Home / Natureza / O Que Não Se Deve Fazer Em Caso De Envenenamento?

O Que Não Se Deve Fazer Em Caso De Envenenamento?

Intoxicação por veneno é algo bastante grave, e que pode até mesmo levar alguém à morte. No entanto, muitas pessoas cometem erros bastante comuns quando se trata de combater casos de envenenamento, o que não deixa de ser justificável dado o desespero do momento. Porém, é preciso sempre ficar atento para que não se cometa erros em momentos assim, pois a vida de alguém pode estar em perigo. Por isso, vamos descobrir agora o que não fazer em situações de envenenamento.

Os Casos De Envenenamento Nas Estatísticas

Muitos até não sabem, mas, esse tipo de problema é recorrente não somente no Brasil, mas no mundo. Pra se ter uma ideia, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), aqui em nosso país, a cada dia, aproximadamente 37 crianças e adolescentes entre 0 e 19 anos são vítimas de algum tipo de envenenamento.

Ainda de acordo com o Sistema Nacional de Informações Toxico-farmacológicas (o Sinitox), no decorrer de 18 anos, foram registrados no Brasil cerca de 245 mil casos de intoxicação nessa faixa etária até os 19 anos, com registro de exatos 240 óbitos.

De acordo com os números colhidos por esses institutos, os maiores riscos de envenenamento acometem crianças entre 0 e 4 anos de idade, sendo o segundo grupo mais atingido adolescentes entre 14 e 19 anos.

Ainda segundo essas estatísticas, os estados brasileiros com maiores índices de casos do tipo são São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Em termos de mortalidade, no entanto, a Bahia está à frente de todos esses.

Ou seja, trata-se de um problema bastante sério envolvendo saúde pública, e que poderia ser evitado com medidas relativamente simples. É algo que vamos explorar mais a seguir no texto.

Tipos de Envenenamento

A intoxicação, em si, é uma coisa única, ou seja, quando nosso organismo toma contato com substâncias estranhas que podem fazer mal. Porém, existem tipos e tipos de envenenamento, que, de um modo geral, é bom saber, até para combater o problema de maneira mais adequada.

Por exemplo, exitem intoxicações ocasionadas por medicamentos (geralmente, sem prescrição médica), e que podem levar o organismo a ter uma espécie de alergia, e, em alguns casos, até mesmo em paradas de órgãos.

Outro tipo de envenenamento bem comum é aquele ocasionado por gases (como monóxido de carbono, por exemplo), ou até mesmo por substâncias domésticas (especialmente as cáusticas). Produtos agrícolas, plantas e metais pesados também podem levar a um grave estado de intoxicação.

Fora isso, podemos ainda classificar os envenenamentos como sendo acidentais ou deliberados. No primeiro caso, é o tipo de acidente não-fatal mais comum nas residências, tendo como principais vítimas crianças.

Quais São Os Sintomas Típicos De Envenenamento?

Os sintomas provocados por qualquer tipo de intoxicação vai depender do tipo de veneno ao qual a pessoa teve acesso. Outros fatores também são determinantes para ver quais serão os sintomas provocados, como, por exemplo, a quantidade de veneno, a idade da pessoa, e o seu estado de saúde, obviamente.

Muitos venenos, inclusive, não são especialmente muito fortes, e só causam problemas por conta da exposição prolongada a eles, bem como a ingestão de grandes quantidades. Ao mesmo tempo, existem venenos onde uma simples gota pingada na pele já é capaz de provocar sintomas bastante graves.

Da mesma forma, existem venenos que podem fazer efeito em questão de segundos, e outras que precisam de horas, dias e até mesmo de anos para se manifestarem.

Substâncias venenosas que tenham sido ingeridas ou mesmo absorvidas, causam sintomas em todo o corpo, geralmente privando células de oxigênio, ou simplesmente porque ativam e bloqueiam certas enzimas e receptores. Entre os sintomas provocados por essas substâncias, podemos citar alterações na consciência, taquicardia e aumento da temperatura corporal.

Já substâncias tóxica que sejam cáustica ou irritantes causam danos às membranas mucosas da boca, do trato gastrointestinal, entre outros sintomas, podendo provocar tosses, vômitos e até mesmo falta de ar.

O Que Fazer Em Casos De Envenenamento?

Pessoa Envenenada
Pessoa Envenenada

Uma das primeiras coisas a se fazer em casos de intoxicação por veneno é ligar ou para o Centro de Informações Antiveneno (que é o 0800 284 4343), ou ligar para uma ambulância através do número de emergência 192.

Depois tente diminuir ao máximo a exposição ao agente tóxico na vítima (seja você, ou alguma outra pessoa). Em caso de ingestão de veneno, a recomendação é dar para a pessoa beber 100 g de carvão vegetal ativado em pó diluído em um copo com água (em caso de adultos), ou 25 g desse mesmo carvão (caso as vítimas sejam crianças). No hospital, o procedimento será fazer uma lavagem gástrica, que é o procedimento correto a ser feito em casos assim.

Caso o veneno tenha sido inalado, é importante afastar a vítima do local de contaminação para que ela não respira mais toxinas ainda. Em caso de veneno que entrou em contato com a pele, antes dos procedimentos médicos, a recomendação é lavar a parte atingida da vítima com água e sabão, além de remover as roupas que entraram em contato com tal substância. Se o veneno tiver atingido os olhos, o recomendável é lavá-los com água fria por cerca de 20 minutos.

Reação de Envenenamento
Reação de Envenenamento

Outros procedimentos consistem em colocar a vítima em posição lateral, especialmente se ela estiver inconsciente. Isso evita que ela venha a se sufocar caso precise vomitar. No mais, é importante ficar atento se a vítima continua respirando (caso contrário, você pode iniciar uma massagem cardíaca). Se o envenenamento tiver sido por ingestão, e os lábios estiverem queimados, você também pode molhá-los com água fria, só tomando cuidado para a pessoa não beber a água, pois esse líquido facilita a absorvição de veneno.

E, Afinal, O Que Não Se Deve Fazer Em Casos De Envenenamento?

Salientando somente a dica anterior, é importante não dar nenhum tipo de líquido à vítima (inclusive, água), pois isso pode favorecer mais ainda a absorvição de determinados tipos de substâncias tóxicas.

Outra dica importante sobre o que não se deve fazer em casos assim, é importante não provocar o vômito na vítima, especialmente se ela ingeriu algum tipo de corrosivo ou solvente. Isso porque o vômito pode provocar queimaduras no esôfago, além de correr o risco de ficar entre os pulmões.

O vômito só deve ser provocado em vítima assim se for orientação médica, e mesmo assim, o mais recomendável é que elas “coloquem tudo pra fora” naturalmente, inclusive, sem a ajuda de qualquer tipo de medicamento.

Veja também

Mecanização da Produção

Como Funciona o Agronegócio Brasileiro?

O Brasil é essencialmente auto-suficiente em alimentos básicos e um dos principais exportadores de uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *