Home / Animais / Reprodução do Iaque: Filhotes e Período de Gestação

Reprodução do Iaque: Filhotes e Período de Gestação

O iaque é um mamífero herbívoro ruminante famoso entre as comunidades locais do Himalaia. É encontrado em elevadíssimas altitudes, assim como em baixíssimas temperaturas, dessa forma possui uma série de adaptações que os permite viverem nestas condições.

Existem os iaques domésticos (nome científico Bos grunniens) e os iaques selvagens, os quais podem ser encontrados dois tipos de nomenclatura: Bos grunniens mutus ou Bos mutus. Os indivíduos selvagens possuem maior comprimento e pesagem, assim como mudanças em relação à coloração. Os indivíduos domésticos são amplamente empregados com animais de carga e auxílio à agricultora, bem como tem a sua carne e leite aproveitados (assim como os pelos, pele e até mesmo esterco).

Bos Grunniens
Bos Grunniens

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre este mamífero, em especial sobre a sua reprodução.

Então venha conosco e boa leitura.

Iaque: Classificação Taxonômica

A classificação científica para os iaques obedece à seguinte estruturação:

Reino: Animalia;

Filo: Chordata;

Classe: Mammalia;

Ordem: Artiodactyla;

Família: Bovidae;

Subfamília: Bovinae;

Gênero: Bos;

Espécie: Bos grunniens.

Iaque: Características Gerais

Os iaques são robustos. Machos selvagens podem alcançar um comprimento superior a 2, 2 metros. Ao passo que, os indivíduos domésticos possuem 1,6 a 1,8 metros de comprimento.

Possuem uma longa pelagem, a qual geralmente é de cor negra ou marrom para iaques selvagens, mas pode apresentar outras cores quando se trata de iaques domésticos. Estas outras cores são cinza, branco, malhado, ferrugem, creme e outros tons similares.

Externamente, esses pelos possuem uma aparência desgrenhada, porém, internamente, são entrelaçados e formam uma rede densa. Esta conformação é resultante da excreção de uma substância específica pela pele, e exerce um papel importantíssimo como isolante térmico. Tal função também é exercida pela densa camada de gordura subcutânea que estes animais possuem.

Também contam com incrível capacidade de adaptação a grandes altitudes, através do tamanho aumentado (em relação a outros bovídeos) dos órgãos coração e pulmões. Outro mecanismo dessa adaptação é a permanência de hemoglobinas fetais ao longo da vida, as quais proporcionam uma maior capacidade e transportar oxigênio pelo sangue. Já por outro lado, curiosamente, não sobreviveriam em locais com baixa altitude e temperaturas superiores a 15 °C.

Características dos Iaques
Características dos Iaques

Possuem dimorfismo sexual, isto é, diferenciação entre machos e fêmeas em relação a muitas características. Uma delas é o peso.

Indivíduos machos e domésticos costumam pesar entre 350 a 585 quilos; ao passo que as fêmeas pesam entre 225 a 255 quilos. Iaques selvagens são bem mais pesados, podendo alcançar (ou até mesmo ultrapassar) a marca de 1.000 quilos.

Machos e fêmeas possuem chifres, embora em tamanhos e com detalhes diferenciados. Os chifres dos machos são maiores, emergem das laterais da cabeça, possuem certa curvatura para frente e geralmente apresentam coloração escura. Os chifres das fêmeas são menores e mais verticalizados, o comprimento está compreendido entre 27 a 64 centímetros.

São animais ruminantes, logo o estômago possui mais de uma cavidade gástrica. Na sua dieta estão presentes principalmente grama e pasto. O alimento é deglutido e, ao chegar a uma das cavidades gástricas, regurgitado para ser ingerido novamente. Esse processo, aliada à presença de bactérias específicas no estômago dos iaques, é o que torna possível a digestão da celulose e hemicelulose.

Reprodução do Iaque: Filhotes e Período de Gestação

O período do acasalamento é no Verão, podendo variar entre os meses de Julho a Setembro. Esta variação é dependente da localidade. Quando este período se aproxima, os machos tendem a ficar mais agressivos, com exibições frequentes de ameaças (seja berrando ou arranhando o solo). Além desse exibicionismo, também podem ser mais diretos, atacando uns aos outros com cabeça baixa. Também possuem o curioso hábito de marcar o cheiro com urina ou esterco.

Filhote de Iaque
Filhote de Iaque

A maturidade sexual para as fêmeas é alcançada entre os 3 a 4 anos de idade- sendo que, aos 6 anos, alcançam o auge da atividade reprodutiva. Elas entram no estro (ou popularmente “cio”) até 4 vezes ao ano, todavia, só conseguem parir uma vez a cada 2 anos.

O período de gestação é de quase 9 meses, estando compreendido na faixa dos 257 a 270 dias. Cada gestação dá origem a único filhote. É curioso pensar que este filhote seja capaz de andar apenas 10 minutos após o parto.

O desmame destes bezerros ocorre com 1 ano de idade, período em que são declarados independentes.

Reprodução dos Mamíferos: Tópicos em Comum

Para quase todas as espécies de mamíferos, a fêmea carrega o filhote em desenvolvimento no útero, por meio de onde também recebe a nutrição necessária.

O período gestacional varia muito conforme as espécies. A gestação dos hamsters, por exemplo, dura apenas 2 semanas; ao passo que a gestação dos elefantes dura 22 meses.

Para muitas espécies, os filhotes nascem bem desenvolvidos sendo capazes de locomover-se pouco tempo após o nascimento (como é o caso dos próprios iaques, além dos camelos e cavalos). Todavia, em outras espécies, o filhotes costumam nascer indefesos, cegos e sem pelos.

Animais como os ornitorrincos, equidnas e marsupiais (cangurus e coalas) representam grande peculiaridade dentro da classe dos mamíferos. Os 2 primeiros porque botam ovos, mas mantém a alimentação dos filhotes através do leite materno; e os marsupiais porque finalizam a gestação, de certa forma, exteriormente ao organismo, dentro da bolsa marsupial.

Reprodução de Outras Espécies da Família Bovinae

A título de curiosidade, em relação ao búfalo, o ciclo estral das fêmeas dura entre 18 a 32 dias, sendo que a média é de 21 dias. No entanto, o estro propriamente dito dura entre 5 a 27 horas, tendo a média de 20 horas.  Em relação à ovulação, estima-se que a mesma ocorra de 24 a 48 horas após o início do cio. O período gestacional varia de acordo com a espécie, mas, no entanto, possui uma média de 10 meses. Cada gestação dá origem a apenas um filhote, com peso médio de 40 quilos.

As ovelhas atingem a maturidade sexual aos 18 meses. A gravidez dura aproximadamente 152 dias e cada gestação. A maioria dos partos resulta em cordeiros únicos ou gêmeos, todavia, há relatos de ovelhas que já pariram 4 filhotes de uma única gestação.

*

Depois de conhecer um pouco mais sobre a reprodução dos iaques, dentre outros tópicos, nosso convite é para que continue conosco para visitar também outros artigos do site.

Sinta-se à vontade. Esse espaço é seu.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Brittanica Escola. Mamífero. Disponível em: < https://escola.britannica.com.br/artigo/mam%C3%ADfero/481817#>;

EMBRAPA. Manejo reprodutivo de búfalos com o uso de biotécnicas de reprodução. Disponível em: < https://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/infoteca/bitstream/doc/1109044/1/CPATUDOC443.pdf>;

FAO. 1 Origions, Domestication and Distribution of Yak. Disponível em: < http://www.fao.org/3/AD347E/ad347e05.htm>;

Wikipedia. Domestic Yak. Disponível em: < https://en.wikipedia.org/wiki/Domestic_yak>;

Veja também

Hábitat do Iaque

Hábitat do Iaque: Onde Eles Vivem?

Os iaques ou yaks (nome científico Bos grunniens) são bovídeos encontrados em áreas de levadíssima …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *