Home / Plantas / Como Cultivar Helicônias em Vasos

Como Cultivar Helicônias em Vasos

A helicônia, comumente chamada de bananeira ornamental, planta-papagaio, bananeira-do-brejo ou caeté, é uma planta com um aspecto visual maravilhoso. Elas são incríveis, e muitas pessoas desejam tê-las em casa. Porém, encontram uma dificuldade em plantá-las.

Pode ser um pouco complicado para quem não tem experiência, mas, em geral, é bem simples de realizar os processos. Confira aqui quais são as melhores maneiras para cultivar as suas helicônias em vasos de plantas!

Características Gerais da Planta

Ela possui uma tonalidade muito forte. Sua cor vermelha, amarela e verde são o diferencial. Sua aparência é bem avermelhada, e, quando vai chegando às pontas, sua coloração muda para verde ou amarelo.

Seu tamanho é outro fator que impressiona: Ela pode chegar a ter até 3 metros de altura! E para diferenciar ainda mais das plantas comuns, suas folhas são ovais. As flores são pequenas e discretas, mas, mesmo assim, não passam despercebidas. Aliás, nada nessa planta é discreto.

Para que ela cresça perfeitamente, o clima ideal é ameno. Nem muito quente e nem muito frio. Porém, ela aguenta temperaturas mais fervorosas. Agora, dificilmente ela encontra suporte para crescer e se desenvolver em ambientes frios ou enfrentando geadas.

Quando ela Começa a dar Flores?

O seu destaque aparece quando as épocas mais quentes estão com toda força. Primavera e verão serão as estações em que você verá todo o seu esplendor. Como ela não se adapta muito bem com o frio, é bem provável que no outono ela não esteja perfeita. E no inverno, dificilmente você a verá do mesmo modo, pois é capaz dela nem florescer.

Helicônias Florida
Helicônias Florida

Dependendo da região que você mora — como o Rio de Janeiro, por exemplo — é bem capaz de ela florescer o ano todo. Nesse estado, a temperatura não costuma cair muito. Mesmo no inverno, o Rio não tem temperaturas muito baixas. Esse clima é ótimo para a helicônia.

Já no sul do país, a situação muda. Com os invernos rigorosos (que chegam até a nevar), é muito provável que a planta não irá se desenvolver com a beleza natural que possui. No verão e na primavera ela mostra toda a sua beleza, porém, nas estações mais frias, será difícil contemplá-la.

As geadas desfavorecem — e muito — o seu crescimento. Porém, as secas atrasam muito! O ideal é que, quando acontecer as geadas, você a cubra com lonas resistentes. Já nas secas, você faça mais irrigações para não deixa-la desidratada.

Como Cultivá-las em Vasos?

A maioria das casas prefere deixá-las como enfeite em muros. Mas, ainda sim, é possível plantá-las em vasos. A única exigência é que ele seja de boca larga. Ela é muito invasiva, e, dentro desse recipiente, ela consegue se desenvolver com facilidade, sem deixar a sua beleza de lado.

Quando estiver fazendo o cultivo, verifique se o adubo usado é bom. Quanto melhor ele for, mais rápido é o desenvolvimento da planta. O solo é importante, pois elas preferem que ele esteja levemente ácido.

O pH deve estar entre 4,5 e 6,5. Caso seja necessária a correção, use produtos alcalinos trinta dias antes de começar a cultivá-la. É bem provável que você terá que ir a um local especializado, portanto, tire todas as suas dúvidas sobre cultivo com um especialista!

Quando estiver preparando a terra, prefira o adubo orgânico. Folhas que estão decompostas e esterco do curral são ótimos exemplos para você usar. Quanto maior o investimento no solo, melhor será para a saúde da planta.

Ela prefere ficar exposta ao sol, portanto, tire proveito disso.

Quais Métodos de Cultivo podem ser Utilizados?

Assim que o solo estiver totalmente pronto, você pode começar o seu cultivo. Você que escolhe se o método usado serão as sementes ou a divisão de rizomas.

Na maioria das vezes, a germinação ocorre por volta de 120 dias após a semeadura. Pode ser que você esteja com um pouco de azar, e, assim, a sua germinação aconteça só depois de 3 anos.

Caso você não queira correr o risco de ter que esperar por anos, uma boa ideia é você colocar as sementes junto com um vermiculita dentro de um saco plástico. Procure um local bastante quente e sombreado. Assim, elas germinarão com mais facilidade. Quando isso acontecer, aí sim você pode começar o plantio.

O método mais usado é o da divisão de rizomas. Os rizomas são caules especializados que se desenvolvem na posição horizontal. Assim, esse caule cresça tanto para cima quanto para baixo, criando raízes no solo.

Quais são os Métodos mais Recomendados Para Fazer a Sua Irrigação?

A irrigação deve ser frequente para que o seu desenvolvimento seja completo. O solo deve ser mantido com bastante umidade. Sem isso, o fortalecimento fica inviável. Quando as folhas estiverem aparecendo, é o momento crucial. Por este motivo, não deixe de irrigá-las!

Faça esse processo de duas a três vezes na semana e prefira os métodos de aspersão baixa ou gotejamento.

Não deixe o solo encharcado demais. Tudo em excesso faz mal. Existem plantas que se desenvolvem em meio ao solo cheio de água, porém, isso são exceções. A helicônia é uma planta delicada, então tome cuidado para não destruir o seu crescimento por falta de atenção.

Tenha paciência. Com a manutenção constante a sua helicônia será belíssima! A espera vale a pena, ainda mais se você cultivá-la com carinho.

Veja também

Lágrima de Cristo

Lágrima de Cristo Doente, Secando ou Morrendo: O Que Fazer?

Esta floração, conhecida como Lágrima de Cristo, é um membro da família das plantas Verbenaceae …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *