Home / Animais / Peixe Acará: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família e Gênero

Peixe Acará: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família e Gênero

O acará é um tipo de peixe que possui variadas formas e aparências, onde em determinadas regiões ele pode se apresentar como um peixe de 20 centímetros de coloração negra (Acará-Cascudo), mas em outros locais pode ser um peixe pequeno (de 10 cm) de várias colorações (Acará-Bandeira).

A coloração e forma do peixe acará vai depender exclusivamente da espécie do animal, podendo haver grandes diferenças tanto na coloração quanto no tamanho e forma.

Porém, independente da forma e coloração do peixe acará, a personalidade dos mesmos sempre será a mesma, pois todo tipo de peixe acará é um peixe territorial e agressivo, e pelo fato dos mesmos possuírem uma alimentação onívora, tais peixes comem tudo aquilo que lhes é viável.

Esse tipo de comportamento e alimentação faz com que os mesmos se alimentem de peixes e crustáceos menores, o que indica que eles não conseguem viver na presença de outros seres mais vulneráveis.

O fato de ser importante ressaltar o comportamento do peixe acará em relação a outros peixes, surge simplesmente porque algumas espécies do peixe acará são exuberantes, com uma aparência extremamente chamativa e bonita, o que os torna muito requisitados para servirem como ornamentação em aquários.

O peixe acará, inclusive, é um peixe de água doce e tem presença garantida em todos os rios de água doce do Brasil, desde o Recife até Cuiabá.

Peixe Acará: Reino, Filo, Classe, Ordem, Família e Gênero

  • Classe: Actinopterygii
  • Subclasse: Neopterygii
  • Ordem: Perciformes
  • Família: Cichlidae
  • Subfamília: Cichlasomatinae
  • Gênero: Pterophyllum

Conheça Algumas Espécies de Peixe Acará

Oficialmente, o peixe acará está catalogado em 3 espécies, porém, o conhecimento popular e empírico, indica que mais espécies de acarás existem. Observe abaixo algumas das espécies oficiais e não-oficiais.

  • Acará-anão (Pterophyllum leopoldi): Recebe esse nome pelo fato de possuir medidas muito menores do que os acarás de estatura padrão. O acará-anão é nativo do Rio Amazonas (entre Manacapuru e Santarém), Rio Essequibo (Guianas) e Rio Rupununi (Guianas). A medida do acará-anão é de, no máximo, 5 centímetros, e muitas vezes o mesmo é atacado por acarás maiores em aquários.
    Acará-Anão
    Acará-Anão
  • Acará-Bandeira (Pterophyllum scalare): O tipo de acará mais comum e, consequentemente, mais conhecido e comercializado que existe no Brasil. O acará-bandeira é nativo da Amazônia e se estende por uma longa faixa de rios que circundam a região. Essa espécie de acará pode chegar a medir 15 centímetros e apresentam barbatanas alongadas, o que os torna referência em ornamentação de aquários. É uma espécie que se alimenta de pequenos insetos e larvas, e por isso preferem viver em regiões com densa vegetação e detritos.
    Acará-Bandeira
    Acará-Bandeira
  • Acará-Orinoco (Pterophyllum altum): Essa espécie de Acará tem origem no Rio Orinoco, um dos principais rios da América do Sul, s isso significa que o acará-Orinoco também é bastante comum na Venezuela e na Colômbia. Essa espécie de acará é um dos maiores tipos que existem no gênero, podendo chegar a 40 centímetros. Apesar do nome, o acará-Orinoco também vive nas águas dos Rios Atabapo, Inirida, Casiquiare e por uma longa extensão do Guainía, a parte superior do Rio Negro.
    Acará-Orinoco
    Acará-Orinoco
  • Acará-disco (Symphysodon discus): todos os peixes de água doce do gênero Symphysodon são chamados de acará-disco. Essa espécie, apesar de ser endêmica na América do Sul, é caracterizada como Pouco Preocupante na tabela de Estado de Conservação das Espécies. Sua circunferência pode atingir 15 centímetros.
    Acará-Disco
    Acará-Disco
  • Acará-Diadema (Geophagus brasiliensis): essa espécie de acará, assim como o Acará-bandeira, é um das mais populosas no Brasil, mas a maior diferença está no fato de que o acará-Diadema é muito pescado para consumo, enquanto o acará-bandeira é mais utilizado como isca ou como peixe ornamental. Existe uma curiosidade em relação à abundância do acará-Diadema, onde pessoas de baixo nível aquisitivo eram apelidadas de “comedores-de-acará”, assim como no norte muitas pessoas chamam o inhame de “pão-de-pobre” devido a seu grande uso culinário e abundância.
    Acará-Diadema
    Acará-Diadema
  • Acará-cascudo (Cichlasoma bimaculatum): é uma espécie que parece com o acará-Diadema, pois ambos deixam de ter o formato oval da maioria das outras espécies de acarás e passam a ter uma forma mais horizontal, e pode chegar a medir cerca de 20 centímetros e sua coloração é mais negra do que os outros. O acará-cascudo também é nativo do Amazonas e de outras regiões da América do Sul.
    Acará-Cascudo
    Acará-Cascudo
  • Acará-Açú (Astronotus spp.): também conhecido como Oscar e Apaiari, o Acará-açú é nativo da Amazônia e está presentes em inúmeros açudes ao norte do Brasil, pois sua carne é apreciada e a espécie também é utilizada para ornamentação. Sua coloração é escura com listas cinzas e pequenos pontos vermelho. Os machos atingem a maturidade com 10-12 meses de vida, tempo esse em que se torna apto para reprodução.
    Acará-Açú
    Acará-Açú

Informações Adicionais Sobre o Peixe Acará

Peixe Acará Bandeira
Peixe Acará Bandeira

Um dos aspectos mais comuns em relação ao comportamento do peixe Acará, é o fato do mesmo ser agressivo (com a exceção do Acará-bandeira, que demonstra ser mais sociável), principalmente após a copulação, onde o macho e a fêmea defendem seu território de qualquer outro tipo de presença.

Apesar do comportamento agressivo na natureza, o acará é um tipo de peixe fácil de ser capturado e muitas pessoas acham, na verdade, que o acará é um peixe extremamente manso.

A fêmea acará pode botar até 2.000 ovos por ninhada, e o mais interessante é que quando o macho perde território, ou até mesmo sente que sua ninhada está sendo ameaçada, o macho recolhe todos os ovos na boca e coincidentemente, na época de reprodução, antes dos ovos serem postos, o macho cria uma protuberância na cabeça e muitas pessoas começam a achar que os mesmos estão doentes. Inclusive, muitas pessoas acreditam que a protuberância seja causada pelo fato dos machos guardarem os ovos naquela região, mas, na verdade, não é o que ocorre.

Os acarás são peixes extremamente importantes para a preservação dos rios, e algumas espécies, inclusive, são utilizadas para manter a qualidade das águas em um nível impecável, pois os mesmos eliminam muitos micro-organismos negativos. Os acarás também são presença garantida em açudes por esse fato, mantendo a água limpa de invasores contaminantes.

Conheça Mais Sobre o Peixe Acará em Nossa Site Mundo Ecologia

Veja também

Hábitat do Iaque

Hábitat do Iaque: Onde Eles Vivem?

Os iaques ou yaks (nome científico Bos grunniens) são bovídeos encontrados em áreas de levadíssima …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *