Home / Plantas / Flores Que Começam Com a Letra U: Nome e Características

Flores Que Começam Com a Letra U: Nome e Características

As plantas que começam coma letra U normalmente são encontradas nos continentes asiático e europeu. Mas, devido ao fato de se adaptarem com facilidade em regiões com clima tropical, podem ser encontradas também em várias regiões com climas totalmente diferentes um do outro, mundo a fora.

Portanto, confira abaixo algumas das principais flores que começam com a letra U e as suas principais características:

Ulmária

A Ulmária, cientificamente conhecida como Spiraea Ulmaria, é uma planta que possui muitas propriedades medicinais.

Popularmente conhecida como erva-ulmeira, erva-das-abelhas ou rainha-dos-prados, com seu habitat natural nos continentes asiático e europeu. Pertence à família das rosáeas. É uma planta que se desenvolve bem em solos úmidos.

Suas Propriedades Medicinais

A Ulmária possui vários princípios ativos, como salicilatos, mucilagens com agentes emolientes, fenóis, flavonoides, taninos, minerais e vitamina C, que atuam como antiflamatório, antialérgico, analgésico e antipirético e antiséptico.

Além de atuar como regenerador de tecidos e adstringente também. Possui ainda ativos que agem como antimicrobianos, febrífuga, diurética e sudorífera. Além de ter ação antitérmica e analgésica para dores reumáticas também, pois contém substâncias semelhantes às que são encontradas na Aspirina.

Os benefícios mais comuns para quem ultiliza a Ulmaria são: combate à febre, hiperacidez gástrica, doenças reumáticas, gota, enxaquecas, problemas dermatológicos, diarreia, doenças dos ruins, na bexiga e ação depurativa em dietas. Além de ser usado como cicatrizante de queimaduras de grau leve.

O modo mais simples de usar a Ulmaria é por meio de chá, tanto das flores, quanto do restante da planta. Eventualmente, pode ser encontrada em farmácias de manipulação em forma de comprimidos, xarope e extrato líquido.

Ulmária

O uso excessivo dessa planta, principalmente sem recomendação médica, pode causar reações adversas. Não é indicado para gestantes, pois contém salicilatos, sendo um dos seus princípios ativos, que pode causar problemas gastrointestinais.

Urtigão

Muito conhecido devido suas propriedades tóxicas, o Urtigão  é popularmente conhecido como cansanção, urtiga-mansa, urtiga-vermelha e urtiga -brava. Pertencente ao grupo familiar das urticaceae, é utilizado no combate a várias enfermidades. Essa planta contém: magnésio, tanino, potássio, caroteno, histamina, vitamina C, enxofre, cálcio, ácido fórmico, acetilcolina, ácido gálico, silício e nitrato de potássio.

Suas Propriedades Medicinais

Usado no combate a infecções micóticas, diarreia, gota, menopausa, úlcera, afta, queda de cabelo, psoríase, amenorreia, edema, feridas, leucorreia, picadas, anuíra, entre outras enfermidades.

Agindo, então, em nosso organismo  como anti-inflamatória, antianêmica, antihemorrodaria, revulsiva, galactagoga, depurativa, antidiabética, adstringente, antissifilítica, hemostática.

Uva Espim

A Uva Espim é muito conhecida devida às suas propriedades. Ela é utilizada no combate aos males que podem acometer o sistema digestivo, desde a boca até o intestino. Protegendo o nosso organismo de possíveis problemas no estômago, no intestino, espasmos gastrointestinais e inflamações na boca.

Além de ser muito indica para combater febre, incômodos renais, circulatórios e da vesícula. Os benefícios da Uva Espim são bem amplos. Inclusive, pode ser utilizada também por pessoas diagnosticadas com infecção no fígado, disquinesia, cálculos urinários. No caso dos hipertensos, o uso deve ser da planta em sua forma natural.

Como Usar a Uva Espim?

Uva Espim

O uso mais indicado é através da infusão das folhas e do fruto dessa planta. Sendo que sua raiz também pode ser utilizada.

As grávidas e lactantes devem evitar o uso da Uva Espim pois, nesse caso, o seu consumo pode causar danos tanto para a mãe quanto para o bebê. Não é indicado também para pessoas que apresentam problemas nas vias biliares.

Seu uso em excesso pode provocar afecções nos ruins, náuseas, vômito, diarreia e até paralisia do centro respiratório.

Urucum

Com origem no continente asiático, o Urucum foi trazido pelos espanhóis no século XVII. Rico em vitamina A, B2, B3 e C, aminoácidos, fósforo, saponinas, elagicos, taninos, ferro, cianidina e ácidos salicílicos.

Rapidamente, essa planta se espalhou por todo mundo. Afinal de contas, além de suas folhas, suas sementes e o óleo também são utilizados na fabricação de tecidos, cosméticos, bronzeadores e no ramo alimentício.

São muitos benéficos obtidos por quem faz uso dessa planta. Ela previne problemas estomacais, nas hemorroidas, fornece diversas vitaminas, auxilia no emagrecimento, melhora a distribuição de insulina e reduz a gordura periférica, eliminando aqueles quilos a mais.

Excelente para diminuir o colesterol ruim, rico em carotenoides, atua como antioxidante, prevenindo o envelhecimento precoce e doenças hereditárias. Acelera a cicatrização de feridas, queimaduras ou picadas de insetos, evitando aquelas marquinhas que podem ficar futuramente.

Misture as sementes do urucum em 100 ml óleo de coco ou oliva, aplicando diretamente sobre a queimadura ou picadas.

Pode ser usado no preparo de saladas, sopas e alimentos cozidos, como massas e arroz.

Urtiga Branca

A Urtiga Branca Pertence à família das Laminaceae, de nome científico Lamium álbum. Sua origem se deu no continente europeu, mas pode ser encontrada pelo mundo a fora.

Aqui no Brasil, é conhecida popularmente como erva-angélica, urtiga-de-abelha e urtiga-morta. É uma planta de pequeno porte, muito utilizada devido às suas propriedades medicinais. Até mesmo pelo RENISUS. Essencial na fabricação de produtos de interesse do Ministério da saúde.

Benefícios da Urtiga Branca para Saúde

Urtiga Branca

O uso dessa planta traz grandes benefícios, principalmente para saúde da mulher. Trata do corrimento vaginal, além de diminuir o ciclo menstrual. Trata ainda das dores causadas pela cólica nesse período.

Pode ser usada também como expectorante, expulsando o catarro dos pulmões cheios, combatendo também os cálculos renais e dores nas costas e no abdômen, provenientes de problemas nos ruins.

As flores podem utilizadas em infusões. Vale lembrar que o chá dessa planta não é indicado para quem apresenta problemas de coagulação.

Umbaúba

De nome científico Cecropia hololeuca, essa planta pertence ao gênero das Cecropia. A Umbaúba pode ser encontrada praticamente em todas as regiões do Brasil.

Conhecida popularmente pelo nome “árvore preguiça”, adapta-se bem em solos semi-àcidos, mesmo sendo uma planta de grande porte. Pode ser encontrada também em beira de estradas, pomares e pastagens.

Como planta medicinal, pode ser usada devido à ação diurética, vermífuga, hipotensora, antidiabética, descongestionante, antiespasmódica e expectorante. Os seus benefícios também atuam tratando das afecções das vias respiratórias.

Possui ainda açúcares, cumarinas, glicosídeos ambaína, resinas e pigmentos flavonoides.

A Umbaúba, pode ser utilizada em forma de chá, mas a receita deve ser pesquisada antes de ingerir, pois o uso depende da condição de saúde que precisa ser tratada.

Uxi Amarelo

O Uxi Amarelo tem seu habitat no Brasil, mais precisamente na Floresta Amazônica. Se desenvolve em solo firme, arenoso, drenado ou argiloso. É uma planta de grande porte, seus frutos são em forma de vagem.

Uxi Amarelo

Na medicina popular, o Uxi Amarelo é muito utilizado como infusão, para tratamentos no combate à distúrbios relacionados ao ciclo menstrual, inflamações uterinas, hemorragias. Até mesmo em alguns casos considerados mais graves, como é o caso de miomas e ovários policísticos, por exemplo.

Unha de Gato

Com origem no continente Americano, tem formato de gancho que cresce ao longo da vinha da madeira, o que deu origem ao seu nome Unha de gato. Considerada uma planta tóxica, por conta de algumas propriedades que ela possui.

Existem cerca de 50 espécies dessa planta. No entanto, segundo pesquisas, apenas as Uncarias Tormentosas e as Guianenses, podem ser usadas sem causar danos à saúde humana.

Usada como planta medicinal desde o Império Inca, em suas raízes e cascas, podemos encontrar alcaloides oxindolicos, que atuam no sistema imunológico. Possui também glicosídeos, considerado um poderoso anti-inflamatório.

O uso indiscriminado dessa planta não é recomendado para pessoas que fazem uso de remédios controlados, e por pessoas que sofrem de problemas de coração. Além disso, se for consumida de forma indevida, pode causar infertilidade.

Veja também

Tudo Sobre a Planta Cíclame: Características da Flor e Fotos

Cíclame, também conhecida como cyclamen ou cíclame-da-pérsia, é uma planta que tem origem nos continentes …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *