Home / Plantas / Como a Acerola Chegou no Brasil? Qual Sua Origem?

Como a Acerola Chegou no Brasil? Qual Sua Origem?

A acerola (nome científico Malpighia emarginata) é uma fruta rica em vitamina C, vitamina A, vitaminas do complexo B, além de minerais como o ferro, fósforo  e cálcio. Possui propriedades antioxidantes, remineralizantes, estimulante do sistema imune e anti-escorbútica. Em algumas variedades de acerola, a concentração de vitamina C chega a ser o equivalente a 5 gramas para cada 100 gramas de polpa, valor que é considerado até 80 vezes maior do que a concentração de outras frutas cítricas, tais como a laranja e o limão.

É consumida preferencialmente na forma de suco, para o qual se utiliza a medida de 2 copos de acerola para 1 litro de água. Esses 2 copos de acerola também podem ser liquidificados com um copo de tangerina, abacaxi ou laranja, de modo a potencializar a vitamina C e demais propriedades, no entanto, convém lembrar após o preparo o suco deve ser consumido logo, de modo que a vitamina C não se perca.

Uma curiosidade é que esta fruta também pode ser conhecida por outros nomes, tais como cerejeira-do-pará, cerejeira-das-antilhas, cerejeira-de-barbados e azerola.

A acerola é queridinha do Brasil, porém não é nativa daqui, sendo introduzida em nosso país apenas no século XX.

Neste artigo, você conhecerá algumas características sobre essa fruta tão amada, como ela chegou aqui no Brasil, e qual o seu país de origem.

Então venha conosco e boa leitura.

Classificação Botânica da Acerola

A acerola pertence ao Reino Plantae, Ordem Malpighiales, Família Malpighiaceae, Gênero Malpighia e Espécie Malpighia emarginata.

A família botânica Malpighiaceae abrange 75 gêneros e 1.300 espécies com distribuição entre os trópicos, com destaque para a América do Sul. Apenas no Brasil, há 38 gêneros desta família, os quais estão em grande parte concentrados na região centro-oeste. O nome desta família foi atribuído por Carolus Linnaeus em homenagem ao botânico italiano de nome Marcello Malpighi.

Os vegetais desta família taxonômica possuem como características em comum um par de glândulas localizadas na base do pecíolo, e na base da parte externa de cada uma das sépalas (as quais, ao todo, são cinco). Através dessas glândulas, ocorre a secreção de óleos que possam atrair agentes polinizadores, principalmente abelhas.

A acerola (Malpighia emarginata) é a espécie mais famosa dessa família.

Características da Acerola

O pé de acerola ou aceroleira é um arbusto que pode alcançar até mesmo 3 metros de altura. O tronco se ramifica desde a região da base. A copa deste arbusto é denso e possui folhas pequenas verde-escuras e brilhantes, as flores se distribuem por meio de cachos e possuem coloração em tom rosa-esbranquiçado. A floração ocorre durante o ano inteiro.

De três a quatro semanas após a floração, ocorre a geração dos frutos. A fruta possui casca fina de cor vermelha e polpa laranja em seu interior, com sementes bem pronunciadas. Ao total, a polpa é dividida em três gomos, com três sementes em seu interior. O sabor pode ser descrito como ácido-azedo e o cheiro semelhante ao cheiro da maça.

A casca fina e exterior do fruto pode sofrer relativa variação de coloração do alaranjado, vermelho até o vinho, dependendo do estágio de maturação. Esta coloração é decorrente da presença de substâncias solúveis em água e associadas às moléculas de açúcar chamadas de antocianinas.

Dicas Para o Plantio de Acerola

Ao todo, há 42 variedades da fruta plantadas no Brasil, no entanto as mais comuns incluem a acerola roxinha, acerola rubra, acerola olivier, acerola frutacor, acerola cabocla, acerola cereja e acerola apodi.

Aceroleiras gostam de solos bem drenados, profundos e que sejam do tipo arenoso-argiloso. Caso este vegetal seja plantado em algum vaso, é importante se assegurar que o mesmo tenha um comprimento favorável de modo a não impedir ou prejudicar o pleno desenvolvimento das raízes. Além do solo adequado, é importante que a planta tenha radiação solar em quantidade satisfatória.

A forma mais fácil de plantio consiste em comprar uma muda já formada que possua uma altura significativa e transplantar a mesma para uma área ensolarada. Antes disso, é importante cavar uma cova grande que seja capaz de abrigar as raízes e o torrão, e ainda possua certa sobra de espaço.

É importante preencher esse espaço formado nas laterais do torrão com terra orgânica misturada à areia média. Esta composição também pode estar adubada com farinha de osso e algum comporto orgânico.

Após o transplante da muda para o solo, amarrá-la temporariamente a um pedaço de madeira (como por exemplo, um pau de vassoura) é uma boa estratégia a ser adotada até que se formem raízes no solo.

A época chuvosa é a mais adequada para o transplante de mudas. Caso esta atividade seja realizada em outra época do ano, as regas deverão ser diárias.

Outra forma de plantio da aceroleira é através de sementes, as quais devem ser inseridas em um substrato leve formado por madeira.

Como a Acerola Chegou no Brasil? Qual Sua Origem?

A acerola é nativa das Antilhas e da porção norte da América do Sul. As Antilhas são um conjunto de ilhas pertencentes à América Central, razão pela qual também recebem a denominação de “América Central Insular”.  As Antilhas são formadas por países como Cuba, Barbados, Bahamas, Dominica, Haiti, República Dominicana, Jamaica, Santa Lúcia, São Cristóvão e Nevis, Antígua e Barbuda, Trinidade e Tobago, São Vicente e Granadinas, e Granada.

Aqui no Brasil, essa fruta foi introduzida no ano de 1955 a partir do estado de Pernambuco. Essa ação foi executada por pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco, os quais utilizaram-se de sementes oriundas de Porto Rico. A partir de então, essa fruta começou a se proliferar para outras regiões do país, especialmente para o Nordeste.

*

Agora que você já conhece algumas características sobre a acerola, incluindo a sua região de origem, continue conosco e visite também outros artigos do site.

Até as próximas leituras.

REFERÊNCIAS

BRANCO, A. Green Me. Como plantar acerola em casa e aproveitar o melhor dessa fruta. Disponível em : < https://www.greenme.com.br/como-plantar/4462-como-plantar-acerola-em-casa>;

EClyce. Benefícios da acerola para a saúde. Disponível em: < https://www.ecycle.com.br/6453-acerola>;

Tua Saúde. Benefícios da Acerola para Saúde. Disponível em: < https://www.tuasaude.com/acerola/>;

Wikipédia. Acerola. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Acerola>;

Wikipédia. Malpighiaceae. Disponível em: < https://pt.wikipedia.org/wiki/Malpighiaceae>.

Veja também

Tipos de Pimenta Vermelha Com Foto

Pimentas são frutos de vegetais conhecidos pelos seus sabores picantes, os quais são excelentes na …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *