Home / Animais / Como Evitar a Proliferação de Ratos em Casa? O que Fazer?

Como Evitar a Proliferação de Ratos em Casa? O que Fazer?

Rato é a maneira comum de se falar dos pequenos mamíferos roedores, pertencentes à ordem Rodentia, e geralmente à família muridae. Embora existam ratos que pertençam a outras famílias, a muridae é a mais comum.

Atualmente já foram catalogadas cerca de duas mil espécies diferentes de ratos, que representam em torno de 40% de todas as espécies de mamíferos que existem no mundo.

Além disso, existem cerca de três ratos para cada ser humano no mundo, o que totaliza mais de 23 bilhões de ratos. Eles estão espalhados por todos os continentes, com exceção da Antártica.

Ficha Técnica e Ciclo de Vida do Rato

Os ratos são facilmente reconhecíveis devido ao seu focinho alongado e pontudo, suas orelhas pequenas e de forma arredondada e sua cauda longa, lisa e desprovida (ou praticamente desprovida) de pelos.

Eles são animais noturnos, dotados de uma audição muito aguçada, o que contribui bastante para seu senso de orientação que, por sua vez, é extremamente desenvolvido. Isso faz com que eles se localizem facilmente, aprendam rotas novas e criem atalhos para caminhos pelos quais eles já passaram anteriormente.

Um rato vive (em condições naturais) entre um e dois anos, em média. Seu ciclo reprodutivo é extremamente rápido, visto que uma rata está apta a ter filhotes a partir dos 25 dias de vida (variando até os 40 dias de vida dependendo da espécie).

A maioria das fêmeas das diferentes espécies de ratos pode dar à luz a uma média de dez a 12 filhotes por gestação, que dura entre 19 e 22 dias, normalmente. Uma ratazana fêmea pode dar à luz a até 200 filhotes por ano.

Os ratos podem ser divididos entre espécies selvagens e espécies urbanas. Esses últimos possuem uma relação sinantrópica com a espécie humana, visto que foram capazes de se adaptar ao convívio com os seres humanos, a despeito da vontade do homem.

Ratos Selvagens
Ratos Selvagens

As espécies de ratos com uma relação sinantrópica com o homem são consideradas pragas urbanas. São cerca de 50 espécies e entre elas estão as três mais comuns de se encontrar em casa: os camundongos, as ratazanas e os ratos pretos (ou ratos de telhado).

Problemas e Doenças Causados Pelos Ratos

Como são roedores, os ratos possuem dentes incisivos que crescem sem parar durante todo o seu ciclo de vida. Por isso eles precisam estar roendo algo constantemente, para provocar o desgaste dos dentes.

Isso faz com que eles sejam considerados um grande problema para o agronegócio, pois eles são responsáveis pela destruição de cerca de 20% da produção mundial de grãos.

Os estragos causados pelos ratos vão além da destruição dos alimentos, porque além de consumi-los, eles ainda podem destruir de cinco a dez vezes a quantidade de alimentos que consomem.

Além dos problemas para o agronegócio, eles podem causar sérios problemas em uma casa, visto que além de roer alimentos e suas embalagens, os ratos podem ainda roer partes da própria estrutura da casa e provocar algum tipo de acidente. Eles, podem, por exemplo, roer a fiação elétrica e causar um curto-circuito, um acidente ou mesmo incêndio.

Os ratos ainda são capazes de transmitir em torno de 55 doenças diferentes aos humanos. As mais comuns são o hantavírus e a leptospirose e a mais letal delas foi a Peste Negra, que matou entre 25 e 70 milhões de pessoas no século XIV.

A mordida de um rato é capaz de causar graves infecções nos seres humanos. Caso uma pessoa seja mordida por um rato deve procurar ajuda médica imediatamente para que as providencias necessárias, como vacinas ou soro antirrábico, sejam tomadas.

Por isso, é extremamente importante realizar ações de controle de pragas quando um ninho de ratos é identificado. Essas ações possuem finalidade higiênica, de segurança alimentar, saúde pública e controle do ecossistema.

Como Evitar a Proliferação de Ratos em Casa

A forma mais eficiente para evitar a proliferação de ratos dentro de casa é mantendo a casa sempre limpa. O lixo deve ser mantido invariavelmente em locais fechados e fora do alcance dos ratos.

Ao colocar o lixo na rua para a coleta seletiva, o ideal é colocá-lo em uma lixeira acima do nível do chão ou, caso seja necessário colocá-lo no chão, o ideal é fazer isso próximo à hora e que o caminhão de lixo irá passar, assim o lixo fica menos tempo exposto a ações dos ratos.

Locais de armazenamento de coisas na casa, como armários, despensas, garagens entre outros, devem ser inspecionados e limpos periodicamente em busca de vestígios de ratos.

Sempre que for necessário trazer caixas para a casa, convém examiná-las com cuidado para certificar-se de que camundongos não estejam dentro, pois por serem pequenos eles facilmente se escondem em objetos levados para a casa pelos próprios moradores.

Como Eliminar os Ratos da Casa

Infelizmente tomar todos os cuidados necessários para evitar a proliferação de ratos em casa pode não surtir o efeito desejado, visto que os animais podem chegar até uma residência vindo dos esgotos, residências vizinhas, terrenos baldios ou construções abandonadas.

Caso a responsabilidade pela proliferação de ratos seja do poder público, este deve ser contactado para que as medidas necessárias sejam tomadas. Caso a infestação esteja dentro da casa, o ideal é utilizar os serviços de uma empresa especializada.

Armadilha para Ratos
Armadilha para Ratos

Isso porque formas caseiras de matar ratos não são tão eficientes como as de uma empresa profissional. Uma ratoeira, por exemplo, irá cumprir o papel de eliminar um ou poucos ratos, porém não será eficiente no caso de uma grande infestação.

Quando são utilizados venenos, por exemplo, os ratos que o consumirem irão morrer, porém, por se tratarem de animais bastante inteligentes, o restante da colônia saberá que algo está errado e o combate ao restante dos animais não surtirá o efeito desejado.

Uma empresa especializada irá proceder com uma inspeção para identificar a espécie de rato e a melhor medida a ser tomada. Após isso ocorrerá a eliminação da praga, que deve ser feita com produtos autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que não agridam nem o meio ambiente nem a saúde humana.

Veja também

Moreia Características Físicas

Comportamento da Moreia: Hábitos e Modo de Vida do Animal

Moreias vivem em áreas rochosas, entre marés, recifes de coral, manguezais, riachos de maré, portos, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *