Home / Natureza / Orquídea Pipoca: Fotos E Características

Orquídea Pipoca: Fotos E Características

As orquídeas são flores distribuídas pelos quatro cantos do mundo, e presentes em quase todos os jardins existentes, e isso se dá pelo fato de haver uma variedade quase infinita de modelos, onde as cores e formatos a caracterizam como uma das flores mais lindas que existe.

Dos inúmeros e quase incontáveis tipos de orquídeas, iremos falar sobre a orquídea pipoca (Ludisia discolor), que recebe esse nome interessante pelo fato de ter uma característica visual que a assemelha bastante a um grão de pipoca, localizada no centro da flor, como se pode perceber nas imagens.

Além da orquídea pipoca ser conhecida por esse nome, em inglês, a chamam de black jewel, pelo fato de suas folhas serem escuras, característica pouco comum em orquídeas.

A orquídea pipoca tem origem asiática, sendo nativa de regiões da Índia, Indonésia, China, Camboja, Vietnã, Filipinas e Birmânia.

Quando a orquídea pipoca não floresce, nos casos em que houve algum tipo de negligência, ou quando ela não conseguiu se desenvolver plenamente, as flores podem não nascer, mas as folhas e o caule já formam uma beleza suficientemente grande para enfeitar jardins e peças internas da casa.

Se você quiser saber mais sobre a orquídea pipoca, como suas características científicas, lugares ideais para conseguir um exemplar e saber como cultivar uma orquídea pipoca, acompanhe a leitura, e assim, aproveite e acesse aqui em nosso site:

Quanto Tempo Uma Orquídea Dura? Qual Seu Tempo De Floração?

Tipos de Orquídeas e Espécies Representativas

Principais Características da Orquídea Pipoca

A orquídea pipoca, de nome científico Ludisia discolor, é uma flor da família Orchidaceae.

A principal característica da orquídea pipoca, é sua aparência única e elegante, que vai desde a sua flor, até as suas folhas, o que faz com que a mesma seja altamente apreciada no sentido ornamental.

O que faz a orquídea pipoca ser altamente buscada no mercado, é o fato de seu caule e suas folhas serem a base para as pétalas brancas com o sinal amarelo em formato de pipoca na ponta.

Só as suas folhas já formam uma decoração especial, pois as mesmas são escuras e aveludadas com listras e veias vermelhas na parte de cima, enquanto embaixo são negras e lisas.

As flores saem em ramos superiores, que passam de 30 centímetros de altura, distribuindo as flores brancas em caules dispersos.

A orquídea pipoca é altamente comum nas regiões da Índia e Paquistão, sendo parte da cultura dos mesmos, e nascem em locais de mata fechada, pois, assim como outras espécies da família Orchidaceae, necessitam de luz intermitente, porém, sombra e água constante.

Fotos E Curiosidades Sobre A Orquídea Pipoca

Orquídea Pipoca Plantada em Vaso
Orquídea Pipoca Plantada em Vaso

A orquídea pipoca é uma flor altamente resistente, e por isso é bastante pedida no mercado. Ela é muito maleável e consegue viver e atingir plenitude tanto no solo quanto em vasos.

A orquídea pipoca é uma planta que cresce bastante, por isso o vaso deve ser grande o suficiente para comportar seu tamanho maduro. É indicado que o vaso seja de, no mínimo, 20×08 ou 25×10.

Se a ideia for ter a orquídea pipoca por anos e não ter o trabalho de trocar de vaso, é aconselhável usar um vaso maior, pois as raízes da orquídea irão tomar conta de toda a terra do vaso, devido a sua raiz ser epífita.

A facilidade em adaptação da orquídea pipoca faz ela ser uma planta apta a estar presente tanto em decoração interna quanto em jardins, fato esse propiciado pelos seus enormes pseudobulbos.

A orquídea pipoca tem origem em regiões tropicais, por isso sua criação no Brasil é mais fácil, pois regiões do Vietnã e Camboja, onde a orquídea pipoca nasce amplamente, o sol é constante no verão e, na primavera, o clima é ameno.

No Brasil, a orquídea pipoca desenvolve sua floração na primavera, onde suas flores ficam viçosas por cerca de 1 mês e meio a 2 meses.

As flores da orquídea pipoca são inúmeras, chegando as 20 flores em apenas um cacho, e são de porte pequeno, com cerca de 2 a 3 centímetros.

Como Plantar Orquídea Pipoca?

A orquídea pipoca não é tão exigente quanto outras orquídeas da mesma família.

A Ludisia discolor necessita, apenas, de constante rega e de bastante sombra, não se desenvolvendo totalmente sob constante luz solar, que pode fazer com que sua semente floresça antes do tempo, e esse fato é bastante comum.

Quando a orquídea pipoca cresce sob condições adversas, ela não morre, como as outras, mas se desenvolve sem conseguir dar flores.

Esse fato faz com que muitas pessoas deixem de cuidar da planta de maneira ideal, já que, na opinião das mesmas, o que mais atrai atenção são suas folhas. Mas essa é uma questão de gosto, e não atua exclusivamente na forma de criar a planta.

Essa informação é valiosa para a pessoa quer possuir uma orquídea pipoca, já que existe a ideia de que ela vai florescer porque é uma planta forte, quando mesmo sendo cuidada irregularmente ela consegue sobreviver, mas, no final, as flores podem não nascer.

A orquídea pipoca é uma flor que deve pegar sol, mas que nunca pode ficar seca, então a rega precisa ser constante, tendo de ser feita de 5 a 10 vezes na semana.

Aprenda A Cultivar E Conseguir Mais Mudas De Orquídea Pipoca

A orquídea pipoca é considerada uma das orquídeas de mais fácil manutenção e cultivo, pois é necessário que haja apenas bastante rega e pouca exposição ao sol, podendo, facilmente, expô-la ao sol depois das 4 da tarde, por exemplo.

A orquídea pipoca é uma flor tão forte, que a mesma pode florescer a partir dos pedaços retirados da mesma na hora da poda, não sendo necessariamente criada a partir do rizoma.

Se os pedaços que forem sendo removidos da orquídea pipoca forem postos em uma vaso com terra fértil, dentro de pouco tempo os brotos começarão a surgir, e dentro de meses esses brotos começarão a florescer e os pseudobulbos se encarregarão de desenvolver as flores.

O fato da orquídea pipoca ser uma planta terrestre, fará com que a mesma exija um solo adequado, com bastante nutrientes que serão consumidos.

O ideal para a terra, é adubar com restos orgânicos, tais como cascas de frutas e de verduras, preferencialmente enterradas na terra, para evitar as larvas, que podem comer o broto da flor.

Veja também

Camelo Australiano: Características, Nome Cientifico, Extinção e fotos

Você sabia que a Austrália possui um grupo de imigrantes que estão no país desde …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *