Home / Animais / Diferenças Entre Equidna E Ornitorrinco E Semelhanças

Diferenças Entre Equidna E Ornitorrinco E Semelhanças

As diferenças entre equidna e ornitorrinco são várias, mas também há muitas semelhanças. Esses animais fazem parte da família Monotremata.

Existem apenas três espécies no mundo: o ornitorrinco e duas espécies de equídeos, uma das quais está restrita às terras altas da Nova Guiné. Os monotremados têm temperaturas corporais mais baixas do que outros mamíferos. Essas características, juntamente com a colocação dos ovos, são mais parecidas com as de um lagarto do que de um mamífero.

Curiosos, esses animais conquistam pessoas em todo o mundo por suas particularidades. Tanto por isso, neste artigo, vamos comentar sobre as diferenças entre equidna e ornitorrinco, bem como as semelhanças que os fazem tão especiais. Confira!

Diferenças Entre Equidna E Ornitorrinco E As Semelhanças Mais Interessantes

A equidna é uma das 4 espécies de pequenos monotremados de espinhos, também conhecida como tamanduá-espinhoso. Enquanto isso, o ornitorrinco é um tipo de mamífero semi-aquático com um bico semelhante ao de um patinho. Ele tem um corpo parecido com uma toupeira, uma cauda semelhante à de um castor, uma pele à prova de água.

Mas essas diversidades não param por aí. Conheça um pouco mais sobre cada animal e descubra suas características únicas.

Ornitorrinco

O ornitorrinco (Ornithorhynchus anatinus) é um mamífero semi-aquático que põe ovos. Ele vive na Tasmânia e ao longo da costa leste na Austrália continental. Este pequeno animal é conhecido pela estranha combinação das características primitivas, bem como adaptações especiais.

Os bicos se parecem com os de patos. Também possuem manchas brancas visíveis na pele debaixo dos olhos. Os pelos do restante do corpo são marrons escuro em cima e mais claros na parte de baixo.

A espécie, em geral, se alimenta dos invertebrados, também podendo comer peixes, sapos ou insetos que ficam na superfície das águas. Essa tímida criatura age ativamente do período da noite até o amanhecer. Durante o dia, ela se abriga nas tocas escavadas que ficam nas margens de rios.

Entre as diferenças entre equidna e ornitorrinco está o fato deste último ser refinadamente adaptado ao estilo aquático de vida. O corpo é achatado e a pele densa é à prova d’água. Já os seus fortes membros frontais podem ser utilizados ​​para cavar e nadar.

Os sentidos do olfato, visão e audição são essencialmente desligados enquanto os ornitorrincos ficam submersos ao se alimentarem. Contudo, ele possui sistemas eletromecânicos exclusivos de receptores e eletrorreceptores de toque. Estes permitem que os exemplares dos animais andem perfeitamente debaixo d’água.

Equidna

Equidna é um comedor de formiga espinhoso. Ele tem de 30 cm a 45 cm de comprimento e pesa entre 2 kg e 5 kg. Também chamado de tamanduá-espinhoso, ele é originário da Austrália, Tasmânia e Nova Guiné. Esse animal come e respira através de um bico tubular que se projeta do corpo em forma de cúpula, coberto de espinhos.

As equidnas têm olhos redondos e fendas para os ouvidos. No final do bico há duas narinas pequenas e uma boca minúscula. Os eletrorreceptores na pele detectam sinais elétricos que são produzidos por músculos de presas dos invertebrados.

A diferença entre equidna e ornitorrinco é que a primeira espécie pode ser ativa de dia ou de noite. Ela sonda o chão deliberadamente e devagar enquanto procura as presas. Entretanto, se protege do extremo calor do meio-dia nas cavernas e tocas. Como o seu parente próximo, o ornitorrinco, esse animal possui temperaturas corporais incomumente baixas.

Mesmo com a semelhança externa com o ouriço, esses animais não se relacionam. Eles pertencem a uma ordem separada de mamíferos. As espécies são distinguidas pelos espinhos, pelas garras em seus pés, pelo comprimento e formato do bico.

Semelhanças Entre Equidna e Ornitorrinco

O ornitorrinco é um mamífero de bico de pato, cauda de castor e pé de lontra. O exemplar masculino tem uma espora no pé traseiro, que causa fortes dores aos seres humanos. O veneno é mais do que suficiente para causar a morte de um animal pequeno, mas só causa algumas incapacidades no ser humano.

Como citado, o ornitorrinco tem 40.000 eletrossensores em seu corpo. Sua eletrorrecepção é a mais sensível de todos os monotremados.

A diferença entre equidna e ornitorrinco é notável em termos de aparência, mas ambos possuem várias semelhanças. Uma das mais populares são seus membros curtos, tamanho da mandíbula e outras partes do corpo.

Pesquisadores usaram a datação molecular do DNA para mostrar que o ornitorrinco e a equidna modernos compartilham o mesmo ancestral há mais de 30 milhões de anos.

Não há diferenças entre equidna e ornitorrinco com relação à postura de ovos. Eles são os únicos monotremados que fazem isso. Ambos têm bico longo como focinho. Ao contrário de outros mamíferos, os monotremados produzem leite, não através do mamilo, mas através das aberturas das glândulas mamárias na pele.

Espécies Dominantes

Antes da chegada dos marsupiais, há aproximadamente 74 milhões de anos, os monotremados eram os mamíferos dominantes no continente australiano. Mas apenas a linhagem que leva a ornitorrincos e equidnas sobreviveu à invasão marsupial.

Pesquisadores relatam que os monotremados só foram capazes de sobreviver ocupando nichos ecológicos onde teriam enfrentado menos concorrência. Há sugestões de que, entre as diferenças entre equidna e ornitorrinco, está o território antigo, onde os marsupiais eram restringidos por seu sistema reprodutivo.

Após o nascimento, os filhotes de marsupiais iniciam um período prolongado de fixação em um mamilo. Isso compromete a capacidade da mãe de forragear em ambientes aquáticos. Sem contar que fornece um constrangimento precoce à restrição da evolução de um “bico” estilo tamanduá.

Monotremados
Monotremados

A equidna certamente não é um fóssil vivo. É algo que evoluiu consideravelmente e capturou um novo espaço ecológico na competição potencial contra marsupiais que estavam lá bem antes da sua evolução.

Existem várias características anatômicas que também apoiam a descoberta. Embora não seja mais anfíbia, a equidna pode nadar muito bem e usa seu bico como um snorkel. Seus pés traseiros também são invertidos e retêm os esporões do tornozelo que são venenosos nos ornitorrinco, mas não funcionais na equidna.

Viu como existem muitas diferenças entre equidna e ornitorrinco, mas também existem muitas semelhanças? É fato que, independente de suas características, esses animais são bastante curiosos, não?

Veja também

Cabra Treinada

Qual a Diferença Entre Caprinos e Ovinos ?

Os caprinos pertencem ao gênero taxonômico Capra, ao passo que os ovinos pertencem ao gênero …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *