Home / Plantas / Benefícios da Cana de Macaco, Malefícios e Contra Indicações

Benefícios da Cana de Macaco, Malefícios e Contra Indicações

A cana de macaco (nome científico Costus spitacus) é uma planta tropical, de origem brasileira. Por aqui, é facilmente encontrada na Amazônia e Mata Atlântica. Também pode ser chamada pelos nomes de ubacaia, periná, canarana, cano do brejo, cana roxa, flor-da-paixão, jacuacanga, pobre-velho e paco-caatinga.

É uma espécie vegetal conhecida pelas suas muitas propriedades medicinais, contribuindo para que seja encontrada em muitas lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre essa espécie vegetal, dando ênfase aos seus benefícios, malefícios e contra indicações.

Então venha conosco e boa leitura.

Família Botânica Costaceae

Nesta família estão agrupados quatro gêneros, são eles o gênero Tapeinochilos, Dimerocostus, Paracostus, Cheilocostus, Chamaecostus, Monocostus e, é claro, o gênero Costus.

Dentro desta família, existem mais de 120 espécies, as quais são cultivadas com a finalidade de atenderem ao comércio de flores de corte, assim como para uso em paisagismo.

A distribuição da família é considerada pantropical. Um grande número de espécies está presente nas Américas, contudo, algumas também podem ser encontradas na Índia e na Malásia.

Família Botânica Costaceae
Família Botânica Costaceae

Em termos de diversidade de espécies, a Colômbia lidera com cerca de 35 espécies.

É comum que as espécies desta família botânica apresentem um crescimento classificado como simpodial. No geral, são perenes, herbáceos e rizomatosos. As inflorescências são terminais e cimosas, sendo as flores protegidas por brácteas densas. Os frutos são do tipo cápsula.

São plantas hermafroditas, de importância ecológica significativa para muitas espécies de aves.

Gênero Botânico Costus: Listagem de Espécies

As espécies deste gênero incluem o Costus arabicus, Costus barbatus, Costus chartaceus, Costus claviger, Costus deistelli, Costus erythrothyrsus, Costus guanaiensis, Costus lasius, Costus lucanusianus, Costus malortieanus, Costus scaber, Costus spitacus, Costus spiralis e Costus villosissimus.

A espécie Costus arabicus, também chamada de gengibre em espiral, é considerada uma das espécies mais cultivadas em todo o mundo. Suas inflorescências são vermelhas, com disposição de flores amarelas. A altura do vegetal normalmente atinge 1,80 metros.

A espécie Costus chartaceus é nativa da Colômbia e do Equador. Também pode ser chamada de Christmas costus, ou Costus natalino (em razão do seu formato que lembra uma pinha).

O Costus guanaiensis está presente em boa parte dos países da América do Sul e América Central. O vegetal pode atingir de 2 a 6 metros de altura. Seu caule é excelente para preparo de um suco ‘ácido’ com ação refrescante.

Apesar do gênero ser comum nas Américas, a espécie Costus lucanusianus foi introduzida nos Estados Unidos como planta ornamental e medicinal, e, no caso, também pode ser encontrada na África Ocidental Tropical.

Cana de Macaco Características Físicas

O vegetal em si é classificado como herbáceo, podendo alcançar a altura estimada de 2 metros.

Possui flores de cor amarela ou laranja, as quais aparecem uma de cada vez, no verão e na primavera.

No caso das folhas, estas são invaginantes, com coloração verde-escura (a qual é vermelha nas margens), assim como bainha pilosa e disposição alterna. São dispostas em espiral.

Cana de Macaco Informações Sobre o Plantio

Esses vegetais tem preferência por climas tropicais. O solo precisa ser rico em nutrientes, demandando um bom aporte hídrico (obtido através de regas regulares), porém sem encharcamento.

É capaz de tolerar luminosidade solar direta em alguns períodos do dia, assim como pode tolerar climas mais frios. Possui grande resistência a pragas.

A propagação pode ocorrer através da divisão dos bulbos, estaca do caule, assim como da divisão da moita.

Benefícios da Cana de Macaco, Malefícios e Contra Indicações

Benefícios

Constituintes químicos da cana de macaco incluem resinas, óleos essenciais, pectina, mucilagens, saponinas e muitas outras substâncias.

Entre os benefícios estão inclusas propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias, adstringentes, antitumoral, antitussígena, diurética, tônica, emoliente e até mesmo sudorífera.

Estas planta é amplamente empregada pela medicina popular, sendo que as partes mais utilizadas são as folhas, cascas, hastes e rizoma.

Algumas indicações incluem alívio da diarreia, controle da pressão arterial, alívio de hemorragias, alívio de sintomas relacionados aos problemas renais, e melhora da tosse. Convém lembrar que, na qualidade de tratamento alternativo, não substitui a terapêutica tradicional, apenas auxilia na melhor eficácia de seus resultados.

Ainda considerando a qualidade de tratamento alternativo, o suco de cana de macaco diluído é popular por auxiliar no controle do diabetes, problemas de bexiga, sífilis, nefrite, picada de inseto, hérnia, inchaço, dor reumática, alterações menstruais, inflamações na uretra, entre outras condições clínicas.

Além da ação anti-inflamatória (visível na maioria das indicações acima), o vegetal é indicado no tratamento de contusões, dores musculares, assim como grande aliado no processo de emagrecimento (sendo que neste último caso, o uso deve ser orientado por um médico ou fitoterapeuta).

Malefícios

Normalmente, o consumo de chá de cana de macaco não implica em efeitos colaterais, exceto quando é consumido em excesso e de forma prolongada. Logo, o consumo deve seguir orientação médica.

Chá de Cana de Macaco
Chá de Cana de Macaco

Danos renais são os prováveis efeitos colaterais resultantes do consumo em demasia.

Contra-Indicações

Tanto gestantes quanto lactantes (ou seja, mulheres em fase de amamentação) não devem consumir o chá, assim como qualquer produto que contenha esse vegetal em sua composição.

Como Preparar o Chá de Cana de Macaco?

Apesar das cascas do vegetal também serem utilizadas para fins terapêuticos, durante o preparo do chá, apenas são utilizadas as folhas e a haste.

Os ingredientes incluem 20 gramas de folhas, 20 gramas de haste e 1 litro de água fervente.

As folhas e as hastes devem ser colocadas na água fervente, na qual permanecerão por cerca de 10 minutos. O próximo passo é coar e esperar esfriar.

Chá de Cana de Macaco Depois de Pronto
Chá de Cana de Macaco Depois de Pronto

Seu consumo deve obedecer a frequência de 4 a 5 vezes ao dia.

*

Agora que você já conhece os benefícios, malefício e contra indicações do consumo de cana de macaco, assim como muitas informações adicionais; o convite é para que continue conosco e visite também outros artigos do site.

Aqui há muito material de qualidade nos campos da botânica, zoologia e ecologia de um modo geral. Com certeza, haverá muitos assuntos do seu interesse por aqui.

Divirta-se e até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Coisas da Roça. Cana de Macaco é repleta de propriedades Terapêuticas. Disponível em: < https://www.coisasdaroca.com/plantas-medicinais/cana-de-macaco.html>;

Tua Saúde. Propriedades Medicinais da Cana-de-Macaco. Disponível em: < https://www.tuasaude.com/cana-de-macaco/>;

Veja também

Qual Planta Serve Para Inflamação?

As plantas são usadas, desde muito tempo atrás, para curar diversos problemas de saúde. Assim, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *