Home / Natureza / Qual é a Diferença de Marisco, Mexilhão, Ostra e Sururu?

Qual é a Diferença de Marisco, Mexilhão, Ostra e Sururu?

Muitas vezes é difícil saber identificar com precisão a diferença que existe entre alguns animais presentes na natureza, principalmente quando se trata de seres marinhos, ainda mais quando todos eles possuem conchas e parecem, na verdade, ser apenas um, tendo algumas diferenças apenas na coloração e em seus tamanhos.

Com pesquisas mais profundas acabamos por descobrir que alguns animais que possuem poucas diferenças, são, na verdade, membros de uma mesma família, deixando apenas as informações fazer a diferença, porque a aparência é muito similar.

É possível ainda observar que alguns seres parecem ser simplesmente a versão menor de um maior, que dá a impressão de que o pequeno ainda está em fase de crescimento, quando, na verdade, são seres totalmente diferentes.

As diferenças de marisco, mexilhão, ostra e sururu são variadas e, além disso, alguns destes seres, apesar de nomes diferentes, são exatamente o mesmo ser vivo.

Portanto, esse artigo tem o propósito de apresentar cada um desses seres e em seguida mostrar suas principais diferenças, pois dessa forma o leitor fica satisfeito com o resultado que está buscando.

Aproveite esse artigo e fique por dentro de outras diferenças que existem na natureza:

Conheça Mais Sobre a Diferença Entre Marisco, Mexilhão, Ostra e Sururu

Para saber quais são as diferenças entre eles, é necessário conhecer as informações básicas sobre cada um;

  • Marisco

Esse é um nome coloquial usado para se referir a frutos do mar, principalmente os consumíveis que apresentam conchas, não obstante o fato de usarem o termo marisco para se referir até mesmo a peixes e crustáceos em geral.

Marisco

Geralmente a palavra marisco aparece em receitas e pratos que usam qualquer tipo de corpo mole coberto por uma dura concha, assim como as ostras, bacucus, sururus, mexilhões, moluscos, amêijoas, conquilhas e vieiras.

Ás vezes é dado o nome de marisco ou mexilhão àquelas pequenas conchas encontradas na praia, que são cascas temporárias formadas durante o desenvolvimento de alguns crustáceos.

  • Mexilhão

Assim como os mariscos, o mexilhão é um termo usado para definir uma infinidade de espécies de seres bivalves, fechados em conchas por músculos adulares que apresentam um molusco que se alimenta através da filtração de por plânctons e outros componentes químicos. Os principais mexilhões conhecidos são as ostras, os bacucus e os sururus.

Mexilhão
  • Ostra

Ostra é um termo mais exato, com uma forma única em uma concha íngreme e não simétrica como as vieiras e alguns mexilhões, por exemplo.

Ostra

Dentro da ostra encontra-se o molusco, muito apreciado pela culinária mundial, cujo consumo move economias, principalmente de Países litorâneos, como o Japão.

  • Sururu

O sururu é um molusco bivalve que vive nos litorais, sempre grudados em pedras, assim como as ostras, das quais são parentes. Seu formato é único e inconfundível, e seu molusco também possui um gosto único e muito característico, por isso é utilizado com afinco na culinária. O sururu também é conhecido como bacucu em algumas regiões do sul, como no litoral Paraná.

Sururu

Conheça Mais Sobre a Classe dos Bivalves

Como podem ser analisados, todos esses seres marinhos acabam sendo confundidos pelo fato de todos fazerem parte da classe dos bivalves, que conta com muitos outros exemplares ainda.

Através disso, os termos marisco e mexilhão são utilizados para agrupar essa tão diversa classe de moluscos que, na maioria das vezes, não podem ser distinguidos por quem não possui o conhecimento apropriado (ficando a cargo dos biólogos e ecologistas).

Pelo fato de serem itens muito consumidos nas cozinhas, as ostras, os mexilhões, os mariscos e sururus são englobados, muitas vezes, nos mesmos termos, ou seja, um sururu pode ser chamado de ostra (ostrinha), assim como uma ostra pode ser chamada de mexilhão e assim por diante.

Afinal, esses seres fazem parte dessa classe, que possui esse nome pelo fato de se abrirem em dois (bivalves) e possuírem um molusco no interior.

Informações Importantes Sobre os Bivalves

Existem cerca de 50 mil espécies de bivalves, formados pela concha e pela massa visceral que vive dentro da mesma. A concha é usada para proteção, formada exclusivamente de cálcio.

O cálcio é absorvido desde o nascimento dos bivalves, em forma de plânctons, e os mesmos se desfazem de algumas conchas para formas outras mais resistentes. Essas conchas, na maioria das vezes acabam parando nas areias das praias.

O molusco se alimenta através da filtragem que promove atrás da sucção de componentes presentes na água, como plânctons e outros organismos celulares.

A reprodução dos bivalves acontece nos períodos onde muitos exemplares se reúnem e soltam seus espermas na água, sendo filtrado por outros bivalves que liberarão seus óvulos dentro de determinado tempo.

Curiosidades Sobre o Marisco, Mexilhão, Ostra e Sururu

Os mariscos são moluscos tão apreciados que os mesmos são criados em cativeiro para venda. A venda de mariscos é uma das principais formas de renda de Países costeiros, onde tribos e pescadores sobrevivem de sua captura e venda.

Os principais tipos de mexilhões conhecidos são os mexilhões zebras e os mexilhões azuis. Os mexilhões zebras recebem esse nome pelas cores e pelo formato de seus desenhos, enquanto as azuis são de um azul escuro intenso.

Muitas pessoas acreditam que as ostras podem carregar pérolas, porém, não são todas as espécies que tem essa capacidade. A pérola da ostra só é criada quando uma ostra, que para se proteger de alguma bactéria invasora, expele um conteúdo chamado madrepérola, que acaba por se endurecer e prender o invasor, virando uma pérola posteriormente.

O sururu é uma especiaria culinária muito apreciada, de onde podem ser feitos ensopados, farofas, cozidos e outros pratos altamente requintados, com um sabor único.

Conheça mais sobre moluscos aqui em nosso site Mundo Ecologia:

Veja também

Armillaria Ostoyae

Tipos De Fungos: Espécies Com Nomes, Fotos E Curiosidades

Os fungos são organismos eucarióticos, ou seja, possuem, em suas células, material genético (DNA e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *