Home / Animais / Cachorro Sabe Quando vai Morrer? Por que Ficam Tristes?

Cachorro Sabe Quando vai Morrer? Por que Ficam Tristes?

Pra quem tem um cachorro como animal de estimação, sabe muito bem o quanto ele pode ser muito apegado ao dono. Tão apegado, que nós podemos identificar quando eles estiverem tristes, ou até mesmo quando irão morrer. Inclusive, será que os cachorros sabem quando irão morrer?

Descubra esse e outros pontos importantes para quem tem (ou pretende ter) um cãozinho de estimação.

Instinto Muito bem Apurado

De cara, podemos dizer que os cães são animais bastante sensitivos com os seus donos e com eles próprios. Não é raro que esses animais fiquem inquietos quando alguém da casa está doente, por exemplo. Estudos indicam que eles podem identificar quando alguma pessoa terá uma convulsão, ou até mesmo podem começar a cheirar insistentemente certas áreas do corpo do seu dono, o que pode ser indício de que a pessoa possa estar desenvolvendo algum tipo de câncer.

E, essa sensibilidade para com os outros vale pra ele também. O cachorro sente perfeitamente quando está debilitado, e, na maior parte dos casos, fica triste e cabisbaixo, mas não quer incomodar o seu dono. Que ele sente que está morrendo, o que ele faz é se isolar, ou, em algumas ocasiões, fugir de casa. Trata-se de um senso instintivo seu. Há muitos relatos que afirmam que quando cães bastante velhos vão fazer eutanásia, eles ficam olhando freneticamente ao redor em busca de seus donos, como se tivessem plena consciência do que está acontecendo.

Portanto, sim, um cachorro sabe quando irá partir, e essa consciência pode ser externada através de alguns indícios bem perceptíveis, dos quais qualquer dono precisa ficar atento, até mesmo para amenizar esses momentos para o seu cãozinho.

Sinais de Que um Cachorro Pode Estar Morrendo

Existem alguns pontos que podem ser importantes para os donos de cachorros saberem se eles estão pressentindo que podem estar morrendo ou não. O primeiro deles é observar se eles não querem sair mais de casa, principalmente aqueles que são ativos e gostam de passear constantemente.

Outro indício muito forte é se ele estiver apresentando algum comportamento fora do comum, o que pode significar que ele esteja morrendo, ou que tenha alguma doença, e esteja, de alguma forma, tentando avisar o dono. Nesse caso, é bom ficar atento se o cachorro apresenta os seguintes sintomas: incontinência, vômitos, diarreias, além de outros transtornos. Sendo caso de doença, um veterinário poderá diagnosticar melhor a situação, passando um tratamento adequado.

Um indício que pode ser bem perceptível é a alteração de seus sinais vitais. Tipo: desidratação, temperatura anormal ou um animal muito ofegante pode significar que a coisa não está nada bem. Servindo como parâmetro, você deve ter em mente que a temperatura corporal de um cão saudável deve girar entre 38 e 39°, uma frequência respiratória entre 10 e 30 respirações por minuto, uma frequência cardíaca entre 90 e 140 batimentos por minuto em cachorros que sejam grandes. É preciso aferir essas informações quando o animal estiver em repouso.

Caso o seu cachorro esteja se recusando a beber água, ou até mesmo a comer (especialmente, aquele petisco que ele tanto gosta), é sinal de que ele pode estar antevendo algo de grave, ou que ele não está bem de alguma forma. Se isso acontecer, o ideal, de início, é hidratá-lo, dando água na boca dele com uma seringa. É bom deixar claro que a falta de apetite por muito tempo tende a aumentar a gravidade do estado de saúde do animal.

Por fim, podemos dizer que se o seu cachorro não consegue se levantar, e ainda apresenta os sinais cotados anteriormente, o estado de saúde pode ser bem grave, dando o indício de que ele pode estar próximo de morrer.

O correto, portanto, é ao início de qualquer um desses sinais, o dono do cachorro procurar um veterinário. Em caso de ser um quadro irreversível e inevitável, mesmo que o cãozinho não queira lhe incomodar, e tente ficar escondido, tente dar o máximo de carinho e conforto a ele nesses momentos.

Cachorro Também Sente Tristeza

É comum que humanizemos bastante os nossos animais de estimação, a ponto de identificarmos sintomas que muitos pensam ser exclusividade dos seres humanos, como é o caso do sentimento de tristeza.

Peguemos como exemplo a morte do dono de um cãozinho do qual ele era bem apegado. O animal não sente, necessariamente, saudade, mas percebe que algo na sua rotina não está igual, que está faltando alguma coisa. Dessa forma, ele não sabe como se comportar, ficando cabisbaixo e com o que podemos chamar de uma espécie de tristeza, que, na verdade, está mais para confusão.

Quando algo assim ocorre, o ideal é ocupar o cachorro com atividades físicas e mentais, o que faz com que a energia do animal seja redirecionada. Situações como passeios e brincadeiras de diversos tipos são uma espécie de “higiene mental” para o cãozinho, digamos assim. Assim, superarão o estresse da mudança de rotina.

Os Cães Têm Depressão? Quais as Causas? O que Fazer?

Sim, de alguma forma, têm. E, as principais causas disso são a perda de uma pessoa querida (como visto no exemplo anterior), a mudança de um local (especialmente se a mudança for de um espaço maior para um menor) ou simplesmente se ele foi adotado há pouco tempo atrás e está com problemas de adaptação.

É bom deixar claro que a falta de liberdade também pode deixar o cachorro triste, em especial, se antes ele ficava muito solto, ia pra rua, e coisas do tipo. O ideal é fazer com que ele passe a ser acostumar com a ideia de ficar de espaço menor ou sozinho de maneira gradativa. Uma dica? Ao sair, não diga “já volto”. Apenas feche a porta, como se fosse a coisa mais normal do mundo. Outra boa dica é deixar algum pertence seu junto a ele, além dos objetos que normalmente ele gosta de brincar.

Outros fatores que podem propiciar um estado de tristeza no cachorro são a chegada de um bebê ou a adoção de outro animal de estimação. No primeiro caso, é bom ficar mostrando para o cachorro as roupinhas e sapatinhos do bebê, além da barriga da mãe. No segundo caso, dê atenção ao novo bichinho junto ao “velho dono da casa”. São maneira de deixar o seu cãozinho mais confiante e alegre, espantando qualquer possibilidade dele ficar triste ou depressivo.

Veja também

Leão

Qual É O Animal Mais Protetor Do Mundo?

É importante lembrar que os humanos não são os únicos que tomam medidas extraordinárias para …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *