Home / Animais / Onde o Sapo Vive? Qual Seu Habitat?

Onde o Sapo Vive? Qual Seu Habitat?

Você já parou para pensar onde os sapos vivem? Eles adoram a água, mas também gostam do solo e da terra.

O sapo é um animal que está muito presente no nosso meio. Ele conseguiu se adaptar muito bem entre os humanos, porém sempre aparece em locais afastados das grandes cidades.

É comum avista-los em chácaras, sítios, matas, dentre outros lugares que possuam umidade e um pouco de mata. Pode ser visto também nas pequenas cidades, em cima de postes de iluminação esperando suas presas – moscas, baratas, pernilongos, besouros –, passarem, para então captura-las.

Mas e quando ele está na natureza, qual o seu habitat natural? Neste artigo vamos lhe mostrar qual é o verdadeiro habitat deste curioso animal; além de suas principais características e também toda a diversidade que existe dentro de sua espécie. Confira!

Conhecendo os Sapos

Os sapos fazem parte da classe dos Anfíbios e da ordem Anuros, a mesma onde estão as rãs e as pererecas. Porém, ele está na família Bufonidae, pois possui características distintas dos outros dois anfíbios.

Sua pele rugosa deixa-o com impressão de escorregadio, gosmento, o que causa pavor em muitas pessoas, mas não é bem assim. Ele utiliza-a para respiração e proteção. Além disso, é capaz de ficar mais tempo fora da água, em terra firme do que as rãs e as pererecas.

Suas pernas posteriores são pequenas e limitadas, o que o faz saltar baixo, diferente das pererecas, que são capazes de dar longos saltos, devido as suas finas e compridas pernas.

Os sapos ainda possuem glândulas de veneno na lateral de seus olhos e no dorso, mas não existe uma maneira que ele consegue liberar o veneno por vontade própria, o único jeito que ele libera é quando pressionado, ou pisado. Este é um mecanismo de defesa do animal, ele não o utiliza para caçar, nem para capturar nenhuma presa.

Se o veneno entrar em contato com a pele humana, causa apenas algumas irritações, nada grave. Mas o problema é quando animais domésticos – como cachorros e gatos –, mordem o animal, e então o veneno entra em contato diretamente com a gengiva, que é afetado muito mais rápido. Saiba o que fazer seguindo estas dicas do que fazer caso o veneno de sapo entre em contato com você ou com seu animal de estimação.

Os sapos são guiados totalmente pela visão. É através dela que ele caça e sobrevive. Isso se deve ao fato dele possuir nervos óticos nos olhos, que fazem com que ele reaja automaticamente e com o devido reflexo em diferentes situações.

Existem cerca de 5.000 espécies de sapos, rãs e pererecas no mundo. Mas quando falamos apenas dos sapos, existem cerca 450 espécies. E no Brasil, cerca de 65, que estão principalmente na Mata Atlântica e da Floresta Amazônica.

Aqui no Brasil, o sapo mais comum é o Sapo-Cururu. O famoso sapo das canções e das rodas de cantigas. Ele possui o corpo mais largo que os outros, além de patas curtas e pele de coloração verde escura. Muitas pessoas tem medo ou receio dos sapos devido a sua aparência e de seus “esguichos” de veneno, mas eles não fazem mal algum, como dissemos acima, ele só libera o veneno quando pressionado. Mas afinal, onde vivem os sapos?

Onde os Sapos Vivem?

O sapo tem duas fases na sua vida. Ele nasce na fase larval, onde é apenas um pequenino girino e sua respiração é branquial, pois ainda vive na água.

Nos primeiros meses de vida, conforme vai crescendo, vai perdendo o rabo e membros anteriores e posteriores vão se desenvolvendo. Desta maneira, suas pernas crescem e então o girino que virou sapo passa a viver na terra firme, quando começa a exercer a respiração cutânea, que é a respiração através da pele. Ele utiliza-se dos poros e pequenas cavidades na pele para respirar.

São realmente seres que se desenvolvem com facilidade quando estão próximos a riachos, rios e pequenos focos de água em movimento.  Mas preferem viver no meio terrestre, e não no aquático.

Os sapos vivem na água apenas o começo de sua vida, e voltam para ela apenas quando vão reproduzir. Os machos coaxam para encontrar a fêmea e então vão à água, e quando nascem os girinos, eles já sabem nadar.

Ou seja, os sapos na fase adulta vivem no meio terrestre. Sim, eles preferem lugares com água, mas também estão no meio urbano, em pequenas cidades, chácaras, sítios, etc. Eles costumam buscar estes lugares pois sempre há grande variedade de comida, como moscas, pernilongos, baratas e diversos outros insetos que o sapo adora degustar.

E por isso eles são fundamentais para os seres humanos. Eles são ótimos reguladores de outras espécies, como mosquitos, larvas e pernilongos; estes que podem disseminar várias doenças aos humanos, como malária e a dengue. A espécie merece ser preservada e respeitada, e não vista com maus olhos, apenas por causa de sua aparência.

Devido a tal fato, o homem deve fazer de tudo para que o habitat natural dos sapos seja mantido limpo, sem poluição, para que eles possam nascer e se desenvolver tranquilamente.

E você já se perguntou qual o habitat natural dos sapos? É claro, sabemos que ele vive na água e na terra. Porém, onde eles estão quando vivem em meio à natureza? Confira.

Qual seu Habitat Natural?

Sapo no Brejo
Sapo no Brejo

Os sapos estão próximos a rios, riachos, brejos, lagoas, igarapés. Eles estão presentes em diversos países do mundo, basta ter uma fonte de água corrente, que eles se desenvolvem. Eles não podem ser encontrados em lugares muito frios e nem em lugares muito quentes. Sendo assim, adoram estar em meio às matas e capins, próximo da água.

Eles evitam lugares muito expostos ao Sol, pois sua pele é muito fina e então o animal é prejudicado, dificultando a respiração do mesmo. Fato que faz sempre buscar por sombra e água fresca.

Existem milhares de espécies de sapos em diferentes cantos do mundo. Confira mais artigos do nosso site para ficar por dentro das informações destes incríveis anfíbios.

Veja também

Curiosidades Sobre o Mastim Napolitano e Fatos Interessantes

Mastim napolitano é uma raça canina que, como o próprio nome remete, é originária da …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *