Home / Plantas / Flor-Raflésia: Características, Nome Científico e Fotos

Flor-Raflésia: Características, Nome Científico e Fotos

Existe um conceito muito utilizado na ecologia, mais especialmente na botânica sendo este denominado flora. Todo o conjunto de plantas que são características de uma região recebem este nome. Sabendo disso, a diversidade existente no mundo não é vista apenas nos animais, mas também é observada na enorme quantidade de plantas existentes catalogadas pelos pesquisadores.

Nas selvas localizadas nas regiões da Indonésia, Malásia, Filipinas e Tailândia existe um tipo de planta bem atípico que além de impressionar pelo seu tamanho e peso, exala um odor não muito agradável; esta flor é conhecida como raflésia-arnoldi.

Flor-Raflésia: Características

O termo raflésia é dado a este gênero de plantas que são parasitas, este termo foi apresentado por Robert Brown no ano de 1819. Estima-se que o gênero rafflesia tenha entre 15 a 19 espécies e outras quatro que ainda não são bem conhecidas, quanto à sua taxonomia.

A flor raflésia é também chamada de raflésia-comum, mas é conhecida popularmente como flor-monstro; ela recebe este nome devido seu grande porte. Considerada a maior flor do mundo, ela pode atingir a casa de 106 cm de diâmetro e pode pesar 11 Kg.

Outra característica importante desta planta é que ela, diferente de tantas outras, produz um cheiro semelhante ao de carne podre e devido a isso ela costuma atrair muitas moscas, que são suas polinizadoras naturais. Toda essa configuração desagradável lhe rendeu outra atribuição: flor-cadáver.

As raflésias são plantas que costumam viver nas raízes de árvores e nos caules onde ela suga os nutrientes de uma árvore conhecida como Tetrastigma. Ela não possui nenhum tipo de caule, folhas ou raíz e além disso ela não realiza algo muito comum em plantas: a fotossíntese (processo realizado por meio de energia solar onde o organismo recebe seu alimento).

Flor Raflésia Característica
  • Reino: Plantae
  • Divisão: Magnoliophyta
  • Classe: Magnoliopsida
  • Ordem: Malpighiales
  • Família: Rafflesiaceae
  • Género: Rafflesia

Flor-Raflésia: Aspectos Físicos e Ciclo de Vida

Como dito anteriormente, as raflésias podem chegar a 1 metro de diâmetro.  Ela é composta por cinco pétalas que são grandes e grossas, no centro existe algo semelhante a uma bacia. Quanto à sua coloração, elas possuem basicamente dois padrões: marrom-avermelhada contendo manchas claras ou laranja-avermelhada.

Essa planta é considerada parasita, visto que precisa de outro tipo de planta para sua sobrevivência. O desenvolvimento da raflésia-comum, acontece a partir do momento em que as sementes dela caem e ficam alojadas nas fendas existentes na videira; após um período nasce então um broto que vai, com o tempo, ficar grande ao ponto de romper a casca da planta hospedeira. O tempo estimado de vida desta planta é de aproximadamente 7 dias.

Algo interessante é que apesar de sua vida exposta ao ambiente ser relativamente curta, a flor-raflésia leva um período de 10 meses para atingir a sua maturidade. Até que isso aconteça ela é simplesmente um conjunto de tecidos que estão intercalados com os da planta hospedeira e só irá florescer quando a forma de gomo surgir no ritidoma da árvore ( parte externa e epidérmica formada por um tecido morto também conhecido como entrecasco).

Flor-Raflésia: Ameaças e Estado de Conservação

Assim como muitos animais, plantas também atingem o status de espécimes raras. A flor-raflésia possui, ao menos, um tipo de espécime que está ameaçado de extinção. Isso ocorre porque a construção de estradas, o turismo e também a agricultura têm tido influência no habitat dessas plantas.

Não existe no mundo nenhum outro tipo de planta que possa ser comparada com o seu peso e tamanho. Por este motivo ela foi registrada no Guiness Book (O livro dos recordes) como a maior do mundo, por possuir o status de possível planta extinta, o governo da Indonésia criou um decreto de ordem presidencial que visa a proteção das raflésias tornando assim, a flor como um patrimônio nacional da humanidade.

Flor-Raflésia: Reprodução

O mau odor que a flor-cadáver emite no ambiente chama a atenção de muitos insetos, entre eles estão as moscas. Uma vez que elas pousam na planta elas disseminam o conteúdo extraído, basicamente elas são responsáveis por este processo de polinização.

Cada indivíduo originará apenas uma flor, ou seja, a raflésia é considerada uma planta unissexual. Outro fator muito importante é que para que a reprodução tenha sucesso existe a necessidade de plantas de sexo oposto.

Flor-Raflésia: História

Como visto anteriormente, a raflésia possui algumas espécies. No ano de 1818 foi descoberta a espécie raflésia arnoldii, que é a maior do mundo. Isso ocorreu na Indonésia quando um guia estava trabalhando com um pesquisador botânico chamado Joseph Arnlod que foi quem encontrou a flor.

O termo raflésia é uma homenagem ao pesquisador. O estado considerado oficial da planta é Sabah (Malásia) e também tem forte significado na província de Surat Thani que é localizada na Tailândia.

Flor Raflésia e o Avanço da Ciência

Não existe dúvida de que a ciência vem evoluindo e muito ao longo dos últimos anos, com isso não apenas novas pesquisas são realizadas como também pesquisadores veem agora a possibilidade de entender curiosidades e mistérios com relação ao ambiente em que estamos inseridos.

Apesar de ser conhecida desde o ano de 1818, a raflésia arnoldii sempre foi um mistério para muitos especialistas botânicos. Com esse avanço repentino das tecnologias esses mistérios começaram a ser desvendados. Cientistas americanos têm realizado pesquisas e testes com amostras genéticas tentando a partir disso descobrir qual é a linhagem genética da planta.

Eles descobriram que existem traços genéticos entre a raflésia e outras espécies de plantas bem conhecidas nas regiões da Indonésia e Tailândia. O que anda intrigando estes pesquisadores é que mesmo com traços comuns entre elas, as plantas analisadas são relativamente menores que a espécie em estudo. Euphorbiaceae é a família que está em comparação e que possui os mesmos traços genéticos, além de pequenas, essas plantas são usadas em decoração de interiores. Outro fator que sempre foi um mistério para os pesquisadores é que a maneira como ela é parasita fixando-se nas raízes e caules.

As pesquisas vem se intensificando pois muitos estudiosos e cientistas acreditam que a flor-raflésia tenha um potencial de cura para muitas doenças que assolam a humanidade.

Veja também

Agerato: Para Que Serve? Quais Benefícios o Ageratum Pode Trazer?

O Agerato, comumente chamado de flor de fio dental, é um concurso anual de gelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *