Home / Plantas / Tudo Sobre A Canela E Seus Benefícios Para A Saúde

Tudo Sobre A Canela E Seus Benefícios Para A Saúde

A canela é uma especiaria. Na verdade ela é uma das mais apreciadas dentre todas as que se tem conhecimento na natureza.

Ela é a casca interior de diversas plantas do gênero Cinnamomum, membros da família Lauraceae, geralmente utilizadas para dar um aroma e um sabor exótico a pratos salgados e doces – e nas mais diversas e variadas apresentações.

A canela é um produto cercado por polêmicas e controvérsias geralmente relacionadas com as suas origens.

Isso porque nem todas são consideradas verdadeiras. Como é o caso da Cinnamomum cássia, por exemplo, que, para muitos, é a canela original – um título que, para outros, deveria ser exclusivo da Canela-do-ceilão” ou “Cinnamomum zeylanicum”, seu nome científico.

Já com relação às origens do seu nome popular, a versão mais aceita é a de que o termo “canela” seria originário do latim (“cannella” ou cano), em referência à forma tubular que ela adquire após ser extraída e beneficiada industrial ou artesanalmente.

Porém, à parte essas controvérsias relacionadas com as suas origens, tudo o que se sabe sobre os benefícios da canela para a saúde do corpo humano é que ela é um dos grandes parceiros do coração, principalmente por fornecer altas doses de anti-inflamatórios e antioxidantes ao organismo.

E de acordo com diversos estudos científicos, a canela possui substâncias eficientíssimas no processo de quebra de moléculas de gorduras e diminuição do número dessa moléculas armazenadoras de lipídios.

Além de outras substâncias capazes de executar a importante função de equilibrar os níveis de açúcar no sangue, bem como o colesterol, a insulina, entre outras substâncias que, em excesso, podem tornar-se extremamente danosas para o organismo.

Tudo Sobre as Origens Da Canela

Tudo indica que a canela já era utilizada como especiaria e para rituais religiosos no Egito Antigo por volta de 4.000 anos atrás.

Na verdade até mesmo algumas escrituras sagradas fazem referência a uma planta que simbolizava sabedoria e o pleno conhecimento da realidade mística e espiritual.

Mas o que se tem como certo mesmo é que foi a partir de viagens de exploração ao distante e quase fantástico território do Sri-Lanka (o antigo Ceilão, considerada a terra original da canela) que essa especiaria tornou-se popular, a ponto de, entre os séc. XVI e XVIII, tornar-se presença quase obrigatória na gastronomia da nobreza holandesa, inglesa e portuguesa nesse período.

A canela possui uma trajetória curiosíssima! Segundo consta, ela também atravessou as florestas densas e enigmáticas de Myanmar, Laos, Vietnã, Indonésia, entre outras regiões próximas, para tornar-se o exemplar clássico de um aromatizante capaz de dar um perfume bastante original aos mais diversos tipos de pratos.

Para se ter uma ideia do prestígio da canela lá pelos idos do séc. XV, o que se diz é que ela era uma das especiarias com valor de moeda, capaz de ser trocada por inúmeras mercadorias, além de pagar impostos, serviços, saldar dívidas; e até mesmo ser oferecida aos deuses como um produto valiosíssimo das primícias que eram colhidas em tempos remotíssimos.

A canela podia ser utilizada como produto para unções ritualísticas, queimada na forma de incensos que da mesma forma serviam (e servem) como espécies de veículos para uma comunicação espiritual; e tal era a sua importância na Idade Média, que, segundo consta, chegou a ter uma procura infinitamente superior à capacidade que os comerciantes tinham de oferecê-la.

Incenso de Canela
Incenso de Canela

Uma situação que fez com que, juntamente com o cravo, a noz-moscada e a pimenta-do-reino, a canela alcançasse o status de um “produto nobre”, “artigo de luxo” e uma das “preciosidades” que fizeram do continente asiático o principal destino das grandes navegações.

Um Produto Com Características Inigualáveis!

À parte as suas origens e os seus benefícios para a saúde, a canela também chama bastante a atenção pelas suas características biológicas, que fazem com que ela se preste bem para diversos usos – como na medicina, por exemplo.

Algumas substâncias encontradas na canela, como o Cinamaldeído ou Aldeído Cinâmico é uma delas. São substâncias responsáveis pelo seu aroma característico não comparado ao de nenhuma outra espécie vegetal na natureza.

Canela em Pó
Canela em Pó

As suas propriedades quentes a tornam incomparável como ingrediente de bebidas, caldos, doces, salgados e de onde quer que se queira produzir um sabor intenso, um aroma amadeirado, ou mesmo uma característica afrodisíaca que, segundo os seus admiradores, pode realizar verdadeiros milagres na vida sexual de um indivíduo.

E tudo isso que até aqui dissemos sobre a canela ainda é pouco para caracterizar os seus predicados gastronômicos e benefícios para a saúde. Benefícios e predicados que ajudaram a torná-la uma especiaria e um ingrediente obrigatório em toda e qualquer culinária exótica ou que simplesmente seja dedicada a momentos festivos e especiais.

De acordo com os conhecedores e apreciadores das principais qualidades da canela, a constituição dos seus óleos essenciais é o que garante esse aroma e sabor doce, original e intenso; características que geralmente exigem décadas a partir do plantio da árvore – e desde que ela receba as condições ideais para o seu desenvolvimento.

Árvore de Canela
Árvore de Canela

Além disso, a canela deverá ser colhida de regiões mais profundas do tronco das árvores, pois é onde a casca desenvolve-se com todas essas características de forma ainda mais intensa.

Mas sem esquecer que ela ainda precisará ser adequadamente envelhecida de acordo com as melhores práticas de beneficiamento da canela e de outras especiarias oferecidas gratuitamente pela “mãe natureza”.

Um Aroma Inconfundível

A canela, como dissemos, juntamente com o cravo-da-índia, a pimenta-do-reino e a noz-moscada, ajuda a compor o “quarteto mágico” das especiarias mais utilizadas no mundo.

Mas os seus apreciadores fazem questão de recomendar moderação no seu uso. Isso porque a canela é capaz de conferir aos pratos uma tal intensidade, que somente a moderação pode evitar a ruína de uma receita de forma totalmente irreversível.

A canela pode ser utilizada em pau ou na forma de pó. No primeiro caso ela deverá ser acrescentada inteira, a fim de que produza esse seu aroma e sabor característicos; enquanto a apresentação em pó costuma ser utilizada em misturas.

Caldos, sopas, mingaus, pães, biscoitos, entre diversas outras receitas, costumam adquirir um caráter exótico apenas por receberem a canela como um dos seus principais ingredientes durante o preparo.

1 ou 2 unidades da especiaria adicionadas ao cozimento de um arroz a vapor, por exemplo, são capazes de produzir verdadeiras maravilhas! Enquanto, no vinho, o que se diz é que a canela em pau torna a bebida uma afrodisíaco incomparável!

Mas se quiser juntar também 1 ou 2 unidades ao café, chá ou chocolate, não tem problema, o resultado será também formidável!, tanto no que diz respeito ao sabor como no aroma resultante dessa combinação, para muitos, inusitada.

Ah! e o que dizer de uma pitada de canela sobre uma torta de maçã, ou sobre torradas levemente amanteigadas, ou mesmo sobre um refogado de carneiro e numa fornada de biscoitinhos de coco?

Mas também onde quer que você queira produzir um aroma e sabor intensos, meio adocicado, levemente picante e com todas as características de exoticidade.

E tudo isso com a facilidade de armazenagem como é típica das especiarias; que não requerem muitos cuidados, apenas e tão somente um ambiente seco, livre de umidade, protegido dos raios solares e, de preferência, suficientemente fresco.

Tudo Sobre Os Principais Benefícios Da Canela Para a Saúde

A canela tem se tornado, nos últimos anos, ainda mais famosa no mundo todo pelas propriedades da sua infusão. Um chá de canela é geralmente consumido para o combate a gripes e resfriados, para auxiliar a digestão, fortalecimento do sistema imunológico e para melhorar a circulação sanguínea.

Mas, nem de longe, as suas propriedades e benefícios resumem-se a isso. Ela possui inúmeros outros. Entre os quais:

1.É Um Parceiro Dos Diabéticos

Isso porque uma das substâncias presentes na canela é o cromo. E dentre os seus principais benefícios, podemos destacar o estímulo ao funcionamento do pâncreas (com consequente aumento da liberação de insulina), controle dos níveis de glicose no sangue e o controle também dessa transformação dos carboidratos em açúcar.

E sem esquecer das quantidades exuberantes de polifenois da canela, como o MHCP, por exemplo; uma substância que, além de também contribuir para a ação adequada da insulina no sangue, atua como um poderoso anti-inflamatório para o combate às agressões resultantes de um sistema imunológico debilitado.

2.É Um Emagrecedor Natural

Os que lutam contra a balança também encontram em especiarias como a canela um importante aliado nessa luta, quase sempre ingrata, para manter o peso em níveis aceitáveis.

E as razões disso é que ela é um desses famosos “alimentos termogênicos”; e estes, em poucas palavras, aceleram o metabolismo e exigem que o organismo queime grandes quantidades de calorias para executar os seus processos metabólicos.

A canela, especialmente na forma de infusão, também contribui para a diminuição do colesterol ruim (o LDL) e para a manutenção do bom (o HDL). Isso sem falar da sua capacidade de contribuir para a quebra das moléculas de gorduras e fortalecer as células responsáveis pela sua metabolização.

3.Previne Distúrbios Do Cérebro

O Mal de Alzheimer é uma degeneração das células cerebrais, com consequente perda da capacidade da memória e  ocorrência de outros transtornos cognitivos.

Podemos melhor caracterizar essa doença como a perda de neurônios resultante de danos a certas proteínas que os constituem.

Mas alguns estudos científicos comprovam a capacidade de certos alimentos (como a canela) de evitar (ou minimizar) a má-formação dessas proteínas ao logo do tempo, muito por conta dos seus altos níveis de antioxidantes e anti-inflamatórios capazes de atuar com eficiência para essa importante função.

4.Previne Doenças Cardiovasculares

Essa conclusão é de um estudo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry (EUA) – algo como “Revista Agrícola e de Química Alimentar” – , que descobriu que a canela, consumida diariamente, contribui para a eliminação de diversas toxinas no sangue, além facilitar o metabolismo do açúcar.

E mais: alimentos como a canela seriam capazes de ajudar as células de gordura em seus processos metabólicos; o que, nesse caso, impede que elas acumulem-se perigosamente nas veias e artérias, para que, dessa forma, diminua-se os riscos de infarto e de inúmeras outras doenças ligadas ao entupimento ou rompimento dos vasos sanguíneos.

5.Combate O Colesterol Ruim

Tudo o que se sabe sobre esse benefício da canela à saúde geral do organismo, é que, de acordo com um estudo publicado na American Diabetes Association (EUA), realizado com cerca de 60 indivíduos, de ambos os gêneros, várias idades e classes sociais, o seu uso frequente é capaz de reduzir imensamente os níveis de colesterol ruim no sangue.

Durante o estudo, os voluntários foram submetidos a uma dieta com canela em várias apresentações; e o resultado foi que todos eles apresentaram entre 7 e 27% de redução nos níveis de LDL (o colesterol ruim) e entre 12 e 26% do colesterol total.

Os pesquisadores ainda não sabem exatamente quais substâncias foram responsáveis pelo fenômeno. Mas as suspeitas até agora recaem sobre a imensa variedade de antioxidantes encontrados na especiaria, que atuam em várias frentes, inclusive na redução dos níveis de colesterol.

6.Combate Gripes E Resfriados

Bebendo Chá de Canela
Bebendo Chá de Canela

Aqui a canela também mostra todo o seu potencial como uma especiaria repleta de substâncias medicinais. E no combate a gripes e resfriados ela também é considerada incomparável.

Uma infusão de canela apresenta uma capacidade sem igual de fortalecer o sistema imunológico, mais uma vez devido à presença de antioxidantes dos mais diversos tipos em sua composição.

E um dos resultados mais evidentes dessa ação é um organismo forte, resistente e suficientemente vigoroso para o combate aos principais sintomas da gripe.

7.Previne O Envelhecimento Precoce

Hoje já se sabe que o envelhecimento precoce também está ligado aos danos pelos quais as células vão sendo expostas ao longo da vida de um indivíduo.

E esses danos são geralmente o resultado da ação dos radicais livres, que oxidam as células de praticamente todos os sistemas do corpo humano, impedindo-as de executar os seus processos metabólicos corretamente.

Porém uma boa notícia: a ação de alguns compostos fenólicos presentes na canela também atuam positivamente para a eliminação da maior quantidade possível desses radicais livres no organismo; o que, em certa medida, pode prevenir o surgimento de tumores e de alguns transtornos cerebrais, como o Mal de Parkinson, de Alzheimer, AVC, entre diversas outras doenças.

Casal de Idosos Bebendo Chá
Casal de Idosos Bebendo Chá

Como Consumir a Canela

Como todo alimento natural, os riscos relacionados ao consumo da canela estão geralmente ligados ao seu uso excessivo. E como resultado disso, vários transtornos costumam ser relatados, entre os quais, problemas gástricos (úlceras, gastrites, etc), aumento da pressão sanguínea, desequilíbrios metabólicos, desarranjos intestinais, entre diversos outros.

Mas quando utilizada de forma racional, a canela revela-se como uma das especiarias que apresentam os maiores benefícios para a saúde. E ainda com a vantagem de poder ser utilizada em duas apresentações básicas: em pó ou em pau.

No primeiro caso, é possível polvilhá-la em preparados, tais como, mingaus, doces, biscoitos, caldos, frutas, carnes, legumes, entre diversas outras iguarias.

Mas também é possível utilizá-la em pau (ou casca) para o preparo de infusões, refogados, arrozes, massas, peixes e onde quer que a criatividade possa levá-lo.

E tudo o mais que se sabe sobre o consumo da canela, é que ele, em alguns casos, deverá ser regulado por um médico especialista, que é o profissional a ser consultado para a indicação da quantidade ideal de canela a ser utilizada diariamente por cada indivíduo.

Mas, como uma prática quase que regulamentada pela experiência, convencionou-se recomendar uma dosagem que não ultrapasse  2 ou 3 colheres de chá por dia, principalmente quando optar por utilizar a canela em pó – obviamente, um tipo de apresentação que fará com que mais do alimento seja consumido.

Outra coisa importante a saber sobre o consumo de canela são as formidáveis combinações as quais ela se presta.

E um exemplo disso é a poderosa combinação canela + gengibre. Uma verdadeira “explosão” de energia que une o poder de fortalecimento do sistema imunológico proporcionado pela canela à capacidade anti-inflamatória do gengibre.

Uma combinação verdadeiramente imbatível e capaz de auxiliar no combate a gripes, resfriados, processos inflamatórios, cefaleias, entre diversas outras afecções que possam ser combatidas pelas propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, antimicrobianas e antivirais da dupla.

E o que dizer das magníficas combinações da canela como ingrediente para vários tipos de iguarias, como o “bolo de maçã com canela”, o “bolo de banana”, ou do já quase folclórico “doce de arroz com canela”?

Em algumas delas, a canela entra como um dos “segredinhos” da receita; apenas como um polvilhado sobre o prato e para dar-lhe um sabor totalmente original; além de contribuir para o estímulo ao funcionamento do pâncreas, controlar os níveis de insulina no sangue, e, dessa forma, tornar algumas dessas receitas verdadeiras parceiras dos diabéticos nessa luta diária para manter as suas taxas de glicemia em níveis aceitáveis.

Principais Contraindicações Do Consumo Da Canela

Como dissemos, os benefícios da canela para a saúde superam, e muito, os riscos do seu consumo.

Porém é importante salientar os riscos do consumo da especiaria por parte de gestantes, muito por causa da sua capacidade de provocar contrações uterinas que podem levar ao aborto.

Quem também pode apresentar problemas com o consumo da canela são os indivíduos que sofrem com a chamada “pressão alta”.

Nesse caso, são as características termogênicas dela que supostamente estariam por trás de alguns casos de aumento da pressão arterial em hipertensos.

Também recomenda-se que bebês e lactentes evitem o consumo da canela. Em ambos os casos, acredita-se que algumas substâncias da especiaria são capazes de prejudicar o correto desenvolvimento da estrutura neuronal das crianças.

Foto de um Punhado de Canela Empilhado
Foto de um Punhado de Canela Empilhado

Recentemente alguns estudos também comprovaram os riscos do consumo diário da canela em indivíduos com distúrbios da circulação e com alguns transtornos do fígado. E nesse caso é a presença de substâncias como a cumarina que podem comprometer, gravemente, a saúde desses indivíduos.

Com relação à cumarina, o problema é que essa substância possui inúmeras propriedades anticoagulantes; o que pode ser fatal para diabéticos e portadores de doenças circulatórias, que não teriam como controlar hemorragias internas e nem mesmo externas ao seu organismo.

Logo, o recomendado, como dissemos, é ter sempre o apoio da opinião de um especialista sobre os riscos do consumo da especiaria, de acordo com a sua idade e possíveis complicações de saúde.

E além disso, evitar ao máximo ultrapassar a dose recomendada de não mais do que  3 colheres diárias de canela em pó. E assim diminuir, sobremaneira, os principais riscos do seu consumo excessivo, entre eles, alterações do ritmo cardíaco, irritação das mucosas gástricas e intestinais, distúrbios cerebrais em longo prazo, intoxicações graves, alergias, entre diversos outros transtornos à saúde.

Algumas Das Principais Variedades De Canelas

Dentre os tipos de canelas mais utilizados como especiarias para fins comerciais estão as variedades Ceilão, Saigon, Korintje e Cássia.

Estas são também as que melhor se prestam para as mais diversas utilizações, como o preparo de chás, incensos, para fins de decoração, entre outros usos não menos exóticos.

Essas variedades de canela também são as que mais se assemelham quanto à coloração, formato das cascas, sabor e propriedades medicinais; com exceção da Ceilão, que convencionou-se chamar de “canela verdadeira”, muito por conta das suas origens e trajetória até os dias atuais.

Na verdade a Ceilão costuma ser a mais apreciada, entre outras razões, por ser a que apresenta as menores quantidades de cumarina; uma espécie de antioxidante com diversas funções importantes no organismo, mas que, consumido em excesso, pode causar inúmeros danos aos rins e fígado.

Para que se possa fazer uma diferenciação mais exata entre as variedades que possui em casa, basta analisar a sua maciez, se ela esfarela com maior facilidade e se possui uma coloração mais clara.

Em caso positivo, é quase certo que tenha em casa a variedade Ceilão, já que as demais citadas são bem mais duras, menos enroladas e apresentam colorações mais escuras.

O curioso é que tudo o que se sabe sobre as origens da canela é que a variedade Ceilão foi a que acabou caindo nas graças da população europeia lá pelos idos do séc. XVI, quando as viagens de exploração se multiplicavam e ela tornava-se a mais exportada nas primeiras décadas do século.

Juntamente com pimenta-do-reino, cravo e noz-moscada, a Canela do ceilão tornou-se moeda de troca durante décadas; no entanto, talvez pela enorme procura em contraste com a pouca demanda, a variedade tornou-se extremamente rara e cara; o que acabou dando margem para que essas outras, bem mais baratas e fáceis de encontrar, se tornassem as mais populares em praticamente todo o mundo.

As Diversas Variedades

E dentre esses tipos mais populares, podemos destacar:

1.Canela do Ceilão

Canela do Ceilão
Canela do Ceilão

Essa, como dissemos, costuma ser chamada de “a canela verdadeira”. É a Cinnamomum zeylanicum; a primeira variedade exportada da Ásia, mais especificamente do Sri-Lanka (sul da Índia), mas também de Madagascar, Laos, Myanmar e Vietnã.

A Canela do ceilão durante muito tempo foi uma espécie de variedade nobre, muito por conta do seu alto preço, como o resultado do excesso de procura e pouca oferta – algo que até fez com que outras variedades chegassem ao ponto de serem consideradas “canelas falsas”.

2.Canela de Korintje

Canela de Korintje
Canela de Korintje

Essa é uma daquelas variedades que convencionou-se chamar de “Canela cássia” ou “Canela falsa”. Para muitos, as razões disso estão no fato de ela ter se tornado extremamente popular; facilmente encontrada; diferentemente da Ceilão que, até hoje, é a mais rara.

A Canela de korintje é a Cinnamomum burmanni; uma espécie originária da Indonésia, apreciada como uma especiaria e com quantidades bem maiores de cumarina – o que lhe confere uma maior dureza e intensidade de aromas.

3.Canela Saigon

Canela Saigon
Canela Saigon

A Canela de saigon é a Cinnamomum loureiroi. Mas você também poderá encontrá-la como a Canela-vietnamita, Cássia-vietnamita, Canela-do-vietnã, entre outras denominações que logo indicam as suas origens nas densas e enigmáticas florestas do Sudeste Asiático.

Essa variedade também chama a atenção por ser considerada uma “cássia” ou uma “canela falsa”. Porém, curiosamente, é uma das mais caras e a mais rica em cinamaldeído e cumarina dentre todas.

4.Canela Cássia

A Canela cássia já até virou sinônimo de “canela falsa”. O seu nome científico é Cinnamomum cássia, mas ela também pode ser encontrada como Canela-chinesa, Canela-aromática, Cássia-chinesa, entre outros apelidos que revelam as suas origens na China.

Apesar de ser considerada uma variedade de 2ª categoria, a Canela cássia é a mais popular nos Estados Unidos e muito utilizada também no segmento de cosméticos, na qual as suas substâncias aromáticas são apreciadíssimas para a produção de loções, shampoos, sabonetes, hidratantes, entre diversos outros produtos.

Canela Cássia
Canela Cássia

Uma curiosidade sobre essa variedade é que ela é uma das 50 ervas fundamentais da medicina chinesa.

Mas, no ocidente, ela angariou fama mesmo foi como uma das especiarias aromáticas mais apreciadas dentre todas as que são atualmente conhecidas na natureza.

Canela Verdadeira x Canela Falsa

Como pudemos perceber até aqui, não são só os benefícios da canela para a saúde que chamam a atenção nessa especiaria.

Essa confusão acerca da sua originalidade também é motivo para várias polêmicas e controvérsias, especialmente pelo fato de sabermos que ela pode ser menos ou mais tóxica de acordo com a variedade em questão.

Hoje é quase um consenso a definição da Canela do ceilão, ou Cinnamomum zeylanicum, como a “Canela verdadeira”.

E para as demais, como a Burmannni, Cássia, Saigon, Padang, Korintje, entre outras, o que sobra mesmo é o melancólico apelido de “canelas falsas”, apesar de serem as mais populares e consumidas em todo o mundo.

Mas a despeito de tudo isso, estamos falando aqui de espécies que pertencem à mesma família (a Lauraceae), e também ao mesmo gênero de plantas (o Cinnamomum), o que nos leva à conclusão de que são basicamente os mesmos produtos, com quase todas as propriedades e utilizações.

As diferenças mais marcantes entre elas (ou melhor, entre a Ceilão e as demais) podem ser observadas apenas nas suas características físicas.

Enquanto a Canela ceilão apresenta uma textura mais frágil, esfarela mais facilmente e distribui-se em várias lascas em cada ramo, as demais variedades são bem mais firmes e resistentes, além de apresentarem uma coloração um pouco mais escura.

Na verdade, com relação às suas propriedades químicas, podemos diferenciar a Ceilão das demais pela maior ou menor presença da cumarina em suas estruturas.

Nesse caso, a Canela ceilão caracteriza-se por apresentar quantidades bem menores dessa substância (o que a torna menos tóxica), enquanto as outras chamam a atenção justamente pelos altos níveis dessa cumarina, o que geralmente as torna bem mais tóxicas e inibidoras da correta coagulação sanguínea (principalmente quando consumidas em excesso).

Um Alimento Repleto De Peculiaridades

Canela em Pau e em Pó
Canela em Pau e em Pó

E por essas e outras é que a canela entra nessa categoria das espécies mais envoltas em lendas, crenças e invencionices dentre todas as que se conhece na natureza.

Em uma delas, diz-se que o seu consumo por convalescentes pode tornar-se algo perigosíssimo!

Mas essa é uma opinião que nada tem de verdadeira. Pelo contrário. O potencial estimulante da canela atua positivamente (até nesses casos) como um revigorante incomparável, principalmente quando em combinação com o gengibre, alho, cravo, hortelã, entre outras ervas com o mesmo potencial.

O segredo aqui está em conhecer o seu caso específico. Por isso, mais uma vez, o recomendado é obter a opinião de um especialista, pois somente ele será capaz de recomendar (ou proibir terminantemente) o consumo da canela de acordo com as características de cada indivíduo.

Outro mito relacionado com os benefícios da canela para a saúde é o que garante que ela seria um dos melhores afrodisíacos da natureza. E aqui, novamente, é preciso alertar para o fato de que nenhuma comprovação científica há sobre esse seu suposto potencial.

O mais próximo que a canela pode chegar de um estimulante sexual talvez esteja no fato de ela eliminar toxinas e impurezas como poucas espécies na natureza; o suficiente para facilitar a irrigação do sangue através dos vasos, e, com isso, melhorar o desempenho sexual por conta, também, de uma maior oxigenação do cérebro.

O Uso Medicinal Da Canela

A canela, como boa parte dos frutos da natureza, é um alimento bastante rico em propriedades medicinais.

Algumas substâncias presente nela atuam, por exemplo, como excelentes revigorantes, estimuladoras do apetite, adstringentes naturais, estimuladoras da produção do suco gástrico, entre outros benefícios que podem ser obtidos a partir do seu uso moderado.

Sabe-se, também, que, a partir da extração de algumas das suas substâncias (como os seus óleos essenciais), é possível produzir xaropes, tinturas, a “água de canela”, aromatizantes, realçadores de sabor, entre outros preparados bastante utilizados na indústria farmacêutica.

No passado – provavelmente já na Antiguidade – a canela era constantemente utilizada para o combate a transtornos relacionados à menstruação e aos processos digestivos. E tais funções tinham a ver com as substâncias emenagogas, carminativas e estomáquicas que podem ser encontradas nela.

Mas sabe-se, também, que as suas propriedades astringentes já eram por demais conhecidas na época. E elas eram (e são) utilizadas como eficientes desintoxicantes, com aquelas chamadas “ações detox”, que eliminam diversas substâncias e toxinas que costumam infestar o sangue, especialmente em indivíduos com péssimos hábitos alimentares.

Uso Medicinal Da Canela
Uso Medicinal Da Canela

Essas substâncias adstringentes na canela ainda ajudam, da mesma forma, a limpar as vias respiratórias do muco, saliva e micro-organismos patológicos. E contribuem, também, para combater episódios de diarreia e para preservar o organismo da acentuada perda de eletrólitos que ocorre durante esse período.

E, por fim, pesquisadores do Instituto de Tecnologia Alimentar de Bohnn (Alemanha) também descobriram que algumas substâncias presentes na canela são excelentes para a conservação do pão, especialmente de micro-organismos causadores do mofo ou bolor.

Algo que, mais uma vez, demonstra como a canela pode apresentar inúmeras substâncias benéficas para a saúde e também úteis para o dia a dia das pessoas em inúmeros segmentos da atividade humana.

Uma Especiaria E Os Seus Predicados

Ainda sobre as propriedades medicinais da canela, chamam a atenção, em especial, as características dos seus óleos essenciais.

A maioria deles possuem ação antiespasmódica, anti-hipertensiva, antimicrobiana, anti-inflamatória, antioxidante, emenagoga, entre diversas outras funções vitais para o bom funcionamento do organismo.

Mas surpresa mesmo é saber que o extrato da canela pode funcionar até mesmo como excelente inseticida, repelente, larvicida, bactericida, entre outras funções que já até são bastante exploradas pela indústria de praticamente todos os segmentos.

E com um percentual entre 0,4 e 5% de óleos essenciais, a canela tornou-se uma das especiarias mais utilizadas como aromatizantes, muito por conta dos seus altos níveis de Aldeído cinâmico, cuminaldeído, hidroxi-cinamaldeído, além de benzoato de bencilo, cineilanina, álcool benzílico, entre outras propriedades.

Essas são substâncias bastante apreciadas pela indústria de cosméticos, que beneficia-se sobremaneira da capacidade da canela de produzir um aroma único, extravagante e original aos mais diversos tipos de produtos de beleza e higiene pessoal.

E já sabemos também que o óleo essencial de canela costuma ser bastante eficaz para o combate a dores musculares, distúrbios reumáticos, estresse, fraqueza, indisposição, artrite, artrose…E poderíamos continuar aqui enumerando infinitamente os incontáveis benefícios da canela para a saúde do corpo humano.

Pois esse é, sem dúvida, um exemplar clássico da força da natureza como o principal parceiro da nossa saúde. Um verdadeiro manancial de propriedades e substâncias químicas com potenciais curadores inigualáveis! Uma fonte abundante de saúde! E que por isso mesmo nos mostra o quão importante é a preservação da natureza nas suas melhores condições possíveis para as gerações futuras.

As Maravilhas Gastronômicas À Base De Canela

1.Banana com Canela

Ingredientes:

  • 2 bananas;
  • 2 colheres de chá de canela em pó.

Modo de Preparo:

As bananas devem ser todas elas amassadas e cobertas com uma camada generosa de canela em pó. E caso queira, experimente esquentá-las por no máximo 20 ou 30 segundos no forno de micro-ondas; e se quiser também acrescente um pouco de mel natural de abelhas a essa sobremesa.

2.Canjica Light

Canjica Light
Canjica Light

Ingredientes:

  • 6 xícaras de chá de milho para canjica;
  • 1 colher de sopa de margarina light;
  • 7 unidades de cravos-da-índia;
  • 500ml de água;
  • 3 canelas em pau;
  • 300 ml de leite desnatado;
  • 250ml de leite de coco light;
  • 3 envelopes de adoçante.

Modo de preparo:

Primeiro de tudo, o milho para canjica deverá descansar em água potável por 24 horas. Logo após, escorra esse milho e acrescente a canela, o leite, o cravo, o leite de coco, a água e a margarina.

Esse conteúdo deverá, por sua vez, ser misturado até formar um todo bastante homogêneo. E aí então é só levar ao fogo baixo e continuar misturando até que o conteúdo ganhe consistência.

O adoçante deverá ser o último ingrediente da sua canjica. E ele deverá ser acrescentado assim que perceber que ela já está ponta.

E, ao final, você ainda poderá acrescentar um pouco de canela em pó ao prato.

3.Bolo de Banana Light

Ingredientes:

  • 4 colheres de sopa de margarina;
  • 3 xícaras de farinha de trigo integral;
  • 3 colheres de sopa de leite;
  • 2 ovos;
  • 2 xícaras de açúcar mascavo;
  • 6 colheres de chá de fermento em pó;
  • 6 bananas maduras amassadas.

Modo de Preparo:

Aqui o primeiro passo é untar uma forma quadrada com dimensões 40 x 40 e preaqueçê-la a uma temperatura de 180 graus.

O açúcar mascavo e a margarina devem ser batidos em separado numa batedeira. Logo após, acrescente as bananas amassadas, os ovos e bata novamente.

Acrescente a essa mistura (aos poucos) a farinha integral, o fermento, o leite e bata mais um pouco. E, ao final, despeje esse conteúdo na forma e asse por 40 ou 45 minutos.

Mas você também poderá utilizar o eficiente método de enfiar um palito no bolo. E se sair limpo, esse é o sinal de que o resultado foi positivo.

4.Barra de Quinoa com Maçã e Canela

Ingredientes:

  • 4 xícaras de chá de quinoa em grãos;
  • 2/4 de xícara (chá) de semente de linhaça moída;
  • 2/4 de colher de chá de noz moscada em pó;
  • 2 pitadas de sal marinho;
  • 1 xícara e meia de chá de farinha de aveia;
  • 2 xícaras de chá de maçãs desidratadas;
  • 2 colheres de sopa de água;
  • 1 colher chá de canela em pó;
  • 2 colheres de sopa de óleo de coco;
  • 4 colheres de sopa de açúcar mascavo;
  • 2 colheres de sopa de melado de cana;
  • 2 colheres de chá de essência de baunilha.

Modo de Preparo:

Para o preparo da sua barra de quinoa com maçã e canela, comece misturando a maçã desidratada, a farinha de aveia, a noz moscada, a linhaça, a canela e o sal marinho em um processador.

Deixe essa mistura reservada à parte e junte o açúcar mascavo, o óleo de coco, o melaço e misture tudo em um fogo baixo até que ganhe consistência.

Nessa mistura, acrescente a água e a essência de baunilha e junte tudo novamente no processador.

Você deverá obter uma mistura pegajosa para ser colocada em uma tábua e espalhada em um volume razoável. E após 25 minutos terá barras de cereais produzidas de forma 100% natural, e ainda com o toque final da canela, com o seu potencial aromático e para um sabor inconfundível.

Fontes:

https://www.minhavida.com.br/alimentacao/tudo-sobre/17095-canela

https://pt.wikipedia.org/wiki/Canela

https://www.portalsaofrancisco.com.br/alimentos/canela

http://somosverdes.com.br/voce-sabe-diferenciar-canela-verdadeira-de-cassia-aprenda-agora-e-nao-erre-mais/

http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/539-4.pdf

https://www.aromaflora.com.br/falsa-canela-x-verdadeira-canela/

https://revistagloborural.globo.com/Noticias/noticia/2014/02/conheca-rota-das-especiarias.html

https://www.medicina-integrada.com/tipos-de-canela/

https://www.guiadasemana.com.br/receitas/galeria/receitas-saborosas-com-canela-que-ainda-te-ajudam-a-emagrecer

Veja também

Óleo de Cártamo em Cápsula

Como Age o Óleo de Cártamo no Organismo?

A planta Carthamus Tinctorius L – nativa de regiões secas e áridas da Índia – …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *