Home / Plantas / Mini Orquídeas Roxas: Fotos e Características

Mini Orquídeas Roxas: Fotos e Características

Atualmente as orquídeas vêm sendo uma das flores queridinhas no ramo comercial, além disso, muitos a cultivam como hobby fascinado pelas suas cores e exuberância. No entanto, esse cenário já vem se estabelecendo a muito tempo ao longo da história da humanidade, pois acredita-se que a primeira orquídea teria sido cultivada no ano 300 a. C.

Lembrando mais uma vez que as orquídeas são vegetais componentes de uma grande família botânica chamada Orchidaceae. Essa família é tão grande que abriga a marca de 20 mil espécies criadas diretamente na natureza e 30 mil criadas em laboratório a partir das técnicas de melhoramento genético.

Neste artigo você conhecerá importantes características das orquídeas classificadas como mini orquídeas de cor roxa.

Então venha conosco e boa leitura.

Mini Orquídeas Roxas: Conhecendo o Simbolismo

Assim como as rosas, a coloração da orquídea remete a significados específicos. No caso das orquídeas roxas, muitos acreditam que elas são favoráveis para ambientar locais nos quais há prática de meditação, visto que transmitem a sensação de purificação energética. A cor roxa também remete ao sentimento de dignidade.

Orquídeas rosas transmitem a idéia de feminilidade, sedução e sensualidade; são excelentes para presentear a quem se ama. Orquídeas brancas simbolizam a inocência, amor verdadeiro e duradouro; por essa razão são muito empregadas em decoração de casamentos e buquês de noivas. Orquídeas amarelas simbolizam felicidade, sucesso e amizade. As de cor azul estão relacionadas á harmonia, confiança, gratidão e lealdade.

Mini Orquídeas Roxas: Fotos e Características- Oncidium ornithorhynchum

Oncidium Ornithorhynchum
Oncidium Ornithorhynchum

Esta espécie é caracterizada pela presença de muitos cachos pendentes. As flores possuem aproximadamente 1 centímetro e duram cerca de 1 mês. Possui aroma característico. A floração ocorre na primavera e no outono.

É considerada epífita e ocasionalmente rupícola, ou seja, com capacidade de se estabelecer em paredes e muros.

Mini Orquídeas Roxas: Fotos e Características- Cattleya walkeriana

Esta espécie é endêmica no cerrado brasileiro e foi descoberta no ano de 1839 próxima ao Rio São Francisco, no estado de Minas Gerais.

Possui aroma marcante que lembra muito o cheiro de canela. O equilíbrio e simetria de suas flores colabora com o alto valor comercial desta espécie, o qual está compreendido entre R$ 1.000 a 3.000,00 reais.

A cor roxa é uma das possibilidades de variação desta espécie, uma vez que outras opções também envolvem as cores azulada, branca e púrpura, além da possibilidade de conjugação de duas cores.

É uma orquídea epífita, e por essa razão prefere substratos bem arejados, os quais podem ser obtidos através de chips de coco, pedaços pequenos de carvão, isopor, casca de arroz, entre outros materiais.

Mini Orquídeas Roxas: Dicas Para o Plantio

As orquídeas menores tendem a ser um pouco mais sensíveis do que as de tamanho padrão, as necessidades de rega e de adubação também são menores. Condições ideias envolvem um clima quente e úmido, no qual as raízes estejam semi-secas. Outra dica diferencial para os cuidados com as orquídeas mini é o envasamento e reenvasamento realizados de modo periódico.

O reenvasamento periódico é necessário visto que as raízes das orquídeas menores crescem muito rapidamente e logo precisam de mais espaço. Não é recomendável utilizar um recipiente/vaso muito grande no primeiro envasamento de modo a evitar a troca de vaso.

Plantio de Mini Orquídea Roxa
Plantio de Mini Orquídea Roxa

Para essas orquídeas é melhor utilizar um substrato com base de cascas e musgo do que um substrato formado por um composto orgânico. Esse substrato será melhor aproveitado pela planta caso seja deixado de molho na água por um período de 24 horas.

Durante a troca de vasos, a mini orquídea deve ser removida com cuidado. Recomenda-se segurar a base com uma mão e o recipiente com outra. Após isso, é só virar a planta para o lado e girar o vaso vagarosamente até que as raízes se desprendam. O substrato que estiver preso nas raízes deve ser retirado, visto que poderá estar velho e em decomposição. Quando algumas raízes estão marrons e murchas, isso é um indício de que estão mortas, portanto devem ser cortadas. O padrão ideal de raiz é com coloração branca e verde, ligeiramente firme.

O novo vaso também precisa conter substrato ao fundo, porém, neste caso, demanda apenas uma fina camada. Após a orquídea ser ajustada no novo vaso, convém adicionar porções pequenas de substrato em volta das raízes. O encaixe da mini orquídea poderá ser checado levantando-a ligeiramente pelo caule.

Nos primeiros 10 dias após o plantio convêm evitar regar a mini orquídea. O ideal é apenas borrifar uma pequena quantidade de água, de modo que à noite o vegetal esteja com as raízes secas.

Mesmo se a mini orquídea já tiver interrompido o seu crescimento, a maioria das espécies devem ser reenvasadas a cada 2 anos (embora, algumas atinjam 3 anos sem aparentar qualquer dano). Para conhecer a necessidade, basta checar se o substrato cheira mal ou se as raízes aparentam estarem sufocadas.

Uma dica de ouro para controlar a quantidade de água que este vegetal vai receber é colocar um cubo de gelo no vaso uma vez por semana. No entanto, caso o clima do local seja muito quente e seco, é recomendável checar a hidratação do substrato e realizar uma rega adicional durante a semana.

Mini orquídeas não devem estar próximas às correntes de ar. Devem estar em locais ensolarados, mas é importante evitar a luz direta, bloqueando através do uso de uma cortina translúcida por exemplo. Caso não seja possível prover quantidade suficiente de luz natural, poderá ser feita a “suplementação” com luz artificial sem problema algum. Recomendam-se lâmpadas fluorescentes posicionadas a uma distância compreendida entre 15 a 30 centímetros da mini orquídea.

*

Agora que você já conhece importantes características sobre as mini orquídeas roxas, continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Giuliana Flores Blog. Confira o Significado das Orquídeas de Acordo com sua Cor. Disponível em: < https://blog.giulianaflores.com.br/presentes/confira-o-que-cada-orquidea-representa-de-acordo-com-sua-cor/>;

Minhas Plantas. Catléia Wlakeriana. Disponível em: < http://minhasplantas.com.br/plantas/catleia-walkeriana/>;

NOGUEIRA, L. Casa Vogue. Mini orquídeas: cinco espécies que florescem no inverno para ter em casa. Disponível em: < https://casavogue.globo.com/Arquitetura/Paisagismo/noticia/2018/07/mini-orquideas-cinco-especies-que-florescem-no-inverno-para-ter-em-casa.html>;

Redação Mundo Estranho. Super Interessante. Quantas espécies de orquídeas existem? Disponível em: < https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quantas-especies-de-orquidea-existem/>;

Wikihow. Como Cuidar de Mini Orquídeas. Disponível em: <https://pt.wikihow.com/Cuidar-de-Mini-Orqu%C3%ADdeas>.

Veja também

Farinha de Trigo de Boa Qualidade

Qualidade Da Farinha De Trigo: Como Identificar E Saber Qual E?

No mundo existem milhares de alimentos, que servem como fornecedores de proteínas, carboidratos, como acompanhante …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *