Home / Plantas / Arroz Glutinoso Mochi Japonês: Benefícios e Receita

Arroz Glutinoso Mochi Japonês: Benefícios e Receita

A cultura japonesa é daquelas que trazem a cada dia uma surpresa, uma novidade, uma tradição que até mesmo os seus admiradores desconhecem.

Uma delas é o curioso arroz glutinoso Mochi, uma espécie de bolinho de arroz, que além de oferecer todos os benefícios do arroz japonês, ainda apresenta receitas das mais originais e divertidas.

A iguaria é feita com uma espécie de arroz que possui a característica de tornar-se bastante pegajoso (glutinoso) após o cozimento; só que essa característica é ainda mais reforçada após algumas boas sovas, que o transformam numa massa que será moldada e recheada com os mais diversos tipos de ingredientes.

Durante os períodos festivos no Japão, em especial no Ano Novo, o Mochi adquire o status de uma verdadeira celebridade! E o comércio fecha, órgãos públicos suspendem suas atividades, as pessoas enfeitam-se para aproveitar a passagem do ano em um clima de purificação, reunião e celebração do ano que irá chegar.

E uma das estrelas desse momento é justamente o tradicional arroz glutinoso Mochi. Que de tão especial, possui, ele mesmo, o seu festival: o Mochitsuki; um verdadeiro banquete composto por esses tradicionais bolinhos, que são confeccionados em grandes quantidades e distribuídos para milhares de pessoas, em um dos eventos mais singulares dentre todas as manifestações culturais japonesas.

Na verdade o Mochi acaba transformando-se, durante esse período de festas, num elo de união entre as pessoas, que reúnem-se para angariar contribuições, produzir todo o cerimonial, enfeitar as casas e ruas, e ainda por cima para um curioso revezamento na sova do Mochi – sem dúvida um evento à parte durante o festival.

Arroz Glutinoso Mochi Japonês: Origem, Benefícios E Receitas

As origens dessa iguaria perdem-se no tempo! Há que diga que esta seria uma tradição milenar chinesa incorporada às mais caras tradições japonesas cerca de 2.500 anos atrás. Mas não há confirmações disso. O que se tem como confirmação é que os bolinhos são uma verdadeira delícia! Uma espécie de “chiclete” de arroz com os mais diversos tipos de recheios capazes de encantar antes mesmo de saboreá-los.

Abaixo seguem algumas das receitas mais tradicionais com esse original arroz glutinoso Mochi. Receitas que trazem os principais benefícios do singular arroz japonês, além do prazer de saborear uma das iguarias mais saborosas da Terra do Sol Nascente.

1.O Mochi Grelhado

A receita é simples. Basta grelhar o Mochi (ou fritá-lo), e aí então o céu será o limite para quem tiver criatividade! Pois poderá mergulhá-lo em uma deliciosa combinação de açúcar e canela ou substituí-los por açúcar e molho shoyu.

Mochi Grelhado
Mochi Grelhado

Mas um belíssimo molho doce, à base de abacaxi, ketchup, amido de milho, entre outros ingredientes, na companhia do arroz glutinoso Mochi, além dos benefícios que irá proporcionar aos seus olhos, ainda pode ser considerada uma das receitas mais fáceis de preparar com o tradicional bolinho.

2.Daifuku

O Daifuku é mais do que um doce japonês, é quase como uma parte da própria cultura japonesa. Ele é feito basicamente com um Mochi meio arredondado e recheado com uma massa doce de feijão.

De tão tradicional, a iguaria tornou-se um símbolo no páis; o símbolo de “sorte grande”, prosperidade e abundância.

Ingredientes:

  • 400 gramas de farinha de arroz glutinoso;
  • 80 gramas de açúcar cristal orgânico;
  • 600 ml de água.

Modo de Preparo:

  • Misture os ingredientes e leve-os ao micro-ondas por 1 minuto ou até que a pasta fique com a sua característica pegajosa.
  • Coloque o conteúdo em uma forma plana (polvilhada com amido) e deixe até que esfrie.
  • Divida a massa e cubra com ela o doce de feijão (azuki ou shiroan).

3.Isoiaki

O Isoiaki é um Mochi que deve ser frito, empanado com açúcar, molho shoyu e envolto em folhas de nori (uma espécie de alga).

Ingredientes:

  • 200 g de arroz glutinado Mochi;
  • 40g de açúcar;
  • 200 ml de molho shoyu

Preparo:

Prepare os bolinhos como recomendado, envolva-os com o açúcar (orgânico, de preferência) e mergulhe-os no molho shoyu ao modo de um saboroso petisco.

4.Ozoni

Dentre as várias iguarias que podem ser saboreadas durante o tradicional Ano Novo japonês (o Shogatsu), temos o Ozoni. Essa é uma receita de sopa à base do arroz glutinoso Mochi que, além de saborosa, ainda oferece diversos benefícios para a saúde, graças à sua combinação com diversos legumes que podem ser acrescentados ao prato.

Ingredientes:

  • 2.000ml de água;
  • 100 g de cogumelos shimeji;
  • 50 ml de molho shoyu;
  • 1 pedaço de uma alga japonesa (a Kombu);
  • 100 g de bardana;
  • 100 g de cenoura;
  • 1 pacote de caldo de peixe (hondashi);
  • 250g de massa de peixe cortada em fatias (kamaboko);
  • 50ml de sake (seco);
  • 1 colher de café de glutamato monossódico;
  • Sal a gosto.

Preparo:

Coloque 2 litros de água para ferver com 1 pedaço da alga Kombu. Adicione o pacote de hondashi. Coloque 200 g de kamaboko. Junte 100 g de bardana e as cenouras cortadas em tiras finas. Mais 100 g de shimeji, 4 colheres (sopa) de shoyu, 1 colher de café de glutamato monossódico, 50ml de saquê seco e o sal.

Depois que os legumes já estiverem cozidos, junte os cubos do pacote de “Mochi” (bolinho de arroz japonês), que deverá ter sido tostado numa frigideira (sem óleo), juntamente com a cebolinha picada.

5.Shiruko

Shiruko
Shiruko

Esse é o “feijão com arroz” japonês. Só que ele é feito com uma espécie de sopa doce à base do tradicional feijão Azuki, mais algumas fatias da massa feita com o arroz glutinado Mochi. O Shiruko é uma receita que pode ser descrita na categoria das sobremesas japonesas, bastante apreciada nos períodos mais frios, muito por conta dos seus benefícios e propriedades.

Ingredientes:

  • 250 g de feijão Azuki;

  • 6 colheres de sopa de açúcar;

  • água;

  • Shiro Mochi Satsumaya o quanto for suficiente.

Modo de preparo:

Cozinhe os feijões como de costume, sem esquecer de lavá-los e escolhê-los bem. Logo após, deixe-os descansar em uma panela com água por pelo menos 10 minutos.

Passe o feijão para uma penela de pressão (com a água e tudo), tendo o cuidado para que a água passe pelo menos 3 cm acima dos feijões dentro da panela.

Cozinhe em fogo baixo, e quando começar a ferver (dar pressão) conte mais 20 minutos. Abra a panela, coloque o açúcar (as 6 colheres ou de acordo com o seu gosto). Acrescente o Shiro Moti Satsumaya em cubinhos e asse até ficar dourado.

Os pedaços do Mochi deverão ser acrescentados em um recipiente e cobertos com o Shiruko (o feijão); e aí então é só aproveitar-se do sabor e dos benefícios de uma das mais tradicionais iguarias japonesas.

Caso queira, deixe a sua opinião sobre esse artigo. E continue compartilhando as nossas publicações.

Veja também

Agerato: Para Que Serve? Quais Benefícios o Ageratum Pode Trazer?

O Agerato, comumente chamado de flor de fio dental, é um concurso anual de gelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *