Home / Animais / Crustáceos Características, Principais Representantes e Exemplos

Crustáceos Características, Principais Representantes e Exemplos

Os crustáceos são invertebrados pertencentes ao filo dos artrópodes. A classificação “crustáceos” corresponde a um subfilo composto por cerca de 65.000 espécies.

Além do quantitativo abundante, os crustáceos também são conhecidos pela sua ampla distribuição geográfica. É possível encontrar representantes deste subfilo em praticamente todos os ambientes do mundo, desde as lagoas temporárias formadas nos desertos até as zonas glaciais e fossas abissais dos oceanos. As fossas abissais são as regiões mais profundas dos oceanos, caracterizadas pela ausência total de luz e enorme pressão; essas regiões normalmente ficam posicionadas no encontro entre duas placas tectônicas.

Na culinária brasileira, assim como na culinária tailandesa, tailandesa, sino japonesa e da região do mar Mediterrâneo. Aqui no Brasil, os crustáceos mais consumidos e apreciados são o caranguejo, o camarão e o siri; o consumo de lagostas não é tão frequente por aqui como ocorre em países como Portugal e Espanha.

Neste artigo, você conhecerá importantes características sobre os crustáceos, incluindo exemplos das principais espécies.

Então venha conosco e boa leitura.

Características Gerais dos Crustáceos

Anatomia

O corpo dos crustáceos é organizado em segmentos ou metâmeros. O corpo pode ser dividido em cabeça e tronco; ou cabeça, tórax e abdômen. Na porção da cabeça, há apêndices relacionados há alimentação e detecção dos sentidos. Já no tórax e no abdômen, os apêndices desempenham a função de respiração, reprodução e locomoção.

O exoesqueleto é formado por um polissacarídeo chamado quitina, além de proteínas e carbonato de cálcio. A cutícula desse exoesqueleto é formada por duas partes, a procutícula e a epicutícula. É necessário que haja a troca do exoesqueleto para que o animal possa crescer, fenômeno conhecido na zoologia como ecdise.

Hábitos Alimentares

Em razão da grande diversidade de espécies, também há diversidade de padrões alimentares, visto que os crustáceos podem ser herbívoros, carnívoros ou saprófitos, filtrando a matéria orgânica que esteja em suspensão. Em relação à anatomia do sistema digestivo, a boca é posicionada na porção ventral, e o trato digestivo é reto para a maioria das espécies.

Crustáceos Hábitos Alimentares
Crustáceos Hábitos Alimentares

Padrão Reprodutivo

No momento da cópula, o macho direciona para a fêmea uma pequena bolsa ou cápsula contendo os espermatozoides, a qual recebe o nome de espermatóforo. Antes da cópula, algumas espécies podem cortejar a fêmea, como é o caso do caranguejo.

Crustáceos Reprodução
Crustáceos Reprodução

Em algumas poucas espécies de crustáceos pode ocorrer a chamada paternogênese, na qual as fêmeas são capazes de se auto-fecundarem sem o auxílio de um macho.

Atividade de Excreção

A principal substância excretada, e à base de Nitrogênio, é a amônia. Essa excreção pode ser desempenhada por glândulas localizadas nas antenas, também chamadas de glândulas verdes, as quais, em conjunto com as glândulas maxilares exercem essa função.

Atividade de Excreção dos Crustáceos
Atividade de Excreção dos Crustáceos

Origem Histórica dos Crustáceos

Atualmente a Inglaterra e Alemanha são países nos quais ainda é possível encontrar registros fósseis desses animais em bom estado de conservação. Na Inglaterra, há um local chamado Ilha de Wight que possui uma conhecida “camada de lagostas” remetendo ao período pré-histórico do Cretácio. Já na Alemanha, os fósseis encontrados estão relacionados ao período Jurássico.

No entanto, os registros fósseis mais antigos parecem remeter ao período pré-histórico Cambriano, o qual está compreendido entre 543 a 490 milhões de anos atrás. Em relação às eras Cenozoica e Mesozoica, há muitos registros de exoesqueletos calcificados pertencentes às lagostas e aos caranguejos.

Crustáceos Características, Principais Representantes e Exemplos

Alguns exemplos de crustáceos famosos são os caranguejos, camarões, siris, lagostas, tatuzinho de jardim, cracas, tatuís, percebes, pulga da água, entre outros.

Em relação aos caranguejos, estes se enquadram na ordem taxonômica Brachyura, e possui cerca de 14 espécies conhecidas. Os camarões possuem em média 3 centímetros de comprimento e estão inclusos na ordem taxonômica Decapoda. Uma espécie em particular chamada camarão-tigre-gigante (nome científico Penaeus monodon) pode atingir até 35 centímetros de comprimentos e pesar quase um quilo.

Os siris são membros da família taxonômica Portunidae, e contabilizam cerca de três gêneros e 16 espécies. Ainda dentro da ordem dos decápodas (tal como os caranguejos, camarões e siris), também estão inclusas as lagostas, as quais pertencem à subordem Palinura; possuem grande tamanho, peso superior a um quilo e alto valor culinário.

Os tatuzinhos de jardim pertencem à Ordem Isopoda e Subordem Oniscidea, totalizam cerca de 120 espécies no Brasil e 3.600 no mundo; costumam enrolar-se sobreo próprio corpo como mecanismo de defesa e estratégia para reduzir a perda de água através de evaporação. As cracas pertencem à Superordem Thoracica, e cerca de 97 % das espécies são hermafroditas. Os tatuís pertencem ao gênero taxonômico Emerita spp. e costumam atingir 4 centímetros de comprimento, frequentemente estão enterrados na areia de pouca profundidade.

Tatuzinho de Jardim
Tatuzinho de Jardim

A percepes (nome científico Pollicipes pollicipes) são crustáceos sobre regiões rochosas em costas marítimas e possuem, resumidamente, uma estrutura corporal formada por concha e várias placas calcárias.

As pulgas da água pertencem ao gênero taxonômico Daphnia, formado por 34 espécies. Possuem envergatura corporal que varia entre 0,2 mm a 5,0 mm.

Crustáceos Características: Caranguejos

Anatomicamente, estes animais possuem o corpo coberto por uma carapaça. Há 5 pares de patas, as quais terminam em extremidades pontiagudas. O primeiro par de patas é formado por pinças.

Dentre as espécies de caranguejos encontradas, há o caranguejo azul (nome científico Callinectes sapidus), o caranguejo do igarapé (nome científico Goyazana rotundicauda), o Santola (nome científico Maja squinado), o Caxangá (nome científico Callinectes larvatus), o caranguejo-de-água-doce-de-malta (nome científico Potamon fluviale), o caranguejola (nome científico Cancer pagurus), o Maria-farinha (nome científico Ocypode albicans), o Grauçá (nome científico Ocypote quadrata), o caranguejo-do-rio (gênero taxonômico Trichodactylus spp.), o Chama-maré (gênero taxonômico Uca sp.), o caranguejo-amarelo (nome científico Gecarcinus lagostoma), o Aratu-vermelho (nome científico Goniopsis cruentata), o Aratu (nome científico Aratus pisoni), o Caranguejo-uçá (nome científico Ucides cordatus), o Guaiamú (nome científico Cardisoma guanhumi), o caranguejo-aranha-gigante (nome científico Macrocheria kaempferi) e o boca-cava-terra (nome científico Uca tangeri).

Crustáceos Características: Siris

Os siris são encontrados nas zonas de estuário, ou seja, nos locais de transição entre mar e rio, visto que é condições favoráveis de salinidade são necessárias para garantir seu desenvolvimento. Esses animais possuem três gêneros taxonômicos, são eles o Callinectes, o Cronius e o Portunus; sendo o Callinectes o mais abundante.

Agora que você já conhece quais as características dos crustáceos e quais os principais representantes deste subfilo, continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

SANTOS, V. S. Mundo Educação. Crustáceos. Disponível em: < https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/biologia/crustaceos.htm>;

Toda Biologia. Exemplos de Crustáceos. Disponível em: < https://www.todabiologia.com/zoologia/exemplos_crustaceos.htm>;

Wikipédia. Caranguejo. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Caranguejo>.

 

Veja também

Feneco ou Raposa-do Deserto: Características e Fotos

As fotos e imagens abaixo não deixam dúvidas de que o feneco (ou raposa-do-deserto) é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *