Home / Plantas / História da Flor Jasmim do Imperador, Significado e Origem

História da Flor Jasmim do Imperador, Significado e Origem

A história da flor jasmim do imperador é bem interessante. Ela é uma das 10 flores famosas na China e Taiwan, bem como é a flor do mês de agosto. Um símbolo tradicional de amor e romance, a Osmanthus (nome científico) era usado nos antigos costumes do casamento. A noiva preparava doces da flor jasmim e da romã, levando-os para sua nova família.

A planta perfumada simboliza o amor verdadeiro e a fidelidade. Já a árvore frutífera significa fertilidade e paz. Também tinha o costume de significar “dar à luz a filhos nobres” e “muitos filhos e netos”.

Quer conhecer mais sobre a história da flor jasmim do imperador, seus significados e origem? Então não deixe de ler todo o artigo que segue abaixo.

A História da Flor Jasmim do Imperador

Essas pequenas flores amareladas secas estão entre as fragrâncias mais inebriantes da China. Os grandes chás com aroma de flores foram desenvolvidos durante a dinastia Ming (1368-1644). Jasmim do imperador, jasmim comum, rosa, orquídea, lótus e gardênia foram todos usados ​​para perfumar delicadamente vários lotes de chá.

O Osmanthus é um arbusto de tamanho médio de crescimento lento. Pode ser também uma árvore menor facilmente mantida em recipiente como uma planta compacta que vive por anos.

Osmanthus

Cresce na China há milhares de anos. Existe uma cidade famosa chamada Guilin, que significa “floresta perfumada”, referindo-se ao grande número de árvores perfumadas dessa espécie. Seu cenário é considerado por muitos chineses o “melhor do céu”.

A Flor da Cidade de Hangzhou

Essa espécie é considerada a flor da cidade de Hangzhou. Monges chineses plantaram essas árvores em torno de templos budistas no vale de Manjuelong, que fica na área montanhosa.

Com o passar do tempo, as flores de Osmanthus no vale tornaram-se um atrativo outonal para os moradores da cidade. O vale é ladeado por colinas, onde as nascentes são abundantes e as árvores florescem naturalmente. As vantagens geográficas e a herança do monge fizeram da cidade um paraíso de árvores cheirosas.

Agora, todas as famílias, sem exceção, têm seus próprios bosques particulares. Assim, podem ser vistas em todos os lugares. Quando o orvalho está pesado ao amanhecer, as flores caem flutuando como uma chuva na brisa.

Lendas Lunares

Dentro da história da flor jasmim do imperador está sua fragrância associada a uma série de lendas lunares na China. Isso a torna simbólica na época do Festival da Lua Chinês, realizado em setembro sob o significado místico dessa flor. Este festival também é chamado de Festival de Osmanthus.

Nas partes mais quentes da China, a planta continua a florescer sem parar durante todo o inverno até a primavera. Durante as noites da alta temporada da flor, as famílias chinesas costumam se reunir em seus quintais para comer bolos, enquanto a avó conta histórias tradicionais sobre a lua, o doce de jasmim do imperador e as figuras das lendas chinesas.

Segundo essas lendas, vivem na lua:

  • O Fairy Chang E;
  • Um coelho de jade que é o animal de estimação de Chang E;
  • Um gigante chamado Wu Gang;
  • E uma enorme árvore de Osmanthus.

A Lenda do Palácio da Lua

Ainda sobre a história da flor jasmim do imperador, nos tempos antigos, o Imperador Jade realizava cerimônias para oferecer sacrifícios ao sol na primavera e à lua no outono.

Durante uma noite no meio do outono, um sacerdote taoísta mágico chamado Luo o convidou para visitar o Palácio da Lua. Luo jogou a bengala no ar e imediatamente uma ponte de prata dos céus se estendeu diante deles.

Do outro lado da ponte, havia um magnífico palácio. Uma placa acima do portão dizia “Guanghangong (palácio vasto e frio)”. Ao lado do portão, havia uma árvore de Osmanthus alta e de aroma doce. Também havia um coelho de jade colocado debaixo da árvore, misturando-se em uma dádiva para a vida eterna.

A Lenda do Palácio da Lua

Centenas de dançarinos lindamente vestidos os cercavam, acompanhados por música melodiosa. Eles divertiam o Imperador com deliciosos bolos em forma de lua cheia. Na história da flor jasmim do imperador, ao retornar a terra, o imperador ordenou que fossem feitos bolos. Entretanto, estes deveriam ser modelados de acordo com sua visão.

A Lenda de Wu Gang e Osmonth

Enlouquecido de ciúmes, o gigante Wu Gang cometeu um erro grave. Assim, foi sentenciado à lua pelo Imperador Jade. Ele deveria ir até ao Palácio Guanghangong para derrubar a imortal árvore de jasmim do imperador que crescia na frente do palácio.

Cortar a árvore de 457 metros de altura resultou em uma tarefa dolorosa e interminável. Isso porque a árvore tinha poder mágico e, uma vez cortada, recuperava-se imediatamente.

O interminável corte e recuperação continuaram por milhares de anos, já que, sob esses três, foi o Coelho. Ele que conseguiu no elixir da imortalidade com um pilão e argamassa, ajudando na recuperação da árvore.

A Lenda da Dama da Lua

A história da flor jasmim do imperador conta que o Imperador Jade recompensou o mestre arqueiro Hou Yi. Ele lhe deu o elixir da imortalidade. Esta era uma pílula mágica docemente perfumada.

Sua linda esposa, Chang E, decidiu abandonar o marido e roubou a pílula dele enquanto estava dormindo. Assim, ganhou a capacidade de voar. Ela voou até a lua.

Isso a levou a ser exilada em um frio Palácio da Lua, onde foi condenada a viver uma vida em solidão. Diz-se que até hoje é possível ver Chang E vagando sozinha pela lua.

A Lenda da Dama da Lua

Uma linda árvore perfumada de Osmanthus em frente ao palácio a lembra de seu amor perdido. Isso mantém Chang E em profundo pesar e tristeza. O coelho de jade, que já vivia na lua, se tornou seu animal de estimação.

Chang E ordenou que o animal pegasse um pilão e argamassa e fizesse uma pílula mágica para que ela retornasse à Terra de volta ao marido. Como o coelho se manteve ocupado em produzir o elixir da imortalidade para a árvore, ele não teve tempo para ajudá-la com isso.

Osmanthus vem do grego osma, que significa “perfumado”, e anthos, que significa “flor”. A história da flor jasmim do imperador afirma que a planta foi introduzida na Europa, posteriormente em todo o mundo, em meados do século XIX pelo botânico francês Jean Marie Delavay.

Veja também

Como se Faz Saião com Leite? Para que Serve?

O saião (nome científico Kalanchoe brasiliensis) é uma planta medicinal que também pode ser conhecida …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *