Home / Animais / Dromedário Esta em Extinção? Qual o Risco de Ser Extinto?

Dromedário Esta em Extinção? Qual o Risco de Ser Extinto?

Vivemos em um mundo onde os animais que conhecemos estão passando cada vez mais pelo perigo de serem extintos.

Enquanto algumas espécies possuem abundância na distribuição de indivíduos pelo mundo, outras espécies estão vendo cada vez mais o número dos indivíduos diminuindo.

Isso se deve, principalmente, as destruições, alterações e a falta de cuidado que vem dos humanos, enquanto outros fatores podem envolver as mudanças climáticas naturais, ou também causadas por nós.

Por isso, é muito importante que todos tenham consciência dos atos prejudiciais a vida animal, e também a natureza. Saber o que atrapalha os animais a acharem abrigou ou alimentos já é um importante passo.

Hoje, iremos falar sobre o perigo de extinção que o dromedário corre, e se ele já está em extinção. Além disso, você irá entender qual o habitat, qual a alimentação e como ele vive, e isso irá nos ajudar a pensar em formas de evitar a extinção desse animal tão especial para a natureza.

Características Gerais

Os dromedários são animais fantásticos que vive em locais na África do Norte, em alguns locais também no oeste da Ásia e também é encontrado na Índia. Apesar de mais raro, o dromedário também pode ser visto nas Ilhas Canárias, Austrália, Itália ou no sul da Espanha.

Muitos acreditam que a origem do dromedário tenha ocorrido na Arábia, e então foi levado por homens exploradores até a África do Norte. E sua domesticação provavelmente começou nos tempos considerados pré-históricos.

Com uma altura de 3 metros, a partir da sua giba, o dromedário é considerado muitas vezes um dos maiores mamíferos terrestres do mundo. Ao contrário do seu parente, o camelo, o dromedário possui apenas uma corcova, enquanto o camelo possui duas.

Dromedário Características Gerais

Os dromedários são encontrados em várias cores, que podem variar entre cor arenosa, como bege ou castanho claro, até cinza, preto ou marrons. Acredita-se que os dromedários com pelos mais escuros não consigam suportar tanto o calor.

A cabeça do dromedário é considerada curta, e ele possui um focinho mais alongado e também mais proeminente. Possui ainda olhos grandes e também com pupila oval, que está posicionada de forma horizontal.

O dromedário possui orelhas que são móveis e pequenas, e o lábio superior é maior que o inferior. Com um pescoço longo, gorduroso e curto, o dromedário ainda possui próximo de sua cabeça um líquido negro que durante a época da reprodução se torna maior.

Adaptações e Curiosidades

O dromedário vive em locais extremamente secos e que possui muitas épocas de escassez de alimentos, por isso, ele desenvolveu habilidades específicas e exclusivas para que possa sobrevive melhor nesses locais.

Para começar, uma curiosidade: há boatos de que a corcova do dromedário tenha como função o armazenamento de água. Na verdade, ao invés de água, ali fica armazenado gordura. Em épocas onde há alimentos em abundância, o dromedário armazena o excedente na corcova, para que nos períodos de escassez, ele consiga sobreviver com a gordura acumulada.

A água, no entanto, também é armazenada, mas não na corcova. No caso, os vasos sanguíneos do dromedário armazena a água, e os glóbulos vermelhos são responsáveis por aumentar em até 250 vezes a água que foi armazenada.

O dromedário é muito utilizado em alguns países como um animal de corrida. Ao contrário do cavalo, o dromedário consegue correr muito tempo sem parar, e há registros onde ele conseguiu ficar 16 horas seguidas correndo em uma velocidade de 140 km por dia.

Por conta dessa capacidade absurda de correr, os dromedários são cuidados e vendidos por preços altos, que podem chegar até 10 milhões de reais.

Se, em uma criação normal, os dromedários se alimentam de cactos, plantas e sementes, para a corrida, ele alimentado com leite, rações especiais e outros alimentos para aumentar sua capacidade esportiva.

Outras capacidades e curiosidades ainda incluem calos nas pernas dos dromedários, para que as mesmas não se queimem ao encostar na areia quente, e ele também possui patas que se abrem ao pisar na areia para que ele não fique preso.

Uma última curiosidade é que o dromedário realmente gosta dos locais onde a temperatura é seca e faz muito calor. Tanto é que o dromedário só começa a suar quando a temperatura ultrapassa os 40°C.

Perigo de Extinção

Os dromedários, assim como os cachorros e gatos, foram domesticados, e desde então, vivem junto com as pessoas.

No Oriente Médio e no Norte da África, é onde se encontra a maior parte dos dromedários domésticos. Eles possuem algumas tarefas, mas a principal é de transportar pessoas ou cargos.

Então, no caso dos dromedários domésticos, eles existem em grande abundância, e sofrem pouco perigo de extinção, sendo considerado baixo o perigo de extinção.

Qual o Risco de ser Extinto?

Na natureza, no entanto, existem poucos dromedários. Enquanto que os dromedários domesticados vivem em locais da Ásia e da África, os dromedários selvagens são encontrados na Austrália.

Muito tempo atrás, alguns pioneiros e exploradores levaram os dromedários para o centro das grandes cidades da Austrália, no entanto, os dromedários gostaram dos locais mais afastados, onde o clima é extremamente seco e quente, muito parecido com os desertos africanos, e desde então, passaram a ser selvagens.

Os dromedários, quando estão na selva, são encontrados em grupos de 15 até 20, sendo que o líder é quase sempre um macho.

Nesse formato, os dromedários correm grande risco de extinção, já que a única população existente de dromedário selvagem se encontra na Austrália.

Então, é necessário um cuidado e proteção maior para esses dromedários selvagens. Estudos e pesquisas para verificar exatamente qual a população e também programas de preservação são essenciais.

Mas, algumas causas gerais podem ser observadas, como a construção de cidades, prédios ou casas nas selvas, florestas e campos, poluição do ar, mudanças climáticas causadas pelo aquecimento global, entre outros, tudo isso atrapalha a vida selvagem.

Hoje, você aprendeu tudo o que precisava aprender para evitar a extinção desse animal tão especial e curioso. E você, já sabia as diferenças entre o dromedário e o camelo? Deixa nos comentários o que você achou da leitura!

Veja também

Flamingo Pequeno: Características, Nome Cientifico e Fotos

O flamingo-pequeno é o menor de todos os flamingos, mas tem o maior número de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *