Home / Plantas / Tamanho das Orquídeas: Variação no Cultivo e sua Influência

Tamanho das Orquídeas: Variação no Cultivo e sua Influência

Se existe uma planta que merece destaque pela sua beleza, são as orquídeas. O que faz elas serem especiais é justamente a sua variedade, em especial, de vários tamanhos que podem ser encontrados por aí.

É desse assunto que vamos falar um pouco mais.

Pra Todos os Gostos

A variedade de orquídeas existentes na natureza só é possível porque ela faz parte de uma das maiores famílias de plantas do reino vegetal, que é a ordem das Asparagales. Não é somente em relação ao tamanho, mas cores e formas variadas também se misturam, compondo uma gama muito grande de espécies que podem ser usadas por qualquer pessoa para enfeitar qualquer ambiente possível e imaginável.

São plantas que se encontram praticamente em todos os continentes (com exceção da Antártida, claro), mas a sua predominância maior é em áreas tropicais (e, nesse sentido, o Brasil é um dos lugares ideais para se cultivar orquídeas).

Elas são majoritariamente epífitas, crescendo sobre diversos tipos de árvores. É nelas que essas flores se apoiam em busca da luz (literalmente). No entanto, não se engane: não são plantas parasitas. Apenas se alimentam de material em decomposição que, eventualmente, cai das árvores, não fazendo, na prática, nenhum mal a estas.

No entanto, mesmo com tanta variedade, até hoje, não se encontrou uma finalidade comercial para as orquídeas além do ornamental. Algumas espécies do gênero Vanilla ainda contribuem com a produção de baunilha através de seus frutos, mas, nada que vá muito além desse tipo de utilidade. Ou seja, só pra enfeite, mesmo.

Variação de Tamanho

Como são plantas com uma gama muito grande de espécies, não é de espantar que as orquídeas também sejam variadas com relação ao tamanho. E, um bom exemplo disso são as chamadas mini-orquídeas, que não chegam a ter mais do que alguns poucos centímetros. São ótimas flores para compor ambientes internos, e, principalmente, em vasos. Algumas das espécies mais interessantes são a Cattleya walkeriana (natural do cerrado brasileiro) e a Masdevallia (que não exala perfume, e ainda tem flores em formatos triangulares).

Já, existem outros tipos de orquídeas, como a Grammatophyllum speciosum, que podem atingir alguns metros de altura. Por sinal, uma planta dessa espécie que floresceu recentemente em Brasília, possuindo nada menos do que 2,5 m de altura, além de 19 hastes com 3 m de cumprimento cada uma. No total, essa gigante possuía cerca de 400 belas flores ornamentando a planta.

Cultivo: Influência no Tamanho

Claro que, a depender da espécie, o tamanho de uma orquídea vai variar para mais ou para menos, porém, como toda planta que se preze, a sua beleza e a sua estatura vão ser bastante influenciadas pelo modo correto que são cultivadas.

Evidentemente que como se trata de plantas bastante variadas, com espécimes de diferentes lugares do globo, nem sempre dá para salientar cuidados que sejam básicos a todas elas, mas, podemos enumerar aqui alguns pontos que são comuns à uma boa parte das orquídeas com relação ao cultivo.

O ideal mesmo é, antes de qualquer coisa, identificar qual espécie você este cultivando (ou querendo cultivar). Porém, independente disso, uma das primeiras coisas para se ter em mente é que é um erro plantar orquídeas diretamente na terra. Existem algumas que até se dão bem com esse substrato, porém, mais da metade são orquídeas epífitas , não se adaptando à umidade normalmente presente na terra.

Mais um erro comum quando se está cultivando orquídeas é colocar pratos embaixo dos vasos, o que acaba gerando muita umidade também. Portanto, o correto não é a colocação de pratos, e sim, a realização de regas frequentes e diárias, sempre após o substrato secar completamente, evitando, assim, que as raízes apodreçam.

Só que, ao contrário do que muitos passam imaginar, as orquídeas são plantas bem resistentes (independente do tamanho), podendo sobreviver até mesmo alguns dias fora do substrato. Essa resistência será ainda maior para aqueles espécimes híbridos.

Orquídeas Híbridas

Com o passar dos anos, muitas espécies de orquídeas híbridas foram produzidas, e, hoje em dia, estima-se que existem pouco mais de 100 mil híbridos dessa planta. Existe até mesmo uma empresa que registra orquídeas híbridas, que é a Royal Horticultural Society, mas, certamente, esse número pode ser maior, ainda mais pelo fato de quem existem produções caseiras que nem chegam a ser catalogadas.

Já, os híbridos naturais das orquídeas também são muito comuns, apesar de não conseguirem se reproduzir naturalmente. Isso ocorre porque essas plantas precisam de um polinizador em particular para cada uma delas, e os híbridos, geralmente, não se adaptam a nenhuma espécie de polinizador, justamente por serem de espécies distintas.

Menor Orquídea do Mundo

Acredite se quiser, mas, em 2015, pesquisadores encontraram aquela que é considerada a menor orquídea do mundo. Da espécie Campylocentrum insulare, a sua flor possuía apenas 5 mm. A descoberta foi feita por estudiosos da Universidade Federal de Santa Catarina, sendo catalogada e publicada na revista norte-americana Systematic Botany.

Obviamente que além de ter sido considerada a menor orquídea do mundo, ela foi apontada também como a menor flor já encontrada até o momento.

Maior Orquídea do Mundo

De um aspecto geral, a maior orquídea existente na natureza é uma espécie asiática, de nome Grammatophyllum speciosum. O seu florescimento acontece apenas uma única vez por ano, com suas flores durando aproximadamente uns 15 dias no máximo. Alguns exemplares dessa espécie podem gera nada menos do que 10 mil flores e pesar inacreditáveis 900 kg! Pra se ter uma ideia da dimensão dessa planta, em 1851, por exemplo, um exemplar dessa planta (popularmente chamada de orquídea tigre) foi exposto no Hyde Park, na cidade de Londres, pesando cerca de 2 toneladas!

Essa é uma espécie nativa da Malásia, e o nome popular dela se deve ao fato dela possuir flores amarelas com, manchas marrons. No país de origem, ela também tem o nome popular de orquídea cana-de-açúcar, também devido à sua aparência.

Viu só como uma planta que está tão inserida ao nosso redor pode ser tão variada, especialmente, em termos de tamanho? Agora, é escolher qual a sua espécie preferida, e ornamentar a sua casa, o seu trabalho, e por aí vai.

Veja também

Mangue Vermelho: Flor, Como Plantar, Aquário e Fotos

O mangue vermelho (nome científico Rhizophora mangle) é uma espécie vegetal nativa do ecossistema de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *