Home / Plantas / Beneficios da Babosa Para o Homem: Quais Sao?

Beneficios da Babosa Para o Homem: Quais Sao?

Olá, no artigo de hoje você conhecerá a Babosa e seus grandes benefícios para a saúde masculina. Sem contar que você também aprenderá grandes dicas para seu plantio e cultivo que ganharão seu coração.

Preparado(a)? Vamos lá então. 

A Babosa

Da família das Liliáceas, popularmente chamada de Caraguatá, Erva de Azebre e Caraguatá de Jardim, existem aproximadamente 300 espécies de Aloé no mundo.

Planta milenar, chamada no Antigo Egito de planta da imortalidade, era o grande segredo da beleza de Cleópatra.

Seu nome científico é Aloé Vera. Usada em todo o mundo para a fabricação de cosméticos, a Babosa possui capacidades que você jamais imaginaria.

O seu tamanho varia de 0,5 centímetros até 3 metros de comprimento, tudo irá variar de sua espécie. Ela é 95% composta por água e tem 20 aminoácidos dos 22 existentes.

De fácil plantio e cheia de benefícios que ainda serão abordados neste texto. Nativa do continente africano, planta versátil que se adapta aos climas: tropicais, subtropicais e equatorias.

Este artigo do Mundo educação diz que índios da América do Norte e do México, a utilizavam para tratar problemas de estômago, cabelo e pele.

Benefícios Da Caraguatá Para O Homem

A Babosa é cheia de vitaminas que surpreenderia a qualquer um, e para você que é homem, existem grandes vantagens no consumo da Caraguatá.

Algumas de suas propriedades são:

  • vitamina C;
  • Potássio;
  • Cálcio;
  • Sódio;
  • Manganês;
  • Vitamina B1, B2, B3;
  • Vitamina C;
  • Vitamina E;
  • Ácido fólico.

De ação anti-inflamatória, ela também tem uma capacidade de cicatrização fora do comum. É só você aplicar o gel feito de Babosa. Obs: você pode fazer este gel em sua própria casa.

Também é uma ótima para a hidratação da pele e do cabelo, além dela combater acnes, e é uma ótima regeneradora celular.

Sendo considerada por alguns como uma ótima arma para uma boa digestão, a Aloe diminui celulites, acaba com resfriados,  trata queimaduras, estresse, auxilia na circulação sanguínea, na Diabetes e aumenta o apetite sexual.

De acordo com o Ativo Saúde um estudo revela  que sua capacidade anti-inflamatória é efetiva em tratamentos de herpes, hpv, psoríase, estomatite, ela é um anti-fungo, e também auxilia na luta contra exposição a frio extremo e a gastrite.

No cabelo ela fecha cutículas, luta contra a caspa, regenera fios do cabelo e os fortalece, hidrata e proporciona um crescimento saudável para ele. 

Contraindicação: Ao usar a Caraguatá em sua alimentação, você pode contrair, inflamação renal, inflamação intestinal, insuficiência renal, hepatite aguda grave, entre outros.

Devido a seus efeitos colaterais, a Anvisa proibiu seu consumo de forma oral.

Dicas de Plantio

A Babosa é uma planta fácil de se cuidar e que sobrevive em quase todo o lugar do mundo, contudo em temperaturas abaixo de 4°C ela não sobrevive.

Como todas as suculentas, seu solo deve ser bem drenado, de preferência com 50% terra orgânica e 50% areia comum.

De enraizamento superficial, porém, bem extenso. É necessário que seu vaso seja grande, ela deve ser mantida ao menos 8h por dia exposta ao Sol.

Ao plantá-la ou trocar seu vaso, mantenha suas folhas acima da terra, pois ao entrar em contato direto e contínuo com o mesmo, ela apodrece.

Deve ser regada ao menos uma vez por semana. Ao chegar em sua idade adulta, nascem dela ao menos  30 folhas por ano.

Para quem gosta de decoração, este artigo da Decor Fácil dá ótimas ideias de como e onde colocar a sua Babosa.

Tipos de Babosa

Algumas das espécies mais conhecidas de Caraguatá são:

  • Aloe aculeata: mede de 3 a 60 centímetros, tem grandes espinhos afiados em suas folhas;
  • Aloe arborescens: de 1,5 metro de diâmetros e 3 de comprimento, é a mais rica em princípios ativos, de toda a sua família. Possui hastes eretas e flores vermelhas;
  • A. africana: possui flores alaranjadas e amarelas, tem de 1,2 metros a 2,5 e um grande troco;
  • A. albiflora: flores brancas que se parecem com Lírios e folhas verde acinzentadas e longas. Esta espécie chega a ter somente 15 centímetros de comprimento;
  • A. saponaria: conhecida também de Babosa Pintada, é nativa da África do Sul, suas cores caminham entre verde-claro, vermelho-escuro e castanho.
    Babosas no Vaso
    Babosas no Vaso

História da Babosa

Planta que existe a mais de 6 mil anos, começa a ter escritos seus na Suméria em 2200 A.C. Onde ela era usada como um desintoxicante.

Após isso, caminhamos para 1550 A.C. no Egito, onde era usada como um “elixir da vida” e era misturada a outras substâncias para combater doenças.

Em escritos da medicina tradicional Ayurveda na Índia de 1500 A.C. Ele nos revela sua utilização para pele e para regularização do ciclo menstrual.

Já no Iêmen por volta de 500 A.C. ela se torna conhecida por suas plantações no país, dizem que Alexandre o Grande as tomou para curar seus soldados feridos.

O Império Romano, ainda em 80 A.C. seus benefícios foram utilizados para o combate de feridas causadas por Lepra e a diminuição de suor, Caio Plínio II que descreveu isto em sua enciclopédia.

Na dinastia Ming na China de 1400 D.P. Ela foi destinada para muitos tratamentos de pele e rinite.

Na América Central, os Maias e outras tribos de indígenas a utilizavam para banhos, e para tratar males estomacais.

Com toda certeza existe muito mais sobre a história da Aloé e Vera do que foi te apresentado hoje, se quiser conhecer mais sobre, acesse esse texto da AhoAloe.

Conclusão

Durante o texto de hoje você aprendeu sobre todos os benefícios da Aloe Vera para os homens e acredito que se impressionou, assim como a equipe que escreveu este artigo.

Além disso, você conheceu alguns fatos sobre a história da Aloe e algumas de suas característica. 

Se quiser conhecer mais sobre a natureza e suas fantásticas maravilhas, continue em nosso site, você não irá se arrepender.

Até a próxima.

-Diego Barbosa.

Veja também

Briófitas

O Que Significa Fase Dominante em Plantas?

Todos já sabemos que o número de espécies de plantas existentes no mundo é enorme, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *