Home / Natureza / Qual o pH dos Solos Brasileiros? Em Quanto Eles Variam?

Qual o pH dos Solos Brasileiros? Em Quanto Eles Variam?

O Brasil é um país bastante conhecido por ter um dos solos mais férteis de todo o planeta. E essa característica se deve, em especial, a composição das superfícies dos solos brasileiros, além do pH.

Mas você já se perguntou Qual o pH dos Solos Brasileiros? Em Quanto Eles Variam? E mais, quais os tipos de solos encontrados ao logo do território brasileiro?

Descubra as respostas para essas perguntas e muitas outras informações interessante sobre a nossa terra! Vamos começar?

Qual o pH dos Solos Brasileiros?

O solos brasileiros tem o pH médio de 5,6. Isso é considerado um tipo ácido de solo, sendo muito favoráveis para diversas atividades agrícolas.

Em Quanto Eles Variam?

Embora, oficialmente, o Brasil tenha um solo de pH medido em 5,6; as regiões do país podem apresentam variações. Isso resulta em uma variação que vai de 5,0 e 5,5 (aproximadamente) – o que ainda é considerada bastante ácida. A escala vai de 0 a 14 (sendo a graduação entre 6 e 7 a mais neutra)

Essa acidez se deve, dentre muitos fatores, a presença de metais, sais, bases e ácidos no solo do Brasil, além de variações ambientais.

Solos do Brasil

O solo do Brasil é composto, basicamente, de 3 estruturas principais que deram origem a outras. São elas: bacias sedimentares, terrenos vulcânicos e escuros cristalinos.

Cada uma dessas estruturas dá origem a diferentes minerais e, em conseqüência, a diferentes tipos de solo.

Além disso, no Brasil, podemos encontrar diversos tipos de solos ácidos (com pH que varia de 5,0 a 5,6), devido a extensão do território. No entanto, temos 4 principais formações de solo no país. São elas:

1 – Terra Roxa: é o tipo de solo considero mais fértil do país. Estudos apontam que essa terra teria surgido a partir do basalto, que tem origem vulcânica.

Terra Roxa
Terra Roxa

É um solo de pH ácido e também rico em ferro.

Esse solo tem uma tonalidade avermelhada e cobre, sobretudo, os estados do Paraná, de São Paulo, de Goiás, de Minas Gerais e do Mato Grosso do Sul.

2 – Aluviais: mais um tipo de solo brasileiro considerado ácido. Não tem a mesma capacidade fértil da Terra Roxa, mas, seu potencial para a agricultura também é alto.

Aluviais
Aluviais

É formado por sedimentos rochosos, que sofreram ações do meio ambiente, como água e vento.

Esse tipo de solo pode ser encontrado em, praticamente, toda a região do país, sendo que se localiza, principalmente, em locais próximos de lagos, rios e úmidos em geral.

3 – Massapé: eis um tipo de solo curioso no Brasil, que se diferencia por sua coloração escura (quase preta), além de formação argilosa.

Massapé
Massapé

É um solo bastante fértil e que está presente, principalmente, no litoral da região Nordeste do país. Sua formação se deu a partir de processos de decomposição de gnaisse e do calcário, entre outras rochas.

Por ter características de argila, esse tipo de solo permanece bem úmido e até grudento nos meses de mais incidência de chuvas. Já nas épocas mais seca e de estiagem, se torna mais rígido.

4 – Salmourão: distribuído, principalmente, em áreas das regiões Sul, Sudeste  Centro-Oeste do país, esse tipo de solo apresenta um dos pH mais ácidos do Brasil. Não e um dos tipos mais fertis de solo, mas com técnicas desenvolvidas é bem utilizado para a agricultura.

Salmourão
Salmourão

Tem aspecto arenoso. Formou-se a partir de processos de decomposição do granito.

Você Sabia…

… que, apesar de o solo brasileiro ser extremamente fértil, devido a acidez ele pode necessitar de tratamento? Esse processo é chamado popularmente “Correção do Solo” (sendo seu nome técnico, Calagem).

O procedimento consiste em adicionar calcário para levar o pH do solo.. Com isso, o solo pode o seu pH levado próximo a faixas neutras (acima de 6).

Lembrando que quanto mais alta a graduação do pH, mais alcalino um solo pode ser considerado.Alguns exemplos de quando a Calagem é aplicada no solo brasileiro está no cultivo da chamada Caixa de tapete e da Hamamelis. Tais árvores não são nativas do Brasil e requerem solos alcalinizados.

A primeira espécie – Caixa de tapete – é uma planta nativa do oriente e tem como utilidade a produção de estofados em geral (caule). Já a Hamamelis é amplamente empregada na indústria cosmética e fitoterápica.

Alguns Problemas do Solo Brasileiro

Mesmo resistente e rica em composição, toda a extensão territorial brasileira apresenta problemas com o solo. Isso se deve a diversos fatos, sendo os alguns deles:

  • Esgotamento (perda de nutrientes, minerais, etc)
  • Lixiviação (retirada excessiva da proteção natural do solo)
  • Erosão (desgaste)
  • Laterização (alterações na composição do solo)

Esses fatores são causados pelas alterações climáticas do Brasil, falta ou excesso de chuvas em algumas regiões e técnicas rudimentares ainda utilizadas nas atividades agrícolas. O último costuma causar danos ao solo.

Ainda, não podemos esquecer de que queimadas, desmatamento e diversos problemas ambientais, sendo muitos deles, causados pelo ser humano, danificam o solo.

Para resolver esses problemas, algumas medidas podem ser adotadas, como:

  • Adubação;
  • Reflorestamento;
  • Irrigação;
  • Plantio em curvas: consiste no cultivo feito segundo linhas em altitudes variadas do terreno. Uma técnica fundamental, sobretudo, para terrenos íngremes, pois ajuda a evitar a erosão do solo. Ainda, evita deslizamentos, pois facilita o escoamento de água de chuvas.
  • Terraceamento: trata-se de uma técnica que promove a conservação do solo. É conhecida também por socalcos e cultivo em terraços. É mais aplicada em terrenos íngremes, ajudando a evitar erosões ocasionadas pelo excesso de chuvas, além de melhorar o poder de cultivo do solo.
  • Aplicação de penalidades frente à agressão ao meio-ambiente e atividade ilegais, que podem causar danos ao solo brasileiro.

Curiosidade

O solo brasileiro do tipo Terra Roxa, como já fora mencionado, tem tonalidade avermelhada. Isso porque colonos vindos da Itália, a partir de1880, se dirigiam a esse tipo de solo como “terra rossa” – que em português significa “terra vermelha”. No entanto, essa pronúncia foi entendida como “terra roxa”, assim, o solo recebe esse nome popular.

Veja também

Quais os Benefícios da Folha de Fumo?

O Tabaco, de nome científico Nicotiana Tabacum, pertence à família das Solanaceae, e que também …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *