Guabiroba Crespa: Características, Mudas, Nome Científico e Fotos

Guabiroba Crespa: Características, Mudas, Nome Científico e Fotos

A guabiroba crespa é uma fruta que tem a cor amarela esverdeada. A sua polpa possui um sabor muito doce e suculento. Seu consumo principal é in natura, pegando e comendo. Porém, não é difícil de encontrar pessoas que fazem de sua fruta doces, geleias, compotas, licores, sorvetes e mais uma infinidade de alimentos.

A sua árvore possui uma beleza natural. Suas flores são brancas antes do período de frutificação. Quando ela está na natureza pode alcançar até 12 metros de altura, porém, esse comprimento não é tão comum.

Como árvore nativa, é ótima para ajudar no reflorestamento de zonas que foram degradadas, seja lá qual for o motivo. A sua fruta é especialmente atrativa para os animais, e, por causa disso, ela é uma ótima pedida para ser plantada nessa área. A fauna adora a guabiroba. Essa árvore frutífera é uma das que mais chama atenção dos pássaros e pequenos mamíferos herbívoros.

Outro lado positivo é que elas não possuem nenhuma dificuldade para serem plantadas ou de crescerem. É claro que um solo bem cuidado ajuda muito, mas, caso ela não encontre, isso não será um problema para o seu crescimento. Seja uma terra seca ou encharcada de nutrientes, a gabirobeira irá nascer firme e forte.

As mudas dessa árvore começam a dar os seus primeiros frutos a partir do terceiro ano que ela foi plantada. Ela é bem rústica.

Características da Guabiroba Crespa

Ela é uma espécie nativa, porém, não é endêmica de nosso país. Ela está situada principalmente nos Cerrados e na Mata Atlântica. Como já foi dito, a sua altura é bem mediana.

Não chega a ser rasteira, mas, também, não chega a altura de um pinheiro por exemplo. Seu tronco é ereto e suas caneluras possuem de 30 a 50 centímetros de diâmetro. Sua casca é da cor marrom, fissurada e bastante resistente. Sua copa também é outro atrativo pessoal: Elas são tão bonitas que até servem de planta ornamental.

Suas folhas são simples, sem nada que chame tanto a atenção: Folhas simples, membranáceas, opostas, brilhantes, assimétricas, e suas nervuras ficam na face superior e inferior da planta.

Guabiroba Crespa Características

Apesar de crescer em qualquer solo, elas podem precisar de um cuidado especial para que seja firme e forte. Seu desenvolvimento é rápido, portanto, não precisará gastar muito tempo para ver os resultados de seu crescimento. Ela é resistente ao frio.

Quando uma de suas sementes é extraída, não se deve demorar para fazer o seu plantio. AS sementes são frágeis, a ponto de perder de forma bem rápida a sua capacidade de germinação. A título de curiosidade, um quilo de suas sementes possuem aproximadamente 13.000 unidades.

A fruta é altamente rica em nutrientes, como a proteína, niacina, carboidratos, vitaminas do complexo B e sais minerais. É uma fruta que desperta a fome. Tomando um suco, ou comendo algum doce ou pudim dela, seu apetite irá abrir rapidinho.

Apesar de ter diversos doces de guabiroba, a sua obra mais popular é o licor. Sua frutificação acontece entre os meses de dezembro até o início de maio.

Um Pouco Mais Sobre elas

Segundo as informações e crenças populares, é uma ótima aliada para o tratamento de diarreia. Que bom! Além disso, suas folhas possuem propriedades que fazem com que os músculos relaxem. Um banho de imersão é sensacional para quem precisar de um relaxante muscular.

Suas principais funções estão nos tratamentos gastrointestinais. Além da diarreia, esta planta também se mostra bastante eficaz no tratamento contra gastrite e, um pouco mais além, das úlceras. Lembrando que o uso desses remédios não dispensam um acompanhamento médico!

Elas servem de alimentos para pássaros, pequenos mamíferos, répteis e até alguns peixes se alimentam dessa fruta. Eles são ótimos dispersores da guabiroba. Além do ativismo para a restauração da Mata Atlântica, estes animais são os maiores responsáveis pela disseminação das sementes dessa árvore.

Como Usar a sua Madeira?

Sua madeira não é tão comum: Ela é resistente, levemente pesada, bem rígida e sua durabilidade natural é ótima. Seus usos são diversos: Desde instrumentos musicais até cabos de ferramentas, como martelos e serrotes.

Seu nome é de origem tupi guarani. Ele significa “árvore de casca amarga”. Com essa informação, você já sabe o porquê ela recebeu este nome né?

Um fato interessante sobre as gabirobeiras é que ela vai deixando lascas de seus troncos na medida em que o tempo passa. Com isso, algumas manchas mais claras vão aparecendo em seu tronco, fazendo com que a natureza fique mais bela e sem esforço nenhum do homem. A natureza por si só já faz um ótimo serviço!

E, como já foi dito anteriormente, esta árvore é utilizada na arborização em geral. A sua forma é muito bela, ainda mais quando a primavera chega. Sua copa se enche de pequenas flores brancas. Isso faz com que um clima agradável limpo e uma sensação de limpeza tome conta do local onde ela está inserida.

Além disso, deixa o ambiente muito mais claro. Além de sua beleza, por sua praticidade ela é uma das árvores mais recomendadas quando se refere ao reflorestamento das áreas degradadas.

Como Cultivar

O clima onde ela mais se adapta é o tropical quente. Quanto menor o índice de chuvas, melhor. Além disso, a sua exposição ao sol sempre deve acontecer. Caso não dê, no máximo uma meia-sombra para que ela não fique prejudicada. Sua necessidade de água é moderada e a necessidade de um solo bastante nutrido também não é tão importante.

As sementes devem ser colocadas na terra a partir do momento em que aconteceu a extração direta da fruta. Caso prefira, elas podem ser colocadas em canteiros ou vasos de médio/grande porte. Sua colheita acontece no mês de novembro. Seus frutos podem ser colocados e conservados em sacos plásticos. Locais como refrigeradores, geladeiras e congeladores podem ser utilizados também.

O que você achou dessa árvore? Bem legal, não é? Tenho certeza de que, caso você queira, o plantio em seu quintal será bem simples! O que acha? Tem alguma dúvida? Se sim, pode tirá-la nos comentários!

Veja também

Chá de Barbatimão Para Corrimento Vaginal Funciona? Como Fazer?

Muito comum na região do Cerrado do Brasil, o barbatimão (nome científico Stryphnodendron adstringens Mart …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *