Home / Natureza / Solo Calcário no Brasil

Solo Calcário no Brasil

O solo calcário, no Brasil, costuma ocorrer na região semiárida, que abrange estados como: Ceará, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte e o estado de Minas Gerais..

Como se vê, é no clima que podemos encontrar boa parte da explicação para a formação de um solo, e não exatamente no relevo ou na sua formação rochosa, como costumamos acreditar.

O solo calcário pode muito bem ser caracterizado como um “chernossolo”, composto por minerais – especialmente o cálcio – com grande saturação na sua base e horizonte cálcico, tecnicamente falando; que logo indica uma significativa concentração carbonática em sua estrutura.

Solo Calcário no Brasil
Solo Calcário no Brasil

Algo que não ocorre, por exemplo, na região Amazônica – mais especificamente na Floresta Amazônica.

Nela, uma vegetação pujante, com imensas árvores frondosas e vigorosas, não é a garantia de que ali há um solo verdadeiramente resistente e vigoroso, como o solo calcário.

Pois, quando retirada a matéria orgânica ali presente, o que se descobre é uma espécie de Neossolo arenoso e sem vida, que, desprovido daquela cobertura nutritiva, não consegue, de forma alguma, sustentar uma rica vegetação.

Não é de hoje que se conhece, com profundidade, a estrutura dos solos brasileiros.

Na verdade, desde o início dos anos 60 a EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) movimenta os seus principais profissionais para a descrição e catalogação dos mais variados tipos de solos existentes.

E dessa descrição e catalogação resultou a elaboração do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos, que, a partir de vários níveis, consegue determinar a existência de solos calcários no Brasil, bem como arenosos, argilosos, humosos, orgânicos, áridos, entre outras variedades.

Quais as Características do Solo Calcário no Brasil?

Os solos calcários do Brasil são aqueles cuja origem está na decomposição de rochas calcárias.

Como o próprio nome nos leva a supor, eles possuem em sua composição grandes quantidades de carbonatos de cálcio (CaCO3).

Características do Solo Calcário no Brasil
Características do Solo Calcário no Brasil

Essa é uma substância que costuma ser caracterizada como alcalina e como o produto de uma reação entre o óxido de cálcio e o dióxido de carbono – que é o que lhe confere as suas principais características.

Esse fenômeno, como dissemos, costuma ocorrer, com mais frequência, em regiões do semiárido brasileiro, onde o pH costuma ser de mais de 7.

O que não é a regra, já que, na maior parte do Brasil, a ocorrência maior é de solos com pH acima de 7, ou seja, ácido, que não permitem a constituição do carbonato de cálcio que, obviamente, não consegue desenvolver-se em tais ambientes.

Por isso mesmo é praticamente impossível encontrar grandes quantidades de solos calcários em territórios das regiões sul e sudeste, por exemplo, já que a característica de um clima úmido favorece à formação de solos argilosos, arenosos e orgânicos, como as variedades massapê, terra-roxa, residuais, de aluvião, entre outras categorias.

O solo calcário não é o tipo ideal para a agricultura. Pelo fato de ser o resultado da decomposição de rochas calcárias, o que se vê ali são partículas de rochas, pedras e demais fragmentos, que geralmente impedem o desenvolvimento de culturas, especialmente as que exigem grandes quantidades de nutrientes do solo.

E é exatamente por isso que ele é considerado um “solo de regiões desérticas”, como as do semiárido brasileiro, que corresponde a boa parte da Caatinga e demais trechos da região Nordeste.

Nessas regiões, a sua principal utilização é como forma de corrigir uma possível acidez do solo – como no caso dos solos de terra-roxa, massapê e aluvião, cuja acidez pode comprometer a produtividade até mesmo de culturas que se adaptam bem a esse tipo de terreno.

Um Tipo de Solo Misto

Os diferentes tipos de solos também podem ser classificados quanto à sua textura. E nesse caso, eles geralmente são classificados como solos coesos, mistos e granulares.

No primeiro caso, temos as característica de um solo pastoso, macio e compacto, típico de uma estrutura composta por partículas finas que, devido a essa característica, torna-o mais impermeável.

Já os solos granulares são aqueles compostos por grãos bem maiores, como areias, pedregulhos, cascalhos e demais fragmentos, que os tornam praticamente inviáveis para a prática da agricultura.

Por fim, os mistos, uma categoria na qual os solos calcários do Brasil encaixam-se perfeitamente.

Como podemos supor, eles são formados por grãos minúsculos combinados com grãos maiores, que ainda podem apresentar arestas vivas (angulares) ou redondas (lisas) – o que também dá-lhes uma maior ou menor capacidade de compactação para os mais diferentes tipos de uso.

Os solos mistos costumam ser bastante utilizados na construção civil, como os solos arenosos, por exemplo.

Estes, bastante abundantes no Nordeste brasileiro, geralmente apresentam cerca de 2/3 de areia em sua composição, sendo o restante composto por outras partículas sólidas, na maioria minerais como a argila, ferro, quartzo, sílica, entre outros.

As Vantagens do solo Calcário no Brasil

Como vimos, o solo calcário brasileiro não é dos mais indicados para a agricultura, no entanto, como um material para a correção do pH do solo – inclusive para as lavouras e para a criação de gado -, ele é considerado quase imbatível!

Com cerca de 1/3 de calcário em sua composição, ele também tornou-se um dos materiais básicos para a construção civil, especialmente para a produção de cimento e cal, que são utilizados para a produção de argamassas, tintas de parede, rejuntes de pisos, entre outras utilizações.

Vantagens do solo Calcário
Vantagens do solo Calcário

O solo calcário é, basicamente, o resultado de milhares ou milhões de anos de acúmulo de ossos de animais, conchas, cascas de ovos, entre outras fontes de carbonato de cálcio.

Apesar de praticamente inviabilizar a atividade agrícola, ele possui o poder, como dissemos, de corrigir o pH do solo e, com isso, potencializar as propriedades dos frutos, tornando-os mais doces e suculentos do que certamente seriam em um solo ácido.

Além disso, o solo calcário reduz o efeito danoso do excesso de ferro e de alumínio no solo, potencializa os efeitos da adubagem utilizada, ameniza a quantidade de Fósforo, aumenta o potencial dos minerais administrados e fortalece a estrutura celular dos vegetais, tornando-os mais resistentes a pragas e demais manifestações.

O cálcio também ajuda na produção de clorofila por parte das plantas, potencializa a ação dos micro-organismos que produzem matéria orgânica, ajuda na respiração do solo e fluxo de água, entre outros benefícios desse excelente coadjuvante da agricultura, que, por tabela, ajuda a manter e aumentar, consideravelmente, a produtividade de uma lavoura.

Caso queira, deixe as suas impressões sobre esse artigo. E continue compartilhando, questionando, refletindo, discutindo e aproveitando-se das nossas publicações.

Veja também

Intoxicação por Inalação

Quais os Sintomas de Intoxicação por Inalação?

Envenenamento ou intoxicação é o nome dado a lesão ou morte devido à deglutição, inalação, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *