Home / Natureza / O Que é Horizonte Plíntico? Como Ele Acontece?

O Que é Horizonte Plíntico? Como Ele Acontece?

Apesar do solo quase sempre parecer igual em todas as partes, ele, na verdade, possui inúmeras diferenças e por isso o solo é catalogado em determinadas classificações e tipos.

Essas diferenças ocorrem quando alguns solos apresentam mais minerais que outros, ou mais argila, ou menos umidade e assim por diante.

O solo em questão é o solo plíntico, que é caracterizado pela presença de plintita, que é uma formação terrestre que ocorre quando o solo possui pouco carbono e há uma absorção de nutrientes como o ferro e alumínio, e por consequência, a plintita se apresenta como um formato compactado que pode ser de extrema resistência. Esse tipo de solo ocorre em áreas que sofrem alagamentos por muito tempo e logo em seguida sofrem ressecamento, compactando a terra e fazendo-a ficar cada mais rígida.

A plintita, geralmente, apresenta-se em forma de laminar, assim como muitas vezes se forma de maneira irregular e sem um formato específico.

Quando ocorre a contração dos minerais pela falta de oxigênio, a formação geológica não permite que haja mobilização de outros elementos, formando assim um aglomerado compactado de terra.

Da plintita também vem a petroplintita, que é um material rígido e extremamente rico em ferro e alumínio, e quando removida da terra com os equipamentos ideais, ela pode se tornar um pouco mais maleável se for molhada (sendo possível até mesmo corta-la com uma cortadeira), porém, em estado seco, ela se apresenta de forma bastante rígida e de difícil manuseio.

Em alguns locais, o horizonte plíntico é tão presente, que o solo já passara por muitas secagens, fazendo com que a petroplintita se torne irreversivelmente dura.

Entenda o Que é um Horizonte Plíntico

Primeiramente será necessário entender o que é um horizonte do solo, que são cortes horizontais feitos em áreas específicas, para dessa forma determinar as principais características de um solo, analisando suas peculiaridades e medindo quais nutrientes e elementos estão presentes em tal horizonte, para dessa forma catalogar o solo e indicar a forma mais proveitosa de se cultivar sobre o mesmo, assim como saber quais fórmulas químicas podem ser usadas para balanceá-lo e o tornar apto à vida, quando possível.

Um solo é caracterizado pela presença de elementos que serão determinantes para a sua catalogação. Por exemplo, existem variados tipos de solos, como o latossolo, argissolo, cambissolo, litossolo e vertissolo.

No Brasil, os tipos de solos mais comuns são os solos de Terra Roxa, que é um solo extremamente maleável e fértil; o solo Massapé, muito cultivável e rico em nutrientes e ideal para agricultura; o Salmorão, que se apresenta plano e bem arenoso, pois é resultado da decomposição de rochas e outros minerais; e os Aluviais, que são solos encharcados presentes na beira de rios e pântanos.

Para que o horizonte seja caracterizado como plíntico, a região onde a plintita ocorre precisa ter, no mínimo, 15 cm de espessura.

A variação de cor do horizonte plíntico será caracterizado pela presença de plintita, que demonstra ser da cor avermelhada, podendo variar para aspectos mais claros, até a cor de areia, ou quando apresentar petroplintita possuirá uma cor mais escura, como o vermelho-escuro e o marrom-escuro.

O fator mais determinante que torna o solo plíntico inóspito e incultivável é a presença de petroplintita, que é a variação da plintita mais rígida e intransponível.

Plintossolo e Horizonte Plíntico

Quando o solo apresenta um alto índice de plintita, ele é considerado um plintossolo, e dessa forma ele precisa ser escavado e analisado, principalmente por questões agropecuárias ou de engenharia, já que mediante determinado nível de ressecamento, a petroplintita pode impedir o processo de escavação ou tornar o processo extremamente penoso.

Outro aspecto importante em relação aos estudos do solo plíntico, é o fato de que o mesmo limita o seu uso em questões agrícolas, pois a cimentação de plintita ou petroplintita em regiões próximas à superfície impedem a permeabilidade do solo, tornando inviável a plantação, assim como inviabiliza o enraizamento de plantas e árvores.

Plintossolo

Não obstante tais fatos, o solo plíntico não é o tipo ideal para plantação ou pastoreio, pois, por mais que seja possível controlar sua porosidade para distribuição de elementos naturais e preservação de micro-organismos, o solo plíntico apresenta uma alta concentração de ferro e alumínio, o que desiquilibra os nutrientes para o bom desempenho da flora, tornando áreas inaptas ao cultivo.

Aspectos Positivos do Horizonte Plíntico

O solo plíntico apresenta mais pontos negativos do que pontos positivos, já que o mesmo não permite que haja cultivo devido às extremas condições de ressecamento e impermeabilidade, porém, existe um lado positivo nesse aspecto.

Regiões nortenhas – principalmente em Tocantins, onde os horizontes plínticos são mais comuns – que sofrem com secas constantes, quando recebem água da chuva, acabam por preservar a água devido ao fato de que é muito difícil o escoamento no solo com presença de plintita em alto nível, e essa água é utilizada pela vida silvestre durante algumas semanas e até mesmo meses antes de evaporar e escoar por completo.

Não somente à vida silvestre as inundações são positivas, já que muitos horizontes plínticos são utilizados para plantio de arroz, por exemplo, que são produzidos mediante as chuvas que ocorrem intermitentemente nas regiões.

Muitos agricultores e empresas criam sistemas de drenagem onde o horizonte plíntico ocorre, para dessa forma aproveitar a água de irrigação para pastoreio e cultivação que ocorrem fora da presença de plintita.

Conheça Mais Sobre os Solos em Nosso Site Mundo Ecologia

Veja também

Arminho Gigante Existe? Qual o Seu Tamanho? Onde Vive?

Você conhece ou já ouviu falar sobre o arminho? Pois bem, este animal é um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *