Home / Plantas / Como Usar a Cana de Macaco? Passo-a-Passo de Como Fazer

Como Usar a Cana de Macaco? Passo-a-Passo de Como Fazer

A cana de macaco é uma planta medicinal utilizada há muito tempo pelas medicinas popular e natural devido às suas ações fitoterápicas e farmacológicas. Ela pertence à família Costaceae e seu nome científico é costus spicatus.

À cana-de-macaco se atribuem inúmeras propriedades medicinais, entre elas propriedades anti-inflamatórias, adstringentes, antimicrobianas, antitérmicas, diuréticas, tônicas, sudoríficas, emolientes e depurativas. Sendo assim ela é aplicada para tratamento de muitos males, doenças, enfermidades e condições.

Origem e Características

Originária do Brasil, é uma planta mais comumente encontradas em áreas de brejo, na região amazônica e de Mata Atlântica.

Popularmente ela também é conhecida como canarana, cana roxa, cana do mato, cana do brejo, cana roxa do brejo, jacuacanga, periná, ubacaiá, paco caatinga, pobre-velho, e flor da paixão.

A cana de macaco é uma planta perene e herbácea, ou seja não é dotada de caule lenhoso acima do nível do solo. Suas hastes são duras (por isso recebeu o nome popular de cana) e a planta, quando ereta, pode atingir uma altura de até 2 metros. Suas folhas são verde-escuras, invaginantes, com penugem na base e possuem formato espiral.

Já o que comumente se chama de flores – que possuem tons variados da cor vermelho e nascem em um espigão na parte superior da planta, sobrepondo-se às folhagens – na verdade são as brácteas da planta.

As brácteas são folhas modificadas que estão conectadas às inflorescências das plantas angiospérmicas e que têm como função original a proteção das reais flores (que na cana-de-macaco são de cor amarela ou laranja) em processo de desenvolvimento.

Cultivando Cana de Macaco
Cultivando Cana de Macaco

Caso queira cultivar a cana de macaco para fazer uso de seus benefícios medicinais, ou simplesmente para fins ornamentais – já que é uma planta bastante comum para compor maciços, ser usada como cerca-viva e fazer parte de jardins e quintais – o solo deve ser bastante úmido e rico em compostos orgânicos. É possível colher os talos durante todo o ano.

A planta tem preferência por climas tropicais, porém pode suportar temperaturas um pouco mais frias e luz solar direta em parte do dia. É bastante resistente às doenças e pragas e sua propagação é feita através da divisão das estacas dos caules, das moitas ou dos bulbos. É uma planta que atrai insetos, como as borboletas, além de pássaros.

Os Benefícios da Cana de Macaco

O uso da cana de macaco como planta medicinal é uma tradição que é passada de geração em geração por aqueles que são adeptos da medicina popular, tradicional e natural.

A cana de macaco pode ser útil para tratar dezenas de enfermidades, sendo utilizada  para combater cálculos renais, nefrite, diarreias, infecções urinárias, inflamações na uretra, corrimentos vaginais, mucosidade da bexiga, cistites, ausência de menstruação ou alterações no ciclo menstrual, dificuldade para urinar, úlceras, infecções e doenças sexualmente transmissíveis, como sífilis, blenorragia, cancro e gonorreia.

É ainda empregada para dores reumáticas, hérnia, hemorragias e hidropisia (acúmulo anormal de fluido nas cavidades naturais do organismo). Alivia os sintomas da malária, febre e tosse e controla a diabetes.

Outra indicação é utilizar a cana de macaco para a diminuição dos batimentos cardíacos, o que pode evitar o nervosismo e ter efeito calmante. Por isso ela pode ser indicada para pessoas que sofrem de ansiedade, síndrome do pânico, insônia e TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade).

É também indicada para a regulação da pressão arterial e para prevenir a arteriosclerose (o processo progressivo induzido pela hipertensão arterial e que faz parte do processo natural de envelhecimento do corpo humano e que resulta em endurecimento, perda de elasticidade e espessamento progressivo das paredes arteriais).

Propriedades da Planta
Propriedades da Planta

Por suas propriedades anti-inflamatórias, a planta ainda pode ser utilizada em contusões, inchaços, dores e contrações musculares, dores nas costas e edemas. Além disso, é eficiente contra picadas de insetos.

Outro dos benefícios da cana de macaco é a aceleração do metabolismo. Assim sendo, seu uso aliado à prática de exercícios físicos e à alimentação saudável pode auxiliar na perda de peso.

Como Usar a Cana de Macaco

A cana de macaco é comumente utilizada na forma de chá. Pode-se fazer uso das folhas, das cascas e das hastes da planta, sendo mais comum a utilização das folhas e dos caules para o preparo do chá.

Para cada litro de água utilizada, deve acrescentar 20 gramas da planta, entre folhas e hastes. Você pode adicioná-las à água em estado de fervura ou colocar as folhas e hastes para ferver juntamente com a água.

Após isso, a mistura deve ser abafada e descansar por cerca de dez minutos. Quando estiver morno, o chá deve ser coado, adoçado se for a preferência e ingerido até três vezes ao dia, por no máximo uma semana.

Já para o uso externo da cana de macaco é possível fazer um cataplasma com os rizomas e hastes da planta. Eles devem estar secos e precisam ser transformados em pó para o cataplasma. É possível ainda utilizá-la na forma de unguento, untando as folhas com sebo e aplicando no local afetado.

Para adquirir a cana de macaco é necessário ir até uma loja de produtos naturais ou até uma farmácia de manipulação ou ainda é possível comprá-la através da internet em sites especializados.

Efeitos Adversos

Não deve ser feito uso prolongado da cana de macaco, pois embora ela não cause efeitos colaterais, seu uso contínuo ou em excesso pode acabar causando danos nos rins, visto suas propriedades diuréticas.

Além disso, o consumo de cana de macaco ou uso de qualquer produto à base da planta, não é recomendado para mulheres grávidas ou que estejam em período de lactação.

Mulher Tomando Chá de Cana de Macaco
Mulher Tomando Chá de Cana de Macaco

É importante ressaltar que, antes de fazer uso medicinal da cana de macaco, é muito importante procurar orientação de um médico ou de um fitoterapeuta. Caso o seu uso seja recomendado é necessário sempre estar de olhos abertos para quaisquer reações adversas que seu consumo possa provocar no organismo.

Outro fator bastante importante é que de forma alguma um tratamento prescrito por um médico deve ser substituído pelo uso da cana de macaco, pois ela pode sim auxiliar no tratamento (desde que devidamente indicado por um profissional de medicina), mas não garantir por si só a cura de nenhuma doença ou enfermidade.

Veja também

Couve Arco-Iris Ornamental Sortida: Nome Científico e Imagens

A Couve Arco-Iris Ornamental Sortida (Brassica oleracea L. var. acephala), ou repolho decorativo ou ornamental, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *