Home / Animais / Reino, Filo, Classe, Ordem dos Pinguins e Classificação Taxonomica

Reino, Filo, Classe, Ordem dos Pinguins e Classificação Taxonomica

A classificação taxonômica é essencial para que a gente consiga entender exatamente qual a posição e a função que um determinado ser vivo tem na natureza, já que ela feita pelos cientistas e explica detalhadamente quais são os antecedentes daquele animal.

O pinguim é um animal extremamente famoso e adorado pelas pessoas, principalmente porque ele possui uma fama de ser muito fofo, já que ele sempre é representado na mídia dessa maneira.

Pensando nisso, estudar a classificação taxonômica do pinguim pode ser uma parte essencial e necessária para entender exatamente o que esse animal cientificamente é e também que posição ele ocupa em seu meio natural, quais animais são parecidos com ele e muito mais.

Portanto, continue lendo o artigo para saber exatamente qual é a classificação taxonômica do pinguim e também o que cada uma das características dessa classificação significa.

Classificação Taxonômica Do Pinguim

Antes de mais nada, vamos ver a classificação do pinguim de maneira geral. É importante lembrar que a classificação que abordaremos fala apenas até a família do pinguim, já que elementos como gênero e espécie variam muito de acordo com a espécie que esta sendo levada em consideração.

Reino: Animalia

Filo: Chordata

Classe: Aves

Ordem: Sphenisciformes

Família: Spheniscidae

Logo, essa é a classificação científica do pinguim. Caso você tenha dificuldade de gravar a ordem das classificações, existe um truque muito interessante que pode ser utilizado, ele é conhecido como ReFiCOFaGE: reino, filo, classe, ordem, família, gênero e espécie!

Como podemos perceber, falaremos apenas até a família, pois depois disso a família dos pinguins se divide de acordo com suas características e acaba originando diversos gêneros, e consequentemente, diversas espécies de pinguins.

Vamos ver agora detalhadamente cada uma dessas classificações citadas anteriormente!

O Reino: Animalia

O pinguim faz parte do reino Animalia, o que significamente basicamente e vulgarmente que ele é um animal. Isso porque existem também os reinos das plantas, bactérias, fungos e etc, o que significa que a classificação de reino é a mais abrangente e menos específica presente na classificação taxonômica, e por isso é a primeira classificação.

Após a criação de uma categoria para juntar apenas os animais, o reino acabou se especificando e gerou o conceito de filo.

O Filo: Chordata

O filo é basicamente um reino mais especificado, já que os animais são muito diferentes entre si e foi necessário começar a especificar mais esses animais.

Assim, o pinguim faz parte do filo Chordata, o que significa que ele é um animal cordado. Nesse filo, podem ser encontrados os animais vertebrados, os anfioxos e também os tunicados; como o ser humano é cordado, ele está no mesmo filo do pinguim.

A Classe: Aves

É exatamente nesse momento que o ser humano se separa dos pinguins: na classe. Os cordados, apesar de mais especificados, ainda são animais muito diferentes uns dos outros, e por isso foi criada a classe para especificar ainda mais os animais.

Nesse caso, o pinguim foi classificado na classe de aves, já que ele possui as características necessárias para estar nessa classe, como por exemplo adaptações criadas apenas para o corpo das aves, como os ossos mais leves e muitas outras coisas.

A Ordem: Sphenisciformes

Sphenisciformes
Sphenisciformes

Engana-se quem pensa que a classe é a última classificação da classificação taxonômica. Mesmo dividindo os animais em um grupo das aves, ainda é interessante notarmos a diferença existente entre um pombo e uma águia, por exemplo. E é exatamente por isso que devemos separar as aves.

Nesse caso, a classe de aves foi dividida em diversas ordens, e o pinguim faz parte da ordem Sphenisciformes. As características dos animais dessa ordem são: capacidade alta de viver em ambientes considerados hostis (como por exemplo a Antártida por conta do frio extremo, no caso dos pinguins), e ainda esses animais são classificados como extremófilos, pois vivem em situações extremas.

Logo, essa a ordem a qual o pinguim pertence junto com outras espécies.

A Família: Spheniscidae

A classificação de ordem já é muito mais especifica do que as que nós tínhamos em reino, mas mesmo assim os animais presentes em uma mesma ordem ainda podem ser muito diferentes entre si em algumas coisas, e por isso é necessário separá-los em mais uma classificação: a família.

A ordem, então, se divide em diversas famílias, e nesse caso podemos dizer que o pinguim pertence à família Spheniscidae. Nesse caso, os animais que pertencem a essa família não conseguem voar (apesar de serem aves) e acabaram se adaptando completamente aos ambientes aquáticos com o passar da evolução.

Logo, essa família já é muito mais específica e é a classificação máxima que podemos chegar quando falamos de pinguins no geral. Isso porque após isso a família irá se diferenciar mais e os pinguins irão se dividir em gêneros e espécies diferentes.

Concluindo

Grupo de Pinguim Imperador
Grupo de Pinguim Imperador

Dessa forma, a gente consegue perceber como os animais são extremamente complexos com todas as suas características, adaptações e necessidades. Pudemos também perceber como o conceito de reino é extremamente abrangente e como os animais vão se diferenciando com o passar das classificações.

É ainda muito interessante notarmos que alguns animais completamente diferentes, como o pinguim e os seres humanos, possuem classificações em comum. E é também interessante percebermos que até mesmo as aves se diferenciam muito, já que existem grupos para aquelas que nadam, as que não nadam, as que nadam apenas um pouco e muito mais.

Grupo de Pinguins Nadando
Grupo de Pinguins Nadando

Portanto, agora você com certeza já sabe muitas outras informações interessantes que você não sabia anteriormente sobre o pinguim e também entende exatamente como esse animal funciona e como a classificação cientifica é pensada e arquitetada. É por isso que estudar um animal por meio de sua classificação taxonômica é uma experiência tão interessante e completa, apesar de muita pessoas acharem isso chato.

Quer saber ainda mais informações sobre classificações taxonômicas de outros animais, mas não sabe muito bem onde procurar por informação na internet? Sem problemas, sempre temos o artigo certo para você! Leia também em nosso site: Classificação da morsa – reino, fila, classe, ordem, família e espécie

Veja também

Marreco de Pequim: Características, Hábitat e Nome Científico

O marreco de Pequim é considerado uma das principais raças atuais de marrecos, ao lado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *