Home / Animais / Raça de Cavalo Hanoveriano: Características, Fotos e História

Raça de Cavalo Hanoveriano: Características, Fotos e História

O cavalo é um animal que convive com o homem há muito tempo, tendo registros de sua domesticação desde 5.500 a.C. Usados para criação, lazer, esporte e até transporte de cargas e de pessoas, o cavalo é encontrado em todo o mundo.

Considerado um dos animais mais elegantes da terra, o cavalo apresenta diversas raças. Uma delas é o cavalo Hanoveriano, cavalo de sangue nobre, de movimentos elegantes e elásticos, além de apresentar trote flutuante e ritmo saudável. Bom, já deu para perceber que essa raça merece atenção então, que tal saber um pouco mais sobre o cavalo Hanoveriano? A seguir falaremos sobre ele, acompanhe.

Origem e Características dos Cavalos

Equus ferus cabalus ou simplesmente cavalo, é um mamífero herbívoro que pertence a ordem dos ungulados. Esse animal é da mesma família das zebras, asnos e equídeos e são parentes das antas, tapires e rinocerontes. Machos não castrados são chamados de garanhão e machos castrados de capão. As fêmeas são chamadas de éguas e os filhotes de potros.

Os cavalos são animais bastante sociáveis e vivem em grupos. Eles possuem uma linguagem corporal bem elaborada para se comunicarem. Tal linguagem pode ser aprendida pelos humanos, para que possam melhorar sua comunicação com o animal, bem como para aprender a compreende-lo.

Um cavalo vive de 25 a 40 anos e possui uma linha de evolução de aproximadamente 60 milhões de anos, tendo como primeiro membro o Hyracohterium, um animal que media 40 centímetros apenas.

O cavalo é um dos poucos animais com registros tão antigos. Isso faz com que o estudo de sua história seja bem mais intenso, sendo possível compreender todos os efeitos causados pela mudança de ambiente do animal e também das adaptações que sofreram durante sua evolução.

De um modo geral, os cavalos são bastante semelhantes, principalmente na forma física, onde possuem um corpo bem proporcional, quadris fortes e musculosos, cabeças acentuadas e em forma triangular, que são sustentadas por um longo pescoço. Os olhos estão localizados na parte mais alta da cabeça e são bem separados, proporcionando uma ampla visão. As orelhas são pontudas e moveis, se tornando bem alertas com audição aguçada. As narinas são muito boas, farejando depressa sinais de perigo.

Crinas e a Pelagem dos Cavalos
Crinas e a Pelagem dos Cavalos

Ao longo do pescoço, os cavalos possuem crinas e a pelagem do restante do corpo é lisa. Acredita-se que a crina serve como proteção contra predadores, principalmente felinos, que costumam atacar no pescoço.

Pelagem e Raças dos Cavalos

Existem cavalos das mais variadas cores, satisfazendo todos os gostos. Dizem que a cor do animal é um dos fatores mais relevante em algumas raças. Algumas das principais tonalidades de cavalo são:

Alazão: varia em diversos tons de castanho avermelhado

Cavalo Alazão
Cavalo Alazão

Baio: cor de um café com leite bem fraco

Cavalo Baio
Cavalo Baio

Colorado: é vermelho

Cavalo Colorado
Cavalo Colorado

Gateado: café com leite forte, marrom claro

Cavalo Gateado
Cavalo Gateado

Gateado Rosilho: possui pintas brancas

Cavalo Gateado Rosilho
Cavalo Gateado Rosilho

Malacara: sua pelagem é vermelha e possui uma mancha vertical dos olhos até ao focinho

Cavalo Malacara
Cavalo Malacara

Negro: cor preta, tem fama de ser um cavalo de não confiança

Cavalo Negro
Cavalo Negro

Tordilho: fundo branco com manchas mais escuras

Cavalo Tordilho
Cavalo Tordilho

Tordilho Negro: fundo branco com manchas pretas

Cavalo Tordilho Negro
Cavalo Tordilho Negro

Zaino: Pelagem castanho brilhante e pode ter as patas, a cauda e a crina preta

Cavalo Zaino
Cavalo Zaino

Zaino Negro: varia do Zaino até o negro. É um cavalo muito usado para caçadas, passeios e shows.

Cavalo Zaino Negro
Cavalo Zaino Negro

Devido a linha evolutiva dos cavalos vir de muito tempo atrás, foram sendo desenvolvidas diversas raças de cavalos. Dentre elas, as mais conhecidas são a Puro Sangue, Quarto de Milha, Lusitano, Pônei, Árabe, e muitos outros.

Origem e História do Hanoveriano

Assim como diversas raças de cavalos alemães, o cavalo Hanoveriano tem seu nome derivado da sua região de origem: antigo Reino de Hannover, atual Baixa Saxônia, na Alemanha.

No ano de 1735, George II, filho do rei da Inglaterra, George I, criou uma espécie de estábulo com cavalos de diferentes espécies, o haras Celle, a fim de instituir um programa para criação de excelentes cavalos, que ajudassem os agricultores no trabalho e também para cavalaria.

A criação original teve domínio da raça Holsteiners, onde o Hanoveriano passou a ser usado na cavalaria e como animal para uso nas fazendas. A partir de 1950, passou a ser exigido animais modernos, com mais aptidão, então, foram feitos novos cruzamentos com cavalos puro sangue, das raças Thoroughbred e Traehner.

Cavalo Hanoveriano na Fazenda
Cavalo Hanoveriano na Fazenda

Assim, o Hanoveriano, passou a atender as necessidades da fazenda, de montaria e também de carruagem, sendo um cavalo ótimo para adestramento, saltos e até para ringue caçador. Os Hanoverianos foram muito utilizados na primeira guerra mundial e se espalhou por todos os continentes, de forma muito rápida, tornando-se uma das raças de maior destaque de todo o mundo. No Brasil, a raça foi introduzida na década de 70, para a prática de saltos.

Atualmente existem cerca de 19 mil matrizes de Hanoverianos registradas que produzem cerca de 450 garanhões ativos só na Alemanha. Como a raça tem abertura mundial, existem associações de reprodução na Suécia, Dinamarca, Bélgica, USA, Austrália e Inglaterra que são controladas pela associação alemã.

Características do Cavalo Hanoveriano

O Hanoveriano é considerado uma das raças com animais mais altos, medindo entre 1,60 e 1,70 metros. É um cavalo que possui o pescoço, a cabeça e o tronco bem definidos e é um animal com corpo magro. É encontrado em diversas cores, como marrom, preto, castanho, baía e tordilho. Um Hanoveriano pode pesar até 650 quilos, sendo considerado um cavalo de porte médio.

Seu pescoço é bem musculoso, enquanto a cabeça é de porte médio. Seu peitoral é bem desenvolvido e trabalhado e os ombros longos e oblíquos ajudam a pular barreiras altas. As costas do Hanoveriano são fortes e seus quadris bem formados, melhorando o impulso ao saltar.

Ele é um animal robusto, porém tranquilo, sendo criado para a pratica de esportes, como hipismo e equitação. Seu destaque está nos belos saltos e na facilidade de adestramento. Devido a exigências do mercado, o Hanoveriano sofre, com certa frequência, modificações na criação, a fim de atender tais exigências. Geralmente, essas exigências são a busca por cavalos de qualidade e mais nobres.

Além de ser um cavalo nobre, poderoso e de um exterior perfeito, o Hanoveriano é um cavalo bastante obediente, trabalhador e gentil. Apesar de contidos, são muito energéticos, o que é essencial no esporte. Inclusive, o animal já deu aos alemães diversas medalhas em olimpíadas, o que faz do Hanoveriano um cavalo que merece destaque.

Veja também

Meu Cachorro Está Estranhando Todo Mundo. E Agora?

Os cachorros ganharam enorme importância na vida das famílias brasileiras. Esses animais se tornaram tão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *