Home / Plantas / Planta Cana de Macaco: Caule, Raiz, Folha, Flor e Enraizamento

Planta Cana de Macaco: Caule, Raiz, Folha, Flor e Enraizamento

A Planta cana-de-macaco é uma espécie medicinal, com facilidade de enraizamento, e de onde podem ser extraídas importantes propriedades do seu caule, raiz, folha e flores.

Você também poderá encontrá-la em algumas dessas regiões de brejos e charcos do Brasil (de onde é endêmica) com os sugestivos nomes de cana-do-brejo, canarana, cana-roxa, cana-do-mato, jacuacanga, ubacaiá, paco-caatinga, entre diversas outras denominações que ela recebe por esses rincões do Brasil.

O seu nome científico é Costus spicatus; um nome que também vem se tornando uma referência em lojas de produtos naturais, graças às suas poderosíssimas propriedades anti-inflamatórias, diuréticas, adstringentes, tonificantes, digestivas, entre inúmeras outras funções.

A sua família, a Zingiberaceae, é conhecida por produzir espécies tipicamente herbáceas; e no caso da cana-de-macaco, ela pode atingir entre 1,5 e 2,2 m de altura, com folhas espiraladas, em uma tonalidade esverdeada, com belíssimas inflorescências em espigas terminais facilmente identificáveis.

Na verdade o que se diz é que essa planta é uma verdadeiro achado! Distúrbios renais, doenças sexualmente transmissíveis, dores reumáticas, hérnia, infecções urinárias, entre outras afecções semelhantes, nenhuma resistência conseguem opor às suas incríveis propriedades.

Não há tipo ou característica de uma doença que não possam ser combatidos com as suas formidáveis propriedades anti-inflamatórias, que são ferramentas poderosíssimas para a manutenção do aparelho urinário e reprodutivo nas melhores condições.

Os Benefícios das Folhas, Flores e do Caule da Planta Cana-de-Macaco

O chá das flores e dos caules da cana-de-macaco apresenta excelentes resultados no combate às afecções citadas acima.

E, para produzi-lo, acrescente 20 gramas de folhas e caules da planta em um litro de água, aguarde até que levante fervura, desligue o fogo e mantenha abafado por cerca de 10 minutos.

Logo após, coe, deixe amornar e tome entre 2 e 3 xícaras diárias, preferencialmente nos intervalos das refeições, e por não mais do que 8 dias.

E é importante lembrar que o consumo excessivo do chá de cana-de-macaco pode causar graves danos à saúde, em especial o desenvolvimento de cálculos renais, que podem comprometer todo o aparelho urinário de um indivíduo.

Esse chá do caule, flor ou raiz da planta cana-de macaco ainda pode ser bastante útil para o combate a infecções oculares, como a conjuntivite. Apenas algumas sessões de lavagens podem ser suficientes para torná-lo completamente livre desse transtorno.

Os banhos com o sumo do caule da cana-de-macaco acrescentado à água também costumam ser bastante eficazes para o combate a febres, dores musculares, edemas, entre outros transtornos que possam ser combatidos pelas suas propriedades anti-inflamatórias.

Não sendo demais lembrar que todo e qualquer tratamento realizado por meio de ervas e plantas deverá ser avalizado por um médico especialista. E, no caso da planta cana-de-macaco, isso não é diferente!

Planta Cana-de-Macaco
Planta Cana-de-Macaco

As suas poderosas propriedades anti-inflamatórias, diuréticas, adstringentes, entre outras, ingeridas em excesso, podem causar danos difíceis de serem debelados ao aparelho urinário e reprodutor (masculino e feminino).

Sem contar o fato de que, em mulheres gestantes, determinadas ervas podem provocar uma reação abortiva, comprometer o desenvolvimento normal dos fetos, agir até ao nível do DNA dos embriões, entre outras consequências que podem tornar-se dramáticas.

O Cultivo, Enraizamento e Outras Características da Planta Cana-de-Macaco

As características de enraizamento e a conformação das raízes, caules, flores e folhas da planta cana-de-macaco dependem, necessariamente, de que ela encontre o clima e o tipo de solo que mais aprecia.

Por ser uma espécie endêmica do Brasil, o que ela prefere mesmo são as regiões de clima tropical, com solos ricos em matéria orgânica, alta umidade relativa do ar, boas práticas de irrigação e cuidados com relação ao encharcamento da planta.

Nesse último caso, esse fator é o principal responsável pela famigerada “Podridão-da-raiz”, que costuma comprometer todo o restante da planta quando não combatida a tempo.

Mas, caso a planta encontre as condições ideias de plantio, o resultado será a constituição de uma espécie essencialmente rústica, com as características de uma planta perene, capaz de atingir até 2 metros de altura, com folhas espiraladas e rentes ao caule.

E ainda com brácteas tão ou mais exóticas quanto as suas próprias inflorescências, em um formato de cone vermelho reluzente, que protegem flores alaranjadas ou amareladas; e que surgem, magnificamente, a partir do período primavera/verão.

E a forma de plantio mais recomendada para a cana-de-macaco é por meio de estacas, mas também pela separação de algumas unidades dos seus bulbos, que desenvolvem-se com uma abundância impressionante, exigindo poucos cuidados e com uma impressionante resistência a pragas e ao sol.

As Características de Cultivo

Não só as características de enraizamento como a conformação das flores, folhas, raízes e caules da planta cana-de-macaco são bastante influenciadas pela forma de cultivo escolhida.

Para que a planta consiga desenvolver-se adequadamente será preciso oferecer a ela sol pleno (no máximo um ambiente com alguma sombra) e regas moderadas (não mais do que 3 vezes durante a semana).

Além disso, evite, a todo o custo, que ela seja submetida a um frio intenso, geadas, chuvas de granizos, entre outras situações extremas.

Já o solo que a cana-de-macaco mais aprecia são os do tipo arenoso, com partes iguais de terra vegetal e areia, para uma constituição em jardineiras, canteiros e vasos.

Solo para Cultivo de Planta Cana-de-Macaco
Solo para Cultivo de Planta Cana-de-Macaco

Mas, nesse último caso, a planta costuma desenvolver-se de forma bem mais discreta, justamente por não encontrar o que ela tanto aprecia: Espaço à vontade.

Portanto, dê preferência a um ambiente onde ela possa encontrar temperaturas que oscilem entre 16 e 35 graus centígrados, proceda a regas mais frequentes nos períodos mais quentes (primavera/verão).

Já no período de inverno diminua sensivelmente a oferta de água para não mais do que 1 rega semanal (no máximo duas).

E, no mais, é só atentar para um possível ataque da Podridão-vermelha – a principal inimiga da cana-de-macaco. Pois esta é uma praga adquirida geralmente como o resultado do encharcamento da planta, que consome as suas raízes e revela-se por meio de folhas em um tom meio pardacento ou totalmente escuras, que certamente irão alastrar-se até destruí-la por completo.

Para o seu combate, dê preferência a fungicidas naturais, que a agridem menos; evite o seu encharcamento; faça limpezas constantes de folhas, galhos e ramos mortos; e redobre a atenção sobre possíveis ataques de caracóis, lesmas e demais parasitas.

Cana-de-Macaco Ornamental
Cana-de-Macaco Ornamental

E aí então é só aproveitar-se da exuberância de uma espécie exótica por natureza; excelente para a ornamentação de jardins, varandas, canteiros e jardineiras.

Como uma espécie exótica e ornamental das mais formidáveis e, sem dúvida, entre as mais apreciadas quando o assunto são as espécies ornamentais da flora brasileira.

Caso queira, deixe a sua opinião sobre esse artigo e aguarde as nossas próximas publicações.

Veja também

Como Plantar Canela em Vaso em Casa

Existem plantas que não necessitam de uma grande horta ou quintal para serem cultivadas. É o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *