Home / Animais / Para que Serve o Papo do Pelicano? Qual Sua Função?

Para que Serve o Papo do Pelicano? Qual Sua Função?

O pelicano (família taxonômica Pelecanidae) é uma ave aquática descrita pela primeira vez no ano de 1758. São encontrados em quase todos os continentes (a Antártida é a única exceção). Geralmente vivem conjuntamente em colônias. Na atualidade existem 8 espécies dessa ave.

Dentre as suas características físicas, o bico e o papo são estruturas bem marcantes e até mesmo próprias do animal.

Mas, afinal para que serve o papo do pelicano? Qual sua função?

Venha conosco e descubra.

Boa leitura.

Pelicano Características Anatômicas Gerais

Os pelicanos medem aproximadamente 120 centímetros, sendo que a envergadura atinge 2 metros.

Os bicos são longos e apresentam uma curvatura em forma de gancho no fim da maxila. Apesar do grande papo, a língua é minúscula.

O pescoço é longo. As pernas são curtas e robustas, os pés são grandes, sendo que entre os dedos há membranas interdigitais. Os pés ou patas são classificados como totipalmados, ou seja,  patas com 4 dedos unidos por uma única membrana interdigital.

As asas são longas e largas, especialmente adaptadas para voar e planar. A cauda é curta e quadrada.

Mesmo possuindo grande massa, são relativamente leves, uma vez que possuem ossos pneumáticos e sacos de ar que auxiliam no voo e flutuação aquática.

Há certo dimorfismo sexual para essas aves, uma vez que os machos são maiores e possuem bico mais longo do que as fêmeas.

Para que Serve o Papo do Pelicano? Qual Sua Função?

O papo do pelicano, também chamado de bolsa gular, possui como função auxiliar na pesca das presas (no caso, os peixes), uma vez que estas podem ficar presas entre o bico sem a possibilidade de escapulirem para o mar.

A estratégia de caça para peixes grandes consiste em pegá-los na ponta do bico, arremessá-los ao ar para serem pegos novamente, escorregando para o interior da garganta.

Papo do Pelicano
Papo do Pelicano

O papo é formado por ramos delgados na região inferior do bico, assim como pelos músculos flexíveis da íngua. É extremamente elástica e pode se distender para armazenamento de até 13 litros, ou seja, quase do tamanho da própria ave. Contudo, boa parte deste volume é formado por água que precisa ser expelida entras as mandíbulas, antes que a presa armazenada nesta estrutura possa ser engolida.

Outras aves como o flamingo e o guará também possuem papo, no entanto, o encontrado no pelicano é consideravelmente maior.

Pelicano Fatores Comportamentais

No que diz respeito ao comportamento reprodutivo, estes animais são monogâmicos apenas durante uma temporada. Esse vínculo costuma se estender após a nidificação. Após o ninho, esses indivíduos são independentes.

A fêmea põe em média de 1 a 3 ovos, os quais demandam um tempo de incubação de 29 a 36 dias. Esses ovos são brancos, ovalados e com textura grosseira.

Após a eclosão, os filhotes são alimentados pelos pais até os 4 meses de vida.

Os pelicanos podem ultrapassar a expectativa de vida de 25 anos.

Três Pelicanos

Apesar de a dieta ser composta principalmente por peixes, outros animais como tartarugas marinhas recém-nascidas, assim como crustáceos, também estão inclusos.

Uma curiosidade é que as gaivotas costumam se posicionar sobre a cabeça dos pelicanos. Estas, muito espertas, podem bicá-lo para distrair sua atenção, conseguindo, dessa forma, pegar um peixe, quando o bico do pelicano está aberto.

Pelicano Conhecendo as Atuais Espécies

Entre as 8 espécies de pelicanos, o destaque vai para o pelicano pardo, pelicano australiano e pelicano vulgar.

O pelicano pardo (nome científico Pelecanus occidentalis) é considerado a menor espécie de pelicano, entre 120 e 140 centímetros. O peso pode estar compreendido entre 2,7 a 10 quilos. Pode ser encontrado nas Américas. Aqui no Brasil, está presente em algumas áreas da Região Norte, como, por exemplo, na Foz do Rio Amazonas.

Pelecanus Occidentalis
Pelecanus Occidentalis

O pelicano vulgar (nome científico Pelecanus onocrotalus) também é chamado de pelicano comum ou pelicano branco. É encontrado tanto na Ásia quanto em partes da Europa, contudo, durante o inverno costumam migrar para a África. O comprimento é de 150 centímetros, no entanto, a envergadura pode atingir a incrível marca de 3,90 metros. Atinge a média de peso corporal entre 10 a 20 quilos.

Pelecanus Onocrotalus
Pelecanus Onocrotalus

O pelicano australiano (nome científico Pelecanus conspicillatus) é nativo da Austrália e Nova Guiné. O peso está compreendido entre 4 e 7 quilos e a envergadura entre 160 a 180 centímetros. Tanto a cabeça, quanto o pescoço e o ventre são brancos; contudo, o dorso e a ponta das asas são de cor preta. Uma curiosidade sobre a espécie é que na época da reprodução a cor da sua pelagem muda para um tom semelhante ao dourado, o bico também muda de cor e se torna rosa.

Pelecanus Conspicillatus
Pelecanus Conspicillatus

Pelicanos Conservação da População

Fatores como a pesca excessiva, a poluição da água e a diminuição da quantidade de peixes (associada à contaminação das águas ou à pesca predatória). A presença de poluentes como o DDT desempenha grande papel neste contexto.

5 das 8 espécies existentes são classificadas como ameaçadas pela IUCN (União Internacional pela Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais).

Entre as décadas de 1950 e 1960, a quantidade de pelicanos pardos diminui significativamente, em razão da contaminação por DDT.  Em 1970, nos Estados Unidos, esta mesma espécie foi ameaçada de extinção, implicando em medidas como as restrições ao uso do poluente no ano de 1972, as quais colaboraram na recuperação dessa população e sua consequente retirada da lista no ano de 2009.

O pelicano australiano é classificado como a espécie menos preocupante neste quesito, uma vez que sua população está compreendida entre 300.000 a 500.000 indivíduos.

*

Agora que você já conhece bastante a respeito dos pelicanos, nossa equipe convida você a continuar conosco para visitar também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral; com um amplo acervo de artigos produzidos pela nossa equipe de redatores.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Bird Life International- Data Zone. Australian Pelican Pelecanus cospicillatus. Disponível em: < http://datazone.birdlife.org/species/factsheet/22697608>;

FIGUEIREDO, A. C. Infoescola. Pelicano. Disponível em: < https://www.infoescola.com/aves/pelicano/>;

Super Interessante. Para que serve o papo do pelicano? Disponível em: < https://super.abril.com.br/mundo-estranho/para-que-serve-o-papo-do-pelicano/>;

Wikipédia. Pelicano. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Pelicano>;

Veja também

Camaleão Rhampholeon

Camaleão Rhampholeon: Características, Nome Científico e Fotos

Entender mais sobre os animais que habitam o nosso planeta é entender mais sobre nós …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *