Home / Plantas / Como Utilizar a Babosa como Anti-inflamatório? Puxa Inflamação?

Como Utilizar a Babosa como Anti-inflamatório? Puxa Inflamação?

A Babosa Como Anti-Inflamatório

Uma ótima planta para se ter em casa, hoje você conhecerá a Babosa e sua incrível capacidade de curar inflamações.

Descobrirá um pouco sobre sua história, dicas de plantio, curiosidades e seus grandes benefícios para a sua pele e saúde. E um gel feito a base dela que é fácil de preparar, que quase não leva ingredientes.

Encontrada em todos os estados do Brasil, contudo tem uma origem que atravessa continentes.

Está é realmente uma planta que se tem o prazer de conhecer.

Ansioso(a)? então vamos lá.

A Babosa

Conhecida também como aloe vera, erva babosa, babosa de botica e caraguatá. A babosa é uma planta medicinal, muito versátil, que traz enormes benefícios e que é de grande uso dentro da indústria farmacêutica.

Pertence à família das liliáceas, existem mais de 200 espécies de aloe vera. Tem sua origem na África, e foi conhecida no Antigo Egito como “planta da imortalidade”.

é 95% água e mesmo assim, possui propriedades e capacidades como nenhuma outra planta.

De acordo com a Revista Galileu, há 5 mil anos ela já era utilizada com finalidade medicinal. Hoje, além de para fins medicinais, ela também é usada no campo da estética.

Ela atinge de 0,5 centímetros a 3 metros de altura.

Como Preparar O Gel Anti-Inflamatório Em Casa

Além de ótimo, é fácil de fazer.

Ingredientes:

  • 1 folha de aloe vera;
  • 1 copo de água.

Modo de preparo:

  • Abrir folha, pegar gel e mistura-lo com a água em um liquidificador. Na proporção de 1 colher de gel para uma 1 colher de água.
  • Depois é só aplicar na área de desejo.

Receita encontrada em ecycle. Existem outras maneiras de prepará-la também, como está.

Outros Usos E Benefícios

Benefícios da Babosa
Benefícios da Babosa

Como você já viu neste artigo, a aloe vera traz enormes benefícios para a vida de seus usuários, sem contar, que ela ainda é fácil de ser plantada e cuidada em casa.

Sem dúvidas, existem outras formas de usar a babosa e outros benefícios que a mesma traz. E alguns desses benefícios são:

  • Suas propriedades laxativas: sim, a aloína presente na aloe faz com que a planta seja utilizada em laxantes feitos em farmácia de manipulação;
  • Ela é anti-diabética: auxilia na diminuição de glicemia em pessoas que sofrem de diabetes, de acordo com uma revisão do The British Journal of the General Practice;
  • É antioxidante: limpa o corpo dos radicais livres que podem provocar câncer;
  • Trata problemas na gengiva;
  • Reduz risco de derrames e ataques cardíacos.

Formas de Uso

  1. Através de spray para cabelo;
  2. Máscara de pele;
  3. Suco ou chá;
  4. Hidratante corporal;
  5. Condicionador feito de babosa misturada com óleo de coco.

Contraindicações

Como a maioria dos alimentos e cosméticos, a “planta da imortalidade” também tem suas contraindicações.

Se utilizada em sua alimentação, ela pode lhe trazer hipotiroidismo, inflamação renal, hepatite aguda grave, inflamação intestinal, insuficiência renal e muito mais.

Você também não deve deixar de saber, que a Anvisa proíbe que a caraguatá seja consumida como alimento, devido a seus efeitos colaterais.

Plantando Sua Babosa Em Casa

Assim como para qualquer suculenta, a Babosa deve ser plantada em solo que contenha pouca argila e que seja bem drenado.

Ela possui enraizamento superficial, contudo suas raízes tendem a ser intensas e por isso, é necessário, que elas vivam em um vaso amplo.

Plantando Sua Babosa Em Casa
Plantando Sua Babosa Em Casa

Normalmente, ela é colocada em um lugar onde ela receba  ao menos 8 horas por dia de luz solar e não esqueça de regá-la uma vez por semana.

E ao fazer a troca de vasos, certifique-se de as folhas da suculenta não estão em contato direto com a terra, pois isso pode leva-la a apodrecer.

História Da Aloe Vera

Sendo cultivada há mais de 5 mil anos, existem marcas em epígrafe em tábua de argila na Suméria datada de 2.200 A.C., designando o uso da planta como desintoxicante.

Em 1550 A.C. a Aloe foi registrada em 12 fórmulas, combinada a outra substância para tratamento. Uma lenda diz que a Cleópatra usava a planta todos os dias com o objetivo de conservar sua beleza.

Na Índia ela é registrada em 1500 A.C. como parte de escritos que narran á medicina tradicional Ayurveda.

Sua história é datada em lugares que vão desde  o Iêmen 500 A.C. até a China durante a Dinastia Ming 1.400 D.C. e outros lugares.

Com milênios dentro da história da humanidade, e uma grande importância dentro da medicina tradicional no mundo

Outros Tipos De Babosa

Com o número elevado de espécies de babosa, é mais do que necessário este texto te contar características reconhecíveis de algumas de suas espécies. Como:

  • O Aloe Africano: possui um grande tronco, mede de 1,2 a 2,5 m de altura e  60 a 120 cm de largura. Ela dá flores alaranjadas e amarelas.
  • A aloe albiflora: folhas longas, verde acinzentadas. Com flores brancas que se parecem com lírios, ela chega a 15 centímetros de comprimento.
  • Aloe aculeata: dispõe de espinhos afiados que são reconhecíveis em suas folhas. De 30 a 60 cm de comprimento.

Para saber sobre mais tipos de aloe vera, entre neste artigo.

Conclusão

Com o artigo de hoje, você aprendeu um pouco mais sobre a Aloe vera e seus grandes benefícios. Descobriu dicas para seu consumo e plantio.

Seu nome “planta da imortalidade” que lhe foi concedida no Antigo Egito e muito mais. Você gostou, quer saber mais sobre a babosa e outras plantas incríveis, acesse aqui. Você não irá se arrepender!

Até a próxima.

-Diego Barbosa

Veja também

Como Usar a Canela Para Emagrecer?

A canela, assim como o cravo, noz-moscada, gengibre, açafrão, pimenta-do-reino, cúrcuma e outros, é considerada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *