Home / Animais / Quais São as Camadas da Concha dos Moluscos Bivalves?

Quais São as Camadas da Concha dos Moluscos Bivalves?

Os animais aquáticos, marinhos ou não, são quase sempre muito interessantes e ainda pouco estudados quando comparados àqueles animais terrestres. Portanto, há todo um mundo de análises e pesquisas pela frente, mesmo para aqueles animais mais comuns e conhecidos.

Porque, mesmo quando se trata desses, há uma longa lista de pessoas que sequer os conhecem ou, então, apenas sabem coisas superficiais a respeito do animal. Logo, é chave entender como os seres aquáticos vivem para que seja possível aprofundar as análises a esse respeito. Assim, com mais informações sobre o modo de vida abaixo da superfície, é possível que o nível de comprometimento das pessoas com a conservação das fontes de água aumente. Dessa maneira, é muito importante entender, por exemplo, como vivem os moluscos bivalves.

Se você ainda não sabe o que é um molusco bivalve, saiba que isso é bastante comum. Na verdade, esse animal se caracteriza pela presença de uma concha de calcário ao seu redor, com duas valvas. Essa concha pode ter várias cores, tendo, muitas vezes, dois lados simétricos ou quase simétricos. Veja abaixo mais detalhe sobre os moluscos bivalves, compreendendo mais sobre a sua concha e sobre o seu modo de vida.

Moluscos Bivalves
Moluscos Bivalves

A Concha dos Moluscos Bivalves

Os moluscos bivalves têm como grande característica a sua concha, forte e resistente. Portanto, essa concha trata de proteger os moluscos bivalves, que são frágeis e, se expostos de forma direta ao ambiente marinho, poderiam morrer muto rapidamente. A concha dos moluscos bivalves é composta por calcário, um material forte e capaz de resistir ao choque mecânico, aos impactos. Os moluscos bivalves são conhecidos por terem duas valvas em sua concha.

Essas duas valvas são ligadas por músculos e ligamentos, o que dá algum grau de movimentação ao animal. Embora nem todas as conchas dos moluscos bivalves sejam assim, uma maneira de começar a análise é tentar descobrir se a concha possui algum grau de simetria.

Dessa forma, caso haja algum grau de simetria, é possível que se trate de uma concha dos moluscos bivalves. De qualquer forma, para quem não conhece o mundo das conchas e dos moluscos bivalves pode ser bastante complicado o trabalho de tentar a identificação de um, já que esses animais possuem muitas características também comuns a outros moluscos, o que torna tudo ainda mais difícil. De qualquer maneira, é importante sempre tentar conhecer um pouco mais sobre moluscos bivalves.

Interação dos Moluscos Bivalves Com o Meio

Os moluscos bivalves são animais muito diversos, que possuem uma série de características. Esses animais, para começar, apenas são capazes de viver em ambiente aquático, já que se mostra impossível ter um molusco bivalve na terra. Ademais, o nível de salinidade dessa água pode variar, já que os moluscos bivalves podem viver em rios, lagos, nos oceanos ou em outros locais.

Assim, o nível de salinidade pode ser variado, com o animal suportando essa variação. Outro ponto interessante sobre os moluscos bivalves é que esses animais buscam o seu alimento através da filtração, algo que faz com que os moluscos bivalves estejam sempre realizando a entrada e a saída de água, do seu interior para o meio e vice-versa, buscando nutrientes capazes de manter a sua vida.

Através da água, também, os moluscos bivalves são capazes de fazer a sua movimentação. Na verdade, o uso da pressão da água faz com que os moluscos bivalves consigam se mover, usando a pressão em favor dos seus interesses. Essa é uma ótima maneira de evitar problemas com predadores, além de buscar sempre os ambientes mais adequados para a absorção de nutrientes de qualidade.

Mais Detalhes Sobre a Concha dos Moluscos Bivalves

Os moluscos bivalves possuem muitas características marcantes que envolvem a sua concha, parte essencial da vida desse molusco. Dessa maneira, é interessante notar como os moluscos bivalves pode, por exemplo, proteger a sua massa visceral com o uso das conchas. Dessa forma, a concha envolve o molusco e faz com que haja uma proteção entre o animal que ali vive e o meio exterior, realizando o mesmo processo com a massa visceral do molusco.

Ademais, outro ponto bastante importante á maneira como os moluscos bivalves usam as conchas não apenas para a proteção, mas também para a sua sustentação. Nesse caso, a concha não atua apenas como um escudo protetor, apesar de esse ser um grande objetivo.

Portanto, mesmo com a concha os moluscos bivalves são capazes até mesmo de se movimentar, através da pressão ao retirar água do seu interior. Algo curioso é que os moluscos bivalves são os únicos moluscos que não possuem uma língua, estando isolados nesse aspecto quando se trata do universo dos moluscos, um gênero tão grande e vasto na biologia. Por fim, os moluscos bivalves usam a concha também como uma maneira de filtrar a água que entra em seu interior.

Origem dos Moluscos Bivalves

Os moluscos bivalves são muito antigos, tendo surgido no mundo há cerca de 500 milhões de anos. Isso faz com que esse tipo de animal tenha surgido no período chamado Cambriano. Os moluscos bivalves sempre foram animais aquáticos, mas, embora hoje possam habitar também os rios, nem sempre foi assim.

Portanto, no passado os moluscos bivalves apenas eram capazes de viver em oceanos, com água salgada. Isso porque esse tipo de animal precisava até mesmo das substâncias que o mar pode oferecer para se manter vivo, algo que foi mudando com o transcorrer do tempo e com a migração de muitos moluscos para rios e riachos. Além disso, os moluscos bivalves foram sofrendo algumas perdas consideráveis ao longo do tempo, o que foi alterando o número de exemplares desse indivíduo ao longo dos milhões de anos em que existe.

Como consequência direta disso, os moluscos bivalves levaram algum tempo até serem capazes de, realmente, se tornarem comuns e numerosos em todo o mundo. Isso apenas aconteceu em um período mais antigo, o Cenozoico, quando os moluscos desse tipo ganharam espaço e, finalmente, conseguiram dominar grande parte de toda a extensão do oceano, além de rios e riachos.

Veja também

Quais as Plantas que São Tóxicas aos Gatos?

Cuidados com os Animais Domésticos Quem tem pet em casa sabe que muitos cuidados e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *