Home / Plantas / Qual a Pimenta mais Ardida do Mundo?

Qual a Pimenta mais Ardida do Mundo?

Você que é amante de uma boa pimenta, já se perguntou qual é a mais ardida do mundo? Aquela que faria o mais experiente degustador suar a camisa (literalmente)? Pois bem, o que não faltam são pimentas verdadeiramente picantes por aí.

Por isso, vamos mostrar algumas delas aqui, além de dizer qual realmente é a mais ardida de todas.

Características Gerais da Pimenta

A pimenta é, na verdade, um termo comum a diversas plantas, referindo-se tanto aos frutos, quanto aos condimentos oriundos deles, cujo sabor é, geralmente, bem picante. Os diferentes tipos de pimenta se diferenciam pelo grau de ardência delas. Quanto mais picantes, mais elas possuem substâncias chamadas de capsaicinoides, sendo boas para a saúde em termos antimicrobianos, anti-inflamatórios e anticancerígenos.

Os compostos bioativos que compõem as pimentas são a capsaicina (que dá o tom avermelhado dela, além de ter ação antioxidante), a violaxantina (principal componente das pimentas amarelas), a luteína (que é importante para saúde dos olhos) e os ácidos ferúlico (que previne doenças do sistema nervoso) e sinapínico (antioxidante de ação anti-inflamatória).

Inclusive, é a capsaicina a principal responsável pela ardência das pimentas, estando concentrada na parte branca delas (local onde as sementes estão presas), não tendo sabor, nem cheiro. Ainda assim, funciona como uma espécie de “estimulador”, deixando a pimenta o mais picante possível.

Principais Benefícios da Pimenta para a Saúde

É bom deixar claro que, a partir do momento em que falamos de benefícios da pimenta, estamos falando daquelas que possuem capsaicina, e que é presente principalmente nas pimentas vermelhas.

Por ser rica em vitamina C, ela fortalece o sistema imunológico, e por ser uma grande fonte de vitamina E também, auxilia no combate a doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson. Além disso, há uma boa quantidade de vitamina A nas pimentas, na forma de carotenoide.

E, pra quem está lutando contra a balança, ela é ótima para perder peso, já que ela é um alimento termogênico, o que faz o metabolismo acelerar, aumentando o gasto calórico. E, quem consegue tudo isso é a capsaicina, justamente a substância que determina o grau de ardência da pimenta.

As vitaminas e sais minerais presentes nas pimentas também são ótimos parta o bom funcionamento do sistema circulatório, impedindo a formação de coágulos, e aumentando o calibre dos vasos sanguíneos. Isso diminui bastante as chances de se ter um ataque cardíaco, ou mesmo de um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Por possuir adrenalina e noradrenalina, a pimenta também deixa quem a consome em estado de alerta, melhorando, por exemplo, o ânimo de pessoas que estejam passando por quadros depressivos. Aumentando o fluxo sanguíneo periférico, ela igualmente ajuda em casos de enxaqueca, mucosite oral e alergia cutânea.

Pra completar, estudos recentes estão comprovando que a pimenta pode ajudar na diminuição dos níveis de colesterol ruim.

De que Maneira é Feito o “Ranking” de Ardência das Pimentas?

Na classificação das pimentas mais ardidas, é usada uma espécie de escala chamada de Scoville, e que foi criada em 1912 pelo farmacêutico Wilbur Scoville. Essa escala funciona da seguinte maneira: ela ranqueia as pimentas de acordo com a quantidade necessária de água com açúcar para a diluição dela até que não arda mais.

Já o cálculo é feito a partir das quantidades de xícaras de água utilizada. Por exemplo: uma xícara de pimenta malagueta fica sem ardência se diluída em 60 mil xícaras de água. Assim, a sua escala é de 60 mil. Inclusive, a escala vai de 0 (que são as pimentas que não possuem capsaicina) até 15 milhões (que é a capsaicina pura e simples).

Quais as 5 Pimentas mais Ardidas do Mundo?

De acordo com a escala Scoville, vamos elencar aqui as pimentas com o maior teor de ardência do mundo. Só lembrando que a maioria delas a partir do cruzamento de muitas variedades, sempre buscando uma “ardência perfeita”.

Trinidad Moruga Scorpion – 1,2 milhões na escala Scoville

Essa daqui é nativa de Trinidad e Tobago, levando o nome da região onde foi encontrada, que é o distrito de Moruga. Em 2012, ela foi considerada a pimenta mais ardida do mundo pelo Chile Pepper Institute de New Mexico State University. Para quem já experimentou essa pimenta, relata que o seu sabor é adocicado, quente e frutado.

Naga Viper – 1,3 milhões na escala Scoville

Já esta aqui ficou com o título de pimenta mais ardida do mundo em 2011 pelo Guiness Book. No entanto, ela foi fruto de experiências da empresa Chili Pepper Company de Cumbria, instituição conhecida pelo desenvolvimento de pimentas bastante fortes.

Komodo Dragon Chilli Pepper – 1,4 milhões na escala Scoville

Não é à toa que na embalagem que essa pimenta vem, está um aviso bem claro: “Não consumir inteira. Não tocar sem luvas”. Para o seu bem, é recomendável seguir essas indicações. Segundo consta, o seu sabor é frutado.

Scorpion Butch T – 1.46 milhões na escala Scoville

Em 2013, essa aqui foi considerada a pimenta mais ardida do mundo, tendo esse título mantido por 3 anos seguidos. Ela é nativa dos EUA, e é propagada pelas sementes das fazendas Zydeco. A pimenta foi batizada por Neil Smith, que é proprietário da Butch Taylor de Crosby. Pra se ter uma ideia, é dela que se fabrica o famoso spray de pimenta.

E, a vencedora é…

Carolina Reaper – 1.64 milhões na escala Scoville

Desde 2017, a pimenta Carolina Reaper está no topo do Guiness Book como a mais ardida do mundo. Tendo sido criada por Ed “Smokin” Currie, que dirige a PuckerButt Pepper Company, nos EUA, ela é fruto do cruzamento entre a Habanero e a Naga Bhut Jolokia.

Menções Honrosas

Além dessas que citamos anteriormente, não poderíamos deixar de fora também a Infinity Chili, que tem 1.067 milhões na escala Scoville, e que foi criada pelo inglês Nick Woods de Grantham. Na verdade, foram 5 anos aperfeiçoando essa pimenta até chegar na ardência desejada.

E, por fim, podemos mencionar a Bedfordshire Super Naga, com seus 1.120 milhões na escala Scoville. É bastante rara de ser encontrada e seus rótulos já dizem tudo: “A Pimenta Mais Quente” e “Nunca tocá-la sem luvas!”.

Veja também

Para Que Serve o Extrato da Soja? Produtos Derivados da Soja

A soja é uma leguminosa como feijão, grão de bico ou lentilha, mas não é …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *