Home / Plantas / Lista Dos Tipos De Gengibre – Espécies Com Nome E Fotos!

Lista Dos Tipos De Gengibre – Espécies Com Nome E Fotos!

Existem diversas plantas e ervas que são mundialmente conhecidas por suas propriedades medicinais e todos os benefícios que podem oferecer aos seres humanos. O gengibre sem dúvidas é um dos ingredientes mais conhecidos nesse sentido.

Se trata de uma planta herbácea de origem asiática que vem sendo utilizada não somente como iguaria, mas também como elemento medicinal há muito tempo por diversos povos.

No Brasil não é diferente! Por aqui o gengibre é conhecido e amplamente utilizado tanto na culinária quanto para tratamento de diferentes quadros – e os efeitos podem ser extremamente benéficos.

Você com certeza já deve ter recebido um conselho do tipo “toma um chá de gengibre” quando estava enfrentando uma gripe, uma inflamação, uma dor. Apesar de ser popularmente conhecido por suas propriedades médicas, muita gente não sabe explicar para que, exatamente, o gengibre serve.

De Onde Vem O Gengibre – Informações Científicas

Gengibre na Mesa
Gengibre na Mesa

O gengibre é originário da região asiática do mundo. É amplamente utilizado em culinárias como a tailandesa e a indiana – e não é de se espantar, já que esses povos costumam priorizar plantas e ervas que realmente tenham um grande potencial medicinal.

O nome científico dessa planta herbácea é Zingiber officinale. Ela faz parte da família das Zingiberaceae que conta com mais de 1000 outras espécies. Uma característica em comum é que todas elas são tropicais, e o gengibre se desenvolve melhor em temperaturas quentes ou amenas.

O gengibre como conhecemos é composto pelos rizomas, que são caules subterrâneos que se formam na extremidade da flor de gengibre. Ele possui uma forma consistente, de cor terrosa e é meio disforme, bem parecido com os rizomas que já conhecemos.

Ao pegar um gengibre você perceberá que se trata de um ingrediente muito leve – o que também tem impacto direto em seu preço, já que ele costuma ter valores bem acessíveis no Brasil.

O responsável pela descoberta da planta foi um inglês de nome William Roscoe. ele catalogou e anotou informações a respeito da flor de gengibre em 1807, mas muito ainda seria descoberto com o passar do tempo.

Hoje podemos dizer que é uma planta cultivada em praticamente todo o mundo, e amplamente utilizada tanto para a medicina quanto para a culinária. O gengibre é uma especiaria que desperta interesse de chefs, médicos, naturalistas e muitos outros grupos de pessoas.

Tipos De Gengibre – Veja a Lista Com Variedades

O que poucas pessoas sabem é que existem diferentes tipos de gengibre. Eles podem variar bastante de gosto, formato e até mesmo efeitos. Conhecer essa variedade é importante para fazer o bom uso do ingrediente, seja na culinária ou na medicina.

• Gengibre Comum (chinês):

Gengibre Comum
Gengibre Comum

Como o próprio nome sugere, esse é o gengibre mais tradicional, aquele que conseguimos encontrar com maior facilidade nos mercados. Ele tem um formato curioso, que varia bastante – por ser um rizoma.

É muito utilizado na culinária, por isso também leva o nome de “gengibre culinário”. Embora demore para ganhar tamanho suficiente para colheita, se trata de uma planta muito fácil de cultivar.

• Gengibre Tropical (Globba Ginger):

Essas são plantas que nascem especificamente em áreas quentes, e têm preferência pelo verão. Durante os períodos mais frios e secos as plantas do gênero Globba morrem, e só voltam a nascer quando o verão aponta novamente.

Gengibre Tropical
Gengibre Tropical

• Gengibre Havaiano:

O gengibre havaiano é bem diferente do que estamos acostumados. Ele tem bem menos fibras que os demais, e tem uma cor meio azulada. Conforme amadurece, é comum até que a coloração evolua para um roxo.

O interior é amarelado. No Brasil costuma crescer na mata atlântica, e é conhecida como cana-de-macaco. A américa do norte e américa central também possuem essa planta. Seu nome científico é Dichorisandra thyrsiflora.

• Gengibre Novo:

É nada mais nada menos do que o rizoma ainda jovem de gengibre. Pode ser consumido in natura, e é muito utilizado em saladas.

Tem um sabor refrescante, que consegue combinar bem com diferentes molhos e especiarias. A sua casca é muito fina, e sai facilmente com fricção, sem demanda necessariamente que seja descascado.

• Gengibre Africano:

Gengibre Africano
Gengibre Africano

Esse gengibre é mais comumente utilizado em pó. Para isso, ele é seco e ralado, e pode ser combinado a outras ervas e especiarias para compor os mais variados temperos e pratos.

Também é conhecido por ter uma belíssima flor branca. Em alguns casos, justamente por isso, é chamado de gengibre branco.

• Gengibre Japonês:

Ele possui um gosto e um aroma bem forte, ainda mais acentuado do que os demais e bem diferente do gengibre chinês. O seu tamanho também é diferente, sendo bem menor do que os demais.

Outros dois gengibres que são menores do que os demais são Kintoki e o Sunti. Ambos possuem um gosto forte, embora sejam de tamanho diferente.

Cúrcuma É Gengibre – Verdade Ou Mito?

A cúrcuma é um ingrediente muito usado no Brasil. Curiosamente também se trata de um gengibre, pois é um rizoma – erroneamente confundido com rizoma – que pode ser aproveitada para diferentes tipos de finalidades – principalmente gastronômicas.

Ela também pode ser conhecida como gengibre-amarelo. É um dos anti-inflamatórios naturais mais potentes e importantes, amplamente utilizada na Índica.

Cúrcuma
Cúrcuma

Inclusive é o ingrediente mais importante para o chamado Golden Milk, ou “Leite Dourado”. Justamente por conta de sua coloração amarela forte e vibrante, a cúrcuma – que é o mesmo que açafrão – é usada também como pigmento para coloração.

Propriedades Medicinais

Sem dúvidas as propriedades medicinais são o grande destaque a respeito desse ingrediente. O gengibre é conhecido como indispensável para tratamento de gripe e resfriado, por exemplo.

Se você nunca tomou um chá de limão com gengibre não sabe o que está perdendo. É um ingrediente verdadeiramente potente no tratamento de diversas enfermidades, e vamos analisar agora toda essa questão.

• Doenças Respiratórias:

O gengibre é um excelente componente para tratar doenças respiratórias diversas. Ele possui uma importante ação anti-inflamatória que diminui o incomodo e culmina para descongestionar as vias, ajudando o ar a fluir.

Serve tanto para gripes, bem como para rinite, asma, bronquite e infecções respiratórias variadas. Isso graças ao gingerol, uma substância presente em abundância nesse rizoma.

• Dores Diversas:

Justamente pelo seu potencial anti-inflamatório, o gengibre também é reconhecido por amenizar dores variadas. estudos recentes mostram que, inclusive, o uso ingrediente pode trazer efeitos mais interessantes do que medicamentos como o Ibuprofeno.

• Problemas Estomacais:

Náuseas e vômitos podem ser reações muito incômodas e preocupantes. Um bom chá de gengibre pode ajudar a conter esses problemas – inclusive em pacientes que estão passando por tratamento via quimioterapia.

O enjoo matinal, muito comum entre as pessoas, também pode ser contido por esse ingrediente. Embora os estudos acerca da utilização do gengibre no caso de dores e náuseas estomacais ainda estejam acontecendo, o alívio imediato é atestado por muitas pessoas que usam o rizoma nesses casos.

• Relaxante Muscular:

A tensão muscular pode causar dores diversas, independentemente de qual é a sua origem. Algumas pesquisas comprovam que o consumo frequente de pequenas quantidades de gengibre pode trazer um bom alívio nesse quesito.

É importante ressaltar que o consumo não traz alívio imediato, mas se usado diariamente você sentirá menos, por exemplo, as famosas dores pós treino na academia e outras tantas. Novamente é o seu efeito anti-inflamatório agindo.

Gengibre Pode Ser Um Grande Companheiro Para Conter Cólicas Menstruais!

As cólicas menstruais causam grande desconforto, e comprometem o bem-estar e a rotina de milhares de mulheres. Muitas, inclusive, fazem uso frequente de medicamentos variados em busca de um pouco de alívio nesses momentos.

Pois, saiba que uma boa xícara de chá de gengibre pode lhe ajudar a diminuir as dores. Falamos anteriormente que o gengibre possui fatores que tratam tanto a inflamação quanto ajudam no relaxamento muscular, certo?

As cólicas menstruais são desencadeadas justamente por conta da contração uterina, que é realizada para expelir o sangue. Com o uso do gengibre você pode estimular um relaxamento que consequentemente diminuirá as dores!

• Controle do Colesterol:

Ainda podemos citar o fato de que pequenas doses diárias dessa erva também ajudam a manter o controle do colesterol LDL – que também é considerado colesterol de má qualidade, e está diretamente relacionado a problemas cardíacos de alta gravidade.

O Gengibre Na Prevenção Do Câncer

Gengibre Na Prevenção Do Câncer
Gengibre Na Prevenção Do Câncer

Há algum tempo vem sendo tratada a questão de alimentação que auxilie na prevenção do câncer. Chamada de “alimentação anticâncer”, a dieta visa justamente reunir uma série de ingredientes e especiarias que possam, de alguma maneira, ajudar no combate a essa doença tão dramática e triste.

O gengibre tem sido apontado como um dos ingredientes que cumpre um papel importante na prevenção. A sua ação anti-inflamatória pode ter efeitos interessantes no combate as chamadas ‘células cancerígenas”, que são justamente aquelas que acabam desencadeando os tumores.

A ação bactericida e desintoxicante ainda auxiliar para que o sistema imunológico se torne mais potente, evitando que você tenha diferentes tipos de doenças.

Os estudos mostram que além da prevenção, o uso de gengibre na culinária ou seu consumo em infusão pode ter resultados no combate a tumores já identificados.

Câncer de pulmão, estômago, mamas, próstata, ovários e pâncreas são alguns dos que costumam responder a esse ingrediente, que acaba por facilitar a morte das células cancerígenas, melhorando os resultados do tratamento.

• Melhoras Durante a Quimioterapia:

Em outros estudos existem evidências de que pacientes que estão enfrentando o tratamento de quimioterapia podem ter algumas reações amenizadas a partir do consumo frequente de pequenas porções de gengibre.

O enjoo e os problemas digestivos são alguns dos quadros que podem surgir durante a administração da medicação contra o câncer. E o gengibre é apontado como um aliado importantíssimo para diminuir esse mal-estar.

O importante é entender que muitos estudos a respeito dos benefícios do gengibre, inclusive com relação ao câncer, ainda estão sendo estudados. Dessa forma, podemos receber melhores notícias em breve, e novas descobertas!

Gengibre Na Culinária – Tem Gosto De Que?

Gengibre Na Culinária
Gengibre Na Culinária

Se tem uma palavra que pode definir o que é o gengibre dentro da culinária é “versatilidade”. O ingrediente pode ser utilizado com variadas finalidades, e seu gosto forte e aparente pode trazer um toque todo especial a uma infinidade de pratos – doces ou salgados.

O gengibre tem um gosto refrescante e ardido. Quando consumido deve ser feito em pequenas porções, pois é forte e também com um cheiro bem acentuado.

Uma sensação imediata ao provar um pouco de gengibre é o de liberação das vias respiratórias. Se você está com o nariz congestionado, ou sente que há alguma obstrução, ao morder um pedaço de gengibre terá a sensação de liberação quase imediata.

No Brasil o gengibre é amplamente utilizado, mas ainda não é tão aproveitado quanto merece. Existem receitas que pedem o uso desse ingrediente como obrigatoriedade, mas as possibilidades são infinitas.

Também é um ingrediente que ajuda a “zerar” o paladar. Quando você pede um prato de comida japonesa, por exemplo, eles costumam enviar um punhado de gengibre para que você coma entre uma e outra peça.

Dessa forma você consegue saborear melhor, sentir a textura, sem que o que comeu antes influencie. O gengibre, justamente pelo seu cheiro e gosto peculiar, consegue trazer essa limpeza.

• Gengibre Na Culinária Brasileira:

Na culinária brasileira o gengibre pode ser aproveitado de maneira muito variada. É comum a sua utilização em caldos, saladas e carnes. A variedade faz com que seja uma especiaria indispensável na cozinha de qualquer mestre culinário.

• Gengibre Na Culinária Da Birmânia:

Na Birmânia o uso também é frequente. É comum que ele seja aproveitado em sopas, seja para salpicar sobre o prato já preparado, ou também em saladas, como a gyin-tho, que é uma salada local que leva essa especiaria como um dos ingredientes mais importantes.

Nesse caso o gengibre é cortado e conservado em óleo depois misturado a uma variedade de sementes e nozes.

• Gengibre Na Culinária Chinesa:

Na china é costume que o gengibre seja fatiado e siga pratos compostos por peixes. O mais comum é que a iguaria seja usada em refeições salgadas, e não doces.

Informações Importantes Sobre O Óleo De Gengibre

Óleo De Gengibre
Óleo De Gengibre

Outra curiosidade que não podemos deixar passar em branco é o fato de que o óleo produzido a partir desse rizoma é muito poderoso, e traz propriedades importantes tanto de cura quanto para a beleza.

O óleo é obtido através de um processo de destilação a vapor. O líquido é aquoso e amarelado, mas pode escurecer com o tempo.

Uma das suas aplicações é na aromaterapia. O óleo pode ser fabricado ou comprado em lojas especializadas que trabalham com essenciais. Usado em um difusor, o gengibre auxilia na melhora da respiração e promove uma incrível sensação de relaxamento.

Também é associado a esse óleo um efeito afrodisíaco, aumentando a libido e ajudando na tratativa de problemas sexuais.

• Belos Cabelos:

O uso do gengibre no cabelo pode trazer beleza, maciez e um frescor únicos. Graças a sua propriedade anti-inflamatória, também trata de maneira moderada problemas no couro cabeludo, estimulando o crescimento saudável dos fios.

Você pode usar da seguinte forma:

Rale o gengibre e obtenha uma pequena porção. Envolva em um tecido pequeno, e mergulhe o fundo desse embrulho em um pouco de óleo de gergelim. Você terá uma mistura muito semelhante do óleo de gengibre ao obter algumas gotas do pacote mergulhado.

Misture os dois óleos – gergelim e gengibre – e passe no cabelo, massageando bastante. Aplique por toda a extensão dos fios – do rizoma até as pontas.

Deixe agir por alguns minutos e lave como de costume. Você sentirá os fios mais macios e muito mais nutridos.

3 Receitas Com Gengibre Que Você Não Pode Deixar De Testar!

Receitas Com Gengibre
Receitas Com Gengibre

Como você pode ver até aqui, o gengibre pode ser usado de diversas formas. Dissemos no começo desse conteúdo que se trata de um rizoma muito benéfica e versátil, e isso está sendo comprovado a cada novo capítulo!

Mas, se a sua intenção é fazer uso do gengibre na culinária ou através de chás, vamos oferecer algumas receitas interessantes para que consiga extrair todos os benefícios que podem ser obtidos a partir do seu consumo.

• Creme De Abóbora Com Gengibre:

• 250 gramas de abóbora fresca – não muito madura;

• 2 dentes de alho – ou a gosto, caso prefira mais ou menos;

• 1 pedaço de gengibre;

• Sal e pimenta do reino a gosto;

• Azeite;

• 1 colher (chá) de gergelim;

• 500 ml de água.

Modo de preparo:

Ferva o meio litro de água e cozinhe a abóbora por mais ou menos 20 minutos. Reserve para esfriar enquanto refoga, em outro recipiente, o alho no azeite.

Uma vez refogado, coloque o alho e a abóbora em um liquidificador. Bata bem até obter um creme homogêneo. Em seguida adicione o gengibre e bata mais um pouco. Acrescente o sal a gosto e a pimenta do reino.

Use uma panela para aquecer novamente o creme, já que ao bater acaba se perdendo um pouco da temperatura. Decore com salsinha e cebolinha em cima e sirva com pães.

Creme De Abóbora Com Gengibre
Creme De Abóbora Com Gengibre

• Golden Milk – Leite Dourado:

• 1 xícara de chá de leite vegetal de sua preferência;

• 2 colheres de café de açafrão;

• 1 colher de café rasa de pimenta preta moída;

• 1 colher de café de mel.

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes em uma panela. Leve ao fogo e mexa até engrossar. Deve ser servido ainda quente. Salpique canela em cima para dar um sabor ainda mais especial.

• Chá de Gengibre Comum:

• 1 gengibre pequeno;

• 250 ML de água;

• Açúcar mascavo a gosto.

Modo de preparo:

Coloque a água em uma leiteira e leve ao fogo até ferver. Enquanto aquece, corte o gengibre em pequenos pedaços. Adicione a rizoma à água assim que estiver levantando fervura – lembre-se de abaixar o fogo nesse momento.

Deixe ferver por 5 a 10 minutos. Apague e sirva. Use o açúcar mascavo para adoçar caso você queira – mas pode ser consumido sem adoçar também.

Gengibre Emagrece? Como A Rizoma Pode Ajudar Na Perda De Peso?

Chá de Gengibre
Chá de Gengibre

A obesidade e o sobrepeso são problemas enfrentados em todo o mundo. Inclusive o assunto se tornou de tamanha importância que em algumas sociedades é considerado um tema de saúde pública – como no caso dos Estados Unidos, cuja população enfrenta sérios problemas relacionados a má alimentação e sedentarismo.

O gengibre é um ingrediente que além de tudo o que citamos até aqui também pode ser utilizado como suporte para quem precisa emagrecer. Isso ocorre graças ao seu efeito termogênico.

• O Que São Alimentos Termogênicos?

Os alimentos termogênicos são reconhecidos por ajudarem a acelerar o metabolismo. Dessa forma, contribuem para que o corpo gaste mais energia durante o seu funcionamento, o que acaba resultado na queima de mais calorias.

Isso acontece porque esses alimentos demandam um pouco mais de energia para a sua digestão. Eles são mais complexos, possuem cascas e texturas que exigem mais do corpo, e por isso fazem com que o organismo trabalhe mais arduamente.

Esse processo todo faz com que o emagrecimento seja potencializado. Seria enganoso dizer que os alimentos termogênicos, como o gengibre, fazem algum milagre ou podem trazer resultados sozinhos.

Obviamente é importante manter uma alimentação equilibrada e combinar isso com a prática de atividades físicas para obter excelentes resultados no emagrecimento. Mas, com certeza o gengibre pode ser um grande aliado na busca por saúde e um corpo mais saudável.

Contraindicações – Descubra Se Você Pode Ou Não Pode Consumir Gengibre

Se você chegou até aqui, deve estar se perguntando: será que qualquer pessoa pode consumir gengibre?

Por se tratar de um produto natural, não existem efeitos colaterais muito acentuados. No entanto, sabe-se que o consumo excessivo do gengibre pode trazer dores e desconfortos estomacais.

Existem, no entanto, quatro diferentes perfis que precisam ter um pouco de cuidado ao consumirem essa iguaria. Vamos ver quais são elas?

• Mulheres Grávidas:

As mamães precisam ter cuidado redobrado com absolutamente tudo aquilo que consomem. Não é diferente quando falamos de gengibre.

Por ser considerado um ingrediente estimulante, o gengibre pode desencadear contrações prematuras, o que pode levar a mulher a entrar em trabalho de parto antes do tempo, estimulando um nascimento prematuro.

Mulher Grávida
Mulher Grávida

• Pessoas Que Estão Abaixo Do Peso:

Como comentamos em alguns momentos no decorrer desse conteúdo, o gengibre possui um poderoso fator termogênico, e gera grande saciedade graças a sua alta quantidade de fibras.

Tudo isso estimula a perda de peso, o que significa que não é um ingrediente interessante para pessoas que estão tentando o contrário: aumentar os dígitos da balança.

• Distúrbios Sanguíneos:

Outro fator de alerta a respeito do consumo de gengibre é para pessoas que possuem algum tipo de doença relacionada ao sangue.

Esse ingrediente é um estimulante de grande potencial, e acaba aumentando o fluxo sanguíneo. Na maioria das vezes isso é ótimo, pois evita problemas de circulação.

Mas, se o indivíduo possui algum problema sanguíneo o ideal é evitar, e conversar com um médico sobre o uso ou não do ingrediente em sua rotina.

Distúrbios Sanguíneos
Distúrbios Sanguíneos

• Medicamentos:

E por fim, deve-se evitar usar o gengibre em sua rotina caso você faça uso frequente de medicamentos para controle da pressão arterial ou do diabetes. O ingrediente acaba alterando a maneira como o seu corpo recebe a medicação, e pode comprometer o efeito.

O mais indicado é que você sempre procure por orientação médica caso tenha qualquer dúvida a respeito do consumo de qualquer alimento.

Mas, de modo geral o gengibre é extremamente benéfico para o corpo e para o organismo do ser humano, e por isso vem sendo utilizado com tanta frequência tanto como especiaria quanto com finalidade medicinal.

Dicas Para Plantar E Conservar O Gengibre

Uma das melhores coisas a respeito do gengibre é que se trata de um ingrediente muito fácil de ser cultivado. O seu plantio não demanda grandes cuidados, e de modo geral pode ser feito com facilidade.

Uma das atenções, no entanto, é com relação ao clima. Anteriormente comentamos que se trata de um ingrediente que tem preferência por regiões tropicais, graças ao clima quente e agradável.

Então, não adianta tentar plantar o gengibre e esperar que ele esteja forte e saudável, pronto para uso em pleno inverno, com temperaturas extremamente baixas. O ideal é realmente esperar que a rizoma esteja madura no verão.

Um cuidado especial é com a quantidade de terra. A rizoma precisa estar completamente coberta para que cresça e se desenvolva a ponto de se tornar gengibre pronto para consumo.

Plantar Gengibre
Plantar Gengibre

Então, enterre com pelo menos 10 centímetros de profundidade, e acrescente terra com frequência para evitar que a rizoma fique aparente antes da hora correta.

É preciso regar com frequência, mantendo a terra sempre umedecida. Mas, atenção: isso não significa que você deve deixar a planta submersa em água! nada de deixar o seu vaso alagado – apenas tenha o cuidado de umedecer diariamente.

• Conserva:

A melhor maneira de conservar o gengibre é mantendo-o sob baixas temperaturas. Ele deve ser mantido, portanto, na geladeira ou no freezer.

Se você pretende usar o gengibre em breve a melhor opção é envolver em um plástico filme e levar a geladeira. Ele pode ser mantido assim por até 3 semanas tranquilamente.

Mas se não tem previsão para uso do pedaço é melhor levar ao freezer para congelar. Obviamente o congelamento acaba comprometendo um pouco de suas propriedades – o mais indicado é sempre consumir o produto de maneira fresca.

Se quiser guardá-lo sem a casca a melhor coisa a fazer é levar em um pote submerso em aguardente ou suco de limão. Vede bem! Nesse caso você pode utilizar: vodca, saquê, vinagre de arroz ou suco de limão fresco, por exemplo.

O Cuidado Começa Na Escolha!

A melhor forma de desfrutar de todo o potencial curativo e gastronômico do gengibre é realmente escolhendo uma peça que esteja em perfeito estado.

Então, você deve prestar atenção na hora da escolha! Evite peças que estejam úmidas ou que apresentem algum tipo de escoriação em que o interior esteja a mostra. A casca é naturalmente disforme, e até possui variações de cores.

Mas caso tenha alguma parte “exposta”, sem a presença da casca, pode ser que o gengibre esteja mofado por dentro ou algo assim. Prefira peças com coloração mediana para clara. Também escolha sempre gengibres secos.

O Gengibre Na Medicina Ayurvédica

Medicina Ayurvédica
Medicina Ayurvédica

A medicina Ayurvédica é uma técnica indiana de cura que vem sendo utilizada há mais de 7 mil anos. No decorrer de todo esse tempo esse conhecimento conseguiu extrapolar os limites e as fronteiras de seu país, e se tornou popular em outros diversos lugares.

Dentre tantas outras coisas – considerando que se trata de um sistema complexo e muito bem elaborado, desenvolvido e estudado há milênios – a ayurveda compreende a alimentação como um dos alicerces mais importantes para a saúde.

O gengibre por sua vez é tido como um dos ingredientes essenciais para essa ciência. Na ciência ayurvédica o gengibre é citado como essencial para tratar questões como:

• Melhora a digestão;

• Elimina toxinas;

• Rejuvenescedor;

• Afrodisíaco;

• Alivia a tosse e secreção;

• Anti-inflamatório e analgésico,

• Anti-espasmódico,

• Anti-emético,

• Diminui cólicas menstruais e ajuda a regular o ciclo;

• Melhora a função cardiovascular;

• Entre outros.

A importância e o reconhecimento dessa planta herbácea dentro dessa linha medicinal são tamanhos que o gengibre é conhecido na ayurveda como “remédio universal”, já que pode ser utilizado para diversas finalidades.

Também é citado com frequência o fato de que o gengibre atua nas três fases importantes de um processo digestivo saudável: digestão, absorção e evacuação.

Os indianos estão amplamente habituados ao consumo de gengibre. O gengibre chinês, que o mais utilizado no país, costuma ser consumido antes das refeições, para estimular uma boa digestão, fazendo com que o indivíduo não sofra com dores, azia, má digestão e flatulências.

Também é comumente utilizado na culinária indiana, como já comentamos. Mas, o mais frequente é que ele seja associado a outros temperos locais como canela, noz-moscada, cravo-da-índia, cardamomo, alho entre outros.

Tudo Sobre A Flor De Gengibre

Já deixamos mais do que claro que o gengibre é um produto cheio de qualidades, e que com certeza pode trazer benefícios mais do que importantes para a sua saúde. Mas, como se não bastasse, você ainda pode usar a flor de gengibre como um artefato decorativo.

• Zingiber Spectabile:

Além e aproveitar o rizoma para tempero ou para fazer um bom chá, o gengibre também pode trazer belíssimas flores. O Zingiber spectabile também é conhecido como Gengibre-magnífico ou Sorvetão.

Embora seja uma planta que existe no Brasil desde a época do descobrimento, há mais de 500 anos, as pessoas ainda se surpreender quando descobrem que o seu pé de gengibre deu uma bela flor!

As folhas verdes que nascem no caule podem atingir maios de um metro de altura, e em suas extremidades podem surgir as flores.

As flores surgem a partir de um caule verde grosso que, ao final, adquire uma forma meio oval. Ele possui camadas, como se fossem escamas grandes (as brácteas) que mais tarde deverão se abrir.

No começo ela é esverdeada, e com o passar do tempo deverá adquirir uma coloração vermelha, muito forte e viva. É uma flor belíssima, e de estimado valor ornamental, que pode ser vir para decoração de jardins e interiores.

Zingiber Spectabile
Zingiber Spectabile

Nas florestas tailandesas elas são as grandes estrelas para os turistas. Nascem aos montes, e atingem até 2 metros de altura.

Uma curiosidade é que apesar de a flor de gengibre ter preferência por climas quentes e tropicais, suas folhas se mostram bastante sensíveis ao sol, e podem se queimar facilmente. Por isso a exposição direta deve ser evitada.

No entanto, o aspecto da flor é absolutamente tropical, muitas vezes lembrando um abacaxi graças a sua exuberância e, podemos dizer, aspecto majestoso.

O Aroma De Gengibre É Uma Das Coisas Mais Agradáveis Que Você Pode Sentir!

Se você já consumiu gengibre de alguma maneira sabe muito bem que o aroma é algo absolutamente marcante. E com a flor não é diferente!

Com o seu florescer o ambiente será tomado por um aroma agradável e refrescante, que com certeza contribui ainda mais para que a flor seja amplamente valorizada dentro do mercado paisagista.

Durante o amadurecimento, a flor de gengibre passa por diversas colorações entre o verde até chegar a um vermelho vibrante e lustroso. Nesse meio tempo ela pode ficar rosa, o que é muito bonito – e vale algumas fotos para guardar a recordação.

• Como Cultivar a Flor?

O seu cultivo requer alguns cuidados essenciais. Para começar, a planta tem preferência por ambientes mais quentes, mas precisa ser mantida na meia sombra.

Ela é bem sensível ao frio, e por isso não vai florescer em baixas temperaturas. Da mesma forma ela não crescerá saudável se estiver completamente exposta ao sol durante todo o dia.

Por isso as regiões de copas e florestas são tão férteis para esse ornamento natural. Com a sombra e os feixes de luz a flor de gengibre consegue encontrar o ambiente perfeito para ter um crescimento saudável.

Com relação ao solo é imprescindível que ele seja nutrido e enriquecido com matéria orgânica de qualidade. Também deve-se manter uma atenção extra com relação a umidade: nem tanto nem tão pouco.

Você não deve alagar a região, as a terra jamais deve parecer ressecada. É preciso manter a hidratação equilibrada para que a raiz e os rizomas cresçam com qualidade – e lembre-se que precisam estar sempre cobertos e jamais expostos.

• Como Cuidar Da Flor De Gengibre No Inverno?

Chá de Gengibre No Inverno
Chá de Gengibre No Inverno

Anteriormente comentamos sobre como a flor de gengibre é sensível ao tempo frio. Isso significa que durante essa estação do ano os cultivadores precisam ter um cuidado redobrado. As plantas entram em estado de dormência – e você deve mantê-las protegidas do frio.

Para regiões de inverno rigoroso, o mais indicado é que elas sejam mantidas em estufas, dessa forma ficam protegidas contra o vento e o tempo gelado, – o que pode ser extremamente prejudicial ao bom crescimento.

Relembre Todas As Formas De Consumo Possíveis Do Gengibre

Flores, chás, temperos…não brincamos quando dissemos que o gengibre é absolutamente versátil, e pode ser consumido de diferentes formas. Vamos relembrar algumas delas e suas finalidades?

• Chás:

Os chás podem servir tanto para a cura quanto para a prevenção de diferentes doenças. O gengibre preparado em infusão com limão pode ser um poderoso agente contra gripes e resfriados.

O alívio será imediato também para obstrução nasal, ajudando a desentupir e descongestionar as vias. Há também uma eficácia comprovada para cólicas menstruais, ajudando a diminuir as dores abdominais.

• Temperos:

Tempero de Gengibre
Tempero de Gengibre

Como tempero, o gengibre funciona em saladas e preparos de diferentes pratos. Com isso você ainda desfrutará de sua propriedades anti-inflamatória, e terá um dos sabores mais peculiares da culinária – uma mistura de frescor com ardência.

Na culinária oriental ele ainda serve para limpar o paladar. Mordisque uma pequena fatia de gengibre entre um prato e outro, e aproveite todo o sabor com maior neutralidade.

• Sucos:

Outra possibilidade é usar gengibre para incrementar sucos. Basta misturar algumas fatias do gengibre no suco para conseguir um resultado incrível, um sabor refrescante, e perfeito para o verão.

• Decoração:

Não deixemos de lembrar que as flores de gengibre são ideias para ornamentação. O cultivo dessas flores pode gerar peças belíssimas, que serve tanto para jardins quanto para interiores. Dentro do paisagismo elas são extremamente valorizadas.

Precauções E Informações Adicionais A Respeito Do Gengibre

Por ser considerado um alimento estimulante em algumas circunstâncias, e por isso deve ser evitado o seu consumo noturno. Mas fora isso e as informações que incluímos no capítulo sobre as pessoas que devem evitar o ingrediente, não há problemas no seu consumo.

Obviamente o consumo excessivo deve ser evitado, mas assim como qualquer outro ingrediente. De modo geral, o gengibre só pode fazer bem ao corpo, e trará mais saúde, ajudando o seu sistema imunológico a se tornar mais fortalecido.

A variedade de possibilidade de uso torna esse ingrediente ideal para qualquer pessoa consumir. Inclusive nos Estados Unidos existe um refrigerante de gengibre, conhecido como Ginger Ale.

Com a chegada do Natal também é comum que os americanos apostem no biscoito de gengibre, aquele clássico em formato de “bonequinho”.

O gengibre pode ser usado em receitas deliciosas e divertidas, além de ser proveitoso graças as suas propriedades medicinais. E você? Como prefere consumir esse ingrediente mágico e saboroso?

Veja também

Tudo Sobre Jasmim do Imperador: Características e Nome Cientifico

O jasmim do Imperador, de nome científico Osmanthus Fragrans, é uma espécie nativa da Ásia. Compreende sua …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *