Home / Animais / Tudo Sobre a Baleia: Características, Nome Científico e Fotos

Tudo Sobre a Baleia: Características, Nome Científico e Fotos

As baleias são animais marinhos bastantes conhecidos, seja por seu grande aparecimento em histórias infantis, nos gibis para serem lidos no banho, nos desenhos animados e nos filmes ou por seu imenso tamanho e sua vida que gera curiosidades.

As baleias são animais marinhos mamíferos que fazem parte da ordem dos cetáceos e que podem ser divididas em duas subordens, sendo a primeira subordem a Odontoceti e a segunda subordem a Myscticeti. Elas são animais que possuem características comuns e que independente de qual espécie a baleia pertence ela vai possuir essas características.

Por meio desse texto você vai descobrir tudo sobre a vida das baleias, pois vamos falar um pouco sobre seu nome cientifico e como ela é classificada cientificamente, a que filo, classe, ordem, subordem e família ela pertence e qual é o principal motivo delas pertencerem a esses grupos, vamos falar também sobre suas características, sobre seu tamanho e seu peso, onde as baleias habitam e do que se alimentam, tirar a dúvida se elas fazem migrações durante o ano ou se ficam apenas em um lugar, vamos falar também sobre os hábitos desse grande animal marinho, como que é seu comportamento e como que ocorre a reprodução e criação dos filhotes embaixo da água.

Nome Científico e Classificação Científica Das Baleias

Como já dizemos as baleias são animais pertencentes à ordem dos cetáceos, essa ordem é um grupo que consiste em 78 espécies de baleias, toninhas e delfins. De forma geral, as espécies desses animais que possuem mais de 4 m de comprimentos são denominadas como baleias, e as espécies menores vão ser denominadas como delfins e toninhas. Grande parte das baleias pequenas, das toninhas e dos delfins pertence à subordem das baleias que possuem dentes. Já os restos das espécies desse animal pertencem à subordem das baleias que possuem barbatanas. Hoje em dia, existem em torno de apenas 40 espécies de baleias e praticamente metade delas são consideradas espécies raras. Isso ocorre por conta da caça excessiva, estão caçando muito as baleias fazendo com que elas não tenham tempo de se reproduzir e desse modo a população de baleias nos oceanos, infelizmente, só diminui.

  • Nomes Científicos Das Espécies Das Baleias

As baleias não possuem um nome científico que representa o grupo inteira, já que cada espécie possui seu nome científico e o grupo em si não possui nenhum, vamos falar sua lista com os nomes de todas as baleias que vão ser citadas nesse texto e colocar seu nome cientifico logo após do nome popular delas.

O Nome Científico Da Orca É Orcinus Orca.

Orcinus Orca
Orcinus Orca

O Nome Científico Da Baleia Branca É Delphinapterus Leucas.

Delphinapterus Leucas
Delphinapterus Leucas

O Nome Científico Da Baleia Piloto É Globicephala Macrorhynchus E Globicephala Melaena.

Baleia Piloto
Baleia Piloto

O Nome Científico Da Baleia Comum É Balaenoptera Physalus.

Baleia Comum
Baleia Comum

O Nome Científico Da Baleia Azul É Balaenoptera Musculus.

Baleia Azul
Baleia Azul

O Nome Científico Da Baleia Jubarte É Megaptera Novaeangliae.

Baleia Jubarte
Baleia Jubarte

O Nome Científico Da Baleia Franca É Eubalaena Australis.

Baleia Franca
Baleia Franca

O Nome Científico Do Cachalote É Physeter Catodon.

Cachalote
Cachalote

Agora vamos falar sobre como as baleias são classificadas cientificamente e porque pertencem aos grupos que fazem parte.

  • Filo: Chordata

As baleias pertencem ao Filo Chordata, esse é um grupo que abrange tanto animais marinhos quanto animais terrestres e também os animais que vivem no ar. É um grupo onde fazem parte os animais vertebrados, os tunicados e os anfioxos. Os animais pertencentes a esse grupo são caracterizados por possuírem um sistema digestório completo, um tubo nervoso dorsal, notocorda, fendas branquiais e uma cauda pós-anal, eles vão possuir essa cauda em pelo menos uma parte de sua vida.

  • Classe: Mammalia

Elas fazem parte da Classe Mammalia, que é uma classe que basicamente engloba todos os animais vertebrados que possuem glândulas mamárias, o que faz com que as fêmeas produzam leite, esse leite vai servir de alimento para os seus filhotes quando eles nascerem. Essa classe também abrange os animais que possuem pelos ou cabelos.

  • Ordem: Cetacea

As baleias são parte da Ordem dos Cetáceos, essa ordem se constitui em animais marinhos que fazem parte da classe dos mamíferos. Essa ordem é dividida em duas subordens, a subordem Odontoceti e a subordem Myscticeti.

  • Subordens: Odontoceti e Myscticeti

Como já dizemos elas são divididas em duas subordens, essas duas subordens se diferenciam por apenas duas simples características. A subordem Myscticeti é o grupo onde as baleias que possuem barbatanas estão presentes e na subordem Odontoceti é o grupo onde as baleias que possuem dentes fazem parte, pois somente as baleias que fazem parte dessa subordem que possuem dentes de verdade. Essas vão possuir dentes permanentes que aparecerão logo após o fim da amamentação. Os dentes que essas baleias vão possuir são todos iguais e possuem um formado icônico. As baleias dessa subordem possuem um sistema acústico, chamado eco localização, esse sistema faz com que elas consigam localizar presas e objetos, e ainda ajuda a elas saberem qual é a sua forma, a sua textura, o seu tamanho e a que distância esse objeto ou essa presa está.

Dentes das Baleias
Dentes das Baleias

Já as baleias que fazem parte da subordem Myscticeti são baleias que possuem um grande tamanho. Essas não possuem dentes, igual as da subordem citada anteriormente, elas vão ter no lugar dos dentes compridas fileiras de cerdas, que são chamadas de barbatanas. A função dessas cerdas localizadas na boca da baleia tem haver com o seu modo de se alimentar, porém não vamos falar disso agora, e sim daqui a pouco.

  • Família: Dolphinidae

As baleias pertencem a família Dolphinidae, essa é a maior família que faz parte da ordem dos cetáceos, essa família engloba os golfinhos, as baleias e as orcas.

Características Comuns Entre As Baleias

As baleias são grandes animais marinhos que possuem algumas características comuns entre elas, independentes da espécie a qual elas pertençam. Todas as espécies de baleias possuem uma camada grossa de gordura em cima de sua pele, essa camada serve para manter a temperatura corporal do animal, ajuda a armazenar energia e também faz com que a baleia consiga boiar na água sem que se afunde. Elas são animais marinhos que não possuem guelras, iguais aos peixes, por isso precisam subir até a superfície para conseguirem respirar, por conta disso a gordura em torno de seu corpo é tão importante, pois ajuda a armazenar a energia e fazer com que a baleia não precise subir toda hora para a superfície. Os esqueletos das baleias são bastante semelhantes aos esqueletos dos animais mamíferos terrestres que possuem grande porte, igual a ela.

Esses animais também conseguem se comunicar entre si através de emissões de sons característicos, isso prova que o idioma “baleies” existe mesmo.

Características Gerais, Tamanho e Peso Do Animal

As baleias são animais que praticamente não possuem pelos, apenas alguns jovens dessa espécie em algumas partes do corpo, elas amamentam seus filhotes e são endotérmicas. São animais que se evoluíram do meio terrestre para o meio aquático, por conta disso elas possuem certas adaptações para o meio aquático como, por exemplo, o corpo fusiforme, seus membros anteriores lembram um remo, o que ajudam elas na hora do nado, já os membros inferiores são vestigiais e possuem uma cauda com lobos horizontais, que também serve para o auxilio para a hora do nado. As narinas desse animal se localizam no topo de sua cabeça, respiram através de seus pulmões, possui um pescoço um pouco encurtado e não contém glândulas sudoríparas.

Mesmo elas tendo que subir para a superfície para respirar, as baleias conseguem ficar um grande período de tempo em baixo da água sem respirar, algumas espécies conseguem ficar até 3 horas sem ter que subir á superfície novamente para respirar, isso ocorre porque elas possuem um sistema circulatório e respiratório muito mais desenvolvidos que os dos outros mamíferos. Quando elas se encontram em certas profundidades, o batimento cardíaco diminui fazendo com que o gasto de energia seja menor. Algumas espécies de baleias são até consideradas as mais inteligentes entre os mamíferos, estando logo atrás dos primatas.

Aparentemente são animais de porte grande tanto no tamanho quanto no peso, algumas espécies podem chegar a pesar em torno de 180 toneladas e medir até 30 metros (vamos falar mais sobre o peso e o tamanho de cada espécie de baleia no subtítulo: Espécies Das Baleias). Não se sabe ao certo qual é a estimativa de vida das baleias, porém há registros de baleias que viveram até completarem seus cem anos de idade.

Alimentação Das Baleias

A dieta alimentar e o modo de conseguir alimento das baleias se diferenciam dependendo de sua subordem. As baleias que fazem parte da subordem Odontoceti não usam seus dentes para mastigar suas presas, seus dentes nesse caso serão usados apenas para capturar e prender a presa, e a mesma será engolida de uma vez sem mesmo ter sido mastigada. Essas baleias possuem como sua base de dieta alimentar peixes, crustáceos, lulas, focas e leões marinhos. Porém dentro dessa subordem há espécies que possuem uma dieta alimentar mais variada e ampla, como a Orca que também se alimenta de tartarugas, aves e de outros mamíferos.

Já que começamos a falar da orca, vamos continuar o assunto e falar mais detalhadamente sobre a sua alimentação. A orca é realmente o “lobo dos mares”, pois ela é um animal que ataca e come quase tudo. Ela pode caçar tanto um simples pássaro marinho quanto uma foca, ela come também golfinhos botos e pode se alimentar até mesmo de outros tipos de baleias. Diferente das orcas, as baleias brancas preferem se alimentar de animais menores, sua base alimentar é composta por bacalhaus, salmões, capelins, enguias e outros tipos de peixes. Elas também podem comer lulas, polvos e gambas. Já as baleias piloto possuem uma dieta alimentar exclusiva de lulas, podendo às vezes comer um bacalhau também.

Como falamos que os botos servem de comida para as orcas, agora vamos falar sobre do que eles se alimentam, mesmo não sendo considerada uma baleia, o boto faz parte da família das baleias (Dolphinidae). Eles basicamente comem peixes como a cavala, a pesacada, o arenque, as lulas e os gambas. Normalmente eles comem em média de 4 a 5 kg de alimento por dia. Já os golfinhos de costas brancos possuem uma alimentação bastante variada, podendo conter nela lulas, cavalas, salmões, arenques, capelins e gambas. E o golfinho de nariz branco possui uma dieta alimentar formata por capelins, arenques, lulas, bacalhaus e polvos. Os golfinhos comem por dia cerca de um terço do seu peso. O cachalote, animal marinho que pertence à ordem dos cetáceos e considerado o maior animal com dentes existente no mundo, ele possui uma alimentação bem diversificada.

Ele adora os cefalópodes (os polvos e as lulas), mas também se alimentam de bacalhaus, lagostas, atuns, pulins e alguns outros tipos de peixes. Esse animal come de tudo e se alimenta até mesmo de tubarões, ele come em média mais de uma tonelada de alimento por dia.

Agora vamos falar sobre a alimentação das baleias que fazem parte da subordem Myscticeti. Essas baleias filtram por meio de suas barbatanas o alimento que será de um tamanho menor que os alimentos ingeridos pelo outro tipo de baleia. A dieta alimentar desse tipo de baleia tem como base o krill, os copédopes, os capelins e alguns outros tipos de peixes pequenos. Essas também podem se alimentar de organismos plactônicos e pequenos crustáceos (aqueles que pertencem ao gênero Euphasia que se localizam mais nos mares frios). Quando essa baleia vai se alimentar, ela abre a boca que vai consequentemente se encher de água e filtra o alimento, logo após fazer isso, ela vai expelir toda a água que está dentro de sua boca com a ajuda de suas barbatanas.

Krill
Krill

A baleia comum se alimenta bastante de arenques, crustáceos (krill e copépodes) e de capelins. Essas baleias precisam comer cerca de 3 toneladas por dia de alimento. Já a baleia azul se alimenta apenas de krill, podendo às vezes comer alguns crustáceos para acompanhar a sua refeição. Essa baleia precisa comer em torno de 2 a 4 toneladas de alimento por dia. A famosa baleia jubarte possui uma dieta alimentar que se baseia principalmente de capelim, porém ela também se alimenta de arenques, cavalas e crustáceos. E por fim a baleia preta, que tem uma alimentação bastante restrita e se alimenta apenas de plâncton, já a baleia franca que é outra espécie de baleia que possui também uma alimentação restrita, vai se alimentar apenas de krill e alguns outros invertebrados.

  • Conclusão: As baleias que fazem parte da subordem Odontoceti possuem dentes, mas não usam elas para mastigarem suas presas e sim para apenas captura-las. A base alimentar dessas baleias se baseia em peixes, lulas, crustáceos, capelins, bacalhau, lulas, gambas e algumas baleias desse grupo podem se alimentar também de leões marinhos, focas e tubarões. Já as baleias que fazem parte da subordem Myscticeti usam suas barbatanas para capturarem as presas e engolem-nas de uma só vez. A alimentação dessas baleias se constitui basicamente de espécies de peixes pequenos como krill, plânctons, pequenos crustáceos, cavalas, copépodes e arenques.

Habitat e Migrações Das Baleias

Uma coisa que não é novidade para ninguém é que as baleias habitam os mares, porém há pontos mais específicos neles que elas preferem e é desses lugares que nós vamos falar agora. As baleias com certeza preferem local onde as águas sejam mais quentes. Por conta dessa preferência quando chega o período de inverno é muito comum baleias serem encontradas nas costas, pois lá as águas são mais quentes. Devido a isso, em algumas regiões do mundo as baleias conseguem ser vistas da praia. As baleias que vão bem para a costa por conta da água mais quente, essas podem ser encontradas até em lagos, tudo isso para fugir da água fria durante o tempo que fica fazendo frio. Quando chega ao auge do inverno, as baleias tendem a migrar para locais mais quentes mesmo, uma coisa bastante curiosa é que as baleias de maior porte preferem viver em regiões que as águas sejam mais frias, como no Ártico. Isso acontece, pois essas baleias maiores possuem uma quantidade maior de gordura corporal e devido a isso elas conseguem manter sua temperatura corporal por conta própria sem precisar migrar para os locais de águas quentes. Mesmo que muitas pessoas acreditem que as baleias só habitam áreas que possuam águas salgadas, isso não é totalmente verdade, pois existem muitas espécies de baleias que preferem viver em águas salgadas e migram pra lá.

Já que citamos as migrações das baleias aqui em cima, vamos falar disso nesse exato momento. O principal motivo que faz com que as baleias migrem de um lugar para outro é a necessidade de encontrar regiões que sejam mais produtivas para ocorrer a reprodução ou regiões em que a oferta alimentar esteja maior. Essas migrações se baseiam durante o período de verão quando elas vão para as áreas mais polares, até porque nessa época essas áreas são as que mais possuem alimento, já durante o período de inverno elas vão migrar para as regiões de águas quentes, essas são ótimas para que ocorra a reprodução. As estações e as temporadas regram todas as migrações feitas pelos animais, principalmente as migrações feitas pelos que pertencem a ordem dos cetáceos.

As migrações feitas pelas baleias são comandadas pelas baleias fêmeas e podem ser realizadas em grupos que vão de dois a dez indivíduos. Elas vão iniciar a marcha com o auxilio de suas barbatanas e podem ser acompanhadas tanto por indivíduos mais novos como mais velhos. Os animais marinhos mais jovens que vão participar da migração, são os que ainda não chegaram à idade certa para se procriarem.

Baleia Jubarte
Baleia Jubarte

As baleias vão saber que chegaram ao local correto buscado durante a migração, através da sensibilidade que suas peles possuem. Elas são capazes de identificar a temperatura das águas em que estão e desse modo sabem se elas se encontram na zona certa ou não. Elas também podem usar para se localizarem a variação da força magnética que muda dependendo de que lugar elas se encontram.

Os animais que fazem parte da ordem cetácea são considerados até que bastantes resistentes ao longo das imigrações que eles participam. Esses conseguem viver de reservas de gorduras por muito tempo, esse tempo pode chegar a ser até oito meses. Já as baleias fêmeas que estão migrando junto com suas crias, podem chegar a perder até metade de seu peso ao longo da migração.

Comportamento e Hábito Das Baleias

Agora que já sabemos como ocorre a migração das baleias e o motivo delas migrarem conforme a estação do ano muda, vamos falar então de algumas características que as baleias possuem em seu comportamento e hábitos que estão presentes em todas as espécies desse animal marinho.

  • As baleias não possuem o hábito de dormirem por muito tempo e esse fato ocorre pelo simples motivo delas terem que sair e subirem até a superfície da água para conseguirem respirar.
  • Elas deixam apenas metade de seu cérebro dormir, esse fator acontece para que elas tenham certeza que vão acordar para irem respirar ou também para que consigam fugir caso estejam sendo caçadas por pescadores, mesmo elas só dormindo com metade do cérebro, esse já é um bom descanso para ela.
  • Outro comportamento desse animal marinho e que acaba se tornando uma curiosidade é o fato delas se comunicarem através de um canto, esse canto é emitido quando elas querem abordar um ao outro e ficar perto, já quando estão em grupos elas se comunicam por meio de bipes, esses bipes se assemelham a gritos e podem ser ouvidos por elas mesmo quando estão a quilômetros de distância uma da outra.
  • Os órgãos genitais desses animais ficam escondidos enquanto não estão sendo usados, eles só são expostos quando vão ser usados no ato de acasalamento, esse comportamento das baleias ajudam elas a conseguirem atingir uma maior velocidade em seu nado.
    Anatomia da Baleia
    Anatomia da Baleia
  • Falando na velocidade que as baleias nadam, elas conseguem atingir uma velocidade acima de 48 km/h, espero que onde elas habitam não tenha nenhum placa de velocidade máxima sendo 40 km/h.
  • E por último, mas não menos importante e interessante, o fato das baleias não possuírem predadores, quando elas não estão se comunicando, vivem em silêncio conhecendo e explorando seu habitat não possuindo nenhum medo ou preocupação.

Reprodução

Cada espécie de baleia pode ter uma característica aqui ou outra ali de diferente, porém vamos falar de forma geral como que ocorre a reprodução no mundo das baleias e como ocorre na maioria das espécies desse animal. Grande parte das espécies se reproduz apenas uma vez por ano e a taxa de produção desse animal é considerada baixa quando comparada com outros mamíferos. Normalmente as fêmeas acabam se acasalando com mais de um macho por estadia. As fêmeas conseguem se reproduzir a partir de seu um ano de vida até completarem seus seis anos de idade, já os machos atingem sua maturidade sexual quando estão por volta de completarem seus dois anos de idade. Elas normalmente se reproduzem com um intervalo de em média três anos, mesmo que as baleias fêmeas entrem em cio várias vezes ao ano.

A gestação das baleias dura em média de 10 a 17 meses, ou seja, é uma longa gestação. Os filhotes que vão nascer podem nascer em qualquer período do ano, porém geralmente nascem durante uma estação quente e já vão nascer sabendo nadar. Esse tempo vai variar de espécie para espécie, mas em geral, os filhotes devem ser cuidados pelas mães até seus seis meses de vida, porém em algumas espécies eles continuam até seus dois anos, e eles serão amamentados até seus cinco meses. Esses filhotes vão ganhar peso de forma muito rápida e pesam cerca de 2 toneladas quando nascem e geralmente medem entre 4 a 5 metros. Essas crias vão ganhar por dia uma média de 3 centímetros nos primeiros dois meses de vida do animal, isso ocorre pelo fato do leite das baleias serem bastante nutritivos e possuírem uma grande porcentagem de gordura.

Nem todas as baleias fêmeas vão se reproduzir, pois esse é um animal marinho que não possui uma função de reprodução e desse modo a maioria das baleias que não se reproduzem vão acabar ajudando as que já se reproduziram e vão cuidar de seus filhotes e os protegerem. As crias acompanham durante seus primeiros meses de vida seus pais nas migrações e durante todo o trajeto elas vão ser protegidas tanto pelos seus pais quanto por todos os indivíduos que pertencem ao grupo.

Estado De Preservação Das Baleias

A causa principal das mortes das baleias e da diminuição na população de baleias nos mares com certeza absoluta é a caça predatória, infelizmente esta é praticada por vários países. As baleias são caçadas por conta da gordura, da carne e das barbatanas que elas possuem. A caça predatória não era algo muito conhecido, se tornou mais conhecido e começou a se espalhar durante o século passado, a expansão dessa caça causou a morte de mais de 2 milhões de baleias de diversas espécies. Isso tudo fez com que algumas espécies entrassem totalmente na lista de extinção e teve outras que conseguiram se recuperar desse fator de forma mais fácil. O que dificultou mais ainda para algumas espécies se recuperarem foi a gestação demorar muito tempo e ser apenas uma no ano.

Ao longo do ano de 1986, a Comissão Baleeira Internacional (CBI) proibiu totalmente a caça predatória de baleias por tempo indeterminado, isso foi feito para proteger a população das baleias e para que elas conseguissem se recuperar e se reproduzirem sem nenhuma preocupação de ser caçadas. Mesmo após essa decisão ser tomada, teve alguns países com a Noruega, o Japão e a Islândia que continuaram realizando essa caça, mesmo sendo proibida. Por conta disso, em 2008 em Florianópolis (SC), ocorreu um encontro da CBI para que os participantes pudessem analisar a proposta feita pelo Japão. Essa proposta se constituía na liberação da caça predatória das baleias. Porém esse plano não deu muito certo, pois em torno de 75% dos países participantes que estavam nesse encontro votaram para que a proibição da caça predatória continuasse em vigor. Esse encontro e o mantimento da proibição foi algo muito bom e que ajudou bastante as espécies de baleias que ainda não tinham se recuperado.

Curiosidades Gerais Sobre As Baleias

Vamos começar falando das curiosidades que não se especificam a nenhuma espécie de baleia, as que são curiosidades mais gerais e que podem englobar todas as espécies. As baleias produzem um borrifo quando elas expiram, e ele pode ser observado mesmo quando se encontram a grandes distâncias. Durante as migrações que as baleias fazem durante o ano, cerca de 37 espécies delas passam pelo Brasil.

Agora vamos falar das curiosidades que se referem mais a uma espécie de baleia específica. A baleia azul se alimenta diariamente de cerca de oito toneladas de krill. Ela também é considerada o maior animal do mundo, podendo ter até 33 metros de comprimento e podendo pesar até mais de 140 toneladas. Os filhotes dessa espécie de baleia já nascem pesando em torno de duas toneladas. Os borrifos produzidos pelas baleias azuis quando elas expiram podem chegar a medir até 10 metros de altura. E quando ocorreu a expansão da caça predatória (citada e explicada acima) essa espécie de baleia entrou em extinção. A baleia fin também foi bastante caçada nas caças predatórias, junto com a baleia azul. Mudando de espécie, as nadadeiras que as baleias jubartes possuem podem chegar a medir até 1/3 de seu tamanho total em comprimento. A espécie de baleia franca austral não possui nadadeira dorsal. A cabeça da baleia cachalote pesa em média cerca de 40% de seu tamanho total. A baleia sei está em terceiro lugar com a maior espécie de cetáceos do mundo.

Principais Características Das 8 Espécies De Baleias Mais Conhecidas

Agora vamos te apresentar algumas características que as principais espécies de baleias existentes possuem. As características que vão ser citadas vai ser o nome científico de cada espécie, distribuição geográfica, alimentação, estado de conservação da espécie e o tamanho e peso médio que cada uma possui.

  • A Baleia Azul

O nome científico dessa espécie de baleia é Balaenoptera Musculus. A baleia azul, como já citamos nesse texto, é conhecido como o maior mamífero que existe, elas possuem em média 30 metros de comprimentos e podem chegar a pesar mais de 200 toneladas. Ela possui uma coloração meio azul puxada para um cinza, porém em algumas partes de seu corpo podem ter tons amarelos puxados um pouco pro verde. Essa espécie migra para diferentes regiões conforme o seu objetivo e necessidade. Quando elas procuram uma oferta alimentar maior ou melhor, elas migram para regiões de águas mais frias, como o Pacífico Norte e a Antártica, já quando elas querem se reproduzir e procuram um parceiro, elas migram para áreas mais tropicais, regiões que possuam temperaturas médias.

As baleias que pertencem a essa espécie geralmente vive em pares, porém quando estão em regiões onde a oferta alimentar é grande, elas podem ser vistas em grupos que possuam até 60 indivíduos. Ela é uma espécie de baleia que pertence à subordem Myscticeti, então consequentemente ela não possui dentes, por conta disso ela se alimenta de animais pequenos como pequenos crustáceos, e podem comer diariamente cerca de 4 toneladas. A baleia azul é uma espécie que infelizmente está apresentando um grande declínio em sua população, a principal causa disso é o fato delas continuarem sendo caçadas.

  • A Baleia De Bryde

A baleia de bryde não é uma espécie de baleia muito conhecida, mas é uma espécie que possui uma distribuição geográfica bastante ampla. Elas podem ser encontradas em todos os oceanos, no Pacífico, no Atlântico e no Índico, e elas são encontradas principalmente em águas tropicais. Essa espécie pode ser vista facilmente ao longo de toda a costa litorânea. São conhecidas cientificamente como Balaenoptera edeni. Elas apresentam um tamanho médio de 15 metros de comprimento e um peso médio de 16 toneladas. Essas baleias se alimentam de pequenos peixes, como por exemplo, a sardinha. Elas pertencem a uma espécie de baleia que precisa se alimentar de uma quantidade maior de alimento, pois seu corpo gasta diariamente em torno de 4% de sua massa corporal. Elas vivem em grandes grupos e não possuem o hábito de nadarem até lugares longes. Mesmo que elas possuam uma distribuição geográfica ampla, a presença dessa espécie está cada vez menor.

  • A Baleia Cachalote

Conhecida cientificamente como Physeter macrocephalus, a baleia cachalote é considerada o maior mamífero do mundo que possui dentes. O macho dessa espécie pode possuir até 20 metros de comprimento e pesar em torno de 45 toneladas, já a fêmea mede no máximo 17 metros e pesa cerca de 14 toneladas. Ela é uma das poucas espécies de baleias que conseguem mergulhar até altas profundidades e ficar lá durante um longo tempo que pode ir de 45 minutos até 1 hora. A alimentação delas consiste em lulas, peixes e polvos. Essa espécie é considerada vulnerável a extinção, pois ela sofreu uma grande caça comercial entre os séculos 18 e 19. Nesse período foi estimada a morte de 30 mil baleias dessa espécie, o que diminuiu muito sua população.

  • A Baleia Fin

A baleia fin é conhecida cientificamente como Balaenoptera physalus e seu nome popular é baleia comum. Ela possui como principal característica seu corpo que é longilíneo, essa característica permite que a baleia nade de modo mais rápido e que tenha algumas vantagens na hora de capturar seu alimento. Essa espécie possui como tamanho médio 27 metros de comprimento e peso médio de 70 toneladas. A cor que mais predomina nessa baleia é a cor cinza, ela se torna mais clara ao longo de seu corpo. Essa é uma espécie de baleia encontrada tanto em regiões tropicais quanto em regiões polares, assim ela se torna uma espécie que habita todos os oceanos do mundo. Elas pertencem à subordem dos Myscticeti, então elas não possuem dentes, se alimentando de zooplâncton e de crustáceos.

  • A Baleia Franca

A baleia franca sendo conhecido cientificamente como Eubalaena australis, é uma das espécies de cetáceos que mais frequenta o litoral sul do Brasil, especialmente no estado de Santa Catarina. Nessa espécie a fêmea possui um tamanho maior que o do macho, possuindo como tamanho médio 17 metros de comprimento, seu corpo possui a cor preta e é arredondado.  As baleias dessa espécie preferem se alimentar nas águas mais frias e irem para as águas mais quentes para se reproduzirem, o período em que elas estiverem nas águas quentes elas não vão se alimentar. Falando em se alimentar, essas baleias pertencem à subordem Myscticeti e sua alimentação é basicamente formata por pequenos crustáceos apenas.

  • A Baleia Jubarte

A baleia jubarte é conhecida cientificamente como Megaptera novaeangliae. É uma espécie de baleia considerada bem comum nas áreas do litoral nordestino, principalmente na Bahia. Essa baleia também pode ser chamada de baleia corcunda. Uma das principais características dessa baleia é o fato dela ser capaz de saltar praticamente que o corpo todo para fora da água. Devido a essa característica, suas nadadeiras são semelhantes às asas de um pássaro. Ela possui um tamanho médio de 16 metros de comprimento e pode chegar a pesar até 40 toneladas. Elas vivem em todos os oceanos, migram para as águas polares para se alimentarem e durante o período de inverno elas migram para as águas tropicais, onde vão passar todo o período de acasalamento e de reprodução.

  • A Baleia Minke

Essa baleia possui o nome cientifico Balaenoptera acutorostrata e também é conhecida como baleia anã, ela é conhecida assim pois é a menor baleia que pertence a subordem Myscticeti. As fêmeas são maiores que os machos, podendo medir entre 8, 5 a 8, 8 metros, já os machos medem em torno de 8 metros. A parte de cima do corpo dessa baleia geralmente possui uma cor mais escura e a parte de baixo possui uma cor mais clara. A cabeça dessa espécie de baleia se diferencia das outras pois ela possui uma cabeça mais pontuda e achatada. Ela também é uma espécie que pode ser encontrada ao longo de todos os oceanos, migrando durante o ano para se alimentarem ou para se reproduzirem, dependendo da época. A alimentação delas é baseada em peixes pequenos e plâncton.

  • A Baleia Orca

A baleia orca pertence à família dos golfinhos, porém possui o termo “baleia” em seu nome e seu nome cientifico é Orcinus orca. Essa espécie pode chegar a medir até 10 metros e seu peso médio é entre 8 e 9 toneladas. A orca possui uma alimentação bastante variada por conta de sua arcada dentária ser bastante forte e resistente, ela se alimenta bastante de tubarões, porém em sua dieta também contém leões marinhos, golfinhos e até outras espécies de baleias. Habitam águas geladas e profundas, principalmente em regiões que possuem um clima polar. Mesmo vivendo nas profundezas, elas costumam subir até a superfície para conseguirem respirar e se alimentar.

Gostou desse texto e quer saber mais sobre as espécies de baleias? Então acesse esse link e leia mais um de nossos textos e conheça uma nova espécie de baleia, que não foi citada nesse texto: Baleia Narval: Características, Tamanho, Peso, Hábitos e Fotos

Veja também

Dachshund: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Raça

Se você tem ou pensa em adotar um Dachshund, precisa conhecer um pouco sobre a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *