Home / Animais / Como se Iniciou a Caprinocultura no Brasil ?

Como se Iniciou a Caprinocultura no Brasil ?

No nível global, as cabras foram domesticadas a alguns milhares de anos atrás em um território que atualmente equivale ao Norte do Irã. No Brasil, estes animais foram trazidos pelos colonizadores portugueses no século XVI, juntamente com animais como o boi, cavalo e ovelhas. Os bois, em particular, foram empregados inicialmente como animais de tração nos engenhos, e, posteriormente, adquiriram maior destaque econômico com o desenvolvimento da agropecuária e expansão em direção ao sertão.

Atualmente, os bois possuem grande participação no cenário econômico do país, com a comercialização de sua carne e do leite de vaca. As cabras também possuem estas duas atividades econômicas e, embora o leite de cabra não seja tão popular quanto o de vaca, este é uma excelente alternativa para quadros de alergia e intolerância.

Quer saber mais sobre a caprinocultura no Brasil, como ela se iniciou e quais os estados de maior atividade ? Então venha conosco e boa leitura.

Caprinocultura Leiteira X Caprinocultura de Corte

Caprinocultura Leiteira Versus Caprinocultura de Corte
Caprinocultura Leiteira Versus Caprinocultura de Corte

Atualmente, é possível encontrar uma grande diversidade de raças de cabras, as quais podem ser especializadas na produção de leite em grande volume (recebendo o nome de cabras leiteiras) ou especializada no fornecimento de carne de boa qualidade e textura (no caso, a caprinocultura de corte).

Esses dois tipos de caprinocultura demandam certas diferenças em relação ao manejo. A criação de cabras leiteiras ainda é mais expressiva.

No caso da caprinocultura de corte, a carne de cabrito vem ganhando atenção especial, uma vez que possui poucas calorias e colesterol, bem como textura macia e sabor suave. Nesta carne, também há presença de ômega 3 e 6, Cálcio e Ferro. Possui concentração de gordura saturada até 40% inferior a uma porção equivalente de frango sem pele. Não é à toa que o consumo de carne de cabrito vem crescendo exponencialmente nos Estados Unidos, Europa, Ásia e Austrália.

Como se Iniciou a Caprinocultura no Brasil ?

No Brasil Teve Inicio em 1974
No Brasil Teve Inicio em 1974

A presença de cabras no Brasil iniciou-se durante a colonização, todavia, não possuía escala comercial até o século XX.

A caprinocultura leiteira só começou por aqui na década de 70, a partir de uma reunião em Belo Horizonte com alguns dos interessados em desenvolver a atividade. Antes desse período, o rebanho caprino brasileiro não contava com a presença de cabras de raça definida.

No ano de 1974, foi fundada a Associação Brasileira dos Criadores de Caprino, a qual se tornou a primeira entidade representativa do setor. No ano de 197, ocorreu a primeira importação de caprinos leiteiros para o Brasil, esses caprinos foram trazidos da Suíça, correspondendo às raças Parda Alpina, Saanen, Toggenburg e outras. Esta importação foi destinada a criadouros próximos a grandes centros (a exemplo do Rio de janeiro, São Paulo e Belo Horizonte).

A década de foi muito importante para a caprinocultura leiteira, uma vez que o setor recebeu muitos investimentos, bem com a chegada de novos empresários.

Em relação à importação de caprinos para o Brasil, é importante considerar que a atividade passa por momentos de liberação e de não liberação pelo governo, principalmente em razão de fatores sanitários. Atualmente, as importações de caprinos da América do Norte e da Europa estão proibidas, uma vez que estes animais podem contaminar o rebanho brasileiro com encefalopatia espongiforme bovina (BSE).

Cenário Atual da Caprinocultura no Brasil

A Maior Parte da Criação Está no Nordeste
A Maior Parte da Criação Está no Nordeste

Atualmente, a região do Nordeste responde por aproximadamente 90% do rebanho caprino no Brasil. Nesta região, o grande destaque vai para os estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

Mesmo com o massivo destaque da região Nordestes, outros estados também possuem esta atividade bem desenvolvida, como é o caso de Minas Gerais, do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro.

A nível mundial, as cabras estão no top 3 de animais produtores de leite em caráter comercial. Segundo dados divulgados no ano de 2005, naquele ano foram produzidos 12,4 bilhões de litros de leite em todo o mundo. No ano de 2008, no Brasil, de acordo com os dados da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), até aquele ano o Brasil detinha um quantitativo de 10,5 milhões de cabeças de cabra/bode, com volume de 1355 milhões de litros de leite.

Principais Raças de Cabras Leiteiras

Alguns exemplos de cabras leiteiras são a Canindé, Moxotó, Marota, Alpina, Saanen, Murciana, Anglo Nubiana, Toggenburg e outras.

A raça marota também pode ser chamada de Curaçá. Estas cabras apresentam pele, mucosa e cascos claros; assim como uma pelagem branca e uniforme.

A raça Moxotó recebe esse nome em homenagem ao Vale do Moxotó, no estado de Pernambuco. As cabras apresentam uma pelagem clara ou do tipo baia, bem como uma listra negra que se estende da borda superior do pescoço até a base da cauda. Também é possível notar a coloração negra através de uma auréola ao redor dos olhos e de duas listras negras que descem até a ponta do focinho. Curiosamente, mesmo sendo consideradas cabras leiteiras, a produção de leite não é tão grande assim.

A raça Saanen é de origem europeia. Apresentam pele rosada com manchas escuras ocasionais. A pelagem é de cor branca ou creme. A raças Alpina, Toggenburg e Murciana também são de origem europeia.

Na raça Alpina, pele, cascos e mucosas possuem coloração escura. A pelagem varia entre as cores de claro-acinzentado a vermelho-escuro.

Na raça Toggenburg, a coloração é marrom-acinzentado, no entanto, pode variar entre as nuances de cinza claro a cinza escuro. As fêmeas possuem duas faixas brancas contínuas que saem das orelhas e terminam nas proximidades da boca.

Para a raça Canindé, a pelagem é preta, sendo que o ventre e as pernas possuem tonalidades que variam da coloração vermelho-amarelada à branca. Estes animais são considerados leves e de pequeno porte.

*

Depois de conhecer um pouco mais sobre a caprinocultura brasileira no Brasil, que tal continuar navegando por este site para conhecer outros artigos ?

Contamos com um amplo acervo nas áreas da zoologia, botânica e ecologia de um modo geral.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

Aprenda Fácil Editora. Quais são as principais raças caprinas leiteiras ? Disponível em: < https://www.afe.com.br/artigos/quais-sao-as-principais-racas-caprinas-leiteiras>;

Caprileite. A caprinocultura leiteira no Brasil- uma visão histórica. Disponível em: < https://www.caprileite.com.br/conteudo/170-ll-a-caprinocultura-leiteira-no-brasil-uma-vis-o-hist-rica>;

Wikipédia. Caprinocultura leiteira no Brasil. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Caprinocultura_leiteira_no_Brasil>;

Veja também

Qual o Significado do Bode ?

Mamífero ruminante, o bode é o equivalente feminino da cabra. Ambos possuem chifres e barbichas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *