Home / Plantas / Asessippi Lilás: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Flor

Asessippi Lilás: Curiosidades e Fatos Interessantes Sobre a Flor

Asessippi Lilas

O Asessippi lilás é um tipo de arbusto de grande tamanho com folhas que descem. Estamos falando de uma planta que tem uma fragrância muito parecida com a lavanda, ou seja, muito refrescante e o seu período de florescimento acontece durante a estação de primavera. A plantação do Asessippi lilás precisa de um solo muito bem fertilizado e bem drenado para que o arbusto possa se desenvolver de uma forma natural e sem problemas. Seu tamanho pode chegar até doze metros de altura.

O lilás é um arbusto muito procurado e colocado em vários tipos de jardim pela beleza e rusticidade das suas pequenas flores. Seu caule é composto por ramos, com uma casca marrom levemente acinzentada. Em suas raízes quando a planta está adulta podem surgir brotações à longas distância, formando pequenos bosques ao longo de muitos anos, por conta disso essa planta é tão utilizada para paisagismo.  Suas folhas são simples e de cor verde, sem nada diferente e seu charme fica por conta de suas flores que são pequenas, delicadas na cor lilás como manda seu nome.

Asessippi Lilas
Asessippi Lilas

No paisagismo, como dito acima, o lilás é bastante versátil e muito utilizado, dando um toque de romantismo, delicadeza e perfume ao jardim. Quando devidamente podado é uma bela arvoreta, de forma a ficar com um único caule, assim, o lilás pode ser pego separado ou em grupos, sua forma arbustiva é muito utilizada para a formação de cercas-vivas em áreas residenciais ou até mesmo fazendas. Suas podas devem ser feitas anualmente, se forma leve e sempre no verão após sua floração que ocorre na primavera. Essa prática é importante para saúde do lilás, pois uma poda muito drástica ou deixar essa planta sem cuidados faz com que pare de florescer, dando muito trabalho para retirada de seus arbustos dos locais em que os mesmos brotaram.

Como Plantar o Asessippi Lilás

Antes de plantar o Lilás, vá até a floricultura e tire todas as suas dúvidas referentes a esse arbusto. Alguns arbustos não crescem tanto e servem como uma espécie de cerca complementando o paisagismo, alguns outros como o caso do asessippi são arvoretas e chegam até mais de nove metros. Tudo depende de qual motivo você está plantando e em qual local.

Você pode plantar a partir da raiz ou a partir de um lilás já no vaso. Caso você opte por você mesmo cortar sua muda, pegue bastante a raiz dessa planta, e muito cuidado ao transporta-lo de um local para o outro. Tenha cuidado ao cortar bem rente a raiz, para que o mesmo se fixe bem no novo solo e possa continuar crescendo.

Arbustos de Asessippi Lilas
Arbustos de Asessippi Lilas

Os lilases precisam de muito sol, por isso escolha um local em que o sol bate de forma constante ou por boa parte do dia, o ideal é que essa planta receba pelo menos seis horas de sol por dia. Os lilases precisam de muito espaço, pois suas raízes crescem e ocupam muito espaço, além de necessitarem também de um solo drenado, caso isso não seja possível, faça um montinho de terra antes de plantar seu lilás.

Antes de coloca-los na terra, deixe sua raiz na água morna por alguns minutos (cerca de 10 a 15 minutos). Também se planeje para plantar lilás no outono ou verão para que ele floresça na primavera. No inverno, não é ideal de planta-lo, pois, suas raízes precisam de muito sol o que difícil nessa época do ano, além da falta de chuvas.

Preste atenção sobre alguns detalhes antes de plantar qualquer flor, algumas prefere o sólido mais ácido, outras preferem o PH mais equilibrado e assim por diante. Por isso é importante cultivar plantas próximas que utilizem o mesmo tipo de solo além dos mesmos nutrientes encontrados nele, que podem variar de um tipo para o outro.

Como Cuidar do Asessippi Lilás

Asessippi Lilás no Jardim
Asessippi Lilás no Jardim

Rege sempre sua planta, por inteiro. No caso das raízes, preste a atenção se as mesmas estão secas para serem regadas novamente. Nunca encharque sua raiz. É muito importante uma vez por ano se atentar a dois fatos importantes: nutrir e fertilizar seu solo, principalmente na primavera, época que lilás floresce e sempre podá-lo também nessa época ou um pouco antes no final do inverno.

Sua poda deve ser frequente, uma vez por ano, porém de forma leve, para que suas flores não percam espaço e também a força e possam continuar crescendo. Nunca deixe muito tempo sem podar para que não tenha que cortar muito e de forma mais agressiva de uma única vez pois isso não irá fazer bem a sua planta. Nunca remova mais do que 25% dos galhos de uma única vez, porém é essencial tirar um pouco de cada parte, até mesmo de seu meio para que possa ocorrer a entrada de ar.

Míldio é uma doença fúngica que afeta os lilases próximo ao começo do outono. O fungo não danifica diretamente o lilas, mas reduz a sua produção de energia, o deixando feio e sem vida. Locais com bastante sol e com uma boa circulação de ar podem diminuir as chances de aparecimento desse fungo. As aplicações de fungicidas podem funcionar como uma medida de prevenção, mas deve ser aplicado antes do aparecimento desse fungo.

Curiosidades Sobre Lilás

Tons de Lilás
Tons de Lilás

Dizem que essa cor remete ao feminino e por conta disso é facilmente encontrada em movimentos feministas. Também é conhecida como a cor da purificação e essa planta é muito utilizada em lugares de massoterapia, meditação e contato com a natureza por conta da sua cor e também pelo seu cheiro ter um efeito relaxante, dizem até que essa cor tem poder de aguçar o sexto sentido das pessoas, é a cor da aura mais pura.

Em casamentos é muito utilizada em caminhos de cerimônia que utilizam o estilo boho chique ao ar livre, dando um toque rústico, porém com elegância, além de enfeitar o local, também o perfumando. Como muitos casamentos ocorrem na época da primavera, essa planta também é utilizada junto com mosquitinhos e rosas por serem facilmente encontradas nessa época do ano.

Veja também

Como Cuidar de Cactos Ornamentais, Regar e Fazer Mudas?

O crescente entusiasmo atualmente observado pelo cultivo de plantas ornamentais despertou interesse em plantas exóticas, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *