Home / Plantas / Mangue Vermelho: Flor, Como Plantar, Aquário e Fotos

Mangue Vermelho: Flor, Como Plantar, Aquário e Fotos

O mangue vermelho (nome científico Rhizophora mangle) é uma espécie vegetal nativa do ecossistema de manguezal, o qual é considerado um ecossistema costeiro de transição entre biomas marinhos e terrestres, ou zonas de transição entre ambientes marinhos e desembocadura de rios de água doce.

Essa planta é encontrada em praticamente todo o litoral brasileiro, desde o Amapá até Santa Catarina, mesmo sendo nativa do Brasil, ela é bastante encontrada em outras partes do muno, a exemplo da África. Além de mangue vermelho, também pode ser chamada de sapateiro, mangue bravo, gaiteiro, mangueiro, guaparaíba, apareíba, guapereiíba e mangue verdadeiro.

Sua madeira possui grande aplicabilidade na construção civil, para a confecção de vigas, esteios e caibros, assim como para a confecção de cercas e lastros de cama. Também pode ser aproveitada para a curtição de couro e para a produção de utensílios de barro, sendo adicionada a este material em estado cru. O mangue vermelho também possui uma substância chamada tanino a qual é empregada para tingimento e participação na formulação de alguns medicamentos.

Uma grade curiosidade é a possibilidade de acoplar um mangue vermelho a um sistema marinho de aquário, desde que haja condições para

uma boa acomodação das raízes.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre o mangue vermelho, suas estruturas, tais como as raízes, folhas e flores, como plantá-lo e acomodá-lo em um aquário.

Então venha conosco e boa leitura.

Flora e Fauna do Manguezal

No mangue, é possível encontrar três tipos de vegetais considerados endêmicos, são eles:

O mangue vermelho (nome científico Rhizophora mangle), o mangue branco (gênero taxonômico Laguncularia racemosa) e o mangue preto (gênero taxonômico Avicennia). Esporadicamente, é possível encontrar espécies pertencentes ao gênero Conocarpus, assim como espécies facultativas dos gêneros Spartina, Hibiscus e Acrostichum.

Laguncularia Racemosa
Laguncularia Racemosa

Em relação à fauna, o alto teor de salinidade dos manguezais contribui para a abundância de espécies animais, as quais captam neste ambiente os nutrientes necessários à sua reprodução. As espécies podem ser consideradas residentes ou visitantes. Exemplos de animais encontrados no mangue são os crustáceos caranguejo, siri e camarão; moluscos como as ostras, sururus e caramujos; peixes; mamíferos ; reptéis (jacarés) e aves, com destaque para as garças, flamingos, urubus, gaviões e gaivotas.

Segundo a legislação, as áreas de mangue são espaços de preservação permanente, logo estão amparadas por leis, decretos e resoluções; embora sejam ameaçadas por práticas de desmatamento, aterramento, ocupação desordenada do litoral, pesca predatória e captura de caranguejos durante o período reprodutivo.

Mangue Vermelho Classificação Taxonômica

A classificação científica para o mangue vermelho obedece a seguinte ordem:

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyta

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Malpighiales

Família: Rhizophoraceae

Gênero: Rizophora

Espécie: Rizophora mangle

Mangue Vermelho Características

A altura média deste vegetal varia entre 6 a 12 metros. Possui raízes-escora ou rizóforos, os quais dão sustentação e estabilidade às raízes adventícias, sendo que estas brotam de troncos e galhos com forma de arco em direção ao substrato. Os rizóforos auxiliam na sustentação do vegetal em solo lodoso, e também possibilitam as trocas gasosas de oxigênio e gás carbônico através de órgãos de arejamento de formato poroso chamados lenticelas, essas trocas ocorrem até mesmo quando o solo está encharcado.

As folhas são rijas (ou seja, duras e tesas e não quebram com facilidade) e com textura coriácea (semelhante ao couro).São mais claras na porção inferior e possuem de 8 a 10 centímetros de comprimento. A tonalidade em geral é verde-escura, com aspecto brilhante.

Em relação às flores, estão são pequenas e com coloração branco-amarelada. Elas se reúnem em inflorescências axilares.,

Os frutos são bagas (frutos carnudos simples, cuja parede de todo o ovário amadurece na forma de um pericarpo comestível). Possuem formato alongado e medem aproximadamente 2,2 centímetros de comprimento. A cor é acinzentada e no seu interior há uma única semente, a qual germina já no interior do fruto, interiorizando a sua radícula (primeira ‘estrutura’ da semente a emergir após a germinação) no lôdo ao se desprender da planta.

Cultivando o Mangue Vermelho em Sistemas de Aquário

A vegetação típica das áreas de manguezal não cresce necessariamente apenas na lama, isso porque acima de rochas porosas, que contenham poros grandes o suficiente para acomodar as raízes, é possível que essas plantas se desenvolvam. Logo em aquários, as rochas podem ser posicionadas na parte alta, para que as raízes das plantas se prendam às elas. No caso da utilização de uma muda que contenha as raízes já desenvolvidas, a sugestão é prender essas raízes às rochas a partir do uso de um elástico ou de alguma amarração temporariamente, até que a raiz se prenda sozinha.

Prender um vegetal em uma rocha traz como vantagem a praticidade, caso seja necessário muda-lo de local. No entanto, esta mudança deve ser evitada, visto que a planta se adapta às condições ambientais do local, principalmente referentes à iluminação.

Em relação à iluminação, alguns cuidados devem ser tomados. Por exemplo, é importante verificar se a planta não está posicionada diretamente abaixo da fonte de luz, uma vez que o calor emitido pela lâmpada pode ser prejudicial, assim como o excesso de iluminação pode fazer sombra e prejudicar o recebimento de luz de outras espécies cultivadas neste mesmo aquário. A dica básica é: quanto mais forte for a lâmpada, maior deverá ser a distância.

*

Agora que você já conhece importantes informações sobre o vegetal mangue vermelho, incluindo características de suas raízes, folhas, flores e frutos, assim como informações sobre o seu cultivo em sistemas de aquário, continue conosco e visite também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade sobre botânica, zoologia e ecologia de modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

ALMEIDA, V. L. S.; GOMES, J. V.; BARROS, H. M.; NAVAES, A. Produção de mudas de mangue-vermelho (Rizophora mangle) e mangue-branco (Laguncularia racemosa) na tentativa de conservação do manguezais em comunidades carentes do Litoral Norte do Estado de Pernambuco. Disponível em: < http://www.prac.ufpb.br/anais/Icbeu_anais/anais/meioambiente/racemosa.pdf>;

Brasil Reef. Uso de Mangues em aquários marinhos. Disponível em: < http://www.brasilreef.com/viewtopic.php?f=2&t=17381>;

G1. Mangue-vermelho. Disponível em: < http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/terra-da-gente/flora/noticia/2015/02/mangue-vermelho.html>;

Portal São Francisco. Mangue-Vermelho. Disponível em: < https://www.portalsaofrancisco.com.br/biologia/mangue-vermelho>;

Terrenos beira-mar. Mangue Vermelho. Disponível em: < http://terrenosbeiramar.blogspot.com/2011/10/mangue-vermelho-rhizophora-mangle.html>.

Veja também

Como Plantar, Cultivar e Fazer Muda de Pé de Ameixa em Vaso?

Será que se pode plantar o caroço que sobrou da ameixa que a pessoa comeu? …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *