Home / Plantas / Como Plantar Rosas Pelos Galhos?

Como Plantar Rosas Pelos Galhos?

Plantar rosas é algo bem gratificante. E, pra fazer o cultivo delas, muitos usam sementes, enquanto outros utilizam métodos mais alternativos.

Inclusive, você sabia que é possível fazer o plantio delas através dos seus próprios galhos?

Pois é, e vamos justamente mostrar, a seguir, como fazer isso.

O Que é Estaquia?

Antes de falarmos de algumas dicas para plantar rosas através de estacas, ramos ou galhos, vamos entender o processo que possibilita isso, que se chama estaquia.

Nesse caso, trata-se de um método de reprodução assexuada, onde ocorre o plantio de estacas de caule, raízes e folhas. Esses elementos, plantados em um ambiente que seja suficientemente úmido, acaba por desenvolver novas plantas.

Além de roseiras, esse método pode ser usado em canas-de-açúcar e mandiocas. Inclusive, para que um novo vegetal realmente se desenvolva, é preciso que se formem raízes nesses ramos ou galhos. Resultados melhores podem ser obtidos através de hormônios vegetais, como o ácido indolacético, por exemplo.

Além disso, existem muitos tipos de estaquias, como a de ponteiro (ramos novos, cortados lateralmente), e a lenhosa (feita através de ramos que já estão firmes, sendo, inclusive, usados bastante em roseiras). O processo, em si, pode se dar através de três tipos distintos: por caules, ramos ou pelas folhas.

Fazendo Mudas por Estaquia

Independente do tipo de estaquia que você utilizar, alguns pontos precisam ser levados em consideração para a feitura de mudas. Primeiro: busque sempre terras muito férteis, que podem ser facilmente identificadas pela presença de minhocas nelas.

Por sinal, você até pode comprar terras para a realização de estaquia, mas, lembre-se não somente da qualidade dos produtos adquiridos, como também a proporção utilizada, que deverá ser de 2 partes de terra para 1 parte de húmus. Alguns tipos de hormônios fazer as raízes de certas plantas crescerem mais rápido também.

Outro ponto a ser levado em consideração é que após o processo de estaquia, o ideal é que você molhe bastante a terra após o plantio, e isso todos os dias. Por isso, é aconselhável que a estaquia seja feita em locais visíveis e de fácil acesso, pois isso o lembrará das regas que precisam ser constantes.

Plantando Rosas Pelos Galhos

O cultivo de rosas através de galhos (ou estacas) e em vasos é o método mais comum usado no Brasil no que se refere à plantação de rosas. Essa maneira de cultivo, por sinal, é bem simples, não necessitando de grandes cuidados. O que você vai precisar, basicamente, é de uma estaca de alguma rosa, algo que pode ser facilmente encontrado em lojas de flores, ou mesmo em alguma roseira que você próprio já tenha.

Uma dica importante é que o galho ou estaca terá que ser podado no final do outono, até o final do inverno. Por qual motivo? Simples: é nesse período que as roseiras, como diversas outras plantas no Hemisfério Sul, entram num estado de ”dormência”, que é quando a poda pode ser feita sem maiores problemas.

Bem, voltando ao cultivo da rosa através de um galho podado, esse ramo tem que ter entre 15 e 30 cm de comprimento aproximadamente, e não pode ter nenhuma flor ramificada, devendo ter, pelos menos, duas gemas e dois pares de folhas. O corte do ramo precisa ter um corte na diagonal na parte de baixo (ou seja, de forma enviesada).

É depois de preparar o ramo, que você vai ter que pensar no terreno de plantio. Precisa ser, basicamente: uma terra simples, opcionalmente um pouco de farinha de ossos, e também de maneira opcional um fertilizante de fórmula 10-10-10.

Após a mistura de fertilizantes com a terra, você fará um pequeno buraco nela, e colocar a parte cortada na diagonal enterrada. O restante do processo consiste em cuidar bem desse ramo, regar bem periodicamente (mas, sem encharcar a terra), esperando que as flores surjam naturalmente.

Outra Forma: Através de Uma Batata!

Pois é, você leu certo. É possível plantar roseiras pelos galhos através das batatas. Mas, como isso é possível? Bem, primeiro, vai pegar um ramo, sem folhas, e com um corte diagonal na cabeça da rosa a aproximadamente uns 3 cm de onde ficava a flor. Depois, pegue uma batata, e faça um furo nela que seja da largura do caule. Lembre-se: é importante verificar para que o caule não fique oscilando na batata perfurada, ok?

Logo após, cubra o fundo de um recipiente qualquer com cerca de 5 cm de terra, e coloque a batata por cima. Depois, encha o recipiente com terra para vasos, em seguida, cortando o fundo de uma garrafa de plástico, e colocando-a sobre o caule no solo de forma bem cuidadosa.

Vez ou outra faça a rega da planta (em volta da garrafa), e, em pouco tempo, as rosas crescerão bastante.

Últimas Dicas Para Ter Uma Roseira Saudável

Usando ou não esses métodos aqui descritos para o cultivo de uma roseira, alguns cuidados são básicos e precisam ser levados em consideração.

Por exemplo, a terra tem que ter uma boa mistura para dar os nutrientes necessários que a planta precisa. As rosas tendem a gostar mais de uma que seja mais argilosa, mais pesada e que retenha mais água. Ao mesmo tempo, ela também precisa ter uma boa drenagem, já que terra encharcada demais pode matar a planta.

Quanto à adubação, é bom ter em mente que uma roseira não é lá muito exigente. O importante mesmo é que a terra seja argilosa, com cerca de um terço de areia misturada para garantir o fluxo de ar. Além disso, sendo adubada com composto ou esterco. Você pode, a cada temporada ou mudança de estação, acrescentar um pouco de farinha de osso e pós de café em volta da roseira. Porém, cuidados com os excessos, que poderão, sim, matar sua planta, já que as raízes ficarão queimadas.

Por fim, toda e qualquer roseira precisa de água e pleno sol. Isso é básico. Mas, lembre-se novamente: terra úmida é ótima para a roseira, mas, não terra encharcada ou com água acumulada. Portanto, uma dica é fazer a rega a pleno sol, pois, dessa forma, a terra secará de maneira mais rápida.

Veja também

Dalia Anã: Como Plantar, Características, Nome Cientifico e Fotos

A dalia anã, conhecida pelo nome cientifico Dahlia pinnata Cav, é uma planta herbácea perene …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *