Home / Animais / Reprodução da Joaninha: Filhotes e Período de Gestação

Reprodução da Joaninha: Filhotes e Período de Gestação

As joaninhas são insetos muito bonitos, cuja representação na cor vermelha com pintas pretas é bastante presente. Mas as qualidades desta pequenina não se restringem apenas à beleza, uma vez que ela possui papel importante no equilíbrio dos ecossistemas ao controlar a população de outros insetos.

Dentre os componentes da dieta da joaninha, estão os pulgões. Estes alimentam-se da seiva das plantas, gerando inclusive grandes prejuízos para muitas culturas agrícolas.

Alguns agricultores podem recorrer inclusive ao uso de joaninhas para substituir o uso de agrotóxicos.

Atualmente, existem aproximadamente 5 mil espécies de joaninhas catalogadas pelo homem, as quais variam nas características de comprimento e coloração.

Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre essas pequeninas, principalmente sobre tópicos relacionados às suas características físicas, comportamento e reprodução.

Então venha conosco e boa leitura.

Características da Joaninha

Conheça Mais Sobre a Joaninha
Conheça Mais Sobre a Joaninha

O corpo das joaninhas frequentemente possui uma conformação semiesférica. As carapaças além de fornecerem a estética vibrante e colorida destes animais também abrigam as asas membranosas, as quais, apesar de serem bem desenvolvidas, são bastante finas e leves (sendo capazes de bater em até 85 vezes por segundo).

A carapaça é constituída por quitina e recebe o nome de élitro. Além do vermelho, pode apresentar-se em outras cores, tais como verde, amarelo, marrom, cinza, rosa e até mesmo preto (cor menos frequente por ser reservada às larvas).

Poucos sabem, mas a coloração chamativa da carapaça, na verdade, é uma estratégia de defesa, de modo que os predadores associem instintivamente sua coloração a animais venenosos ou de gosto ruim. Todavia, esta não é a única estratégia de defesa das joaninhas, as quais também são capazes de excretar um líquido de seu cheiro desagradável através da articulação entre suas pernas, bem como posicionar-se com ventre para cima, fingindo de morta.

Voltando às demais características físicas, o comprimento varia conforme a espécie e pode estar compreendido entre 0,8 milímetros a 1,8 centímetros.

Possuem cabeça pequena e antenas curtas. As patas são em número de 6.

Alimentação da Joaninha

Além dos famosos pulgões ou afídios, as joaninhas também se alimentam de moscas-da-fruta, cochonilhas, ácaros e outros invertebrados.

Outros componentes da dieta incluem pólen, folhas e até mesmo fungos.

Os pulgões, além de sugarem a seiva dos vegetais, também servem como vetor para a transmissão de vírus. Possuem entre 1 a 10 milímetros de comprimento, bem como coloração uniforme. Estão distribuídos em quase 250 espécies (sendo mais frequentes em regiões de clima temperado).

Em relação às moscas-da-fruta, estas correspondem a quase 5.000 espécies da família Tephritidae. Estes insetos possuem 3 milímetros de comprimento, todavia, curiosamente, possuem um espermatozoide incrivelmente maior com 5,8 centímetros de comprimento (considerado um dos maiores espermatozoides do mundo).

Existem cerca de 55 mil espécies de ácaros já descritas, todavia, estima-se que este número seja incrivelmente superior (variando entre 500 mil a 1 milhão). A maioria dos indivíduos adultos possui comprimento médio que varia entre 0,25 a 0,75 milímetros- no entanto, é possível encontrar indivíduos muito menores.

Em relação às cochonilhas, estas correspondem a um quantitativo de aproximadamente 8.000 espécies e também podem ser conhecidas pelo nome de insetos-de-escama. Podem variar muito em   termos de aparência (desde formato semelhante à pequenas ostras, até um formato circular e brilhante) e em termos de comprimento (de 1 a 5 milímetros).

Reprodução da Joaninha: Filhotes e Período de Gestação

Filhotes de Joaninha
Filhotes de Joaninha

As joaninhas não são hermafroditas. Dessa forma, os órgãos masculinos e femininos estão dispostos em organismos distintos (dioicos).

A fecundação é interna, com possibilidade de acontecer mais de uma vez durante o ano.

Como são animais ovíparos o conceito de gestação não é aplicável e pode ser substituído por período de incubação dos ovos.

Em cada postura são depositados de 150 a 200 ovos, os quais possuem um período de incubação curto. Dependendo da literatura, tal período pode ser estimado em 1 semana ou entre 1 a 5 dias.

O local para postura dos ovos é estratégico, pois precisa conter as presas que serviram de alimento para as larvas. Esta postura geralmente ocorre em troncos ou fendas de árvores.

Ciclo de Vida da Joaninha: Ovo, Larva, Pupa e Fase Adulta

Após a eclosão, as larvas são independentes e se dispersam para procurar alimento. As características físicas de uma larva são muito diferentes das  características das joaninhas adultas. As larvas não apresentam corpo semiesférico e sim alongado, além de exibirem uma coloração muito escura e alguns espinhos.

Dispostas de forma ‘livre’, as larvas estão alimentando-se e locomovendo. Após um período que pode variar entre 7 a 10 dias, as mesmas se fixam a um substrato (o qual pode ser a superfície de uma folha ou tronco) para transformarem-se em pupa.

A joaninha permanece como pupa por um período estimado de 12 dias, emergindo como forma adulta posteriormente.

Logo após a eclosão da pupa, a joaninha adulta ainda apresenta um exoesqueleto muito amolecido e, portanto, vulnerável. Logo, a mesma permanece imóvel durante alguns minutos até que este exoesqueleto endureça e a mesma esteja apta para o voo.

De Modo Geral, Como Ocorre a Reprodução dos Insetos ?

Reprodução dos Insetos
Reprodução dos Insetos

A esmagadora maioria dos insetos pode ser classificada como ovípara, sendo que os ovos são depositados em locais propícios ao desenvolvimento das larvas. No entanto, este padrão pode não ser aplicável a todas as espécies. Um exemplo que ilustra esta exceção é a barata Blatella germanica, cujas nascem imediatamente à postura dos ovos. Por essa razão, esta espécie é classificada como ovovivípara.

Entre os insetos, também é possível encontrar espécies classificadas como vivíparas, como é o caso do pulgão. Para estes insetos, os recém-nascidos saem dos ovos ainda estando no organismo materno.

Todos os insetos passam por metamorfose-processo biológico marcado por etapas que resultam em mudanças no tamanho e na forma. No entanto, nem todos os insetos passam pelas 4 fases de metamorfose (ou seja, ovo, larva, pupa e fase adulta). Desta forma, podem passar por uma metamorfose completa ou incompleta.

Os insetos que passam pela metamorfose completa são classificados como holometábolos, ao passo que, aqueles que passam pela metamorfose incompleta são classificados como hemimetábolos.

*

Depois de conhecer um pouco mais sobre as joaninhas, suas características, alimentação, reprodução e estágios de desenvolvimento; que tal continuar por aqui para visitar também outros artigos do site.

Sua visita é sempre bem-vinda.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Bio Curiosidades. Joaninha. Disponível em: < https://www.ninha.bio.br/biologia/joaninhas.html>;

COELHO, J. eCycle. Joaninhas: características e importância para o ecossistema. Disponível em: < https://www.ecycle.com.br/9421-joaninha.html https://www.ecycle.com.br/9421-joaninha.html>;

Wikipédia. Insetos. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Insetos

Veja também

Picada de Carrapato na Gravidez Pode Ser Perigoso? Qual o Risco?

Hoje vamos falar um pouco sobre os riscos de uma picada de carrapato, podemos dizer …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *