Home / Natureza / Nome Popular da Graviola e Nome Científico Da Fruta e Do Pé

Nome Popular da Graviola e Nome Científico Da Fruta e Do Pé

A graviola, de nome científico Annona muricata, é uma fruta amplamente difundida no território brasileiro, assim como em parte da América Central e pela América do Sul inteira.

É possível encontrar a graviola em pequenos comércios e em grandes mercados, além de ser possível cultivá-la facilmente no quintal de casa.

A graviola é uma fruta que pode ser comida crua, ou utilizá-la na fabricação de doces, sobremesas e sorvetes, mas um dos principais usos da graviola se dá através das folhas da árvore, da onde são feitos chás que contém propriedades altamente benéficas para o corpo humano.

Saiba mais sobre o chá de graviola acessando Chá de Folha de Graviola.

A graviola atua no mercado não somente como alimento, mas também como matéria-prima para a confecção de hidratantes e produtos de beleza.

A graviola, no Brasil, se apresenta em maior quantidade nas grandes matas brasileiras, como a Floresta Amazônica, Mata Atlântica, Cerrado e o Pantanal Mato-Grossense.

No Sul, o cultivo da graviola tem origem em plantas encontradas na Mata Atlântica, enquanto que para o centro-oeste, vários nativos já utilizavam a graviola como alimento.

A graviola também é um dos principais alimentos de animais frugívoros e herbívoros, onde os animais a consomem no galho, ou quando amadurecem demais e caem no solo. O cágado é um tipo de animal que mais consome a graviola madura presente nos pés das árvores, enquanto que nos galhos, pássaros como papagaios e até mesmo mamíferos, como o morcego, se deleitam com seu gosto adocicado.

Nomes Populares Da Graviola Pelo Mundo

A graviola pode ser um termo desconhecido para várias pessoas, pois recebe esse nome em apenas algumas partes do Brasil, enquanto em outros lugares de nosso território, a graviola pode ser conhecida por araticum, araticum-do-grande, araticum-verde, condessa, jaca-de-pobre, fruta-do-conde, pinha-verde, cabeça-verde, cabeça-de-negro, condessa, jaca-do-Pará, entre outros nomes. Você conhece algum outro nome para a graviola? Compartilhe seu conhecimento conosco!

Agora, um detalhe muito importante precisa ser esclarecido: apesar da graviola receber vários nomes, ela é identificada apenas através da espécie Annona muricata, já que apesar de receber vários outros nomes, como aratcum, ela não é, propriamente, um araticum, da espécie Anonna crassiflora, isto é, apesar de serem da mesma espécie, as frutas ainda assim são diferentes.

Isso também ocorre com o chamado fruto-do-conde (ou ata), Annona squamosa, e até mesmo com a fruta-do-dragão, binominal para a pitaia, que é uma fruta completamente diferente, sendo até mesmo de outra espécie, mas algumas pessoas ainda confundem devido ao aspecto semelhante que existe entre as mesmas.

Fora do Brasil, a graviola é chamada de Soursop, pelos americanos, e uma espécie bem conhecida de graviola lá na América do Norte é chamada de paw-paw, que de alguma forma, é chamada de banana, e não de graviola.

Conheça um pouco mais dos itens apresentados acima, acessando:

Saiba Mais Sobre o Pé de Graviola e Seu Nome Científico

O pé de graviola pode nascer a partir do plantio de sementes sadias, diretamente em solo rico ou adubado com fertilizantes ou orgânicos.

O pé de Annona muricata (nome científico da planta) pode crescer até 8 metros de altura, com seus galhos se espalhando para as laterais em até 3 metros, de onde as graviolas começarão a nascer, logo após o processo de florescimento.

Além da graviola, o pé de graviola oferece as suas folhas, que são itens primorosos na produção de chás, cultivados desde tempos imemoráveis por nativos, já que as folhas da graviola possuem inúmeros nutrientes positivos para o corpo humano, funcionando como adstringente, anticancerígeno, antirreumático, antibacteriano, antiespasmódico, anti-inflamatório, ajudando também no combate a febres leves, dores estomacais e desconfortos abdominais, assim como expectorante, além de apresentar propriedades vitamínicas como B e C.

Quer saber mais sobre o chá de graviola? Acesse Chá de Folha de Graviola.

Conheça Algumas Espécies de Graviola e Frutas Semelhantes e Respectivos Nomes Científicos

Existe muitas dúvidas em relação às graviolas, pois muitos produtores e consumidores lidam com vários tipos de frutas que nada mais parecem ser do que o mesmo tipo de fruta, só que de espécies diferentes, e consequentemente, tais pessoas englobam todas as frutas como sendo graviolas, afinal de contas.

Observe abaixo alguns exemplos de frutos:

  1. Nome Científico: Rollinia mucosa
    Nome Comum: Biribazeiro, Iribá-Comum, Araticum-Ponhé, Biribá-das-Antilhas.
    Região: Mata Atlântica

    Rollinia Mucosa
    Rollinia Mucosa
  2. Nome Científico: Annona x atemoya
    Nome Comum: Atemoia
    Região: Fruto híbrido

    Annona x Atemoya
    Annona x Atemoya
  3. Nome Científico: Annona cherimola
    Nome Comum: chrimoia, anona, nona, coração-de-negro
    Região: Equador, Bolívia, Peru e Brasil

    Annona Cherimola
    Annona Cherimola
  4. Nome Científico: Annona squamosa
    Nome Comum: fruta-do-conde, fruta-pinho, apple-fruit, ata
    Região: Angola, Caribe, Brasil

    Annona Squamosa
    Annona Squamosa
  5. Nome Científico: Durio zibethinus
    Nome Comum: Durio
    Região: Oriente-Médio

    Durio Zibethinus
    Durio Zibethinus

Através do nome científico de cada planta, é possível perceber que algumas não fazem parte nem da mesma espécie, porém, para muitas pessoas, essas frutas todas podem ser chamadas de graviolas.

Assim como o termo fruto e fruta, por exemplo, que cientificamente possui uma diferença colossal, para os produtos e consumidores elas não passam de distinções simples através do sabor.

Graviola Em Território Brasileiro: Conheça A Região Mais Produtiva do Mundo

A graviola não é uma fruta de propriedade brasileira, pois ela nem é mesma nativa de nossa região, e sim de outras regiões da América do Sul, como Equador, Bolívia e Peru.

No entanto, o Brasil, além de ser um grande consumidor, é o maior produtor de graviola no mundo inteiro, através do Estado da Bahia, em Wenceslau Guimarães, com extensão produtivas que passam os mil hectares.

Apesar da imensa produção, em algumas épocas do ano, principalmente no inverno rigoroso, a produtividade da graviola baixa consideravelmente.

A forma de cultivo da graviola exige que haja um constante zelo pela fruta, para evitar pragas e insetos, e por isso o uso de agrotóxicos é bastante comum na produção de graviola, que é uma fruta cultuada por animais e insetos, principalmente as mais doces.

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *