Home / Plantas / Espécies de Orquídeas Brasileiras

Espécies de Orquídeas Brasileiras

Ao que tudo indica parece que existem mais de 1000 tipos de orquídeas como cultivos brasileiros. Seria como escrever uma compêndio enciclopédico tentar falar de todas. Que tal falarmos de um tipo por estado brasileiro?

Vale ressaltar o óbvio aqui: Muitas orquídeas estão presentes não apenas nos estados em que são citadas nos artigos. São espécies, em sua maioria, que tanto podem ser encontradas em outros estados do Brasil, como também em outros países.

A citação geográfica por estado, portanto, é somente para organizar o conteúdo do artigo ao apresentar diferentes espécies de orquídeas que engrandecem as diversas regiões de nosso país, pra nosso apreço e deleite pessoal. Então comecemos nossa viagem:

Orquídeas em Roraima

Acineta alticola: É uma pequena planta com hábitos epífitas ou terrestres ou ocasionalmente como litófita com pseudobolbos cilíndricos folhas ásperas. Floresce na primavera em uma inflorescência pendente a suberecta, com até 12 flores fragrantes.

Acineta Alticola
Acineta Alticola

Orquídeas em Amapá

Bulbophyllum bracteolatum é uma espécie de orquídea epífita nativa da América do Sul. Orquídea de pequeno tamanho, ligeiramente oblíqua, flores em uma inflorescência cilíndrica e brácteas tubulares.

Bulbophyllum Bracteolatum
Bulbophyllum Bracteolatum

Orquídeas em Amazonas

Braemia vittata é uma orquídea de hábito terrestre e de crescimento turbulento, de tamanho médio a grande que prefere o clima quente.

Braemia Vittata
Braemia Vittata

Orquídeas em Acre

Gongora quinquenervis é uma espécie que forma um complexo para várias espécies mal definidas. Além do Brasil, é encontrado também na Colômbia, Peru, Equador, Venezuela, Guiana e Trinidad.

Gongora Quinquenervis
Gongora Quinquenervis

Orquídeas em Pará

Caularthron bicornutum pertence a um gênero cujo nome é derivado do grego kaulos, que significa tronco e artron, que significa articulação, referindo-se às bases foliares persistentes que acentuam a aparência dos nós. O epíteto da espécie refere-se às duas projeções de calos ocos que podem ser quase tão grandes quanto os lobos laterais do lábio.

Orquídeas em Maranhão

Oeceoclades maculata é uma espécie de orquídea terrestre no gênero oeceoclades, que é nativa da África tropical e agora é naturalizada na América do Sul e Central, no Caribe e na Flórida, na América do Norte.

Oeceoclades Maculata
Oeceoclades Maculata

Orquídeas em Ceará

Brassavola tuberculata é uma espécie muito comum na floresta tropical e em ambientes subtropicais, tanto climáticos como de galeria, em altitudes desde o nível do mar até 1000 metros acima do nível do mar.

Brassavola Tuberculata
Brassavola Tuberculata

Orquídeas em Rio Grande do Norte

Polystachya concreta é uma espécie de orquídea nativa da floresta tropical e subtropical da América, África e Ásia.

Orquídeas em Rondônia

Bifrenaria longicornis é uma espécie de orquídea epífita nativa de Trinidad para o sul tropical da América na Floresta Amazônica. Espécie herbácea perene que prefere o tempo quente.

Bifrenaria Longicornis
Bifrenaria Longicornis

Orquídeas em Mato Grosso

Cycnoches haagii é uma espécie de orquídea pequeno a médio prefere tempo quente, espécie de orquídea epífita, originária da América do Sul.

Orquídeas em Tocantins

Cattleyella araguaiensis é uma espécie de orquídea epífita, originária do Brasil e seu habitat é a borda do rio Araguaia.

Cattleyella Araguaiensis
Cattleyella Araguaiensis

Orquídeas em Piauí

Cattleya granulosa é uma orquídea de tamanho médio a grande, hábitos epífita verticalmente com pseudobulbos alongado, cilíndrico, que floresce na primavera e no início do verão nas colinas próximas da costa nas áreas pantanosas em altitudes de 600 a 900 metros.

Orquídeas em Paraíba

Discyphus scopulariae é a única espécie de um gênero monotípico de orquídeas de hábitos terrestres. A principal característica distintiva deste gênero, é o fato de que ele só tem uma folha plana, que cresce muito perto do solo, é um caso único entre as espécies da subtriob spiranthinae.

Discyphus Scopulariae
Discyphus Scopulariae

Orquídeas em Pernambuco

Trichosalpinx montana é uma espécie de orquídea nativa do leste e sul do Brasil. O epíteto específico em latim montana refere-se a montanhas.

Orquídeas em Alagoas

Xylobium colleyi possui flores grandes e pseudobulbo com uma única folha, ao contrário das outras espécies do gênero. Encontrada em restingas arbustivas abertas e em floresta de encosta.

Xylobium Colleyi
Xylobium Colleyi

Orquídeas em Sergipe

Liparis vexillifera é uma orquídea terrestre de 8 a 22 cm. Pseudobulbo ovoide-cônico. Folhas elíptico-lanceoladas, ápice obtuso a agudo. Inflorescências congestas, com cerca de 20 flores amarelo-claras, com mancha marrom no labelo.

Orquídeas em Mato Grosso do Sul

Rodriguezia decora é uma das mais de 40 espécies que pertencem a um gênero quase que exclusivamente brasileiro. Algumas outras espécies podem também ser nativas da América tropical do sul do México e das Ilhas de Barlavento ao sul da Argentina.

Rodriguezia
Rodriguezia

Orquídeas em Goiás e Distrito Federal

Aspasia variegata é encontrada em florestas abertas tanto em terras secas e inundadas, como também em ramos das árvores que pairam sobre as águas.

Orquídeas em Bahia

Capanemia thereziae é um tipo de orquídeas conspícuas e discretas, mas abundantes. Pseudobulbo esférico ou em forma de ovo. É cultivada em um toquinho bem fino e cumprido em clima quente e seco.

Capanemia Thereziae
Capanemia Thereziae

Orquídeas em Minas Gerais

Dryadella edwallii é uma orquídea pequena, com hábito de crescimento epífitos, localizada no no Brasil em altitudes em torno de 1.300 metros.

Orquídeas em Espírito Santo

Warrea warreana são orquídeas de rizoma curto, com pseudobulbos ovoide, carnuda, suculenta, encaracolado originárias do México ao sul da América tropical.

Warrea Warreana
Warrea Warreana

Orquídeas em São Paulo

Zygopabstia veitchii é uma espécie resultado de hibridização entre as plantas mães pabstia jugosa e zygopetalum crinitum.  Introduzida no bioma Mata Atlântica.

Orquídeas em Rio de Janeiro

Cranichis candida é uma espécie de orquídea encontrada na beira de mata em lugares sombreados. Possui raiz pilosa e tuberosa que se equilibra nas folhas e troncos em decomposição.

Cranichis Candida
Cranichis Candida

Orquídeas em Paraná

Zoothrophion schenkii é uma espécie de orquídea de pequeno porte endêmica do Brasil, nativa da mata atlântica, recorrente ao longo da Serra do Mar. Parece ter sido introduzida em algumas partes do Caribe.

Orquídeas em Santa Catarina

Jacquiniella globosa é uma espécie cujo gênero é composto por espécies que possuem pequenas flores autógamas. Não é endêmica no Brasil mas é amplamente distribuída na Mata Atlântica.

Jacquiniella Globosa
Jacquiniella Globosa

Orquídeas em Rio Grande do Sul

Sanderella riograndensis é uma espécie de planta com flores da família das orquídeas, orchidaceae, nativa da América do Sul. É encontrado no sudeste e sul do Brasil e norte da Argentina, onde ocorre em florestas úmidas e sombrias, muitas vezes em áreas úmidas ou pântanos, nos galhos de árvores ou arbustos cobertos de musgo.

Veja também

Como Plantar, Cultivar e Fazer Muda de Pé de Ameixa em Vaso?

Será que se pode plantar o caroço que sobrou da ameixa que a pessoa comeu? …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *