Home / Plantas / Pé de Cotonete: Caule, Folhas, Flores, Raiz e Imagens

Pé de Cotonete: Caule, Folhas, Flores, Raiz e Imagens

O Clerodendrum-cotonete, conhecido também como Chuva -de-fogo, Flor-cotonete, Fogos-de-artifício, Chuva-de-estrelas, Estrela-cadente, Clerodendro, e Árvore-do-cotonete, é uma planta arbustiva e lenhosa originária da Ásia, Oceania, Nova Guiné e Filipinas.

Assim como as trepadeiras clerodendro vermelho e lágrima-de-cristo, muito utilizadas em paisagismo, é uma espécie do gênero Clerodendron quadriculare.

É uma planta que floresce na primavera, apresentando flores tubulares e longas, que quando estão em botão são parecidas com cotonetes, o que explica seu nome popular.

Muito utilizada no paisagismo por seu porte atraente e flores excêntricas. Pode ser plantada sozinha ou em grupos, formando ilhas ou cercas-vivas. Sua floração exuberante atrai muitas borboletas e passarinhos.

Pode-se podá-la para ser um arbusto ou também para ser uma arvoreta muita utilizada em passeios e calçadas. Fica linda em decoração de sacadas, varandas e pátios, quando plantada em vasos amplos.

Os únicos cuidados que exige são as podas anuais que devem ser feitas após a floração e a remoção das mudas que surgem próximas às raízes.

Características

  • Tem o caule ramificado e ereto desde a base.
  • Quando aberta, a flor apresenta cinco pétalas recurvadas, com estames.
  • A flor possui o cálice vermelho e a corola rosa ou branca.
  • Suas folhas são opostas, grandes e ablongas, elípticas e lanceoladas, com nervuras marcadas e bordas denteadas.
  • A parte superior da folha é verde-escura e a parte inferior é arroxeada.
  • Mede de 2,4 a 3,6 metros.
  • Gosta de clima Equatorial, Tropical, Subtropical e Oceânico.
  • Prefere solo fértil, enriquecido com matéria orgânica.
  • Gosta de regas frequentes no primeiro ano de plantação.
  • Vai bem à meia sombra ou sol pleno.
  • Tolera períodos curtos de estiagem e períodos excessivamente chuvosos.
  • Aprecia calor e humidade, mas sob frio intenso ou geada perde todos os botões e folhas.
  • É uma planta perene que deve ser adubada mensalmente durante a primavera e verão.

Espécies de Clerodendrum

Existem 150 espécies do gênero, dentre elas:

  • Clerodendrum fina – considerado o mais bonito, é um tipo comum e selvagem que nasce nas regiões tropicais da África. Cresce até um metro de altura, mas em países quentes atinge até três meros de altura. Possui flores escarlates brilhantes. Distinguem-se de outras flores porque seus estames se projetam para a frente por muitos centímetros, como se fosse antenas de um inseto. Suas flores são pequenas, brilhantes, em forma de coração, e se apresentam em grossos pedúnculos que têm longa duração. Floresce durante todo o verão e metade do verão ou no verão inteiro.
  • Clerodendrum thomsoniae – Conhecido popularmente como lágrimas-de-Cristo, é uma planta nativa dos trópicos do continente africano, em estado selvagem. É uma planta semi-frondosa que pode ser cultivada em casa. Cresce em forma de cipó e pode atingir até quatro metros de altura.
    Clerodendrum Thomsoniae
    Clerodendrum Thomsoniae

    Os rebentos novos são flexíveis e encaracolados, em forma de trepadeiras. Suas folhas possuem forma oval e têm até 12 centímetros, na cor verde saturada. Floresce com abundância do começo da primavera ao início do outono. Cada inflorescência possui até 20 pequenas flores, sob pedúnculos longos. Sua base de cinco pétalas é branca como a neve, encimada por uma pequena flor vermelha. Os estames são longos e se projetam da flor até três centímetros.

  • Clerodendrum ugandense – Conhecido também como “Blue Butterfly”, pode ser encontrado no continente africano, em áreas montanhosas. É uma semi-liana perene que cresce até 2,5 metros de altura, em brotos finos. As folhas são verde-escuro, serrilhadas nas bordas. As flores são réplicas de uma borboleta. As quatro pétalas que formam as asas são azuis e a quinta é mais longa, em um tom de azul mais escuro, com a forma do tronco da borboleta. Os estames são longos, curvados para cima e lembram as antenas da borboleta.
    Clerodendrum Ugandense
    Clerodendrum Ugandense

    As flores surgem sobre pedúnculos longos. Sem qualquer pretensão, a planta adora lugar iluminado e pode ser colocada sob luz direta do sol. Deve ser mantida em temperatura de até 26 graus centígrados no verão. No inverno pode ser colocada para descansar, em uma temperatura de até 15 graus centígrados. Deve ser regada toda vez que a camada superior da terra estiver seca. Se estiver muito seco, deve ser pulverizada com água.

  • Clerodendrum chinense – Conhecido também como volcamere perfumado ou filipino, é uma planta que vive na China e no Japão em estado selvagem. Tem forma arbustiva e cresce até dois metros de altura. Seus brotos são eretos e longos, as folhas são aveludadas, possuem cor verde-acinzentado e têm até 15 centímetros de comprimento. A forma da folha é cordada, com entalhes no entorno e veias pronunciadas.
    Clerodendrum Chinense
    Clerodendrum Chinense

    As flores extasiam: são pequenas, em um tom de branco rosado. Suas florescências são tão densas que não possuem espaço entre elas, o que faz com que parecem até uma só flor imensa. As flores são compostas por muitas pétalas que as deixa parecidas com peônias pequeninas. É considerado um tipo de Clerodendrum despretensioso, pois é o único da espécie que não pede descanso, o que faz com que floresça durante todo o ano. Gosta de iluminação brilhante, mas difusa, temperatura de 15 graus centígrados no inverno a 25 graus centígrados no verão. A planta deve ser regada de forma regular sem encharcar para não apodrecer as raízes. Gosta de ar úmido e não tolera a seca, por isso deve-se usar spray com água frequentemente.

  • Clerodendro wallichii – Popularmente chamado de Clerodendro-branco é um arbusto ou arvoreta nativa do sudeste asiático, que se destaca por sua folhagem e florescimento ornamentais. Possui ramagem arqueada, com galhos não muito ramificados e longos. Possui folhas verde-escuras, lanceoladas, brilhantes, com margens denteadas e nervuras no meio. As flores são delicadamente perfumadas, brancas, com o cálice esverdeado, estames longos e curvados para cima. Forma uma cascata de delicados buquês que tem um tempo de floração bem curto.
    Clerodendro Wallichii
    Clerodendro Wallichii

    Por meio de podas pode-se deixá-lo em forma de arbustos ou arboreto, excelente para   áreas internas bem iluminadas, áreas mais escuras do jardim ou corredores. Pode ser plantado em jardineiras ou vasos. Durante a floração atrai borboletas e abelhas. Não é uma planta invasiva, pois ao contrário dos outros tipos de clerodendro não solta muitos brotos. Gosta de sol pleno, sombra clara ou meia sombra. Deve ser plantado em solo fértil com pH neutro e levemente ácido. O solo deve ser drenável, enriquecido com matéria orgânica e molhado regularmente.  Gosta de calor e umidade tropicais, mas resiste a leves geadas. Se for exposto ao frio intenso, perde a folhagem, mas rebrota na próxima primavera. Sua multiplicação pode ser feita por estaquia ou sementes.

Ficha Científica

  • Reino – Plantae
  • Filo – Magnoliophyta
  • Classe – Magnoliopsida
  • Ordem – Lamiales
  • Família – Verbenaceae
  • Gênero – Clerodendrum
  • Sinonímia – Clerodendrum balfouri, Ligustrum quadriloculare, Clerodendrum navesianum, Clerodendrum blancoanum

Veja também

Lobélia-Azul

Tudo Sobre a Flor Lobélia-Azul: Características e Nome Cientifico

Hoje vamos falar sobre uma planta chamada Flor Lobélia Azul bem linda, então se você …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.