Home / Animais / Remédio Caseiro Para Acalmar Cachorro: Como Fazer?

Remédio Caseiro Para Acalmar Cachorro: Como Fazer?

A teoria da simbiogeneses, que antigamente era conhecida como a teoria da endossimbiose, fornece importantes alicerces para compreender a evolução das espécies de seres vivos, assim como a o surgimento e ascensão dos seres multicelulares, estes compostos pelos reinos dos fungos, das plantas e dos animais (e, consequentemente, o dos seres humanos).

Antes, só uma informação para facilitar o entendimento desta teoria: os seres vivos (tirando por assim os vírus e os príons, já que muitos cientistas não os consideram propriamente “vivos”) são compostos pelos cinco reinos biológicos, sendo que destes só um é procarioto, ou seja, apresenta estrutura celular mais simples: o reino das bactérias (Monera); os outros quatro, que compõem os eucariotos, apresentando estrutura celular mais complexa, com mais organelas e mais mecanismos regulatórios e bioquímicos (os protozoários, os fungos, as plantas e os animais).

Das Mitocôndrias aos Cachorros: a Teoria da Endossimbiose

Bem, essa teoria – formulada primeiramente pelo botânico russo Konstantin Mereschkowski na década de 1910, e profundamente elaborada e divulgada pela bióloga evolucionista Lynn Margulis, a partir da década de 1960 (que também foi esposa do astrônomo Carl Sagan) – estabelece um importante passo evolutivo, a partir da perspectiva celular: que as organelas celulares mitocôndria (responsável pela respiração dos vegetais, dos animais, dos fungos e dos protozoários) e os cloroplastos (responsável pela fotossíntese nos vegetais) eram células de vida livre, presentes no ambiente, e por algum processo endossimbiótico, passaram a coexistir dentro de células maiores, formando assim os eucariotos.

Apesar de ter sido refutada por um primeiro momento, atualmente é ela a que fornece mais evidências de como os eucariotos emergiram: as mitocôndrias e os cloroplastos existiam de forma livre em uma Terra primitiva, esta com muitos procariotos e outras bactérias ancestrais, vivendo o caos do cenário à época.

Ambas as organelas ao serem absorvidas por outros seres unicelulares maiores, passaram a fornecer uma quantidade de energia muito elevada para a célula hospedeira, ao mesmo tempo em que esta protegeu as organelas de serem fagocitadas por outras bactérias predadoras.

A partir disto, com uma reserva de energia bem maior e mais eficiente, as células se desenvolverem e seguiram os seus destinos evolutivos.

Os Cachorros São as Mitocôndrias dos Seres Humanos

Avançando alguns bilhões de anos na escala da evolução e saindo da Terra primitiva quando era habitada só por seres unicelulares, vamos rumo ao nosso planeta de 50.000 anos atrás, quando a nossa espécie, o Homo sapiens, já abitava todos os continentes do planeta.

Nessa época vivíamos da caça e da coleta, assim esses nossos ancestrais eram chamados de paleolítico; diferente das culturas surgidas a partir do domínio da agricultura e pecuária, há aproximados 10.000 anos atrás, os chamados neolíticos.

Caso investigássemos muitas tribos e bandos humanos paleolíticos, provavelmente acharíamos famílias de país, mães, filhos, filhos, avós, e, claro, cachorros os acompanhando.

Mitocôndria Organela que Realiza Respiração Celular

Os cachorros eram membros importantes pois auxiliavam na caça e obtenção de alimento, além de também ser utilizado como defesa contra predadores e possíveis inimigos.

Aliás, se investigássemos as culturas neolíticas (que já cuidavam de pomares e já domesticavam rebanhos de bovinos, caprinos e suínos), certamente acharíamos os cachorros auxiliando, otimizando o serviço, sendo também uma importante ferramenta no manejo destas funções.

Sabe-se que os cachorros foram os primeiros animais a serem domesticados pelos seres humanos, e a parceria deu tão certa que até hoje eles estão ao nosso lado, protegendo nossas casas, sendo os olhos dos deficientes visuais, e nos dando força psicológica com toda a sua fidelidade (comportamento que é difícil achar em outros seres).

Os seres humanos avançaram evolutivamente devido a coexistência com os cachorros, tal como as mitocôndrias e os cloroplastos coexistindo com uma célula maior (formando os eucariotos, como explicado anteriormente).

Por causa disso que os nossos melhores amigos merecem todo o cuidado e bem estar possível.

Cuidando da Saúde do seu Cão

Assim como qualquer animal, o cachorro precisa de alimento, de água, de boas condições e recursos que asseguram a sua saúde e bem estar.

Infelizmente, é bastante comum vermos cachorros abandonados nas ruas, passando fome e frio, quando ainda não os vemos atropelados: realmente o tratamento dado aos seres mais fracos diz muito a respeito do caráter e comprometimento de um povo (se existe pessoas passando fome e sem assistência a condições básicas, o que esperarmos dos cachorros?).

Cachorros são membros da família, devem ter os mesmo direito a vida, a uma boa saúde.

Claro que a grande maioria da população sabe dessa importância e têm consciência de como é importante tratar os nossos cachorros bem, já que as pet shops e outros serviços específicos para este público alvo vêm cada vez mais ganhando espaço, com grandes lojas e até shopping centers com foco em apenas nesse seguimento comercial.

Clinica veterinária é também bastante importante para acompanhar a saúde do seu animal, seja um check up básico, ou algo mais sensível que demanda diagnósticos mais elaborados.

Lembre-se que o profissional veterinário teve que fazer 5 anos de faculdade, mais alguns de residência, para estar habilitado para tratar do seu cão: por isso sempre é importante levar o seu animal para o especialista, antes de querer administrar qualquer remédio caseiro nele.

Entretanto algumas vezes conseguimos resolver menores problemas diretamente em nossa casa.

Possíveis Remédios Caseiros para Acalmar o seu Cachorro

É possível sim fazer alguns remédios caseiros para os nossos cães: um exemplo básico é o soro caseiro, que antes era sugerido para as mães darem a seus filhos vítimas de fortes diarreias desidratação, serve também para cachorros e gatos (um copo de água com duas colheres de sal e uma de açúcar).

Há também os casos de pessoas que fazem chás caseiros para dar para os seus cães: seja camomila, erva-doce, hortelã, guaco, estas pessoas tem o costume de fazer o chá e dissolver um pouco na água do cachorro (dissolver o chá na bacia de água do cachorro é importante para evitar alta concentração de algum componente da planta que possa vir fazer má digestão ao canino).

E apesar de nossos cães terem um elevado poder digestivo – afinal muitos conseguem comer tudo o que veem pela frente! – tem-se que tomar bastante cuidado, pois muitos alimentos que para nós não faz mal para os cachorros podem causar envenenamento, como o chocolate (não é coincidência que a maioria dos cachorros sofre intoxicação alimentar no período da Páscoa).

Lembrando que o melhor “remédio” que podemos dar aos nossos cães para mantê-los calmos é bem simples e não tem efeitos colaterais: passear, correr e brincar com eles, principalmente se for do grupo dos cachorros presos em apartamento, sem muita oportunidade de ver o solo, árvores e grama.

Andar com ele já proporciona esforço físico, o qual o deixará desestressado, cansado, sossegado, fazendo-o assim dormir para recuperar a energia gasta.

Mas se mesmo assim você perceber que ele precisa de um fármaco, não brinque com a saúde do seu melhor amigo: leve o para um consulta com um especialista.

Veja também

Cachorro Olhando nos Olhos

Porque o Cão Olha Tanto Para o Dono?

Já aconteceu de se ver surpreendido por seu cachorro olhando fixamente para você? Essa é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *